Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Zimicina - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Apresentação :

2 comprimidos revestidos 500 mg
2 comprimidos revestidos 500 mg
600 mg 5 ml
900 mg 22,5 ml

Indicação :

ZIMICINA é indicada em infecções causadas por organismos suscetíveis, em infecções do trato respiratório inferior, incluindo bronquite e pneumonia, infecções da pele e tecidos moles, em otite média e infecções do trato respiratório superior, incluindo sinusite e faringite/tonsilite. Nas doenças sexualmente transmissíveis no homem e na mulher. No tratamento de infecções genitais não complicadas
devido a Chlamydia trachomatis e Neisseria gonorrhoeae. É também indicada no tratamento do cancro devido a Haemophilus ducreyi. Infecções concomitantes com Treponemae pallidum devem ser excluídas.

Contra indicação :

O uso deste agente é contra indicado em indivíduos com história de reações alérgicas ou hipersensibilidade a azitromicina, eritromicina ou a qualquer um dos antibióticos macrolídeos ou ainda a qualquer componente da fórmula.

Modo de Usar :

A zimicina deve ser administrada em dose única diária. zimicina comprimidos revestidos ou suspensão oral podem ser administrados a qualquer hora do dia.

Adultos: tratamento de doenças sexualmente transmissíveis, causadas por chlamydia trachomatis, haemophillus ducreyi ou neisseria gonorrhoeae suscetível, zimicina deve ser administrada em dose oral única de 1000 mg. para todas as outras administrações uma dose total de 1500 mg deve ser administrada em dose única diária de 500 mg durante 3 dias.

Crianças: a dose total em crianças é de 30 mg/kg que deve ser administrada em doses únicas diárias de 10 mg/kg durante 3 dias. para crianças pesando entre 5 e 15 kg, e superior a 15 kg, zimicina suspensão deve ser medida cuidadosamente com a seringa de dosagem fornecida na embalagem, conforme tabela contida na bula do medicamento.

Zimicina comprimido revestido deve ser administrado somente em crianças pesando mais que 45kg.

Advertências e Precauções

Têm sido raramente relatadas reações alérgicas sérias, incluindo angioedema
e anafilaxia (raramente fatal). Não há dados registrados do uso de azitromicina em pacientes com um clearance de creatinina < 40 ml/min; portanto deve-se ter cautela. ZIMICINA deve ser utilizada com cautela em pacientes com disfunção hepática significante. A azitromicina e derivados do ergô não devem ser coadministrados.

Não há evidências de que ZIMICINA possa afetar a habilidade do paciente de dirigir ou operar máquinas. A segurança na gravidez e lactação não foi ainda estabelecida, portanto deve ser utilizada nestes pacientes somente quando alternativas adequadas não estiverem disponíveis.

Interações

Antiácidos: Não devem ser administrados simultaneamente.

Carbamazepina, Metilprednisolona, Teofilina, Terfenadina: A azitromicina não produziu nenhum efeito significativo na farmacocinética.

Cimetidina: Não foram observadas quaisquer. Ciclosporina: deve-se ter cuidado. Digoxina: A possibilidade de um aumento nos níveis de digoxina deve ser considerada.

Ergo: A possibilidade teórica de ergotismo contra-indica o uso.

Anticoagulantes Orais do Tipo Cumarínicos: Foram recebidos relatos de anticoagulação potenciada.

Zidovudina: Aumenta as concentrações do metabólito clinicamente ativo.

Didanosina: Não afetada a farmacocinética. Rifabutina: Não ter afetado as concentrações séricas.

Varfarina: Monitoração rotineira do tempo de protombina deverá ser realizada.

A ZIMICINA é bem tolerada, apresentando baixa incidência de reações adversas, como: Gastrintestinais, Sentidos Especiais (Disfunções auditivas, distúrbios de paladar), Genitourinário, Hematopoiético, Hepático/Biliar, Músculo/esquelético, Psiquiátrico, Reprodutivo, Sistema Nervoso Central e Periférico, Sistema Retículo-Endotelial e Série Branca, Pele/Anexos (reações alérgicas), Cardiovasculares e Gerais (astenia e parestesia, monilíase e anafilaxia).

Venda sob prescrição médica

Reg. M.S. nº 1.0047.0373

Fabricante :

HEXAL DO BRASIL LTDA

Rodovia Celso Garcia Cid, KM 87
Parque Industrial
Cambé - PR - Brasil
CEP 86183-600
SAC - 0800 400 91 92
sac.sandoz@sandoz.com
Cambé - PR +55 43 3174-8000
São Paulo - SP +55 11 5532-7122

Medicamentos do mesmo fabricante :

Aciclovir, Arotin, Atenopress, Atenorese, Binko Hexal, Captotec, Cetihexal, Cimetina, Ciprobiot, Clarilerg, Cor mio, Dexametonal, Diclac sr, Diclac, Enaprotec, Ergomemor, Flox, Flutec, Ginkgo Biloba, Glimeprid, Itrahexal, Keflaxina, Lisinopril, Lisinoretic, Lisinovil, Loratadina, Lorsacor, Lorsar hct, Micosten, Movacox, Neobacina, Neocina, Nimalgex, Omeprotec, Pantopaz, Piroxicam, Pontin, Qiftrim, Quadrihexal, Secnihexal, seduspar, sinvastacor, sotahexal, stugerina, Ulcerit, Zimicina,

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode ser-lhes prejudicial, mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.
O ministério da saúde adverte: a automedicação pode fazer mal à sua saúde.
Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária. Trata-se de um registro histórico deste medicamento.
Este texto não pode substituir a leitura da bula que acompanha o medicamento.
Os medicamentos podem mudar suas formulações, recomendações e alertas.
Apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão do medicamento comercializada.
Todas as bulas constantes no site portal são meramente informativas.
Lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.