Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Xylocaína Pomada - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : lidocaína

Apresentação : Pomada. Via de Administração: aplicação tópica sobre mucosa oral. Embalagem com
bisnaga contendo 25 g.

Indicação : XYLOCAÍNA Pomada é indicada para anestesia tópica de mucosa oral.

Contra indicação :

Você não deve utilizar XYLOCAÍNA Pomada nas seguintes situações:
- Alergia a lidocaína, a outros anestésicos locais ou aos outros componentes da fórmula.
- Não deve ser aplicada nos olhos.

Modo de Usar :

Adultos:
Não se recomenda utilizar mais do que 20 g da pomada a cada período de 24 horas. Recomendações e dose única máxima de XYLOCAÍNA Pomada em adultos por tipo de aplicação
Procedimentos orais e dentais
Dose recomendada de pomada (g): 1-5
Dose máxima de pomada (g): 10
Crianças entre 5 a 12 anos de idade e maiores que 20 kg de peso:
A dose única não deve exceder 0,1 g/kg de peso corpóreo (corresponde a 5 mg de lidocaína/kg de peso corpóreo). O intervalo de dose mínimo em crianças deve ser de 8 horas. Em pacientes debilitados ou idosos e em crianças maiores de 12 anos e menos de 25 kg, pacientes com doenças agudas ou pacientes com sépsis, as doses deverão ser adequadas à idade, ao peso e às condições físicas do paciente.
Como usar
Use a menor quantidade necessária de XYLOCAÍNA Pomada para controlar os sintomas. Aplique uma pequena camada, usando o suficiente para cobrir a área afetada, e reaplique quando preciso em intervalos toleráveis. Em odontologia deve-se secar a mucosa antes da aplicação. Espere 0,5-5 minutos para a ação anestésica tornar-se efetiva. Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico. Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento.

Efeito Colateral :

Reações adversas por ordem decrescente de gravidade.
1. As reações adversas sistêmicas são raras e podem resultar de níveis sanguíneos elevados devido a excesso de dose, por rápida absorção ou por hipersensibilidade, características próprias do paciente ou reduzida tolerância do paciente. Sendo as
mesmas:
- As reações do Sistema Nervoso Central incluem: nervosismo, tontura, convulsões, inconsciência e, possivelmente, parada respiratória.
- As reações cardiovasculares incluem: queda da pressão arterial, diminuição da contração ou da força de contração do coração, batimentos lentos do coração e, possivelmente, parada cardíaca.

Reações de natureza alérgica (nos casos mais graves choque anafilático) associadas à anestésicos locais do tipo amino-amida são raras (< 0,1%). As reações são predominantemente de sensibilidade no local de contato e são raramente sistêmicas.
3. Produtos tópicos que contém propilenoglicol podem causar irritação na pele.

Advertências e Preucações

XYLOCAÍNA Pomada deve ser utilizada com cuidado nas seguintes situações:
- Em pacientes com mucosa traumatizada, pacientes debilitados ou pacientes com doenças agudas, pacientes com sépsis, doença hepática grave ou insuficiência cardíaca e crianças com mais de 12 anos de idade que pesam menos que 25 kg, as doses são de acordo com o peso e condição fisiológica do paciente.
- Quando XYLOCAÍNA Pomada é usada na boca ou região da garganta, o paciente deve estar ciente que a aplicação do anestésico tópico pode prejudicar a deglutição e, portanto, intensificar o perigo de aspiração. O entorpecimento da língua ou mucosa da boca pode aumentar o perigo de trauma por mordida.
- Em pacientes em uso de medicamentos para o tratamento de arritmias cardíacas (ex.: amiodarona), uma vez que os efeitos cardíacos são aditivos. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. O uso de XYLOCAÍNA Pomada não é recomendado em crianças menores de 5 anos de idade. O uso também não é recomendado em crianças com menos de 20 kg de peso. Informe ao médico ou cirurgião-dentista o aparecimento de reações indesejáveis. Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.
Precauções
Dependendo da dose, os anestésicos locais podem ter um pequeno efeito na função mental e na coordenação. Nas doses recomendadas é pouco provável que ocorram reações adversas.

Superdosagem :

Em caso de Administração de uma quantidade de medicamento maior do que a
prescrita pelo seu médico, você deve contatá-lo imediatamente.
A lidocaína pode causar reações tóxicas agudas se ocorrerem níveis sistêmicos
elevados devido à rápida absorção ou superdosagem. Com o uso das doses
recomendadas de XYLOCAÍNA Pomada não tem sido relatados efeitos tóxicos.
Efeitos não previstos podem acontecer. Se você notar qualquer efeito incomum
enquanto esteja usando a XYLOCAÍNA Pomada, deixe de usar a pomada e contate o
seu médico o mais cedo possível.

Fórmula :

Cada g contém:
lidocaína ....................... 50 mg
Excipientes q.s.p........... 1 g
Excipientes: óleo de laranja, corante amarelo crepúsculo CI 15985, sacarina sódica,
butilhidroxianisol, propilenoglicol e macrogol.

Armazenamento

XYLOCAÍNA Pomada deve ser mantida em temperatura entre 15ºC e 25°C. Todo medicamento deve ser mantido em sua embalagem original até o momento do uso. Depois de aberta a bisnaga, este medicamento deve ser mantido na sua embalagem original e deverá ser consumido em até 3 meses. Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.


USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Interação Medicamentosa :

XYLOCAÍNA Pomada deve ser utilizada com cuidado nas seguintes situações:
- Em pacientes em uso dos medicamentos antiarrítmicos, betabloqueadores,
cimetidina e outros anestésicos locais.

Informações Legais

ANVISA/MS - 1.1618.0101.007-5
Farm. Resp.: Dra. Daniela M. Castanho - CRF-SP nº 19.097

Fabricante :

Zeneca Farmacêutica do Brasil Ltda.
Rod. Raposo Tavares, Km 26,9 - Cotia - SP - CEP 06707-000
CNPJ 60.318.797/0001-00
Cotia - SP - CEP 06707-000
SAC: 0800-0145578

Medicamentos do mesmo fabricante :

Accolate, Alzen 25 Quetiapina, Alzen 150 Quetiapina, Alzen 300 Quetiapina, Alzen Quetiapina, Arimidex, Budecort Aqua, Casodex, Diprivan, eEmla Creme, Emla Penso, Foscavir, Lidopass, LPisinopril, Meronem IM, Meronem IV, Mysoline, Nexium-20, Nexium, Nolvadex, Omeprazol, Propofol, Pulmicort Inalado, Pulmicort, Xylocaina Pomada, Zestoretic, Zestril, Zoladex,

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Curso Master O Cara da Foto