Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Uro Bactrim - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : trimetroprima +

Apresentação : Comprimido: caixas com 20. comprimido f: caixas com 10.

Indicação : Tratamento das infeccoes das vias urinarias acompanhadas de dor causadas por germes sensiveis aos componentes da formula.

Efeito Colateral :

Os seguintes efeitos adversos tem sido descritos (em ordem de frequencia): efeitos colaterais gastrintestinais: nausea (com ou sem vomito), estomatite, diarreia, raros casos de hepatite e casos isolados de enterocolite pseudomembranosa. casos de pancreatite aguda tem sido relatados. ``rashes'' cutaneos induzidos por uro bactrim: sao geralmente leves e rapidamente reversiveis apos suspensao da medicacao. como ocorre com muitas outras drogas, o uso de uro bactrim tem sido, em alguns casos, relacionado ao surgimento de eritema multiforme, fotossensibilidade, sindrome de stevens-johnson e necrolise epidermica toxica (sindrome de lyell). casos raros de comprometimento renal e insuficiencia renal (p. ex.: nefrite intersticial) e cristaluria foram reportados. sulfonamidas, incluindo o uro bactrim, podem levar a diurese aumentada, particularmente em pacientes com edema de origem cardiaca. a maioria das alteracoes hematologicas observadas sao leves e assintomaticas, sendo reversiveis com a suspensao da medicacao. as alteracoes mais comumente observadas foram leucopenia, neutropenia e trombocitopenia. muito raramente podem ocorrer agranulocitose, anemias megaloblastica, hemolitica ou aplastica, pancitopenia ou purpura. como ocorre com qualquer outra droga, podem aparecer reacoes alergicas em pacientes hipersensiveis aos componentes do uro bactrim. raramente observaram-se febre e edema angioneurotico. infiltrados pulmonares, tais como ocorrem na alveolite alergica ou eosinofilica raramente foram reportados. estes podem manifestar-se atraves de sintomas como tosse ou respiracao ofegante. se tais sintomas forem observados ou inesperadamente apresentarem uma piora, o paciente deve ser reavaliado e a suspensao do tratamento com o uro bactrim considerada. raros casos de meningite asseptica ou sintomas semelhantes a meningite tem sido descritos e muito raramente alucinacoes tem sido relacionadas ao uso de uro bactrim. - interacoes medicamentosas: aumento da incidencia de trombocitopenia com purpura tem sido observado em pacientes idosos que estao sendo tratados concomitantemente com Diuréticos, principalmente tiazidicos. tem sido descrito que o uro bactrim pode aumentar o tempo de protrombina de pacientes em uso de anticoagulantes tipo warfarina. esta interacao deve ser lembrada quando da administracao de uro bactrim a pacientes sob terapeutica anticoagulante. em tais casos, o tempo de coagulacao deve ser novamente determinado. o uro bactrim pode inibir o metabolismo hepatico da fenitoina. apos administracao de uro bactrim em doses habituais, tem sido observado 39% de aumento da meia-vida e 27% de diminuicao no clearance da fenitoina. se os dois farmacos sao administrados simultaneamente e importante estar atento para um possivel efeito excessivo da fenitoina. as sulfonamidas, incluindo sulfametoxazol, podem deslocar o metotrexate dos pontos de ligacao nas proteinas plasmaticas aumentando assim a concentracao de metotrexate livre. o uro bactrim pode afetar a dose necessaria de hipoglicemiantes. relatos ocasionais sugerem que pacientes em uso de pirimetamina para profilaxia de malaria em doses superiores a 25 mg/semana, podem desenvolver anemia megaloblastica se o uro bactrim e usado concomitantemente. disturbio reversivel da funcao renal, manifestado por creatinina serica aumentada tem sido observado em pacientes tratados com tm-smz e ciclosporina apos transplante renal. este efeito combinado e provavelmente devido ao componente trimetoprima. niveis aumentados de smz no sangue podem ocorrer em pacientes que estiverem recebendo concomitantemente indometacina. - sintomas e tratamento de superdosagem: sintomas de superdosagem aguda podem incluir nausea, vomito, diarreia, cefaleia, vertigens, tontura e disturbios mentais e visuais; cristaluria, hematuria e anemia podem ocorrer em casos severos. sintomas de superdosagem cronica podem incluir depressao da medula ossea, manifestada como trombocitopenia ou leucopenia e outras discrasias sanguineas devidas a deficiencia deÁcido folinico. dependendo dos sintomas, recomenda-se as seguintes medidas terapeuticas: lavagem gastrica, emese, excrecao renal atraves de diurese forcada (alcalinizacao da urina aumenta a eliminacao de smz), hemodialise (atencao: dialise peritoneal nao e eficaz), controle do hemograma e eletrolitos. se ocorrer significativa discrasia sanguinea ou ictericia, deve-se instituir tratamento especifico para estas condicoes. a administracao de folinato de Cálcio, por via intramuscular, de 3 a 6 mg durante cinco a sete dias pode contrabalancar os efeitos de tm sobre a hematopoiese. interferencia em exames de laboratorio: o uro bactrim, especificamente o componente trimetoprima, pode alterar a dosagem do metotrexate serico quando se usa a tecnica de ligacao proteica competitiva, utilizando como ligante proteico a diidrofolato redutase bacteriana. entretanto, se a dosagem e feita por radioimunoensaio, nao se observa qualquer interferencia. a presenca de tm e smz pode tambem interferir com os resultados de dosagem de creatinina realizada com a reacao de picrato alcalino de jaffe, ocasionando um aumento de cerca de 10% nos valores da faixa de normalidade.

Modo de Usar :

Posologia padrao: adultos e criancas acima de 12 anos: 2 comprimidos de uro bactrim ou 1 comprimido de uro bactrim f administrados a cada 12 horas pela manha e a noite, de preferencia apos uma refeicao e com suficiente quantidade de liquido, durante 5 dias. a criterio medico, apos os 5 primeiros dias com o desaparecimento dos sintomas locais, o uro bactrim podera ser substituido pelo bactrim em posologia equivalente - 2 comprimidos de bactrim ou 1 comprimido de bactrim f de 12 em 12 horas - ate completar o tratamento. pacientes com insuficiencia renal: clearance de creatinina acima de 30 ml/min: posologia padrao. clearance de creatinina 15-30 ml/min: metade da posologia padrao. clearance de creatinina menos de 15 ml/min: nao e recomendavel o uso de uro bactrim.

Contra indicação :

O uro bactrim esta contra-indicado nos casos de lesoes graves do parenquima hepatico e em pacientes com insuficiencia renal grave quando nao se pode determinar regularmente a concentracao plasmatica. da mesma forma, o uro bactrim esta contra-indicado aos pacientes com historia de hipersensibilidade a sulfonamida ou a trimetoprima. nao deve ser administrado a criancas abaixo de 12 anos de idade.

Precauções :

Existe maior risco de reacoes adversas graves em pacientes idosos ou em pacientes que apresentem as seguintes condicoes: insuficiencia hepatica, insuficiencia renal ou uso concomitante de outras drogas (em cada caso o risco pode ser relacionado a dosagem ou duracao do tratamento). exito letal, embora raro, tem sido descrito relacionado com reacoes graves, tais como: discrasias sanguineas, eritema exsudativo multiforme, (sindrome de stevens-johnson), necrolise epidermica toxica (sindrome de lyell) e necrose hepatica fulminante. para diminuir o risco de reacoes indesejaveis, a duracao do tratamento com uro bactrim deve ser a menor possivel, especialmente em pacientes idosos. em caso de comprometimento renal, a posologia deve ser ajustada, conforme indicado no item ``posologia''. pacientes em uso prolongado de uro bactrim devem fazer controle regular de hemograma. caso surja reducao significativa de qualquer elemento figurado do sangue, o tratamento com uro bactrim deve ser suspenso. a nao ser em casos excepcionais o uro bactrim nao deve ser administrado a pacientes com serias alteracoes hematologicas. devido a possibilidade de hemolise, o uro bactrim nao deve ser administrado a pacientes portadores de deficiencia de g6pd (desidrogenase de glicose 6 fosfato) a nao ser em casos de absoluta necessidade e em doses minimas. o tratamento deve ser descontinuado imediatamente ao primeiro sinal de ``rash'' cutaneo ou qualquer outra reacao adversa seria. nos pacientes idosos ou em pacientes com historia de deficiencia deÁcido folico ou insuficiencia renal, podem ocorrer alteracoes hematologicas indicativas de deficiencia deÁcido folico. estas alteracoes sao reversiveis administrando-seÁcido folinico. pacientes em uso prolongado de uro bactrim (em particular, pacientes com insuficiencia renal) devem fazer exame de urina e avaliacao da funcao renal regularmente. adequada administracao de liquidos e eliminacao urinaria devem ser asseguradas durante o tratamento para prevenir cristaluria. - gravidez e lactacao: experimentos em animais com doses bastante elevadas de tm e smz apresentaram malformacoes fetais tipicas de antagonismo deÁcido folico. com base em relatorios efetuados em mulheres gravidas, revisao de literatura e relatorios espontaneos de malformacoes, o uso de uro bactrim parece nao apresentar risco de teratogenicidade em seres humanos. uma vez que tanto tm como smz atravessam a barreira placentaria e podem, portanto, interferir com o metabolismo doÁcido folico, o uro bactrim somente devera ser utilizado durante a gravidez se os possiveis riscos para o feto justificarem os beneficios terapeuticos esperados. recomenda-se que toda mulher gravida, ao ser tratada com o uro bactrim, receba concomitantemente 5 a 10 mg deÁcido folico diariamente. deve-se evitar o uso de uro bactrim durante o ultimo estagio da gravidez tanto quanto possivel devido ao risco de kernicterus no neonato. tanto tm como smz passam para o leite materno. embora a quantidade ingerida pelo lactente seja pequena, recomenda-se que os possiveis riscos para o lactente (kernicterus, hipersensibilidade) sejam cuidadosamente avaliados frente aos beneficios terapeuticos esperados para a lactante.

Fórmula :

Uro bactrim: trimetroprima 80 mg, sulfametoxazol 400 mg, cloridrato de fenazopiridina 50 mg. uro bactrim f: trimetroprima 160 mg, sulfametoxazol 800 mg, cloridrato de fenazopiridina 200 mg.

Fabricante :

Roche Químicos Farmacêuticos S/A

Estrada dos Bandeirantes, 2020 – cep 22775-109
Rio de Janeiro – RJ - Brasil

Canal do Médico: 0800 77 20 292
Canal do Paciente: 0800 77 20 289

Ancotil, Bactrim, Cellcept, Coreg, Efurix, Fansidar, Fortovase, Globocef, Granulokine, Herceptin, Hivid, Lanexat, Lariamar, Limbitrol, Liquemine, Mabthera, Marcoumar, Pegasys, Posicor, Prolopa, Prostigmine, Protamina, Protovit, Pulmozyme, Rennie, Roacutan, Rocaltrol, Rocefin im, Rocefin iv, Rochagan, Roferon a, Uro bactrim, Verutex, Vesanoid


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Curso Master O Cara da Foto