Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Suprema - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Estradiol e Acetato de Noretisterona.

Classe terapêutica : hormônios

Apresentação :

Comprimido revestido. Caixa com 1 blister-calendrio com 28 comprimidos revestidos.
Cada comprimido contêm:
Noretisterona: 1 mg.
Estradiol: 2 mg.

Indicação : Tratamento dos distúrbios decorrentes da deficincia estrogênica, tais como sudorese e ondas de calor, incluindo profilaxia, tratamento da osteoporose e atrofia urogenital em pacientes Pós-menopausadas.

Efeito Colateral :

Foram associadas ao tratamento com estrgeno e/ou progestágeno as seguintes reações: náuseas, vômitos, sangramento intermenstrual, dismenorria, tenso mamria, cefaleia, enxaqueca, nervosismo, depresso, alterações da libido, edemas e molstias varicosas.
Muito raramente foram relatados: cloasma, gastrite, alopécia, secreo vaginal, aumento do apetite, eruPóo cutânea, sintomas androgúnicos, amenorria, galactorria, mastopatia, insônia, cansaço, intolerância lente de contato, alterações de secreo cervical, coria, hirsutismo e porfiria .
Hemorragias intermenstruais podem ocorrer com maior probabilidade durante os primeiros ciclos de uso. Em todos os casos de sangramento genital irregular, causas não funcionais devem ser descartadas.

Modo de Usar :

Para serem alcançados os máximos efeitos teraPóuticos, suprema deve ser utilizado exatamente como está descrito no blister-calendrio e em intervalos que não excedam 24 horas. portanto recomenda-se que o comprimido de suprema seja ingerido com ajuda de algum líquido, sem mastigar sempre mesma hora, todos os dias e preferencialmente após o jantar ou antes de dormir. terminado um blister-calendrio, deve-se iniciar, imediatamente, outro blister, sem qualquer intervalo de tempo. o uso de suprema é indicado somente para pacientes cuja menopausa tenha ocorrido há mais de um ano.
Primeira vez: em mulheres que estáo procedendo terapia de reposio hormonal pela primeira vez, o tratamento com suprema pode ser iniciado em qualquer dia.
mudança de outro repositor hormonal para suprema: para mulheres que utilizaram previamente outra terapia de reposio hormonal combinada seqencial, recomenda-se iniciar o tratamento com supremaé ao final do sangramento programado.
O tratamento com suprema destina-se terapia hormonal com induo de amenorria. as pacientes devem ser orientadas sobre a possibilidade de ocorrerem sangramentos nos seis primeiros ciclos de uso, mas que não devem ser excessivos e tendem a diminuir e cessar após este perãodo. caso os sangramentos persistam, deve ser considerada a interruPóo da terapia ou mudança para terapia seqencial.

Contra indicação :

Pacientes com hipersensibilidade ao medicamento; gravidez suspeita ou comprovada; história anterior ou atual de distúrbios tromboemblicos arterial , venoso ou tromboflebites; doenças vasculares cerebrais ou coronarianas; tumor hepático atual ou já tratado; hepatopatias graves (antecedentes de icterícia idioPótica e síndromes de Dubin-Johnson e de Rotor); prurido persistente durante gestao anterior; história prvia ou atual de neoplasia estrgeno-dependente, confirmada ou suspeita, da mama ou dos genitais; hemorragia genital anormal não diagnosticada; antecedentes de herpes gestacional; otosclerose agravada durante a gravidez; anemia falciforme; diabetes grave com alteração vascular e distúrbios do metabolismo liPódico; hipercalcemia e doença de vescula biliar.

Modo de usar :

Para serem alcançados os máximos efeitos teraPóuticos, suprema deve ser utilizado exatamente como está descrito no blister-calendrio e em intervalos que não excedam 24 horas. portanto recomenda-se que o comprimido de suprema seja ingerido com ajuda de algum líquido, sem mastigar sempre mesma hora, todos os dias e preferencialmente após o jantar ou antes de dormir. terminado um blister-calendrio, deve-se iniciar, imediatamente, outro blister, sem qualquer intervalo de tempo. o uso de suprema é indicado somente para pacientes cuja menopausa tenha ocorrido há mais de um ano.
Primeira vez: em mulheres que estáo procedendo terapia de reposio hormonal pela primeira vez, o tratamento com suprema pode ser iniciado em qualquer dia.
mudança de outro repositor hormonal para suprema: para mulheres que utilizaram previamente outra terapia de reposio hormonal combinada seqencial, recomenda-se iniciar o tratamento com supremaé ao final do sangramento programado.
O tratamento com suprema destina-se terapia hormonal com induo de amenorria. as pacientes devem ser orientadas sobre a possibilidade de ocorrerem sangramentos nos seis primeiros ciclos de uso, mas que não devem ser excessivos e tendem a diminuir e cessar após este perãodo. caso os sangramentos persistam, deve ser considerada a interruPóo da terapia ou mudança para terapia seqencial.

Cuidados e Advertências

Este produto não se destina É contracePóo. Deve-se realizar exame físico completo (presso arterial, mamas, abdômen, rgos Pólvicos, citologia cervical e testes laboratoriais, inclusive o Papanicolaou), Além de se verificar a história familiar e eliminar qualquer possibilidade da paciente estar grávida. Periodicamente (a cada 6 meses), a paciente deve submeter-se a exames de controle.
Deve-se estabelecer rigorosa vigilância caso a paciente apresente: diabetes, hipertenso arterial, reteno de líquidos, varizes, otosclerose múltipla, epilepsia, porfiria, tetania, coria minor e antecedentes de flebite.
Podem ocorrer sangramentos vaginais irregulares durante os primeiros meses de tratamento com Suprema. Se persistirem, deve-se investigar as causas. No caso dos sangramentos acontecerem após o estabelecimento da amenorria, deve-se proceder a bipsia endometrial para elucidao de malignidade.
O uso combinado de estrgenos/progestágenos (Suprema) está associado a raros casos de alterações hepáticas benignas e também algumas malignas, que podem ocasionar hemorragias intra-abdominais com risco fatal para a paciente. Caso ocorram graves alterações epigástricas, aumento do fgado ou sinais de hemorragias intra-abdominais, deve-se incluir a possibilidade de tumor hepático nas considerações diagnóstico-diferenciais.
Os seguintes sintomas ou condições levam interrupção do tratamento e imediata comunicação ao médico: gravidez; sinais precursores de tromboflebites ou tromboembolias (por exemplo: dor incomum nas pernas ou edemas não habituais nos braos e pernas, dores do tipo pontada ao respirar ou tosse sem motivo aparente); sbita e severa enxaqueca em pacientes que nunca apresentaram este sintoma ou aumento na frequência de dores de cabeça com intensidade fora do habitual; distúrbios da viso e/ou da fala, vômitos, tontura ou desmaio, adormecimento dos braos e pernas (indicando uma possível apoplexia); icterícia ou amarelamento da pele e dos olhos acompanhado frequentemente por febre, fadiga, perda do apetite, urina de cor escura ou fezes de cor clara (indicando possveis problemas hepáticos); dificuldade para dormir, fraqueza, perda de energia ou mudança no humor (possibilidade de grave depresso); dor intensa na parte superior do abdômen ou aumento de volume do fgado; aumento das crises epilpticas; dor torxica, aperto ou sensao de peso no peito (indicando um possível ataque cardíaco); cirurgias programadas (6 semanas antes da data prevista) ou imobilizações forçadas decorrentes de acidentes ou cirurgias; prurido generalizado; acentuada elevao da presso arterial; ndulo nos seios (indicando um possível cncer de mama ou doença fibrocstica).
Gravidez - A hiPótese de gravidez deve ser descartada antes da prescrio de Suprema.
Lactao - Os esteroides so excretados no leite materno. mães que estáo amamentando não devem fazer uso de Suprema.
Pediatria - Não é indicado seu uso em crianças.
Geriatria (idosas) - Não requerem cuidados ou precauções especiais para utilizarem Suprema.
Insuficincia renal/hepática - Estes quadros podem ser agravados com o uso de Suprema.


Interação Medicamentosa :

Os medicamentos indutores de enzimas hepáticas como barbitúricos, fenitona, hidantona, fenilbutazona, griseofulvina, primidona, rifabutina, rifampicina e carbamazepina aumentam o metabolismo dos estrgenos, promovendo a reduo do efeito dos mesmos.
Como resultado da menor tolerância glicose, as doses de agentes antidiabéticos orais e insulina podem alterar-se.
As combinações estrgenos/progestágenos podem estimular os efeitos farmacológicos ou diminuir o clearance da teofilina, cafena, fenotiazinas, corticosteróides, antagonistas beta-adrenérgicos, antidepressivos tricclicos e ciclosporina. Podem alterar os efeitos de anticoagulantes (cumarina ou derivados de indandiona).
Pode intensificar os efeitos hepatotxicos da troleandomicina.
A interação com o fumo aumenta o risco de problemas cardiovasculares, incluindo acidente vascular cerebral (AVC), ataques de isquemia, tromboflebites e embolismo pulmonar.
Interferncias em Exames Laboratoriais:
As concentrações séricas de antitrombina III, colesterol total, folato, LDL e piridoxina podem estar aumentadas.
A concentração sérica de cálcio está aumentada, principalmente em pacientes imobilizados ou com cncer nos ossos ou cncer de mama metastático.
A concentração sérica dos fatores de coagulao VII, VIII, IX e X, cortisol e glicose, HDL, fosfoliPódios, prolactina, protombina, sódio e triglicrides podem estar aumentaos.

Fabricante :

Biolab farmacêutica

Remédios da mesma Classe terapêutica

Climene, Cycrin, Dilena, Estandron P, Farlutal

Remédios que contêm o mesmo Princípio Ativo

Aerodiol, Ciclovular, Cliane, Climene, Dilena

Classes Terapeuticas : hormônios
Princípios Ativos: Acetato de Noretisterona, Estradiol
Advertência: O site Bulário-Brasil tem por objetivo a informação e divulgao de temas médicos. As informaçães aqui divulgadas não deverão ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico, pode ser perigoso para a sua Saúde.

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.