Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Sirben - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Mebendazol.

Classe terapêutica : Antihelminticos.

Apresentação : Caixa com 6 comprimidos e frasco com 30 ml.

Indicação : Tratamento de helmintases intestinais causadas por: Trichuris trichiura, Enterobius vermiculares, Ascaris lumbricoides, Necator americanus, Ancylostoma duodenale, Taenia solium, Taenia saginata, Echinococcus granulosus, Echinococcus multilocularis, seja de forma isolada ou em associao.

Efeito Colateral :

reações adversas ocasionais incluem dor abdominal, diarreias transitérias, tonturas, febre, dor de cabeça, náuseas ou vômitos, rash cutâneo ou prurido. - Interações Medicamentosas:: a carbamazepina diminui as concentrações plasmáticas do mebendazol.

Modo de Usar :

Helmintases: adultos e crianças: 100 mg pela manhã e à noite por 3 dias seguidos para a maioria das infestações. Se não se obtiver cura com esta dose Deverá ser repetido o esquema 3 semanas mais tarde. Enterobases: dose única de 100 mg durante 1 dia suficiente na maioria dos casos. Se necessário repetir o tratamento com intervalo de uma semana. Tenases: a dose de 300 mg, 3 vezes ao dia, durante 3 dias, tem proporcionado bons ndices de cura. Com 200 mg, 2 vezes ao dia, durante 4 dias, também se tem conseguido uma significativa taxa de cura. Dose máxima para adultos: já se utilizaram os níveis de até 200 mg por kg de peso por dia no tratamento da hidatidose.

Contra indicação :

Mulheres grávidas e pacientes com conhecida hipersensibilidade droga.

Precauções :

Lactao: mebendazol excretado no leite materno. Deve-se instituir um método alternativo de alimentao aos bebs de mulheres em fase de amamentao. Uso pediátrico: não existem, até o momento, dados suficientes que comprovem a segurança do uso do mebendazol em crianças abaixo de 2 anos de idade. Assim, em crianças nesta faixa de idade a relao risco/benefício deve ser criteriosamente avaliada.

Fórmula :

Cada comprimido e cada 5 ml de suspenso contêmmebendazol 100 mg. Excipientes do comprimido: carbonato de cálcio, amido de milho, estearato de magnésio, lauril sulfato de sódio, povidone. veículo da suspenso: sorbitol a 70%, ácido cítrico anidro, carboximetilcelulose sódica, citrato de sódio, ciclamato de sódio, lecitina de soja, vanilina, silicato de alumínio e magnésio, álcool etlico 96 GL, metilparasept, propilparasept, aroma de morango, corante FD&C vermelho n 40, sacarina sódica, glicerina, água deionizada.

Fabricante :

Monsanto do Brasil Ltda.

Av. Presidente Vargas, 2001
Sala 114
Ribeirão Preto - São Paulo

Andriodemo, Cronovera, Diclofen, Diltizem ap, Filinasma, Gino pletil, Gyno zalain, Hebrin, Helmiben nf, Herpex, Kabikinase, Maxaquin, Naxogin 500, Nitradisc, Olbetam, Quemicetina, Rehidrat 50, Sirben, Vodol pó, Vodol


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.