Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Ropinirol - Bula

Bula de Ropinirol Merck, medicamento utilizado no tratamento do mal de parkinson e síndrome das pernas inquietas.

Princípio ativo : Cloridrato de ropinirol (LANCE,376)

Classe terapêutica : agonistas dopaminérgicos

Apresentação :

0,25 mg comprimidos revestidos por película
0,5 mg comprimidos revestidos por película
1 mg comprimidos revestidos por película
2 mg comprimidos revestidos por película

Indicação :

Os agonistas dopaminérgicos atuam diretamente nos receptores dopaminérgicos, (CHAVES,266) como um químico que existe naturalmente no seu cérebro, denominado dopamina.

Ropinirol Merck Genéricos é utilizado no tratamento da doença de Parkinson, sendo considerado um dos fármacos de primeira linha no combate ao mal de Parkinson.(PANUS,214)

As pessoas com mal de Parkinson têm níveis reduzidos de dopamina em algumas partes do cérebro.

O Ropinirol atua de uma forma semelhante dopamina natural, ajudando a reduzir os sintomas da doença de Parkinson, estudo realizados em grande escala demonstraram que o ropinirol é eficaz no controle da disfunção motora provocada por essa doença. (TOY,110)

Ropinirol Merck Genéricos também utilizado no tratamento dos sintomas da Síndrome das pernas inquietas, idiopática moderada a grave.

A Síndrome das pernas inquietas moderada a grave representada tipicamente por doentes com dificuldade em dormir ou com um grave desconforto nas pernas ou braços.

A Síndrome das pernas inquietas é uma condição caracterizada por um desejo irresistível de movimentar as pernas e ocasionalmente os braços, habitualmente acompanhada de sensações desconfortáveis como comichão, queimadura ou picada.

Estas sensações ocorrem durante períodos de repouso ou inatividade, na posição sentado ou deitado, especialmente na cama e são mais graves ao final do dia ou à noite.

Habitualmente o alívio se sente caminhando ou movimentando os membros afetados, o que frequentemente conduz a dificuldades em dormir.

Ropinirol Merck alivia o desconforto e reduz a necessidade de movimentar as pernas que interrompe o sono noturno.

Antes de Tomar :

Não tome Ropinirol Merck :

- se tem alergia (hipersensibilidade) à substância ativa ou a qualquer outro componente de Ropinirol Merck (ver seco 6);
- se tem uma doença grave no fgado;
- se tem uma doença grave no rim.

Se não tem a certeza, é essencial que contate o seu médico.

Tome especial cuidado :

Informe o seu médico antes de começar a tomar este medicamento se está grávida ou pensa estar grávida; está a amamentar; e tem menos de 18 anos de idade; tem um problema grave de coração; tem um problema mental grave, se experimentou nos últimos tempos algum impulso e/ou comportamento não habituais (como casos de jogo excessivo ou comportamentos sexuais excessivos).

Intolerante a alguns açúcares (ex. lactose);

Informe o seu médico se pensa que alguma destas situações se aplica a si.

O seu médico pode considerar que este medicamento não é o adequado para si, ou que necessita de check-ups extra enquanto estiver a tomar o mesmo.

Enquanto estiver a tomar Ropinirol Merck:

Informe o seu médico se vocé ou algum da sua famlia reparou que experimentou nos últimos tempos algum impulso e/ou comportamento não habituais ( como casos de jogo excessivo ou comportamentos sexuais excessivos), enquanto estiver a tomar Ropinirol.

O seu médico pode ter necessidade de ajustar a dose ou interromper otratamento.

Condução de veículos e utilização de máquinas

Ropinirol Merck pode fazer com que se sinta com tonturas.

Este medicamentopode fazer com que se sinta com sonolência extrema, podendo por vezes ocorrer umepisódio de adormecimento súbito sem aparentemente sentir sonolência.

Se puder ser afectado: não conduza ou utilize máquinas nem se coloque em qualquersituao na qual o sentir-se sonolento ou poder adormecer subitamente, possa colocar a sua vida ( ou a de outras pessoas ) em risco ou provocar mesmo a morte.

Não participe neste tipo de atividades até ter a certeza de não ser afectado.

Fale com o seu médico se esta situao lhe causar problemas.

Fumar e Ropinirol Merck

Informe o seu médico se começou a fumar ou se deixou de fumar enquanto estiver atomar Ropinirol Merck. O seu médico poderá ter necessidade de ajustar a dose prescrita.

Tomar Ropinirol Merck com outros medicamentos

Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Lembre-se de informar o seu médico se comear a tomar outros medicamentos novosenquanto estiver a tomar Ropinirol Merck.

O efeito de Ropinirol Merck pode ser aumentado ou diminuido por outros medicamentos ou vice versa.

Estes medicamentos incluem:

- Fluvoxamina (fármaco usado no tratamento da depresso);
- Anti-psicóticos e outros fármacos que bloqueiam a dopamina no crebro (ex. Sulpirida).
- terapêutica hormonal de substituio (tambm designada por THS);
- Metoclopramida, a qual utilizada para tratar náuseas e pirose.
- Antibióticos, ciprofloxacina ou enoxacina.

Quaisquer outros medicamentos para tratar a Doença de Parkinson ou o síndrome das Pernas Inquietas.

Informe o seu médico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente algum destes medicamentos.

Tomar Ropinirol Merck com alimentos e bebidas:

Tomar Ropinirol Merck com os alimentos poderá reduzir a tendência parasentir-se ou ficar indisposto.

Gravidez e aleitamento

Não é recomendado o uso de Ropinirol Merck durante a gravidez. Ropinirol

Merck Genricos só deverá ser utilizado durante a gravidez após o seu médico consideraro benefício para si e o potencial risco para o feto.

Se estiver grávida, pensar que está grávida ou tencionar engravidar informe imediatamente o seu médico.

O seu médico irá aconselhá-la a interromper este medicamento.

Ropinirol Merck não deverá ser utilizado durante o aleitamento sendo que aproduo de leite poderá ser afectada.

Informe imediatamente o seu médico se estiver a amamentar ou se tenciona amamentar.

O seu médico vai aconselhá-la a interromper estemedicamento.

Informaçães importantes sobre alguns componentes de Ropinirol Merck

Este medicamento contêm lactose.

Se o seu médico o informou que tinha um problema de intolerância a alguns açúcares, contate-o antes de tomar este medicamento.

Modo de Usar:

Tomar Ropinirol Merck sempre de acordo com as indicaçõesdo médico.

Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Poderá ser-lhe prescrito Ropinirol Merck para tratar os sintomas da sua doença de Parkinson ou do síndrome das pernas inquietas.

também poderá ser prescrito outro medicamento denominado Levodopa/L-Dopa, paramelhorar o controlo dos sintomas.

Não dê Ropinirol Merck a crianças. Ropinirol de um modo geral não prescrito a crianças com idade inferior a 18 anos.

Que quantidade de Ropinirol tem necessidade de tomar ?

Tomar Ropinirol Merck sempre de acordo com as Indicaçõesdo médico.

Falecom o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

Doença de Parkinson

Pode demorar algum tempo até ser encontrada a dose mais adequada ao seu caso.

A dose inicial habitual de 0,25 mg três vezes por dia durante a primeira semana.

O seu médico irá provavelmente aumentar a dose em intervalos semanais durante as próximas três semanas de tratamento.

O seu médico irá continuar a ajustar a dose de Ropinirol Merck até atingir a dose adequada para si.

A dose habitual é de 1 mg a 3 mg três vezes ao dia ( perfazendo uma dose total de 3 mga 9 mg). Se os seus sintomas de Doença de Parkinson ainda não melhoraram o suficiente, o seu médico poderá decidir aumentar a sua dose diária um pouco mais até um máximo de 8 mg três vezes por dia (num total de 24 mg por dia).

Caso esteja a tomar outros medicamentos para a Doença de Parkinson o seu médico poderá aconselhá-lo a reduzir gradualmente a sua dose dos outros medicamentos.

Síndrome das Pernas Inquietas

Tomar Ropinirol Merck uma vez ao dia por via oral, todos os dias e mesma hora.

Ropinirol Merck geralmente tomado imediatamente antes de deitar, mas pode ser tomado até 3 horas antes de se deitar.

Engula o(s) comprimido(s) de Ropinirol Merck inteiro(s) com água. Nãomastigar os comprimidos.

A dose exata de Ropinirol Merck que cada pessoa toma pode ser diferente.

O seu médico decidirá qual a dose que necessita tomar em cada dia e como tal deve seguiras indicações do seu médico.

Quando começar a tomar Ropinirol Merck, adose vai ser aumentada gradualmente.

A dose inicial de 0,25 mg uma vez por dia. após 2 dias, o seu médico irá provavelmente aumentá-la para 0,5 mg uma vez por dia durante o resto da 1 semana oe tratamento.

Em seguida, o seu médico poderá aumentar a dose em 0,5 mg por semana, durante três semanas até uma dose de 2 mg por dia.

Em alguns doentes com melhoria insuficiente, a dose poderá ser aumentada gradualmente até um máximo de 4 mg por dia.
Após três meses de tratamento com Ropinirol Merck, o seu médico poderá ajustar a dose ou interromper o tratamento dependendo dos seus sintomas e de como se sente.

Não tome mais comprimidos para além dos recomendados pelo seu médico.

Pode levar algumas semanas até que comece a sentir o efeito do seu medicamento.

Se os seus sintomas se agravarem

Ocasionalmente, as pessoas que estão a tomar Ropinirol Merck podem sentir que os seus sintomas de sindrôme das pernas inquietas se agravaram.

Por exemplos os sintomas podem manifestar-se mais cedo de manhã, ou após um curto período de repouso.

Os sintomas podem também afetar outras partes do corpo como os braços.

Consulte o seu médico caso esta situção lhe aconteça.

Tomar a sua dose de Ropinirol Merck

Tomar os seus comprimidos inteiros com um copo de água. Pode tomar Ropinirol Merck com alimentos diminuindo a ocorrência de náuseas (sensao de indisposio).

Se tomar mais Ropinirol Merck do que deveria:

Se tomar mais Ropinirol Merck do que deveria, informe imediatamente o seu médico ou farmacêutico. Mostre-lhes a embalagem.

Em doentes que tenham tomado uma sobredosagem poderão ocorrer algum destessintomas: sensão de indisposição ( náuseas ), enjoos ( vômitos ), tonturas (ou sensaode vertigens), sonolência, fadiga (cansaço mental ou físico ), desmaios ou alucinações.

Caso se tenha esquecido de tomar Ropinirol Merck :

Caso se tenha esquecido de tomar a sua dose de Ropinirol Merck, não tome uma dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.

Quando se lembrar de tomar Ropinirol Merck, tome a dose seguinte de Ropinirol Merck hora habitual.

Se se esqueceu de tomar Ropinirol Merck por mais do que alguns dias, consulte o seu médico para que ele lhe aconselhe como recomear o tratamento com Ropinirol Merck .

Não pare de tomar Ropinirol Merck sem conselho médico

Não pare de tomar Ropinirol Merck a não ser por instruções do seu médico.

Caso interrompa o tratamento, a dose deverá ser sempre reduzida gradualmente. O seu médico aconselhá-lo.

Se os seus sintomas se agravarem após a interrupção do tratamento com Ropinirol Merck, deverá contactar o seu médico.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico ou farmacêutico.

Efeitos secundários possíveis.

Como os demais medicamentos, Ropinirol Merck pode causar efeitos secundários, no entanto nem todas as pessoas os sentem.

Os efeitos secundários mais frequentes de Ropinirol Merck podem ocorrer no início do tratamento e/ou quando a dose é aumentada.

Geralmente os efeitos secundários são ligeiros e podem diminuir após estar a tomar o medicamento durante um curto espaço de tempo.

Informe o seu médico caso sinta algum efeito secundário que o preocupe.

Efeitos secundários muito frequentes

Podem afectar mais do que 1 em 10 doentes a tomar Ropinirol: desmaios sensação de tonturas sensação de enjoo ou ficar enjoado

Efeitos secundários frequentes

Podem afetar até 1 em 10 doentes a tomar Ropinirol: alucinações sensação de vertigens (sensação de rodar) pirosedor abdominal inchaço da pernas, fadiga (cansaço mental ou físico );nervosismo

Efeitos secundários pouco frequentes

Podem afetar até 1 em 100 doentes a tomar Ropinirol: sensação de tonturas ou desmaio, especialmente quando se levanta bruscamente (situação causada por um abaixamento da pressão arterial )sensação de grande sonolência durante o dia (sonolência extrema) episódios de adormecimento súbito em que os doentes adormecem subitamente sem aparentemente sentirem sono.

Problemas mentais como delírio (confuso grave), alucinações (ideias não razoveis) ouparania (suspeitas sem fundamento).

Efeitos secundários muito raros

Um reduzido número de doentes (até 1 em 10,000) a tomar ropinirol podem evidenciar casos de alteração da função hepática (testes sanguíneos anormais)

Foram reportados casos de jogo patológico, aumento da líbido e hipersexualidade em doentes com Doença de Parkinson tratados com agonistas da dopamina, incluindo oropinirol especialmente em doses elevadas, geralmente reversíveis com a redução da dose ou do tratamento.

Se estiver a tomar Ropinirol com Levodopa.

Os doentes que estiverem a tomar Ropinirol em associação com Levodopa, podem apresentar outros efeitos secundários ao longo do tempo:

Movimentos bruscos não controlados so um efeito secundário muito frequente.

Sentir-se confuso é um efeito secundário frequente.

Modo de Conservar :

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não utilize Ropinirol Merck após o prazo de validade impressão na embalagem exterior.

Este medicamento não necessita de precauções especiais de conservação.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.

Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.

Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

Fabricante :

Merck Genéricos Produtos Farmacêuticos Ltda.
R. Alfredo da Silva n 3 C
1300-040 Lisboa
Portugal
Tel: + 351 21 3613500

Bibliografia :

CHAVES, Márcia L. F. Chaves, Alessandro Finkelsztejn, Marco Antonio Stefani., Rotinas em neurologia e neurocirurgia - Artmed Editora, 2009

LANCE, Leonard L., Morton P. Goldman, Charles F. Lacy, Lora L. Armstrong., Medicamentos Lexi-comp Manole - Editora Manole Ltda, 2009

PANUS, Peter C, Erin E. Jobst, Suzanne L. Tinsley, Anthony J. Trevor, Bertram G. Katzung., Farmacologia para Fisioterapeutas - AMGH Editora, 2009.

TOY, Eugene C., Andrew N. Dentino, Lowell S. Johnson, Monique M. Williams., Casos Clínicos em Geriatria (Lange) - AMGH Editora, 2015.