Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Ronvan - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Fosfetrol.

Apresentação :

Solução injetável - cada ampola de 5ml contêm 300mB de fosfestrol tetrassódico correspondente a 250mg de difosfato de
dietilestilbestrol.
Comprimidos -cada comprimido contêm 120mg de fosfestrol tetrassódico correspondente a 100mg de difosfato de dietilestilbestrol.
RONVAN é apresentado em caixa com dez ampolas de 5ml e caixa com 50 comprimidos.

Indicação : Carcinoma metastático da próstata.

Efeito Colateral :

As injeções de RONVAN podem acompanhar-se de ardor, prurido ou dor na regio anogenital. Estas manifestações, durante ou
imediatamente após as injeções, so incuas e desaparecem rapidamente. Para controlar esta reação adversa, pode-se administrar um sedativo ou umAnti-histamínico com efeito sedatvo, ou injetar o RONVAN em soluo de glicose ou levulose. Estes sintomas tambm
podem se manifestar após a administração de comprimidos de RONVAN.

Modo de Usar :

A administração de RONVAN injetável deve ser realizada por injeo intravenosa lenta, com o paciente deitado. Doses de 20ml ou mais devem ser administradas apenas em infuso gota a gota. Os comprimidos devem ser tomados com um pouco de líquido, antes das refeições. Pacientes com disturbios gástricos devem dissolver lentamente o comprimido na boca, favorecendo assim a absoro pela mucosa bucal. A posologia varia de um paciente para o outro e diferente na terapia inicial e na de manuteno. A posologia indicada a segui r deve ser considerada uma norma geral. Tratamento inicial -deve ser intensivo, com injeções intravenosas diárias. Iniciar com 600mg (duas ampolas), diariamente, por injeo intravenosa lenta, durante cinco a dez dias. Em seguida, administrar, diariamente, 300mg (uma ampola), durante dez a 20 dias. Em casos especiais, as injeções endovenosas deverão estender-se por um perãodo mais longo e as doses poderão ser aumentadas para até 1.200mg (quatro ampolas) ao dia. Pacientes com insuficincia do miocárdio, d istrbios renais ou hepáticos também devem receber doses imciais menores de 300mg, diariamente (uma ampola), por injeo intravenosa lenta, durante dez a 20 dias. Se não for possível administrar injeções de RONVAN, diariamente, a terapia inicial também pode ser realizada por via oral, com a administração de três a quatro comprimidos de RONVAN três vezes ao dia. nos casos que não estiverem muito avançados. Tratamento de manuteno - ao se estabelecer melhora do ponto de vista clínico e bioquímico, o tratamento de manuteno pode ser realizado com uma dosagem mais baixa. Neste caso, recomenda-se o uso de RONVAN comprimidos, comeando com dois comprimidos três vezes ao dia, durante dois a três meses, reduzindo-se a dose, posteriormente para um comprimido, três vezes ao dia. durante dois a três meses. Finalmente, administrar um a dois comprimidos ao dia. muito importante que o tratamento diário seja feito semqualquer interruPóo. Caso haja sinais de agravamento da molstia, as doses diárias deverão ser aumentadas, retornando-se, se necessário, ao esquema de tratamento inicial. A terapia de mamuteno também pode ser realizada com injeções intravenosas de RONVAN, administrando-se, no inicio, uma a duas ampolas, três aquatro vezes por semana, durante um a dois meses. Em seguida, uma a duas ampolas, duas vezes por semana, durante dois a quatro meses. Finalmente, uma injeo de 300mg (1 ampola), uma vez por semana, durante vnos meses. A via de Administração e a dose devem ser determinadas de acordo com os dados clínicos e bioquimicos do paciente. Assim, necessário realizar determinações das fosfatases séricas em intervalos regulares de tempo.Ateno -RONVAN deve ser utilizado com cuidado em pacientes portadores de distúrbios da função hepática. Pacientes portadores de insuficiencia cariovascular ou circulatéria (manifesta ou latente) devem ser adequadamente tratados.

Contra indicação :

Não so conhecidas contra-Indicaçõesabsolutas.

Precauções :

Embora os efeitos colaterais estrogúnicos sejam relativamente leves, não se pode excluir a possibilidade de que insuficincia cardíaca
(latente ou manifesta), distúrbios circulaténos ou reteno de liquidos possam ser agravados durante o tratamento com RONVAN.
Havendo insuficiencia cardiaca ou distúrbios circulatérios, deve-se instituir prontamente um tratamento adequado. Pacientes com
distúrbios da função hepática requerem cuidado especial.

Modo de usar :

A administração de RONVAN injetável deve ser realizada por injeo intravenosa lenta, com o paciente deitado. Doses de 20ml ou mais devem ser administradas apenas em infuso gota a gota. Os comprimidos devem ser tomados com um pouco de líquido, antes das refeições. Pacientes com disturbios gástricos devem dissolver lentamente o comprimido na boca, favorecendo assim a absoro pela mucosa bucal. A posologia varia de um paciente para o outro e diferente na terapia inicial e na de manuteno. A posologia indicada a segui r deve ser considerada uma norma geral. Tratamento inicial -deve ser intensivo, com injeções intravenosas diárias. Iniciar com 600mg (duas ampolas), diariamente, por injeo intravenosa lenta, durante cinco a dez dias. Em seguida, administrar, diariamente, 300mg (uma ampola), durante dez a 20 dias. Em casos especiais, as injeções endovenosas deverão estender-se por um perãodo mais longo e as doses poderão ser aumentadas para até 1.200mg (quatro ampolas) ao dia. Pacientes com insuficincia do miocárdio, d istrbios renais ou hepáticos também devem receber doses imciais menores de 300mg, diariamente (uma ampola), por injeo intravenosa lenta, durante dez a 20 dias. Se não for possível administrar injeções de RONVAN, diariamente, a terapia inicial também pode ser realizada por via oral, com a administração de três a quatro comprimidos de RONVAN três vezes ao dia. nos casos que não estiverem muito avançados. Tratamento de manuteno - ao se estabelecer melhora do ponto de vista clínico e bioquímico, o tratamento de manuteno pode ser realizado com uma dosagem mais baixa. Neste caso, recomenda-se o uso de RONVAN comprimidos, comeando com dois comprimidos três vezes ao dia, durante dois a três meses, reduzindo-se a dose, posteriormente para um comprimido, três vezes ao dia. durante dois a três meses. Finalmente, administrar um a dois comprimidos ao dia. muito importante que o tratamento diário seja feito semqualquer interruPóo. Caso haja sinais de agravamento da molstia, as doses diárias deverão ser aumentadas, retornando-se, se necessário, ao esquema de tratamento inicial. A terapia de mamuteno também pode ser realizada com injeções intravenosas de RONVAN, administrando-se, no inicio, uma a duas ampolas, três aquatro vezes por semana, durante um a dois meses. Em seguida, uma a duas ampolas, duas vezes por semana, durante dois a quatro meses. Finalmente, uma injeo de 300mg (1 ampola), uma vez por semana, durante vnos meses. A via de Administração e a dose devem ser determinadas de acordo com os dados clínicos e bioquimicos do paciente. Assim, necessário realizar determinações das fosfatases séricas em intervalos regulares de tempo.Ateno -RONVAN deve ser utilizado com cuidado em pacientes portadores de distúrbios da função hepática. Pacientes portadores de insuficiencia cariovascular ou circulatéria (manifesta ou latente) devem ser adequadamente tratados.

 

Interação Medicamentosa :

RONVAN Solução injetável não deve ser misturado com soluções para infuso contendo sais de sais de cálcio ou magnésio.

Propriedades

Farmacologia - o fosfestrol e transformado em dietilestilbostrol , citostaticamente ativo , através de de sdoramento enzimatico dos
grupos de ácido fosfrico. Odietilestilbestrol rapidamente inativado no soro e nos tecidos nos quais se liga s proteinas. No carcinomade próstata e nas suas metstases so bastante favorveis s condições para o desdobramento enzimático da molécula de fosfestrol, ou seja, o pH em tomo de 5,5 com elevada atividade da fosfatase cida. Assim, uma grande quantidade de dieblestilbestrol livre e pouco solvel liberada intracelularmente,depositando-se nos tecidos tumorais. nesta particuaridade bioquímica do tecido prostático que reside agrande especificidade orgânica do efeito de RONVAN.
Farmacocinética - as fosfatases so capazes de desfosforilar o difosfato de dietilestilbestrol in vitro e in vivo. No sangue, o
dietilestilbestrol livrejápode serdetectado cinco minutos após a injeo de fosfestrol tetrassódico. Este desdobramento enzimático
promove a liberação de monofosfato de dietilestilbestrol no organismo. Comprovou se também a liberação de monotosfato
dedietilestilbestrol in vitro. O metabólito principal do fosfestrol, isto , o dietilestilbestrol, representa a forma citostaticamente ativa do
preparado. O restante da metabolizaco ocorre rapidamente por conjugao com glicuronato oucom sulfato.

Fabricante :

Asta médica Ltda.

Endereço
Rua Glicério, 497 Liberdade - Sao Paulo
CEP: 01.514-000 - São Paulo - SP

Telefone: (11) 3209-1660

Medicamentos do mesmo fabricante :

Benflogin, Dasten, Dilatrend, Dualid S, Erdotin, Eriflogin, Euglucon 5 mg, Flogo rosa, Flogoral, Genuxal, Holoxane, Ilosone, Isocord, Kamillosan, Katadolon, Lanitop, Maliasin, Meracilina, Microvacin, Miltex, Mitexan, Miticocan, Montricin, Multigen-al, Narcaricina, Neprazol, Nisulid, Orofungin, Ossopan 800, Ostac, Paraqueimol, Prelone, Recormon, Rino-lastin, Ronvan, Rumalon, Selvigon, Sonin, Zanidip


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular