Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Roferon a - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Interferon.

Classe terapêutica : Antibióticos Sistêmicos.

Apresentação : Caixas contendo frasco-ampola com 3 e 9 milháes de UI de interferon alfa-2a liofilizado, cloreto de sódio e albumina sérica humana. A soluo preparada antes do uso pela adio de uma ampola de diluente (1 ml de água estáril).

Indicação : Roferoné a É indicado no tratamento de tricoleucemia (leucemia de células pilosas ou reticuloendoteliose leucmica) e no sarcoma de Kaposi relacionado é aIDS (síndrome de imunodeficincia adquirida).

Efeito Colateral :

Os dados a seguir sobre reações adversas estáo baseados na informação oriunda do tratamento de 63 pacientes com tricoleucemia (leucemia de células pilosas ou reticuloendoteliose leucmica), usando Roferoné a como único agente no tratamento. Roferoné a foi estudado para o tratamento de Vários outros tipos de neoplasias.
Nestes estudos, a maior parte dos pacientes recebeu doses que eram significativamente mais altas do que as atualmente recomendadas e isto provavelmente explica a maior frequência e gravidade das reações adversas.

Fórmula :

Roferoné a (interferon alfa-2a "Roche") é uma proteína altamente purificada contendo 165 aminoácidos. Seu peso molecular de aproximadamente 19.000 daltons. produzida pela tecnologia de ADN recombinante utilizando uma cepa geneticamente produzida de E. Coli contendo ADN que codifica a proteína humana.

Conservao

Conservar entre 2- 8c (em geladeira). não congelar os frascos.
após a reconstituio, o produto deve ser utilizado em, no máximo, duas horas quando mantido temperatura ambiente ou em até 24 horas quando mantido entre 2- 8c (em geladeira).
Este produto não contêm preservativo. portanto, para evitar a possibilidade de contaminao, recomenda-se não retirar mais de uma dose do frasco.
Ateno: este produto é um novo medicamento. embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança quando corretamente indicado, podem ocorrer reações adversas imprevisíveis ainda não descritas ou conhecidas. em caso de suspeita de reação adversa, o médico responsável deve ser notificado.

Dose Inicial

Roferoné a deve ser administrado por via subcutânea ou intramuscular. As doses devem ser escalonadas até, no mínimo, 18 milháes de UI/dia e, se possível, até 36 milháes de UI/dia, por um total de dez a doze semanas em pacientes com mais de 18 anos de idade. Recomenda-se o seguinte esquema escalonado:
dias 1 - 3
3 milháes de UI/dia
dias 4 - 6
9 milháes de UI/dia
dias 7 - 9
18 milháes de UI/dia - se tolerado, aumentar para:
dias 10 - 70
36 milháes de UI/dia

Dose de Manuteno

Roferoné a deve ser administrado por injeo subcutânea ou intramuscular três vezes por semana na dose máxima tolerada pelo paciente, porêm não excedendo 36 milháes de UI.

Duração do Tratamento

A evoluo das lesões deve ser documentada para se determinar a resposta ao tratamento. Os pacientes devem ser tratados no mínimo por dez semanas e, de pReferência, por pelo menos doze semanas antes do médico assistente decidir pela continuao do tratamento naqueles pacientes que responderam, ou pela descontinuao naqueles que não apresentaram resposta. Alguns pacientestêm sido tratados por até 20 meses consecutivos. Se ocorrer resposta ao tratamento, este deve ser continuado até que não se observe evidência posterior do tumor. A duração tima do tratamento com Roferoné a em pacientes com sarcoma de
Kaposi relacionado é aIDS não foi determinada.

Estabilidade

Ver data de validade na embalagem externa.

Farmacocinética :

As concentrações séricas de interferon alfa-2a "Roche" mostraram uma grande variao individual, tanto em voluntários sadios como em pacientes com cncer disseminado.
Em homens sadios, o interferon alfa-2a "Roche" exibiu uma meia-vida de eliminao de 3,7 a 8,5 horas (média de 5,1 horas), volume de distribuio em estado de equilíbrio de 0,223 a 0,748 litros/kg (média de 0,400 litros/kg) e uma depuração corporal total de 2,14 a 3,62 ml/min/kg (média de 2,79 ml/min/kg) após infuso intravenosa de 36
milháes de UI (2,2 x 108 pg). após Administração intramuscular e subcutânea de 36 milháes de UI, as
concentrações séricas máximas oscilaram de 1500 a 2580 pg/ml (média de 2020 pg/ml) com tempo mdio para alcançar a concentração máxima de 3,8 horas e 1250 a 2320 pg/ml (média de 1730 pg/ml) com tempo mdio para alcançar a concentração máxima de 7,3 horas, respectivamente. A fração aparente da dose absorvida após injeo intramuscular foi maior que 80%.
A farmacocinética do interferon alfa-2a após doses intramusculares únicas em pacientes com cncer
disseminado foi semelhante encontrada em voluntários sadios. Elevações nas concentrações séricas proporcionais dose foram observadas após doses únicas de até 198 milháes de UI. Não houve alterações na distribuio ou eliminao de interferon alfa-2a com esquemas posológicos de duas vezes ao dia (0,5 a 36 milháes de UI), uma vez ao dia (1 a 54 milháes de UI) ou três vezes por semana (1 a 136 milháes de UI) até 28 dias de Administração. Entretanto, a administração de interferon alfa-2a em dose única por Vários dias ou em vrias vezes em um dia resultou em concentrações séricas de 2 a 4 vezes maiores do que com uma única dose.
A farmacocinética do interferon alfa-2a "Roche" em pacientes com sarcoma de Kaposi ou melanoma maligno foi coerente com a de outros pacientes com cncer disseminado e de voluntários sadios.


USO ADULTO

Identificação do Produto

Nome genrico
interferon alfa-2a

Informações ao paciênte

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. NO TOME Remédio SEM O CONHECIMENTO DO SEU médico. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA Saúde.
Roferoné a (interferon alfa-2a) é um Pó liofilizado para uso injetível. Os frascos devem ser mantidos entre 2-8C (em geladeira), não podendo ser congelados.
Os frascos, após reconstituio, devem ser usados dentro de 2 horas quando mantidos em temperatura abaixo de 25ºC ou até 24 horas quando mantidos a 2- 8C.
Este produto não contêm conservante. Portanto, para evitar a possibilidade de contaminao, recomenda-se não retirar mais de uma dose do frasco.
O prazo de validade encontra-se gravado na embalagem externa; em caso de vencimento, inutilize o produto.
Pacientes de ambos os sexos em idade de procriao devem tomar medidas anticoncepcionais, mesmo de abstinncia, durante o tratamento e por 3 meses após o seu trmino. Entretanto, se ocorrer gravidez neste perãodo, o médico Deverá ser imediatamente informado.
Siga corretamente as instruções do seu médico, quanto utilização do medicamento.
Não interrompa o tratamento sem consulta prvia ao seu médico.
Informar ao médico o aparecimento de reações desagradveis tais como fadiga, febre, calafrios, perda do apetite, náuseas, diarreia, dor abdominal, vômitos, dor de cabeça, dores musculares, dores articulares, sudorese.

Instruções posológicas Especiais

Quando ocorrerem reações severas, a posologia deve ser alterada (reduo de 50% na dose ou interruPóo da terapia até a diminuição das reações adversas) em função dos sintomas constitucionais, dos efeitos mielossupressores ou de outras anormalidades clínicas ou laboratoriais causadas por Roferoné a e outras drogas associadas, e mesmo em função dos efeitos da radioterapia ou quimioterapia prvias, que podem ter comprometido a função medular.
Aconselha-se não ultrapassar as doses recomendadas e seguir os esquemas posológicos mencionados.

Interação Medicamentosa :

Como os produtos base de alfa-interferon alteram o metabolismo celular, existe a possibilidade de Roferon
A modificar a atividade de outras drogas. Ainda não so disponíveis dados relacionados s Interações
medicamentosas com Roferoné a.

Mutagnese

Não foram observados efeitos mutagúnicos com Roferoné a. Os efeitos antitumorais de Roferoné a foram demonstrados em pacientes com tricoleucemia (leucemia de células pilosas, reticuloendoteliose leucmica).

Observao

Pacientes com sarcoma de Kaposi relacionado é aIDS, tratados com 3 milháes de UI/dia de Roferoné a, apresentaram um ndice de resposta menor do que aqueles tratados com a dosagem recomendada.
Roferoné a é administrado por via intramuscular (mêsculo deltide ou glteo). Injeções consecutivas não devem ser aplicadas no mesmo local. Ao frasco-ampola contendo pé adicionar uma ampola de diluente estáril e agitar suavemente. A soluo reconstituída pode ser conservada por 2 horas temperatura ambiente ou por 24 horas a 2- 8C.

Pele e Anexos

Reagravamento de herpes labial, eruPóo, prurido, queda de cabelos de leve a moderada, ressecamento cutâneo, rinorria e epistaxe.

Posologia Padro e Administração

Tricoleucemia (reticuloendoteliose leucmica)
Dose de induo de 3 milháes de UI/dia por via IM, durante 16 a 24 semanas.
A via subcutânea pode ser utilizada em pacientes trombocitopúnicos (contagem de plaquetas < 50.000) ou em pacientes com risco de hemorragia. Dose de manuteno: 3 milháes de UI por via IM, três vezes por semana.
Sarcoma de Kaposi associado é aIDS (síndrome de imunodeficincia adquirida):
Pacientes com sarcoma de Kaposi relacionado é aIDS respondem melhor ao tratamento se não apresentam história de infeco oportunista, sintomas do tipo B (mais do que 10% de perda do peso corPóreo, febre > 38C sem Identificação do foco de infeco ou sudorese noturna) e uma contagem de linfcitos T4 basal maior do
que 400 células/mm3.
Regresso objetiva do tumor (respostas completa e parcial) tem sido observada em cerca de 45% dos pacientes com contagens de linfcitos T4 basal maior do que 400 células/mm3.
Nos pacientes que apresentaram resposta satisfatéria ao tratamento observou-se regresso tumoral e prolongamento da sobrevida.
Em geral observou-se evidência de resposta após três meses de tratamento.

Propriedades e Efeitos

Roferoné a provou possuir muitas das atividades das chamadas preparações "naturais" de interferon alfa-2a "Roche".
O mecanismo essencial responsável pela ao antitumoral do Roferoné a ainda desconhecido. Entretanto, Roferoné a mostrou exercer atividade antiproliferativa contra uma variedade de tumores humanos "in vitro" e inibir o crescimento de alguns heteroenxertos de tumor homem-camundongo. O grau da atividade antiproliferativa varivel.
Ao contrrio das outras proteínas humanas, muitos dos efeitos do interferon alfa-2a "Roche" so parcial ou completamente suprimidos quando pesquisados em outras esPócies animais. No entanto, significativa atividade contra o vrus da vacnia foi induzida em macacos Rhesus tratados previamente com interferon alfa-2a.
Em função da especificidade do interferon humano, somente estudos toxicológicos limitados foram realizados com Roferoné a. A toxicidade parenteral aguda de Roferoné a foi estudada em camundongos, ratos, coelhos e fures com doses de até 30 milháes de UI/kg por via intravenosa e 500 milháes de UI/kg por via intramuscular. Não foi observada mortalidade relacionada ao tratamento nas diversas esPócies de animais que receberam Roferoné a por qualquer via de Administração. Com doses que excederam amplamente a dose clínica recomendada, não foram observados efeitos adversos significativos, com exceo de um efeito abortivo quando administrado a fmeas de macacos Rhesus grávidas (do incio até a metade do perãodo fetal) e irregularidades passageiras do ciclo menstrual, incluindo perãodos menstruais prolongados em fmeas de macacos não grávidas.

Restrições de Uso

Roferoné a deve ser administrado sob orientao de um médico com experiência no uso de quimioterapia antineoplsica.
A conduta adequada quanto terapia e suas complicações somente É possível quando recursos de diagnósticos e tratamento so prontamente acessveis. devido à possibilidade de ocorrerem reações adversas severas e até mesmo fatais, os pacientes devem ser informados não apenas dos benefícios mas também dos riscos que a terapia envolve.
Roferoné a está contra indicado em pacientes com conhecida alergia droga ou outras preparações de
interferon.
Deve-se tomar extremo cuidado ao administrar Roferoné a a pacientes com grave mielossupresso.
Roferoné a deve ser administrado com muita cautela a pacientes com doença cardíaca ou com história de doença cardíaca prvia. Não foi demonstrado efeito cardiotxico direto, mas provável que toxicidades autolimitantes agudas (febre, calafrios), frequentemente associadas com a administração de Roferoné a possam agravar condições cardíacas pré-existentes.
Roferoné a deve ser administrado com muita cautela a pacientes com distúrbios convulsivos e/ou comprometimento funcional do sistema nervoso central. Recomenda-se cuidadoso controle neuropsiquitrico peridico de todos os pacientes.
Roferoné a deve ser administrado com muita cautela a pacientes com função renal, hepática ou mielide gravemente comprometida. Quando há disfunção leve a moderada necessário controle atento destas funções.
Como ocorre com o uso de outras drogas antineoplsicas, Roferoné a não deve ser administrado a homens e mulheres em idade frtil, a não ser que estejam fazendo uso de métodos contraceptivos eficazes. Durante a gravidez, Roferoné a só deve ser administrado se o benefício para a mulher justificar o risco potencial para o feto. Embora os experimentos animais não indiquem que Roferoné a seja teratogúnico, não se pode excluir
a possibilidade de que o seu uso durante a gravidez possa prejudicar o feto.
Desconhece-se, até o momento, se esta droga excretada no leite humano. Deve-se decidir em interromper a amamentao ou a administração da droga, levando-se em consideração a importncia do medicamento para a me.
A segurança e a eficácia de Roferoné a em crianças ainda não foram estabelecidas.
Hemogramas completos peridicos devem ser realizados durante o tratamento com o Roferoné a e também antes e durante a terapia em perãodos apropriados.

Sintomas Gerais

A maioria dos pacientes apresentou sintomas semelhantes aos de gripe, tais como: fadiga, febre, calafrios, anorexia, mialgia, cefaleia, artralgias e sudorese. Estes sintomas so parcialmente controlados pelo paracetamol. A reduo da dose geralmente resulta na diminuição da gravidade dos efeitos adversos subjetivos.

Sistema Cardiovascular

Foram observadas alterações em aproximadamente um quinto dos pacientes, consistindo de episódios
hipotensivos e hipertensivos passageiros, edema, cianose, arritmias e palpitao. Foram relatados casos raros de edema pulmonar, insuficincia cardíaca congestiva, parada crdio-respiratéria e infarto do miocárdio.

Sistema Hematopotico

Ocorreu leucopenia transitéria em aproximadamente um terão dos pacientes, mas esse fato raramente exigiu a diminuição da posologia.
Trombocitopenia ocorreu com menor frequência, e diminuição da hemoglobina e do hematécrito ocorreram raramente. A recuperação de sários desvios hematológicos em relao aos níveis pré-tratamento geralmente foi alcançada dentro de 7 a 10 dias após interromper-se o tratamento com Roferoné a.
Anticorpos neutralizantes para Roferoné a foram detectados em aproximadamente 23% dos pacientes (3% na tricoleucemia). Seqelas clínicas relacionadas presena desses anticorpos não foram documentadas de forma clara até o momento. Anticorpos contra interferon leucocitério humano podem aparecer espontaneamente em algumas condições clínicas (cncer, lupo eritematoso sistêmico, herpes zoster), em pacientes que nunca receberam interferon exgeno.

Sistema Nervoso Central

Tontura, vertigem, diminuição da capacidade mental, depresso, sonolência, confuso, irritao. sonolência profunda e coma so complicações raras.

Sistema Nervoso Perifrico

Parestesias, entorpecimento, neuropatia e tremor ocorreram ocasionalmente.

Sistema Urinário

Os distúrbios consistiram principalmente de proteinária e contagem celular elevada no sedimento.
Raramente foram observadas elevações de nitrognio urico no sangue, creatinina sérica e ácido rico.

Superdosagem :

Superdosagem não foi relatada no homem. Os pacientes que experimentam graves reações com o Roferoné a geralmente se recuperam alguns dias após a interruPóo da terapia, sob assistência apropriada. Coma foi observado em 0,4% dos pacientes com cncer nos diversos ensaios clínicos.

Trato Gastrintestinal

Aproximadamente dois terãos dos pacientes queixaram-se de anorexia e a metade de náuseas. vômitos, diarreia e dor abdominal leve a moderada foram menos frequentemente observadas. Constipao, flatulência, hipermotilidade ou pirose ocorreram raramente; foram relatados casos isolados de reativao de úlcera péptica e sangramento gastrintestinal sem risco de vida para o paciente. Alterações das funções hepáticas caracterizadas por elevao da SGOT, fosfatase alcalina, lactato desidrogenase e bilirrubina foram observadas e não necessitaram alterações da posologia. Hepatite foi observada em raros casos.

Fabricante :

Roche Químicos Farmacêuticos S/A

Estrada dos Bandeirantes, 2020 – cep 22775-109
Rio de Janeiro – RJ - Brasil

Canal do Médico: 0800 77 20 292
Canal do Paciente: 0800 77 20 289

Ancotil, Bactrim, Cellcept, Coreg, Efurix, Fansidar, Fortovase, Globocef, Granulokine, Herceptin, Hivid, Lanexat, Lariamar, Limbitrol, Liquemine, Mabthera, Marcoumar, Pegasys, Posicor, Prolopa, Prostigmine, Protamina, Protovit, Pulmozyme, Rennie, Roacutan, Rocaltrol, Rocefin im, Rocefin iv, Rochagan, Roferon a, Uro bactrim, Verutex, Vesanoid


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular