Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Ritroxim - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Roxitromicina.

Apresentação :

Comprimido revestido 150mg: Caixa com 08,10 e 16 comprimidos.
Comprimido revestido 300mg: Caixa com 05 comprimidos.

Indicação : No tratamento das infecções causadas por microrganismos sensíveis ROXITROMICINA, principalmente em otorrinolaringologia, pneumologia, dermatologia, odontoestomatologia e nas infecções genitais (exceto as causadas por gonococos) e na profilaxia da meningite meningoccica em contactantes. Seu espectro antibacteriano alcança: Streptococcus do grupo A, Streptococcus mitis, sanguis e viridans, Streptococcus agalactiae, Pneumococcus, Meningococcus, Gonococcus, Bordetella pertussis, Branhamella catarrhalis, Corynebacterium diphteriae, Listeria monocytogenes, Clostridium, Mycoplasma pneumoniae, Pasteurella multocida, Chlamydia trachomatis e psittaci, Ureaplasma urelayticum, Legionella pneumophila, Campylobacter, Gardnerella vaginais. EsPócies variavelmente sensíveis: Haemophilus influenzae, Bacterodes fragilis, Vibrio cholerae, Staphylococcus aureus. EsPócies resistentes: Enterobacteriaceae, Pseudomonas.

Efeito Colateral :

Os seguintes efeitos adversos foram apontados em função da importncia clínica: dores abdominais, náuseas, vômitos, diarreia, cansaço não habitual, "rash" cutâneo, pruridos, cefaleia, tontura, fraqueza, aumento das transaminases podendo evoluir para uma hepatite colestática ou insuficincia hepática.
POSOLOGIA
Adultos e crianças acima de 10 anos:
01 comprimido de ROXITROMICINA 150mg pela manhã e outro à noite (a cada 12 horas), ou um único comprimido de ROXITROMICINA 300mg ao dia, preferencialmente em jejum, antes das refeições. O perãodo de tratamento de 5 a 10 dias ou a critério médico.
Crianças de 06 a 10 anos:
01 comprimido de ROXITROMICINA 150mg, em uma única tomada ao dia, de pReferência em jejum, antes das refeições.
SUPERDOSAGEM
após Administração oral de dose única de 2.000mg/kg em foram observados os seguintes sintomas: vômito abundante, diarreia, apatia e diminuição da atividade motora.
Não existe antídoto específico. Em caso de superdosagem proceder à lavagem gástrica e tratamento sintomático.

Precauções :

gonorréia e das infecções causadas por Pseudomonas sp.
Pacientes com insuficincia hepática: a administração da ROXITROMICINA não recomendada em pacientes portadores de insuficincia hepática. Se ela necessária, então deve ser acompanhada de testes regulares da função hepática, e eventualmente uma reduo posológica.
Pacientes com insuficincia renal: Apenas 12% da dose administrada excretada através do rim, portanto, não necessária a reduo da posologia em caso de insuficincia renal.
Pacientes idosos: Embora a meia-vida da ROXITROMICINA seja alongada em pacientes idosos, não se faz necessária uma reduo/modificação posológica, uma vez que as concentrações plasmáticas máximas da droga atingem um estado de equilíbrio após Administração de doses repetidas.
Gravidez: Ainda não foi estabelecida a segurança do uso da ROXITROMICINA durante a gravidez. Apesar dos estudos em animais não evidenciarem efeitos teratogúnicos, não recomendvel seu uso em grávidas.
Amamentao: Embora seja pequena, apenas 0,05% da dose materna, a ROXITROMICINA excretada no leite materno, portanto, não é aconselhada sua administração em mulheres lactantes.

 

Composições

Cada comprimido revestido contêm
Roxitromicina....................150mg ou 300mg.
Excipientes: amido de milho, estearato de magnésio, cloreto de metileno, corante, dióxido de titânio, dióxido de silício, hidroxipropilmetilcelulose, glicolato de amido, croscarmelose sódica, polivinilpirrolidona,

Contra- indicações

Hipersensibilidade eritromicina, lincomicina, cloranfenicol, clindamicina e demais antibióticos macrolídeos. Uso concomitante com os alcalóides vasoconstritores do ergot,

Informaçães Técnicas

Ao: A ROXITROMICINA é um novo antibiótico do grupo dos macrolídeos, de origem semi-sintática. Atua inibindo a síntese protica sem afetar a síntese do ácido nuclico, portanto bacteriostático, uma vez que age impedindo que os microrganismos sensíveis realizem a síntese de proteínas necessárias ao seu crescimento, o que os torna incapazes de se multiplicarem. Sua absoro rápida quando administrado por via oral, atingindo o pico srico cerca de 2 horas após a ingestão de 150mg em jejum e de 1,5 hora após a ingestão de 300mg em jejum. é amplamente distribudo através dos tecidos e dos fludos orgânicos. Apresenta uma ponte de ligao s proteínas plasmáticas (cerca de 96%), fixando-se essencialmente é alfa-1-glicoproteína cida. biotransformao no fgado (pouco mais de 50% da dose administrada), tendo sido identificada a descladinose ROXITROMICINA como o metabólito encontrado em maior proporo na urina e nas fezes. Sua excreo principalmente fecal e após Administração oral da ROXITROMICINA radiomarcada no carbono 14, a radio-atividade urinária representou em 72 horas apenas 12% do total excretado na urina e nas fezes. Sua meia-vida de eliminao cerca de 10,5

Informações ao paciênte

A ROXITROMICINA é um antibiótico que impede a multiplicação dos germes. Sua ao inicia-se cerca de 2 horas após a administração.
Cuidados de conservao: Conservar o produto em temperatura ambiente (15 30ºC). Proteger da luz e umidade.

Interação Medicamentosa :

Alcalóides do ergot (ergotamina e diidroergotamina): o uso com ROXITROMICINA pode causar necrose de extremidade.
Teofilina e Carbamazepina: podem ocorrer aumento e/ou modificação nas concentrações plasmáticas dessas drogas.
Bromocriptina: pode ocorrer aumento da concentração plasmática da bromocriptina, com possível aumento de atividade dopaminrgica.
Ciclosporina: tem seus níveis séricos aumentados por inibio do seu catabolismo.
Interferncias em exames laboratoriais: Pode ocorrer aumento nas taxas das transaminases e alterações no

Prazo de Validade

24 meses a partir da data de fabricação (VIDE CARTUCHO). Não use o medicamento com o prazo de validade vencido.
"Informe ao seu médico a Ocorrência de gravidez na vigncia do tratamento ou após o seu trmino, e se está amamentando".
Administrado em jejum ou, de pReferência, antes das refeições (1 hora antes ou de 3 a 4 horas após a alimentao).
"Siga a orientao do seu médico, respeitando sempre os horrios, as doses e a duração do tratamento".
"Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico".
"SIGA CORRETAMETE O MODO DE USAR, NO DESAPARECENDO OS SINTOMAS PROCURE ORIENTAO médica".
"Informe seu médico o aparecimento de reações desagradveis como dores no estômago, náuseas, vômitos, diarreia e coceiras no corpo (tipo alergia), dor de cabeça, tontura e fraqueza".
"TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS crianças".
Contra-indicações: Em pacientes que apresentam sensibilidade conhecida ROXITROMICINA ou outros antibióticos como eritromicina, clindamicina e lincomicina ou elementos da fórmula; uso conjunto com os alcalóides ou a base de ergotaminas.
Precauções: A ROXITROMICINA não é indicada para o tratamento da gonorréia e das infecções causadas por
Teofilina e Carbamazepina: podem ocorrer aumento e/ou modificação nas concentrações plasmáticas dessas drogas.
Bromocriptina: pode ocorrer aumento da concentração plasmática da bromocriptina, com possível aumento de atividade dopaminrgica.
Ciclosporina: tem seus níveis séricos aumentados por inibio do seu catabolismo.
Interferncias em exames laboratoriais: Pode ocorrer aumento nas taxas das transaminases e alterações no hemograma.
Não recomendvel seu uso em mulheres grávidas ou nutrizes.
"NO TOME Remédio SEM O CONHECIMENTO DO SEU médico, PODE SER PERIGOSO PARA SUA Saúde".

Uso Em Idosos

Embora a meia-vida da roxitromicina seja alongada em pacientes idosos, não se faz necessária uma reduo/modificação posológica, uma vez que as concentrações plasmáticas máximas da droga atingem um estado de equilíbrio após Administração de doses repetidas.

Fabricante :

Vitapan Indústria farmacêutica Ltda.

Endereço: Rua VPR 01, Quadra 02-A, Modulo 01, Daia
Anápolis - GO, 75132-020
Telefone: (62) 3902-6100
CNPJ: 30.222.814/0001-31
Industria Brasileira.

Medicamentos do mesmo fabricante :

Aceclofenaco, Alendrin, Algy Flanderil, Amlodil, Ancloric, Assedatil, Atenoclor, Baczin, Beritin BC, Binafin, Bronquil, Butacid, Cecoflan, Celoxin, Cifloxan, Cinazin, Clarivit, Clordilon, Cloridrato de Amilorida Hidroclorotiazida, Clotigen, Dermitrat, Dermonil, Descoflan, Dexamex, Dibetam, Digoxan, Dimedril, Dimenidrin, Diureclor, Doralex, Dorfenol, Doxilina, Dnergrip-C, Feldran, Ferrison, Flamalgen, Flamatrat, Fluconid, Fungitrin, Gellat, Ginecol,
  • Glicomet, Hemodase, Ivermectina, Katrizan, Lisinoprid, Lorasc, Lorasliv, Losacoron, Mebendathil, Meloflan, Micotrin, Miocardil, Mucovit, Nimelid, Nimelit, Nistagen, Panvermin, Peptovit, Permitrat, Predcort, Pressomet, Pulmotrat, Quadrineo, Renapril, Resfriol, Reumotec, Ritroxim, Secdazol, Sivastin, Soripan, Suavebaby, Sulfato de Salbutamol, Tenolon, Ulcevit, Vertizan, Vitaglos, Vital Colírio, Vitromicin,

    Advertências :

    Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

    Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

    Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

    Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

    Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

    O ministério da saúde adverte:

    A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

    Como descartar os medicamentos :

    Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

    Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

    Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

    Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

    Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

    As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

    Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

    Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

    No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

    Mantenha-o longe do alcance de crianças.

    Manuseie-o com as mãos limpas.

    Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

    O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

    Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

    Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

    Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

    Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

  • Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular