Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Revivan - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : cloridrato de dopamina

Apresentação : Caixa com 10 ampolas de 50 mg com 10 ml; caixa com 10 ampolas de 200 mg com 5 ml.

Indicação : Correções do desequilíbrio hemodinâmico conseqente a: choque de múltipla etiologia; traumas e ou hemorragias; septicemias endotóxicas, intoxicações por drogas; Pós-operatério de cirurgia, particularmente cardíaca; síndrome de baixo dbito. Preparo pré-operatério de pacientes de alto risco. Insuficincia renal. Reteno hidrossalina de etiologia variada.

Efeito Colateral :

Raramente ocorrem efeitos colaterais graves durante o tratamento com Revivan. Os efeitos colaterais, observados mais comumente, incluem náuseas, vômitos, batimentos ectópicos, taquicardia, dispnéia, hipotenso e vasoconstrio. Em pacientes com distúrbios vasculares preexistentes, foram observadas alterações perifricas de tipo isquêmico com tendência estase vascular e gangrena. Advertências: a vida média de Revivan é de 1,7 minutos aproximadamente. Isto significa que eventuais reações adversas podem ser controladas com a suspenso temporria da administração.

Modo de Usar :

Adultos: recomenda-se 1 dose inicial de 2 a 5 mcg/kg/min. Se a resposta não for satisfatéria, aumentar de 5 em 5 mcg/kg/min. Sempre considerando que, em linha geral, a dosagem deve ser ajustada em conformidade com a resposta do paciente. Revivan, por ser um fármaco muito ativo, deve ser diludo antes de ser administrado. Geralmente, para este fim, se adiciona assepticamente o conteúdo de 100 a 250 mg em 100, 250 ou 500 ml respectivamente, de uma das soluções estáreis por uso i.v. indicadas a seguir: soro fisiológico 0,9%; soro glicosado 5%; soro fisiológico 0,45% ou 0,9% com glicose 5%; soluo de Ringer com lactato; soluo de Ringer com lactato com glicose 5%; soluo de lactato de sódio 1/6 molar. Crianças: a posologia inicial recomendada é de 2 a 5 mcg/kg/min., em crianças, com presso normal, mas oligricas; > que 5 mcg/kg/min., naquelas hipotensas. Sugere-se não ultrapassar 20 mcg/kg/min., a menos que seja estritamente necessário. As crianças podem responder dopamina diferentemente dos adultos. Tem sido observado que doses de dopamina necessárias para obter um efeito inotrpico não se acompanham de diminuição das resistâncias vasculares, como nos adultos. Para obter um aumento significativo de dbito cardíaco necessária uma dose > 10 mcg/kg/min., mas com tal dose há aumento também da frequência cardíaca e da presso arterial sistêmica. Nos recêm-nascidos, onde o sistema cardiopulmonar, e o nervoso autnomo so funcional e estruturalmente imaturos, a dopamina pode ser teoricamente menos eficaz como agente inotrpico e pode causar efeitos indesejados. A estimulao dos receptores DA2 no corpo carotdeo, pode diminuir a resposta ventilatéria em caso de hipoxia. Em linha geral, com doses abaixo de 10 mcg/kg/min. não se observam efeitos colaterais. Com doses superiores podem ocorrer taquicardia e outros tipos de arritmia. Superdosagem: na Ocorrência de superdosagem, revelada por excessivo aumento da presso sanguínea, por isquemia perifrica ou por excessiva vasoconstrio perifrica, Além das providncias em relao dosagem , til a administração de agentes alfabloqueadores, tais como fentolamina.

Contra indicação :

Não deve ser administrado a pacientes com feocromocitoma nem em presena de taquiarritmias não tratadas ou de fibrilao ventricular. Interações Medicamentosas:: incompatével com os inibidores da monoaminoxidase (IMAO). O produto inativado pelas soluções alcalinas; por este motivo não deve ser adicionado com soluções de bicarbonato de sódio ou outras soluções alcalinas.

Fórmula :

Cada ampola contêm: cloridrato de dopamina 50mg, veículo q.s.p. 10 ml, cloridrato de dopamina 200 mg, veículo q.s.p. 5 ml.

Fabricante :

Zambon Laboratórios Farmacêuticos LTDA

Avenida Ibirapuera, 2332 - 12º andar - torre 1 - CEP 04028-002 Moema São Paulo - SP

Medicamentos do mesmo fabricante :

Cardioregis, Cobactin, Coenzima b12, Cortasm, Desacil, Dividol, Escandine, Fenozan, Fluibil, Fluimucil 20, Fluimucil 600, Fluimucil a 10, Fluimucil d, Glitisol 500, Glitisol g, Glitisol, Gratusminal, H sal, Iguassina, Iprabon, Mercaptina, Monuri, Panotil_nf, Panotil, Procamide, Revivan, Saltamol, Seki, Spidufen 400, Spidufen, Ursacol


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.