Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Relaxil - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : bromazepam

Apresentação : Embalagem de 3 mg e 6 mg com 20 comprimidos sulcado.

Indicação : Ansioltico.

Efeito Colateral :

Em doses terapêuticas, o bromazepam é bem tolerado. cansaço, sonolência e, em raros casos, relaxamento muscular, podem ocorrer quando se usa altas doses. Esses sintomas desaparecem com a reduo da dose. Embora não existam evidências de efeitos txicos hematológicos ou que afetem a função hepática ou renal, recomenda-se nos tratamentos prolongados, controle do hemograma e da função hepática.

Modo de Usar :

Dose média para pacientes não hospitalizados: 1,5 a 3 mg, até 3 vezes ao dia. Casos graves, especialmente em pacientes hospitalizados: 6 a 12 mg, 2 ou 3 vezes ao dia. Estas doses devem ser consideradas como recomendações gerais, devendo a dose de cada paciente ser estabelecida individualmente. O tratamento de pacientes não hospitalizados deve ser iniciado com doses baixas, gradualmente aumentadas até se atingir a dose tima. após algumas semanas, e, no mais tardar. 3 meses, de acordo com o resultado do tratamento, deve-se tentar interromper a medicação . Um perãodo de tratamento de 3 meses ou menos não ocasiona, em geral, qualquer problema. Caso seja necessário continuar o tratamento por mais de 3 meses, a retirada do medicamento deve ser gradual. Instruções posológicas especiais: pacientes idosos e enfraquecidos necessitam de doses menores do que as recomendadas, devido às variações de sensibilidade individual e farmacocinética do bromazepam. - Superdosagem: quadro clínico: a superdosagem manifesta-se por estado confusional, sono profundo, relaxamento muscular, hiporreflexia e amnsia. Recomenda-se lavagem gástrica, monitoramento e tratamento convencional das alterações respiratórias e cardiovasculares. Tratamento: nos casos de intoxicação grave por quaisquer benzodiazepúnicos (com sedao grave ou coma) recomenda-se o uso do antagonista específico, o flumazenil, na dose inicial de 0,3 mg E. V. com incremento de 0,3 mg a intervalos de 60 segundos, até reverso do coma. No caso dos benzodiazepúnicos de meia-vida longa pode haver resedao; portanto, recomenda-se o uso do flumazenil por infuso endovenosa de 0,1 - 0,4 mg/hora, gota a gota, em glicose 5% ou cloreto de sódio 0,9%, juntamente com os demais processos de reanimao, desde que o flumazenil não reverta a depresso respiratéria.

Contra-Indicações:

Não deve ser administrado: a pacientes com hipersensibilidade aos benzodiazepúnicos, ou qualquer componente do produto; durante o primeiro trimestre da gravidez; durante tratamento prolongado em mulher com risco de engravidar; a lactantes; a portadores de glaucoma de ângulo fechado.

Precauções :

Gerais: hipotonia muscular. Insuficincia respiratéria descompensada. Uso em pediatria: a segurança e a eficácia ansiolticas não estáo definidas nos pacientes até 18 anos. Uso em idosos: pacientes idosos necessitam de doses menores do que as recomendadas, devido às variações de sensibilidade individual e farmacocinética do bromazepam. Uso na gravidez: como ocorre com outros benzodiazepúnicos, não deve ser afastada a possibilidade de Ocorrência de danos fetais. Por isso, não deve ser utilizado nos três primeiros meses de gestao, a não ser em casos de extrema necessidade, onde os benefícios justifiquem os riscos potenciais para o feto. Uso na lactao: não é recomendado seu uso em mulheres lactantes, pois a possibilidade de passagem para o leite materno não pode ser afastada. dependência e abstinncia: pode ocorrer dependência quando da terapia com benzodiazepúnicos. O risco mais evidente em pacientes com uso prolongado, altas doses, e, particularmente, em pacientes predispostos, com história de abuso de drogas, alcoolismo ou outros distúrbios psiquitricos graves. No sentido de minimizar o risco de dependência, o bromazepam só deve ser prescrito após cuidadosa avaliao quanto indicação , devendo ser administrado por perãodo de tempo o mais curto possível. A duração prolongada do tratamento s se justifica após avaliao cuidadosa dos riscos e benefícios. O incio dos sintomas de abstinncia varivel, durando de poucas horas a uma semana, ou mais. Nos casos mais graves, a sintomatologia da abstinncia pode restringir-se a tremor, agitao, insônia, ansiedade, cefaleia, sudorese, espasmos muscular e abdominal e, mais raramente, delirium e convulsões. Na Ocorrência de sintomas de abstinncia, necessário um acompanhamento médico bem próximo e apoio para o paciente. A interruPóo abrupta deve ser evitada, adotando-se um esquema de retirada gradual. vigilância e conduo: nas primeiras 4 a 6 horas após a administração de Relaxil, os pacientes devem evitar dirigir veículos ou operar máquinas perigosas devido à possibilidade, dependendo da dose e da sensibilidade individual, do medicamento modificar as reações do paciente. Advertências: extrema cautela deve ser adotada ao se administrar o bromazepam a pacientes com miastenia grave (devido ao relaxamento muscular preexistente) e a pacientes com porfiráase, disfunções renais e hepáticas graves. Interações Medicamentosas:: como ocorre com qualquer substância psicoativa, o efeito do bromazepam pode ser intensificado pelo álcool. Seu uso concomitante com outros medicamentos de ao central, como neurolpticos, tranqilizantes, antidepressivos, hipnéticos, Analgésicos e anestásicos, pode intensificar seu efeito sedativo. O uso simultâneo com levodopa pode diminuir o efeito teraPóutico da levodopa. não é recomendado seu uso concomitante com: contraceptivos orais contendo estrgenos; dissulfiram; eritromicina; rifampicina; isoniazida e zidovudina.

Fórmula :

Cada comprimido de 3 e 6 mg contêm respectivamente: bromazepam 3 mg e 6 mg. Excipientes q.s.p. 1 comprimido.

Fabricante :

Dansk Flama Instituto Fisiologia Aplicada Ltda

Rua Barão de Petrópolis, 311 - Rio Comprido, Rio de Janeiro - RJ, 20251-061

Medicamentos do mesmo fabricante :

Carbolim, Davistar, Diabexil, Fadig, Formemory, Gamibetal, Glucal b12, Hidradansk, Menostress, Piroxifen, Relaxil


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular