Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Rehidrat 50 - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Glicose, Cloreto de Potassio, Sais Minerais

Classe terapêutica : Eletrolitos

Apresentação : Pó: envelopes com 7,337 g. Pó nos sabores ma, laranja e groselha: envelopes com 7,670 g, 7,570 g, 7,625 g e 7,580 g respectivamente.

Indicação : Exclusivamente para preveno da desidratao e manuteno da hidratao após a fase de reidratao em quadros de doença diarréica aguda.

Modo de Usar :

Rehidrat 50 deve ser administrado com frequência ao paciente, alternado com outros líquidos (leite, sucos, chás, água, sopas). Recomenda-se a administração adicional do produto a cada evacuao líquida. Rehidrat 50 deve ser administrado, após diluio, por via oral, por colher, copo ou mamadeira dependendo da idade do paciente. Modo de usar: dissolver o conteúdo do envelope em 250 ml de água, se possível, previamente filtrada e/ou fervida e esfriada. após o preparo, manter a soluo em recipiente tampado, em local fresco, preferencialmente em refrigerador. Esta soluo pode ser usada por 24 horas. após este perãodo, inutilizar o restante da soluo e, se necessário, preparar nova soluo. Superdosagem: quadro clínico: hipernatremia e hiperpotassemia leves so geralmente assintomáticas. Hipernatremia severa pode manifestar-se por febre elevada, sede, oligúria acentuada, quadro neurológico com alteração de conscincia, de letargia ao coma, irritabilidade, hiper-reflexia, rigidez da nuca e convulsões; hiperpotassemia severa pode causar fraqueza e paralisia muscular, arritmias cardíacas, falência circulatéria e parada cardíaca. Tratamento: ocorrendo superdosagem, o tratamento depender da gravidade do quadro. após dosagem dos eletrôlitos, os níveis normais devem ser corrigidos com reposio hidroeletrolítica balanceada, com auxílio de soluo diluda de glicose. Na insuficincia renal, os eletrôlitos so facilmente dialisveis.

Contra indicação :

óleo paralítico, em obstruo ou perfuração intestinal e nos vômitos incoercveis. Interações Medicamentosas: ou com alimentos: Rehidrat 50 não interage com alimentos podendo manter a alimentao habitual durante o seu uso. Não foram descritas Interações com outros fármacos. Contudo, alterações hidroeletrolíticas, em especial quando acompanhadas de acidose ou alcalose, podem alterar a ao farmacológica de alguns medicamentos.

Precauções :

Soluções orais contendo potássio devem ser usadas com cautela se a função renal estiver diminuída. Havendo diurese adequada nas primeiras horas de reidratao, dificilmente ocorrer superdosagem, pois os rins excretam excesso de eletrôlitos. A situao em que existe maior risco de superdosagem é o preparo incorreto, com menos água do que o recomendado. Nesse caso podem ocorrer, como consequências mais graves de superdosagem, hipernatremia e/ou hiperpotassemia. - Advertências: deve-se seguir com ateno as instruções de preparo contidas na embalagem de Rehidrat 50, usando as quantidades recomendadas de água e, sempre que possível, água previamente fervida. após abertura do frasco ou preparo da soluo, o que não for consumido em 24 horas deve ser desprezado. a administração aguda de sais de sódio, em quantidades acima da capacidade renal de excreo, produz aumento da osmolaridade, principalmente extracelular.

 

Fórmula :

Cada envelope de Rehidrat 50 nos saboresnatural, laranja, ma e groselha contêm: cloreto de potássio 0,3730 g, citrato de sódio diidratado 0,4902 g, cloreto de sódio 0,4385, glicose 6,0354 g. composição hidroeletrolítica: cada 1000 ml da soluo de Rehidrat 50 contêm: potássio 20 mEq, citrato 20 mEq, cloreto 50 mEq, sódio 50 mEq, glicose 134 mMol. Sabor laranja: corante amarelo de tartarazina n 5, corante amarelo crePósculo n 6, dióxido de silício coloidal, aspartame, aroma de laranja; sabor ma: corante amarelo tartarazina n 5, dióxido de silício coloidal, aspartame, aroma de ma; sabor groselha: dióxido de silício coloidal, corante vermelho FD&C 40, aspartame, aroma de groselha.

Fabricante :

Monsanto do Brasil Ltda.

Av. Presidente Vargas, 2001
Sala 114
Ribeirão Preto - São Paulo

Andriodemo, Cronovera, Diclofen, Diltizem ap, Filinasma, Gino pletil, Gyno zalain, Hebrin, Helmiben nf, Herpex, Kabikinase, Maxaquin, Naxogin 500, Nitradisc, Olbetam, Quemicetina, Rehidrat 50, Sirben, Vodol pó, Vodol


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular