Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Recombinate - Bula

Esta bula é meramente informatica destinada ao público em geral.

Princípio ativo : Octocog alfa (factor VIII de coagulao recombinante)

Apresentação :

250 UI, Pó e solvente para soluo injetável
500 UI, Pó e solvente para soluo injetável
1000 UI, Pó e solvente para soluo injetável

Indicação :

Recombinate pertence a um grupo farmacoteraPóutico chamado factor VIII dacoagulao sanguínea.
Recombinate é usado em doentes com hemofilia A (deficincia congnita de factor VIII)para:preveno da hemorragia.tratamento da hemorragia (i.e. hemorragia muscular, hemorragia oral, hemorragia nolocal da cirurgia).

Este medicamento não contêm factor von Willebrand e, portanto, não é adequado para otratamento da doença de von Willebrand (um distúrbio específico da coagulaosanguínea).

ANTES DE UTILIZAR RECOMBINATE

Não utilize RECOMBINATEse tem hipersensibilidade (alergia) ao octocog alfa, s proteínas do rato, bovino ouhamster ou a qualquer outro componente de Recombinate.
Se tiver dúvidas consulte o seu médico.

Tome especial cuidado com RECOMBINATE
Quando ocorrem reações alérgicas:
Existe uma hiPótese rara de poder ter uma reação anafilctica (uma repentina reaçãoalérgica grave) ao Recombinate. Deve ter ateno aos primeiros sinais de reaçõesalérgicas, como erupções cutâneas, urticária, Póstulas, prurido generalizado, inchao doslbios e lngua, dificuldade em respirar, respiração sibilante, aperto no peito, sensaogeral de mal-estar e tonturas. Estes sintomas podem ser um sintoma inicial de um choqueanafiláctico, manifestações que adicionalmente podem incluir tonturas extremas, perda deconsciencia e extrema dificuldade em respirar.
Se algum destes sintomas ocorrer, a perfuso deve ser imediatamente interrompida.
Sintomas graves, incluindo dificuldade respiratéria e (quase) desmaio, requerem umtratamento de emergência imediato.

Quando necessária monitorizao:
O seu médico poderá realizar testes para garantir que a dose que está a receber suficiente para atingir e manter níveis de factor VIII adequados. Isto particularmenteimportante se estiver sujeito a uma grande cirurgia.

Quando ainda ocorre hemorragia:
Se a sua hemorragia não ficar controlada com Recombinate, consulte o seu médicoimediatamente. Pode ter desenvolvido inibidores do factor VIII e o seu médico poderquerer realizar testes para confirmar. Os inibidores do factor VIII so anticorpos nosangue que bloqueiam o factor VIII que está a usar. Isto faz com que o factor VIII sejamenos efectivo no controlo da hemorragia.

Se alguma vez desenvolveu inibidores do factor VIII e, se trocar Recombinate por outramedicação com factor VIII, corre o risco de voltar a desenvolver inibidores.

Ao tomar com outros medicamentos
Não foram observadas influências desfavorveis com outros medicamentos.
No entanto, informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomadorecentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

Gravidez e aleitamento
Como a hemofilia A rara em mulheres, não existe experiência em relao ao uso de
Recombinate durante a gravidez e aleitamento. Portanto, informe o seu médico se estágrávida ou a amamentar. O seu médico irá decidir se o Recombinate pode ser usadodurante a gravidez e aleitamento.

Conduo de veículos e utilização de máquinas
Não foram observados efeitos sobre a capacidade de conduzir ou utilizar máquinas.

Informaçães importantes sobre alguns componentes de Recombinate

Este medicamento contêm 1,5 mmol de sódio por dose. Este facto deve ser consideradoem pacientes com uma dieta controlada em sódio.

Modo de Usar :

RECOMBINATE

A sua terapêutica deve ser dirigida por médicos com experiência no tratamento dedoentes com hemofilia A.
Recombinate é adequado para ser utilizado tanto em adultos como em crianças de todasas idades, incluindo recêm-nascidos.

Dosagem para profilaxia da hemorragia
Se está a usar Recombinate para prevenir hemorragias (profilaxia), o seu médico irácalcular e inform-lo da sua dose. O célculo ser feito de acordo com as suasnecessidades especficas. A dose normal estar dentro dos 20 a 40 UI de octocog alfa porquilograma de peso corporal, administradas em intervalos de 2 a 3 dias. No entanto, emalguns casos, especialmente em doentes jovens, podem ser necessários intervalos maiscurtos ou doses mais elevadas.
Se sentir que o efeito do Recombinate insuficiente, fale com o seu médico.

Dosagem para o tratamento da hemorragia
Se estiver a receber Recombinate para o tratamento da hemorragia, o seu médico irácalcular a dose para si. O célculo ser feito de acordo com as sua necessidades especficase usando a fórmula seguinte:

UI necessárias = peso corporal (quilograma) x aumento de factor VIII pretendido (% donormal) x 0,5

A tabela seguinte fornece um guia para níveis sanguíneos mínimos de factor VIII. Nocaso dos acontecimentos hemorrágicos listados, a atividade do factor VIII não deve serinferior ao nível (em % do normal) dado durante o perãodo correspondente.
Em determinadas circunstâncias podem ser necessárias quantidades maiores do que ascalculadas, especialmente, no caso de um tátulo baixo de inibidor.

Grau da hemorragia/ Tipo de
atividade de factor
frequências das perfuses
procedimento cirúrgico
antihemofóliconecessária no sangue,Pós-perfuso (em %do normal ou UI/dlplasma)

Grau da hemorragia/ Tipo de
atividade de factor
frequências das perfuses
procedimento cirúrgico
antihemofóliconecessária no sangue,Pós-perfuso (em %do normal ou UI/dlplasma)
Grau da hemorragia

Hemartrose precoce,
20 ? 40
Comear perfuso todas as 12
hemorragia muscular ou

A 24 horas, durante 1 a 3 dias,
hemorragia ora.

Até o episódio hemorrágico

como indicado pela dor estar

resolvido ou até a hemorragia

estar controlada.

Hemartrose mais extensa,
30 ? 60
Perfuso repetida todas as 12
hemorragia muscular ou

ou 24 horas, durante
hematoma

geralmente 3 ou mais dias, até

desaparecimento da dor ou

incapacidade funcional.

Hemorragia grave com perigo 60 ? 100
Perfuso repetida todas as 8 a
de vida como hemorragia
24 horas até desaparecimento
intracraniana, hemorragia na
do perigo.
garganta, hemorragiaabdominal grave.

Cirurgia

Tipo de cirurgia

Pequena cirurgia incluindo
30 ? 60
Uma perfuso única, mais
extracções dentárias

terapêutica antifibrinoltica

oral dentro de 1 hora,

suficiente, em

aproximadamente 70% dos

casos. Todas as 24 horas, pelo

menos durante 1 dia, até

controlo da hemorragia.

80 ? 100
Perfuso repetida cada 8 a
Cirurgias maiores
(pr e Pós-operatério)
24 horas dependendo do

restabelecimento da ferida.

Monitorizao pelo seu médico
O seu médico irá realizar testes laboratoriais apropriados para garantir que recebe níveisadequados de factor VIII. Isto particularmente importante se estiver sujeito a umagrande cirurgia.

Doentes com inibidores do factor VIII
Se o nível de factor VIII no seu plasma não atingir os níveis esperados ou se ahemorragia não for adequadamente controlada após aumento da dose, deve-se suspeitarda presena de inibidores do factor VIII. A presena de inibidores do factor VIII irá serverificada pelo seu médico.
Se tiver desenvolvido inibidores do factor VIII, possivelmente irá precisar de umaquantidade maior de Recombinate para controlar uma hemorragia. Se esta dose nãocontrolar a sua hemorragia, o seu médico irá considerar a utilização de um medicamentodiferente. Para controlar a sua hemorragia, não aumente a dose total de Recombinate semconsultar o seu médico.

método e via de Administração
Recombinate é administrado dentro de uma veia (intravenosamente) após preparação dasoluo com o solvente fornecido, tanto:por injeco, pelo seu médico ou enfermeirapor perfuso, pelo seu médico ou enfermeira

A velocidade de Administração deve ser determinada pelo nível de conforto do doente. Apreparação pode ser administrada até uma velocidade de 10 ml por minuto.

frequência da administração
O seu médico irá inform-lo quantas vezes e com que intervalos de tempo o Recombinate
é administrado. Estes valores estáo de acordo com a eficácia para o seu caso individual.

Duração do tratamento
Por norma, a terapia de substituio com Recombinate é um tratamento vitalcio.

Se utilizar mais RECOMBINATE do que deveria
Nãotêm sido notificados sintomas de sobredosagem com factor VIII de coagulaorecombinante. Se tiver dúvidas, fale com o seu médico.

Caso se tenha esquecido de utilizar RECOMBINATE
Não tome uma dose dupla para compensar a dose esquecida.
Prossiga imediatamente com a próxima administração e continue com intervalosregulares, como aconselhado pelo médico.

Se parar de utilizar RECOMBINATE
Não pare de usar Recombinate sem consultar o seu médico porque pode ocorrer umahemorragia que coloque a vida em risco.
Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico.

4. Efeitos secundários POSSVEIS

Como todos os medicamentos, Recombinate pode causar efeitos secundários, no entantoestes não se manifestam em todas as pessoas.

Foi notificada a Ocorrência dos seguintes efeitos secundários durante a utilização destemedicamento:
Nusea, rubor, fadiga ligeira, eruPóo cutânea transitéria (eruPóo), hematoma,transpiração, arrepios, tremores, febre, dor nas pernas, mos e Pós frios, garganta dorida,infeco do ouvido, dificuldades auditivas, sangramento nasal e palidez.

Esporadicamente, também foram notificadas reações adversas semelhantes ahipersensibilidade, incluindo: urticária generalizada, urticária (erupções cutâneas commuita comicháo e formao de Póstulas), eruPóo cutânea, respiração ofegante, tosse,opresso torácica, respiração ruidosa, presso sanguínea muito baixa (hipotenso);reação grave de hipersensibilidade que pode causar dificuldade ao engolir e/ou respirar,face e/ou mos vermelhas e inchadas (anafilaxia).

Se ocorrerem reações alérgicas ou anafiláticas, interrompa imediatamente ainjeco/perfuso e contacte o seu médico.

A formao de anticorpos neutralizantes (inibidores) do factor VIII de coagulaosanguínea, é uma complicação conhecida no tratamento de indivíduos com hemofilia A.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados nesta bula, informe o seu médico.

COMO CONSERVAR RECOMBINATE

Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Conservar no frigorfico (2C ? 8C).
Não congelar.
Não utilize após o prazo de validade impresso no rótulo e na embalagem exterior.
O prazo de validade referido na caixa após ?Val.?.
O prazo de validade corresponde ao ltimo do mês indicado.
Dentro do prazo de validade pode conservar o medicamento a 15C ? 25ºC antes de ousar, durante 6 meses. após conservar entre 15C ? 25ºC, não volte a refrigerar omedicamento. Recombinate deve ser administrado até 3 horas após reconstituio.

Conservar após preparação:
Este medicamento para utilização única. Utilize o medicamento até 3 horas apóspreparação.
após preparação não refrigere a soluo.

Não utilize Recombinate se verificar dePósitos ou se a soluo estiver turva.
Os medicamentos não devem ser eliminados na canalizao ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.
Os produtos não utilizados ou os resduos devem ser eliminados de acordo com asexigncias locais.

Outras informações

Qual a composição de RECOMBINATE

A substância ativa é octocog alfa, factor VIII de coagulao recombinante 25 UI/ml, 50
UI/ml ou 100 UI/ml.
O medicamento tem três dosagens: 250 UI, 500 UI ou 1000 UI (Unidade Internacional)de substância ativa por frasco.
Os outros componentes so
-para o Pó: albumina humana, cloreto de sódio, histidina, macrogol 3350 e cloreto decálcio di-hidratado
-para o solvente: água para preparações injetáveis

Qual o aspecto de RECOMBINATE e conteúdo da embalagem

Recombinate fornecido como um Pó e solvente para soluo injetável e é um Pófrivel branco a esbranquiado. após reconstituio a soluo transparente, sem cor esem partculas estranhas. O solvente (água esterilizada para preparações injetáveis) é umlíquido transparente e incolor.

A embalagem contêm 250 UI ou 500 UI ou 1000 UI de Pó num frasco, 10 ml de solventenum frasco, um dispositivo para reconstituio (BAXJECT II), uma seringa descartvelesterilizada de plástico, um mini sistema estáril de perfuso, 2 compressas alcoolizadas e
2 pensos.

Alternativamente ao BAXJECT II, pode ser fornecido um dispositivo de agulha parareconstituio que compreende uma agulha de ponta dupla estáril (para transferir osolvente para o frasco do Recombinate) e uma seringa filtro estáril (para transferir asoluo reconstituída para a seringa).

Tamanho da embalagem de 1.

Fabricante :
Baxter médico farmacêutica Lda.
Sintra Business Park
Zona Industrial da Abrunheira
Edifício 10

2710-089 Sintra, Portugal

Fabricante
Baxter S.A., Bd. Ren Branquart 80, B-7860 Lessines, Blgica

Belgique/Belgi/Belgien
Baxter Belgium SPRL
Bd. de la Plaine/Pleinlaan 5
B-1050 Bruxelles/Brussel/Brssel
Tl/Tel: + 32 2 650 1711

Lietuva
UAB TAMRO atstovyb?
S. ?ukausko g. 29-1
LT-09129 Vilnius
Tel.: + 370 5 269 16 91

Esk republika
Baxter Czech spol.s.r.o.
Opletalova 55
CZ-110 00 Praha 1
Tel.: + 420-225774111

Luxembourg/Luxemburg
Baxter Belgium SPRL
Bd. de la Plaine/Pleinlaan 5
B-1050 Bruxelles/Brssel
Tl/Tel: + 32 2 650 1711

K???o?
Baxter Hellas E?E
??????? ???????? 34
????????
GR ? 163 41 ?????, ??????
??.: 30-210-99 87 000

Magyarorszg
Baxter Hungary Kft
Alkots u. 53. D torony V. em.
H-1123 Budapest
Tel.: +361 202 19 80

Danmark
Baxter A/S
Gydevang 43
DK-3450 Allerd
Tlf: + 45 48 16 64 00

Nederland
Baxter B.V.
Kobaltweg 49
NL-3542 CE Utrecht
Tel: + 31 30 2488911

Deutschland
Baxter Deutschland GmbH
Im Breitspiel 13
D-69126 Heidelberg
Tel: + 49 6221 397-0

Norge
Baxter AS
Gjerdrumsvei 11
N-0486 Oslo
Tlf: + 47 22 58 4800

?????
Baxter Hellas E?E
??????? ???????? 34
????????
GR ? 163 41 ?????
Tel. : 30-210-99 87 000

sterreich
Baxter Vertriebs GmbH
Landstra?er Hauptstra?e 99 /Top 2A
A-1031 Wien
Tel.: + 43 1 71120 0

Espaa
Baxter S.L.
Poligono Industrial Sector 14c/Pouet de Camilo, 2
E-46394 Ribarroja del Turia (Valencia)
Tel: + 34 96 2722800

Polska
Baxter Poland Sp. z o.o.ul. Kruczkowskiego 8
PL-00-380 Warszawa
Tel.: + 48 22 525 07 77

Eesti
AS Oriola
Saku tn. 8
EE-11314 Tallinn
Tel.: + 372 6 515 100

Portugal
Baxter médico farmacêutica Lda
Sintra Business Park
Zona Industrial da Abrunheira, Edifício 10
P-2710-089 Sintra
Tel: + 351 21 9252500

France
Baxter
6, Avenue Louis Pasteur BP 56
F-78311 Maurepas Cedex
Tl: + 33 1 3461 5050

Slovenija
Baxter AG
Podru?nica Ljubljana
elezna cesta 14
SI-1000 Ljubljana
Tel.: + 386 1 420 16 80

Ireland
Baxter Healthcare Ltd
Unit 7 Deansgrange Industrial Estate
IRL ? Blackrock, Dublin
Tel: + 353 1 2065500

Slovensk republika
Baxter AG, o. z.
Dbravsk cesta 2
SK-841 04 Bratislava
Tel: + 421 2 59418455

sland
Lyfjaver ehf.
Suurlandsbraut 22,
IS-108 Reykjavik
Tel.: + 354 533 6100

Suomi/Finland
Baxter Oy
PL 270
Valimotie 15 A
FIN-00381 Helsinki
Puh/Tel: + 358 9 8621111

Italia
Baxter S.p.A.
Viale Tiziano, 25
I-00196 Roma
Tel: + 39 06 324911

Sverige
Baxter Medical AB
Torshamnsgatan 35
S-164 40 Kista
Tel: + 46 8 6326400

Latvija
SIA Oriola-R?ga
Dzelzavas iela 120 mlV-1021 R?GA
Tel.: + 371 7 802 450

United Kingdom
Baxter Healthcare Ltd
Wallingford Road, Compton Newbury
Berkshire RG20 7QW UK
Tel: + 44 1635 206345

Este medicamento encontra-se autorizado nos Estados Membros do Espao Econmico
Europeu (EEE) sob as seguintes denominações:

Blgica:

Recombinate 250 (500, 1000) UI
Rpublica Checa:
Recombinate 250 (500, 1000) IU
Chipre:
Recombinate 250 (500, 1000) IU

Dinamarca

Recombinate 250 (500, 1000) IE
Alemanha:

Recombinate Antihámophilie Factor
(recombinant) 250 (500, 1000)
Grcia:

Recombinate 250 (500, 1000) IU
Espanha.

Recombinate 250 (500, 1000) UI
Lituínia:

Recombinate 250 (500, 1000) IU
Luxemburgo:
Recombinate 250 (500, 1000) UI
Hungria:

Recombinate 250 (500, 1000) NE
Holanda:

Recombinate 250 (500, 1000) IE
Noruega:

Recombinate 250 (500, 1000) IU
ustria:

Recombinate Antihámophilie Factor 250 (500, 1000) I.E.
Polnia:

Recombinate 250 (500, 1000) IU
estánia:

Recombinate 250 (500, 1000) IU
Frana.

Recombinate 250 (500, 1000) UI
Irlanda.

Recombinate 250 (500, 1000) IU
Islndia:

Recombinate 250 (500, 1000) IU
Itlia:.

Recombinate 250 (500, 1000) UI
Letnia:

Recombinate 250 (500, 1000) IU
Portugal:

Recombinate 250 (500, 1000) UI
Eslovnia:

Recombinate 250 (500, 1000) IU
Eslovquia

Recombinate 250 (500, 1000) IU
Finlndia:

Recombinate 250 (500, 1000) IU
Sucia:

Recombinate 250 (500, 1000) IU
Reino Unido:
Recombinate 250 (500, 1000) IU

*

——————————————————————————————————
———————————————- A informação que se segue destina-se apenas aos médicos e aos profissionais doscuidados de Saúde:

1. NOME DO MEDICAMENTO

Recombinate 250 UI, Pó e solvente para soluo injetável
Recombinate 500 UI, Pó e solvente para soluo injetável
Recombinate 1000 UI, Pó e solvente para soluo injetável

2. composição QUALITATIVA E QUANTITATIVA

Octocog alfa
25 UI por ml de soluo reconstituída
após reconstituio: 1 frasco de 10 ml contêm 250 UI de octocog alfa
Recombinate 250 UI, é apresentado como um Pó liofilizado para soluo injetável,contendo nominalmente 250 UI de octocog alfa, factor VIII de coagulao recombinante,por frasco.
O medicamento contêm aproximadamente 25 UI/ml de octocog alfa, factor VIII decoagulao recombinante, quando reconstituído com 10 ml de água estáril parapreparações injetáveis.

Octocog alfa
50 UI por ml de soluo reconstituída
após reconstituio: 1 frasco de 10 ml contêm 500 UI de octocog alfa
Recombinate 500 UI, é apresentado como um Pó liofilizado para soluo injetável,contendo nominalmente 500 UI de octocog alfa, factor VIII de coagulao recombinante,por frasco.
O medicamento contêm aproximadamente 50 UI/ml de octocog alfa, factor VIII decoagulao recombinante, quando reconstituído com 10 ml de água estáril parapreparações injetáveis.

Octocog alfa
100 UI por ml de soluo reconstituída
após reconstituio: 1 frasco de 10 ml contêm 1000 UI de octocog alfa
Recombinate 1000 UI, é apresentado como um Pó liofilizado para soluo injetável,contendo nominalmente 1000 UI de octocog alfa, factor VIII de coagulaorecombinante, por frasco.
O medicamento contêm aproximadamente 100 UI/ml de octocog alfa, factor VIII decoagulao recombinante, quando reconstituído com 10 ml de água estáril parapreparações injetáveis.

A potncia determinada usando o doseamento cromogúnico da Farmacopeia Europeiacontra o Padro Mega da FDA calibrado contra o Padro da OMS. A atividadeespecfica do Recombinate de aproximadamente 4000 ? 8000 UI/mg de proteína.
Recombinate contêm factor VIII de coagulao recombinante (INN: octocog alfa).
Octocog alfa (factor VIII de coagulao recombinante) é uma proteína purificada

constituída por 2332 aminoácidos. Tem uma sequncia de aminoácidos comparvel aofactor VIII e modificações Pós-translacionais semelhantes molécula derivada doplasma. O factor VIII de coagulao recombinante é uma glicoproteína que produzidapor células de mamfero, geneticamente manipuladas, de linhas celulares de Ovrio do
Hamster Chins.
Lista completa de excipientes, ver seco 6.1.

3. FORMA farmacêuTICA

Pó e solvente para soluo injetável.
Pó frivel branco a esbranquiado. O solvente (água esterilizada para injetáveis) é umlíquido transparente e sem cor.

InformaçãES clínicaS

4.1 Indicaçõesterapêuticas

Tratamento e profilaxia de hemorragias em doentes com hemofilia A (deficinciacongnita de factor VIII). Este medicamento não contêm factor von Willebrand eportanto não é adequado para o tratamento da doença de von Willebrand.

4.2 Posologia e modo de Administração

4.2.1 Posologia

A dosagem e a duração da terapêutica substitutiva dependem da gravidade da afeco dafunção hemostática, da localizao e extenso da hemorragia, e da condio clínica dodoente. O tratamento deve ser realizado em colaboração com um médico, comexperiência em doenças hemorrágicas e um Laboratório com a capacidade dedeterminao da concentração plasmática de factor antihemofólico.
O nmero de unidades de factor VIII administrado expresso em Unidades
Internacionais (UI), que estáo relacionadas como Atual padro da OMS para produtos defactor VIII. A atividade de factor VIII no plasma expresso tanto como percentagem
(relativo ao plasma humano normal) ou em Unidades Internacionais (relativo ao Padro
Internacional de factor VIII no plasma). Uma Unidade Internacional (UI) da atividadede factor VIII equivalente quantidade de factor VIII em 1 ml de plasma humanonormal.
O aumento máximo esperado in vivo do nível de Recombinate expresso em UI/dl deplasma ou em % (percentagem) do normal, pode ser estimado multiplicando a doseadministrada por kg de peso corporal (UI/kg) por dois.
O método do célculo encontra-se ilustrado nos seguintes exemplos:

Aumento esperado em % de factor VIII = # unidades administradas x 2% / UI / kg
peso corporal (kg)

Exemplo para um adulto de 70 kg: 1750 UI x 2% / UI / kg = ~50%
70 Kg

ou

Dosagem necessária (UI) = Peso corporal (kg) x aumento desejado de factor VIII em %
2% / UI / kg

Exemplo para uma criança de 40 Kg: 40 kg x 70% = 1400 UI
2% / UI / kg

No caso de grande cirurgia ou hemorragia grave com perigo de vida, especialmenteimportante o controlo cuidadoso da terapêutica substitutiva. Apesar da dosagem poder serestimada pelos célculos anteriores recomenda-se, sempre que possível, a execuo noplasma do doente dos testes laboratoriais apropriados, incluindo doseamentos do factorantihemofólico, em intervalos convenientes, de modo a assegurar que os níveis adequadosde factor antihemofólico foram atingidos e so mantidos. Se os níveis esperados de factorantihemofólico do plasma do doente não foram atingidos ou se não houver controlo dahemorragia após dosagem adequada, deve-se suspeitar da presena de inibidor. Testeslaboratoriais apropriados permitem detectar a presena de um inibidor e a suaquantificação , em termos de Unidades Internacionais de factor antihemofóliconeutralizadas por cada ml de plasma (Unidades Bethesda) ou pelo volume total de plasmaestimado. Se o inibidor estiver presente em níveis inferiores a 10 Unidades Bethesda porml, a administração adicional de factor antihemofólico pode neutralizar o inibidor.
Portanto, a administração de Unidades Internacionais de factor antihemofólico adicionaldeve provocar a resposta esperada. Nesta situao necessário o controlo dos níveis defactor antihemofólico por doseamento laboratorial. Se o tátulo de inibidor for superior a 10
Unidades Bethesda por ml, o controlo da hemostase pode tornar-se impossível ouimpraticvel, devido à dose muito elevada de factor antihemofólico necessária.
Recombinate é apropriado para utilização em crianças de todas as idades, incluindorecêm-nascidos (foram realizados estudos de eficácia e segurança, tanto em crianças come sem tratamento anterior; ver seco 5.1).
O esquema de dosagem seguinte, fornecido na Tabela 1, pode ser utilizado comoorientao em adultos e crianças. A quantidade a administrar e a sua frequência, deveramser orientadas segundo a eficácia clínica, em cada caso particular.
O Recombinate pode também ser usado para a profilaxia (curto e longo prazo) dahemorragia, conforme determinado pelo médico em cada caso particular.

Tabela 1: Esquema de dosagem

Hemorragi.

Grau de hemorragia
atividade de factor anti frequência de perfuso
hemofólico necessária nosangue, Pós-perfuso (em %do normal ou UI/dl plasma)
Hemartrose precoce,
20 ? 40
Comear perfuso todas as
hemorragia muscular

12 a 24 horas, durante 1 a
ou hemorragia ora.

3 dias, até o episódio

hemorrágico como

indicado pela dor estar

resolvido ou a hemorragia

estar controlada.
Hemartrose mais
30 ? 60

Extensa, hemorragia

Perfuso repetida todas as
muscular ou

12 ou 24 horas, durante
hematoma

geralmente 3 ou mais dias,

até desaparecimento da

dor ou incapacidade

60 ? 100
funcional.
Hemorragia grave

com perigo de vida
Perfuso repetida todas as
como hemorragia
8 a 24 horas até
intracraniana,
desaparecimento do
hemorragia na
perigo.
garganta, hemorragiaabdominal grave

Cirurgia

Tipo de cirurgia

Pequena cirurgia
30 ? 60
Uma perfuso única, mais
incluindo extracções

terapêutica
dentárias

Antifibrinoltica oral dentro

de 1 hora, suficiente, em

aprox. 70% dos casos.

Todas as 24 horas, pelo

menos durante 1 dia, até

controlo da hemorragia.

Cirurgias maiores
80 ? 100
Perfuso repetida cada 8 a

(pr e Pós-operatério)
24 horas, dependendo dorestabelecimento da ferida.

Representa o pico de atividade de factor antihemofólico em doentes em que o Factor
VIII apresenta o tempo de semi-vida mdio esperado. Caso necessário, Deverá serdeterminado o pico de atividade meia hora após Administração. Em doentes em que o
Factor VIII apresente o tempo de semi-vida relativamente baixo, pode ser necessárioaumentar a dosagem e/ou a frequência de Administração.

Cada frasco de Recombinate rotulado com a atividade de Factor Antihemofólico
(Recombinante) Recombinate, expressa em UI por frasco.
Esta designao de potncia tem como Referência o Padro Internacional da Organizao
Mundial de Saúde para o concentrado de factor VIII. Experiências demonstraram que,para obter níveis exactos de atividade, Deverá ser realizado um ensaio de potnciautilizando tubos e pipetas de plástico, assim como substractos contendo níveis normais de
Factor de von Willebrand.
Para profilaxia de longo termo contra hemorragias em doentes com hemofilia A grave, asdoses normais estáo entre os 20 a 40 UI de factor VIII por kg de peso corporal, emintervalos de 2 a 3 dias. Em alguns casos, especialmente em doentes jovens, podem sernecessários intervalos mais curtos ou doses mais elevadas.
Os doentes devem ser monitorizados quanto ao desenvolvimento de inibidores do factor
VIII. Se os níveis da atividade plasmática de factor VIII esperados não forem atingidosou se a hemorragia não for controlada com uma dose apropriada, deve ser realizado umdoseamento para determinar se está presente um inibidor do factor VIII. Em doentes comníveis elevados de inibidor, a terapia com factor VIII pode não ser efectiva e devem serconsideradas outras opções terapêuticas. O tratamento destes doentes deve ser realizadopor médicos com experiência no tratamento de doentes com hemofilia.
Ver também seco 4.4.

4.2.2 método de Administração

A preparação destina-se a ser administrada por via intravenosa, após reconstituio com osolvente fornecido (ver seco 6.6). Recomenda-se que a administração seja feita dentrode 3 horas, após reconstituio. O material reconstituído não pode ser refrigerado. Apreparação pode ser administrada a uma velocidade até 10 ml por minuto. A frequênciado pulso deve ser medida antes e durante a administração do Recombinate. No caso deaumento significativo da frequência do pulso, reduzir o dbito ou interrompertemporariamente a administração, até ao desaparecimento dos sintomas. (Ver secções 4.4e 4.8).

4.3 Contra-Indicações

Hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer dos excipientes. reações alérgicasconhecidas s proteínas bovinas, do rato ou hamster.

4.4 Advertências e Preucações especiais de utilização

Foram registadas reações alérgicas graves com o Recombinate. Os doentes comhipersensibilidade conhecida s proteínas bovinas, do rato ou hamster, devem ser tratadoscom precauo. Os doentes devem ser informados sobre os primeiros sinais dehipersensibilidade, como urticária generalizada, opresso torácica, respiração ruidosa,hipotenso e anafilaxia. Se ocorrerem reações alérgicas ou anafiláticas ainjeco/perfuso deve ser interrompida imediatamente. Deve estar disponível tratamentoadequado para choque.
No caso do factor antihemofólico plasmático não atingir os níveis esperados ou se ahemorragia não for controlada após dosagem adequada, devem ser realizados testeslaboratoriais apropriados para a deteco da presena de inibidor.

A formao de anticorpos neutralizantes (inibidores) do factor VIII, é uma complicação conhecida no tratamento de indivíduos com hemofilia A. Estes inibidores, normalmente,so imunoglobulinas IgG contra a atividade procoagulante do factor VIII que quantificada em Unidades Bethesda (UB) por ml de plasma usando o ensaio Bethesdamodificado. O risco de desenvolvimento de inibidores está correlacionado com aexposio ao factor VIII, sendo este risco mais elevado durante os primeiros 20 dias deexposio e a outros factores genéticos e ambientais. Raramente, podem desenvolver-seinibidores após os primeiros 100 dias de exposio. Foram observados casos derecorrência de inibidores (baixo titulo), após troca de um factor VIII recombinante paraoutro, em doentes tratados previamente com mais de 100 dias de exposio, com históriade desenvolvimento de inibidores.
Os doentes tratados com factor VIII de coagulao recombinante devem sercuidadosamente monitorizados em relao ao desenvolvimento de inibidores, através daobservao clínica e testes laboratoriais adequados. Ver também seco 4.8.
No interesse dos doentes, recomenda-se que, sempre que possível e de cada vez que foradministrado Recombinate, o nome e o Número de lote do produto sejam registados.
Este medicamento contêm 1,5 mmol de sódio por dose. Ter este valor em consideraçãopara doentes com dieta controlada em sódio.

4.5 Interações Medicamentosas: e outras formas de interaco

Não foram observadas quaisquer interações com outros medicamentos.

4.6 Gravidez e aleitamento

Não foram realizados testes de reproduo animal com factor VIII. Com base naOcorrência rara de hemofilia A em mulheres, não está disponível experiência em relaoao uso de factor VIII durante a gravidez e aleitamento. Assim, o factor VIII Deverá seradministrado a mulheres grávidas ou a amamentar, apenas se estritamente necessário.

4.7 Efeitos sobre a capacidade de conduzir e utilizar máquinas

Não foram observados efeitos sobre a capacidade de conduzir e utilizar máquinas.

4.8 Efeitos indesejáveis

Tal como com a administração de qualquer proteína, podem surgir reações adversasdurante o uso das preparações de factor antihemofólico recombinante (FAHr). Durante osensaios clínicos ocorreram reações adversas após a administração do FAHr queincluram: náuseas, rubor, fadiga ligeira, eruPóo cutânea, hematoma, diaforese, arrepios,tremores, febre, dor nos membros inferiores, arrefecimento das extremidades, gargantadorida, infeco do ouvido e dificuldades auditivas, epistaxe e palidez. Esporadicamente,foram notificadas reações adversas semelhantes a hipersensibilidade do tipo alérgico emdoentes a utilizar o Recombinate comercial. Os sintomas do tipo alérgico podem incluirurticária, eruPóo cutânea, dispneia, tosse, opresso torácica, respiração ruidosa,hipotenso e anafilaxia.
Os doentes devem ser informados sobre os sinais precoces de reações dehipersensibilidade e avisados para interromper o uso do medicamento e contactar o seumédico, caso ocorra algum destes sintomas.
Recomenda-se precauo a doentes com reações alérgicas conhecidas aos constituintesda preparação (Ver secções 4.3 e 4.4).
A formao de anticorpos neutralizantes do factor VIII (inibidores), é uma complicação conhecida no tratamento de indivíduos com hemofilia A. Estes inibidores soinvariavelmente imunoglobulinas IgG, dirigidos contra a atividade inibitéria do factor
VIII procoagulante que expressa em Unidades Bethesda (UB) por ml de plasma.
O risco de desenvolvimento de inibidores está correlacionado com a exposio ao factor
VIII antihemofólico, sendo este risco mais elevado durante os primeiros 20 dias deexposio. através dos estudos realizados, calcula-se que a Incidência registada deanticorpos inibidores em doentes com hemofilia A grave que se encontram em alto riscopara o desenvolvimento de inibidores (i.e., doentes previamente não tratados), seja de
31% para o Recombinate, valor que se encontra dentro dos valores encontrados para o
FAH derivado do plasma. Os doentes tratados com Recombinate devem sercuidadosamente monitorizados relativamente ao desenvolvimento de anticorposinibidores, através da observao clínica e testes laboratoriais adequados.

A tabela seguinte fornece a frequência dos doentes com reações adversas aomedicamento em ensaios clínicos: Dentro de cada classe de frequência, os efeitosindesejáveis so apresentados por ordem decrescente de gravidade.
A frequência foi avaliada utilizando-se o seguinte critério: muito frequente (>1/10),frequente (>1/100, <1/10), pouco frequente (>1/1 000, <1/100), raro (>1/10 000, <1/1
000) e muito raro (<1/10 000).

frequência das reações Adversas Medicamentosas clínicas (RAMs) para RECOMBINATE

Classes de sistemas de rgos
Termos padro segundo a
frequência
segundo a base de dados MedDRA
base de dados MedDRA
Doenças gastrointestinais
Nuseas
Pouco frequente
Perturbações gerais e
Arrepios Frequente
alterações no local de
Fadiga Pouco
frequente
Administração
Pirexia
Pouco frequente
Infecções e infestações
Infeco do ouvido
Pouco frequente
Exames complementares de

Pouco frequente
diagnóstico
Teste laboratorial deestimulao acstica anmalo
Afecções musculosquelticas e dos
Dor nas extremidades
Pouco frequente
tecidos conjuntivos
Doenças do sistema nervoso
Tontura Pouco
frequente
Tremor Pouco
frequente
Doenças respiratórias, torácicas e do
Dor faringolarngea
Pouco frequente
mediastino
Afecções dos tecidos cutâneos e
Hiperhidrose
Pouco frequente
subcutâneas
Prurido Pouco
frequente
EruPóo cutânea
Pouco frequente
EruPóo maculopapular
Pouco frequente
Vasculopatias
Epistaxe Pouco
frequente
Rubor Pouco
frequente
Hematoma
Pouco frequente
Hipotenso Pouco
frequente
Palidez Pouco
frequente
Arrefecimento perifrico
Pouco frequente

Na base de dados de notificações espontneas, Pós-comercializao, existem notificaçõesde cianose, taquicardia, vômitos, desconforto abdominal, choque anafiláctico,hipersensibilidade, sncope, cefaleia, esfoliao da pele e inibidor para o FVIII.

4.9 Sobredosagem

Não so conhecidos sintomas de sobredosagem.

5. PROPRIEDADES FARMACOlógicAS

1 Propriedades farmacodinâmicas

Classe terapêutica : anti-hemorrágicos: Factor VIII da coagulao sanguínea.

Código ATC: B02BD02.

O complexo factor VIII/factor de von Willebrand, consiste em duas moléculas (factor
VIII e factor de von Willebrand) com diferentes funções fisiológicas.
Quando administrado em perfuso a um doente hemofólico, o factor VIII liga-se ao factorde von Willebrand endgeno na circulao do doente.
O factor VIII ativado Atua como um cofactor para o factor IX ativado, acelerando aconverso do factor X em factor X ativado. O factor X ativado converte a protrombinaem trombina. A trombina converte depois o fibrinognio em fibrina e pode formar-se umcogulo. A hemofilia A é uma doença hereditéria da coagulao sanguínea, ligada aosexo, devido à diminuição dos níveis de atividade do factor VIII e resulta emhemorragias profusas nas articulações, mêsculos ou rgos internos, querespontaneamente, quer em resultado de um trauma acidental ou cirúrgico. Os níveisplasmáticos do factor VIII so aumentados através da terapêutica de substituio,permitindo assim uma correco temporria da deficincia de factor e a correco datendência hemorrágica.
Recombinate tem sido estudado em 71 crianças sem tratamento prvio. A média deidades do estudo aleatério na primeira perfuso de Recombinate, foi de 10 meses
(intervalo: 2 dias a 50 meses). O medicamento foi bem tolerado e não foi associado comefeitos adversos significativos a curto prazo. A sua eficácia clínica foi comparvel aoutras moléculas de FVIII, tanto no tratamento da hemorragia aguda, como na profilaxiacirúrgica (10 indivíduos sofreram interveno cirúrgica). O seguimento a longo termo dogrupo revelou um acontecimento adverso relacionado com o medicamento de 0,86/1000perfuses, nenhum grave ou ameaador da vida.

2 Propriedades farmacocinéticas

Estudos farmacocinéticos em 69 doentes previamente tratados revelaram que o tempo desemi-vida mdio circulante do Recombinate 14,6 4,9 horas (n=67). Estatisticamente,este valor não significativamente diferente do verificado para o derivado de plasma,
Factor Antihemofólico (Humano), Hemofil M, (pdFAH). O tempo de semi-vida mdiodo Hemofil M é de 14,7 5,1 horas (n=61). A recuperação real da linha de baseobservada com o Recombinate, após perfuso de uma dose de 50 UI/kg, foi de 123,9
47,7 UI/dl (n=23), a qual significativamente superior recuperação real da linha debase observada com o Hemofil M que é de 101,7 31,6 UI/dl (n=61). Contudo, a razoentre a recuperação real e a esperada (i.e., aumento de 2% da atividade de Factor VIII 1
UI de factor antihemofólico recombinante/kg de peso corporal) com o Recombinate
(121,2 48,9%), idêntica do Hemofil M (123,4 16,4%).
Foi obtido um total de 494 estudos de recuperação a partir de 68 doentes previamente nãotratados. 212 estudos de recuperação foram realizados quando os doentes estavam a sertratados relativamente a episódios hemorrágicos com SD, com uma recuperação médiareal de 70,0 37,9 UI/dl (N=208), com 4 recuperações omitidas da análise como desvios.
A alta variabilidade é devida s diferentes doses administradas, que variam de 13,8 a
103,2 UI/kg ( SD média de 36,0 16,2 e mediana de 32,1 UI/kg). Tendo emconsideração os diferentes níveis de dosagem, foram calculadas as razes de recuperaçãoreal/esperada, resultando um valor mdio de 1,0 0,3. .

Foram realizados 68 estudos de recuperação quando os doentes estavam a receberperfuses de seguimento para o tratamento continuado de uma hemorragia pré-existente.
O nível de recuperação real de FVIII foi corrigido para o nível de FVIII de pré-perfuso.
A recuperação real média SD foi de 88,6 38,2 UI/dl (N=66), com 2 recuperaçõesomitidas da análise como desvios. Mais uma vez, as diferentes doses reais administradas,que variam de 18,5 a 85,7 UI/kg ( SD média de 38,6 15,9 e mediana de 32,1 UI/kg)resultaram numa variao substancial nos níveis de recuperação observados. A razorecuperação real/esperada SD média foi de 1,0 0,3 com uma mediana de 1,0.
Foram realizados 214 estudos de recuperação com doentes estáveis que resultaram numarecuperação real média de 71,6 29,7 UI/dl (N=209), com 5 recuperações omitidas daanálise como desvios. As doses administradas variaram de 10,4 a 68,1 UI/kg ( SDmédia de 38,0 12,7 e mediana de 36,1 UI/kg). A razo recuperação real/esperada SDmédia foi de 1,0 0,3.

3 Dados de segurança pré-clínica

O Recombinate Atua como o factor VIII endgeno. Doses vrias vezes superiores dosagem recomendada em humanos (por kg de peso corporal), não provocaram efeitostxicos em animais de Laboratório. O Recombinate foi testado no que respeita mutagenicidade com doses consideravelmente em excesso s concentrações plasmáticasde FAH in vitro e com doses dez vezes superiores dose clínica máxima esperada invivo, não tendo provocado mutações reversíveis, aberrações cromossmicas ou aumentode microNúcleos nos eritrcitos policromáticos da medula óssea. Uma vez que asexperiências clínicas não evidenciam efeitos tumorigúnicos e mutagúnicos, não foramconsiderados imperativos os estudos a longo prazo em animais, para avaliar o potencialcarcinogúnico.

6. InformaçãES farmacêuTICAS

6.1 Lista dos excipientes
Pó:
Soluo de Albumina Humana
Cloreto de sódio
Histidina
Macrogol 3350
Cloreto de cálcio di-hidratado
Solvente:
água para preparações injetáveis

6.2 Incompatibilidades

Na ausência de estudos de compatibilidade, este medicamento não deve ser misturadocom outros medicamentos.

Apenas devem ser usados os sistemas de perfuso fornecidos, visto que pode ocorrer umafalha no tratamento, como consequncia da adsoro do factor VIII de coagulaohumana s superfcies internas de alguns equipamentos de perfuso.

6.3 Prazo de validade

2 anos. após reconstituio, o Recombinate não pode ser refrigerado e deve seradministrado dentro de três horas.

6.4 Precauções especiais de conservao

Conservar no frigorfico (2C 8C).
Não congelar.
Manter dentro da embalagem exterior para proteger da luz.
Durante o prazo de validade, o medicamento antes de ser utilizado pode ser conservadoentre 15C 25ºC, até 6 meses.
Não voltar a refrigerar após conservao a temperatura entre 15C e 25ºC.
Condições de conservao do medicamento reconstituído, ver seco 6.3.

6.5 Natureza e conteúdo do recipiente

Cada embalagem contêm um frasco de Pó, um frasco com 10 ml de solvente (ambos devidro tipo I e rolha de borracha) e um dispositivo de reconstituio (BAXJECT II) + umaseringa descartvel esterilizada de plástico + um mini sistema de perfuso estáril + 2compressas alcoolizadas + 2 pensos.

Alternativamente ao BAXJECT II, pode ser fornecido um dispositivo de agulha parareconstituio que compreende uma agulha de ponta dupla estáril (para transferir osolvente para o frasco do Recombinate) e uma seringa filtro estáril (para transferir asoluo reconstituída para a seringa).

Tamanho da embalagem de 1.

6.6 Precauções especiais de eliminao e manuseamento

A preparação destina-se é Administração por via intravenosa, após reconstituio com a
água para preparações injetáveis fornecida. Deve ser usada a seringa plástica descartvelfornecida com o medicamento.
Usar a soluo nas 3 horas após reconstituio.
Não refrigerar a preparação após reconstituio.
Os produtos não utilizados ou os resduos devem ser eliminados de acordo com asexigncias locais.
A soluo deve estar transparente ou ligeiramente opalescente. Não usar soluções queestejam turvas ou com dePósitos. Os produtos reconstituídos devem ser inspeccionadosvisualmente quanto a partculas e descoloração antes da administração.

Não utilizar o medicamento se o sistema de barreira estáril ou a embalagem estiverdanificada ou mostrar sinais de deterioração.

Reconstituio: Usar Técnica Assptica
Reconstituio com BAXJECT II
Reconstituio com agulhas
1
Colocar o Recombinate (Pó) e a água
1 Colocar o Recombinate (Pó) e a água
.
esterilizada para preparações injetáveis
. esterilizada para preparações injetáveis
(solvente) a temperatura entre 15C-25ºC.
(solvente) a temperatura entre 15C-25ºC.
2
Retirar as cápsulas dos frascos do Pó e do
2
Retirar as cápsulas dos frascos do Pó e do
.
solvente.
. solvente.
3
Limpar as rolhas com compressas
3
Limpar as rolhas com compressas alcoolizada.
.
alcoolizadas. Coloque os frascos numa
. Coloque os frascos numa superfcie plana.
superfcie plana.
4
Abrir a embalagem do dispositivo BAXJECT
4
Retire a proteco de uma das extremidades
.
II, retirando a película superior sem tocar no
. da agulha dupla e insira a agulha exposta
interior (Fig. a). Não retirar o dispositivo da
através da rolha.
embalagem.
5
Virar a embalagem para baixo e inserir o
5
Retire a proteco da outra extremidade da
.
espigo de plástico transparente através da
. seringa dupla. Inverta o frasco do solvente
rolha do solvente. Segurar a embalagem pela
sobre o frasco de Recombinate na vertical,
extremidade e retirar a embalagem do
depois rapidamente, insira a extremidade livre
dispositivo BAXJECT II (Fig. b). Não retire a
da agulha através do centro da rolha do frasco
cápsula azul do dispositivo BAXJECT II.
de Recombinate. O vcuo do frasco irá puxaro solvente.
6
Com o BAXJECT II adaptado ao frasco do
6
Separe os dois frascos retirando a agulha da
.
solvente inverter o sistema, para que o frasco
. rolha do frasco do solvente e, em seguida, a
do solvente fique na parte superior do
agulha do frasco de Recombinate. Agite
dispositivo. Inserir o espigo de plástico
suavemente até todo o material estar
branco na rolha do Recombinate. O vcuo
dissolvido. Certifique-se que todo o
provocaré a passagem de solvente para o
Recombinate está completamente dissolvido
interior do frasco do Recombinate (Fig. c).
ou o material activo ser retirado pela agulhafiltro.
7
Agitar suavemente até todo o material estar

.
dissolvido. Garantir que o Recombinate estácompletamente dissolvido, caso contrrio omaterial activo não passaré através do filtro dodispositivo. O produto dissolve-se rapidamente
(normalmente em menos de 1 minuto).

Fig. a Fig. b Fig. c

Administração: Usar Técnica Assptica

Recomenda-se que a administração seja

Recomenda-se que a administração seja
iniciada nas três horas após reconstituio.
iniciada nas três horas após reconstituio. O
O material reconstituído não pode ser
material reconstituído não pode ser
refrigerado. Os medicamentos parentéricos
refrigerado. Os medicamentos parentéricos
devem ser inspeccionados quanto a
devem ser inspeccionados quanto a partculas
partculas e alteração da cor antes da
e alteração da cor antes da administração. Um
Administração. Um aspecto incolor a
aspecto incolor a amarelo Pólido é aceitvel
amarelo Pólido é aceitvel para o
para o Recombinate
Recombinate.
1.
Retirar a cápsula azul do BAXJECT II.
1
Colocar a agulha filtro na seringa descartvel
NO INSERIR AR NA SERINGA. Ligar a .
e puxe o mbolo para entrar ar na seringa.
seringa ao BAXJECT II (Fig. d).
2.
Inverter o sistema (com o frasco do
2
Inserir a agulha filtro no Recombinate
concentrado em cima). Passar o
.
reconstituído.
concentrado para o interior da seringapuxando, devagar, o mbolo para três
(Fig.e).
3.
Retirar a seringa.
3
Injectar ar no frasco e depois retirar o material
.
reconstituído para a seringa.

Adaptar o dispositivo de Administração
4
Retire e rejeite a agulha filtro. Adaptar o
seringa. Injectar por via intravenosa. A
.
dispositivo de Administração seringa.
preparação pode ser administrada a uma
Injectar por via intravenosa. A preparação
velocidade até 10 ml por minuto. A
pode ser administrada a uma velocidade até 10
frequência do pulso deve ser medida antes e
ml por minuto. A frequência do pulso deve ser
durante a administração do Recombinate.
medida antes e durante a administração do
No caso de aumento significativo da
Recombinate. No caso de aumento
frequência do pulso, a reduo da
significativo da frequência do pulso, a reduo
velocidade de Administração ou a
da velocidade de Administração ou a
interruPóo temporria da administração,
interruPóo temporria da administração,
normalmente permite o desaparecimento
normalmente permite o desaparecimento dos
dos sintomas. (Ver secções 4.4 e 4.8).
sintomas. (Ver secções 4.4 e 4.8).

Fig. d Fig. e
5
Para retirar cada frasco de Recombinate
.
reconstituído deve ser usada uma agulha filtronão usada.

Fabricante :

Baxter médico farmacêutica Lda.
Sintra Business Park
Zona Industrial da Abrunheira

Edifício 10
2710-089 Sintra, Portugal


8. NMERO DA AUTORIZAO DE INTRODUO NO MERCADO

2215085 Recombinate 250 UI
2215184 Recombinate 500 UI
2215283 Recombinate 1000 UI


9. DATA DA PRIMEIRA AUTORIZAO/RENOVAO DA AUTORIZAO DE

INTRODUO NO MERCADO

25 Fevereiro 1994



A