Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Posicor - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : mibefradil

Apresentação : Caixas com 14 e 28 comprimidos de 50 e 100 mg.

Indicação : Hipertenso essencial e da hipertenso renal. Posicor pode ser usado sozinho ou em combinao com outros agentes anti-hipertensivos. Posicor não induz taquicardia reflexa, ao contrrio, provoca uma leve reduo na frequência cardíaca. A eficácia anti-hipertensiva de Posicor foi demonstrada nas posições sentado, em Pó e supina. A presso sanguínea É controlada suavemente durante as 24 horas do intervalo de doses. O incio da ao gradual, sendo o efeito máximo alcançado dentro de 1-2 semanas. Não se desenvolveu tolerância na exposio prolongada, nem tampouco ocorreu efeito rebote na descontinuao do produto. Angina pectoris crônica estável: Posicor é indicado também para o tratamento da angina pectoris crônica estável. Posicor pode ser usado sozinho ou em combinao com outros agentes antianginosos. Nos pacientes com angina pectoris estável crônica, Posicor reduz a frequência cardíaca, a resistância perifrica total (Pós-carga), e o duplo produto (frequência cardíaca x presso sanguínea), resultando num decrscimo na carga de trabalho cardíaca e na demanda de oxignio do miocárdio. Adicionalmente, ocorre um acrscimo no fornecimento de oxignio para o miocárdio, devido à dilatao da artria coronariana, e isso resulta num aumento do fluxo de sangue coronariano. O tratamento com Posicor está associado com uma diminuição dos episódios de angina dose-relacionado, consumo de nitroglicerina e nmero e duração dos episódios de isquemia silenciosa. Não se desenvolve tolerância nem tampouco se observa efeito rebote após descontinuao da droga.

Efeito Colateral :

Posicor geralmente bem tolerado. Na maioria dos casos, os efeitos adversos so transitórios, de grau leve a moderado. Nos estudos controlados com placebo, a razo de descontinuao do Posicor 50 mg e 100 mg devido a efeitos adversos foi similar é observada nos pacientes tratados com placebo. O efeito adverso dose-dependente mais comumente observado nesses estudos foram edema das pernas, fadiga, tontura e escotomas. A Incidência de cada um desses efeitos para Posicor 50 mg foi similar a observada com placebo. Para Posicor 100 mg não excederam a 3,5 %. Bradicardia sintomática ou bloqueio A-V de segundo grau foram muito raramente observados nas doses recomendadas de Posicor. Superdosagem: não se tem experiência com superdosagem de Posicor. devido às propriedades farmacodinâmicas do Posicor, uma superdosagem pode vir a causar uma excessiva vasodilatao perifrica com acentuada hipotenso, bradicardia e bloqueio A-V. Na Ocorrência de uma superdosagem, uma monitorizao ativa cardíaca e respiratéria deve ser instituída. Medições frequentes da presso sanguínea so essenciais. Na Ocorrência de hipotenso, suporte cardiovascular, incluindo elevao das extremidades e Administração criteriosa de fluidos deve ser iniciada. Se a hipotenso não responder a essas medidas, a administração de vasopressores (como fenilefrina) deve ser considerada, com ateno ao volume circulante e eliminao de urina. Bradicardia e anormalidades do sistema de conduo podem ser tratadas com atropina, isoproterenol e marca-passo. Administração intravenosa de gluconato de cálcio pode ajudar a reverter os efeitos dos antagonistas de cálcio. Uma vez que Posicor liga-se altamente s proteínas plasmáticas, não pode ser removido por dilise.

Modo de Usar :

Hipertenso: a dose inicial recomendada para Posicor 50 mg uma vez ao dia. Um aumento para 100 mg uma vez ao dia deve ser baseado na resposta da presso sanguínea. Angina pectoris crônica estável: a dose inicial recomendada para Posicor 50 mg uma vez ao dia. Um aumento para 100 mg uma vez ao dia deve ser baseado na resposta terapêutica. Posicor pode ser administrado tanto antes, durante ou após as refeições. Os comprimidos devem ser engolidos e não mastigados.

Contra indicação :

Pacientes com: doença do n sinusal ou bloqueio A-V de segundo ou terceiro graus, sem marca-passo. Reconhecida hipersensibilidade ao mibefradil ou a qualquer outro componente da formulao. Gravidez e lactao. Administração concomitante de terfenadina, cisapride e astemizol. Posicor liga-se altamente s proteínas (99,5%), principalmente é a-1-glicoproteína cida (95%). Portanto, não desloca drogas que se ligam é albumina, como a warfarina, fenitona e digoxina. Nos estudos clínicos, Posicor foi administrado com segurança juntamente com drogas normalmente utilizadas como diuréticos, betabloqueadores, inibidores da ECA, antiinflamatórios não esteroidais, nitratos de longa ao, nitroglicerina sublingual, hipoglicemiantes orais, agentes redutores de liPódeos, estrgenos conjugados, antibióticos, Anti-histamínicos e antitrombticos. Não foram observadas alterações farmacocinéticas relevantes na administração concomitante de drogas como enalapril, atenolol, metoprolol, teofilina e cimetidina. Resultados in vitro indicam que a atividade do citocromo P 450 3A4 diminuída na presena de mibefradil ou seus metabólitos. A co-Administração de Posicor com drogas metabolizadas por estas isoenzimas pode resultar em alterações nas concentrações plasmáticas das mesmas.

Fórmula :

Cada comprimido de Posicor 50 mg contêm: mibefradil 50 mg. Excipientes: lactose anidra, amido de milho, polividona K 30, talco, estearil fumarato de sódio, etilcelulose, metilhidroxipropilcelulose 2910/6 cp, triacetina e dióxido de titânio. Cada comprimido de Posicor 100 mg contêm: mibefradil 100 mg. Excipientes: lactose anidra, amido de milho, polividona K 30, talco, estearil fumarato de sódio, etilcelulose, metilhidroxipropilcelulose 2910/6 cp, triacetina, dióxido de titânio e xido de ferro vermelho.

Fabricante :

Roche Químicos Farmacêuticos S/A

Estrada dos Bandeirantes, 2020 – cep 22775-109
Rio de Janeiro – RJ - Brasil

Canal do Médico: 0800 77 20 292
Canal do Paciente: 0800 77 20 289

Ancotil, Bactrim, Cellcept, Coreg, Efurix, Fansidar, Fortovase, Globocef, Granulokine, Herceptin, Hivid, Lanexat, Lariamar, Limbitrol, Liquemine, Mabthera, Marcoumar, Pegasys, Posicor, Prolopa, Prostigmine, Protamina, Protovit, Pulmozyme, Rennie, Roacutan, Rocaltrol, Rocefin im, Rocefin iv, Rochagan, Roferon a, Uro bactrim, Verutex, Vesanoid


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.