Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Pontin - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : ácido Mefenmico.

Apresentação : 24 comprimidos 500 mg

Indicação : Para o alívio sintomático de artrite reumatéide (inclusive doença de Still), osteoartrite e dor, inclusive muscular, traumática e dentária, cefaleias de vrias etiologias, dor Pós-operatéria e Pós-parto. Para o alívio sintomático da dismenorria primria. Menorragia disfuncional ou por uso de DIU, tendo sido afastadas as demais causas de patologia Pólvica. síndrome pré-menstrual.

Modo de Usar :

Pontin pode ser ingerido s refeições em caso de desconforto gastrintestinal. dor média para
Moderada / artrite reumatéide / osteoartrite: 500 mg, três vezes ao dia. dismenorria: 500 mg, três vezes ao dia, para
Ser administrado no incio da célica menstrual e enquanto persistir a sintomatologia se o médico julgar necessário.
Menorragia: 500 mg, três vezes ao dia, com o aparecimento da menstruao e sintomatologia associada e continuar
Se o médico julgar necessário. síndrome pré-menstrual: 500 mg, três vezes ao dia, no incio da sintomatologia e
Continuar até a cessao da mesma se o médico julgar necessário.

Contra indicação :

Pacientes com história prvia de hipersensibilidade ao Princípio ativo. Pacientes que
apresentem sintomas de broncoespasmo, rinite alérgica ou urticária induzidos por Ácido acetilsalicílico e outros
AINEs. Pacientes com sintomas de úlcera péptica ativa ou inflamao crônica do trato gastrintestinal superior ou
inferior. Pacientes com disfunção renal pré-existente.

Modo de usar :

Pontin pode ser ingerido s refeições em caso de desconforto gastrintestinal. dor média para
Moderada / artrite reumatéide / osteoartrite: 500 mg, três vezes ao dia. dismenorria: 500 mg, três vezes ao dia, para
Ser administrado no incio da célica menstrual e enquanto persistir a sintomatologia se o médico julgar necessário.
Menorragia: 500 mg, três vezes ao dia, com o aparecimento da menstruao e sintomatologia associada e continuar
Se o médico julgar necessário. síndrome pré-menstrual: 500 mg, três vezes ao dia, no incio da sintomatologia e
Continuar até a cessao da mesma se o médico julgar necessário.

Cuidados e Advertências

Em caso de aparecimento de diarreia, a posologia deve ser reduzida ou o medicamento
temporariamente suspenso. Certos pacientes que desenvolvem diarreia podem apresentar recorrência dos sintomas
em caso de reexposio. Pacientes tratados cronicamente com AINEs podem apresentar toxicidade gastrintestinal
sria como hemorragias, ulceração e perfuração, com Ocorrência ou não de sintomatologia prvia. A hemorragia
gastrintestinal tem sido associada com história prvia de úlcera péptica, tabagismo e alcoolismo.
Pacientes idosos ou debilitados parecem tolerar ulceração ou hemorragia bem menos que outros pacientes e a maior
parte dos relatos espontneos de eventos gastrintestinais fatais está nesta populao. Considerando o uso de doses
relativamente altas (dentro da faixa recomendada), benefício suficiente deve ser garantido para compensar o
aumento do risco de toxicidade gastrintestinal. O produto deve ser descontinuado em casos de eruPóo cutânea.
PONTIN pode produzir reação falso-positiva para compostos biliares urinários, quando é usado o diazotest. Ao
suspeitar-se de biliria, devem ser realizados outros procedimentos diagnósticos, como o teste de Harrison.
a administração de um AINE pode causar uma reduo dose-dependente na formao de prostaglandinas e
precipitar uma descompensao renal franca, em pacientes que possuem função renal prejudicada, insuficincia
cardíaca, disfunção hepática, os usurios de diuréticos e os idosos. A interrupção do tratamento com AINEs
caracteristicamente seguida de retorno ao estado pré-tratamento. PONTIN não deve ser administrado a pacientes
com função renal significativamente alterada. PONTIN pode inibir a agregao plaquetária. Pode haver elevações
limtrofes em um ou mais testes hepáticos de alguns pacientes, as quais podem progredir, manter-se inalteradas ou
transitérias com a continuao do tratamento. Pacientes com sintomas e/ou sinais sugestivos de disfunção hepática
ou teste funcional hepático alterado, devem ser avaliados para detectar o aparecimento de reações hepáticas mais
severas, quando em tratamento com PONTIN. Caso os testes funcionais hepáticos alterados persistam, piorem ou
surjam sinais ou sintomas clínicos de doença hepática, ou ainda, se ocorrerem manifestações sistêmicas, PONTIN
deve ser descontinuado. Uso na gravidez e lactao: não é recomendado. Uso em adolescentes: PONTIN tem-se
demonstrado eficaz para dor em adolescentes acima de 14 anos de idade. Uso geritrico: tem sido relatada
diminuição da função renal, algumas vezes levando a insuficincia renal aguda. Pacientes idosos ou debilitados
parecem incapazes de tolerar ulceração ou hemorragia; a maioria dos relatos espontneos de eventos
gastrintestinais fatais está nesta populao.
O ácido mefenmico desloca a varfarina dos sítios de ligao proteína e pode aumentar a resposta a
anticoagulantes orais. Portanto, a administração concomitante de ácido mefenmico com drogas anticoagulantes
requer monitorizao frequente do tempo de protrombina.
As reações adversas mais frequentes referem-se ao trato gastrintestinal. A diarreia É comumente dose-relacionada,
geralmente cedendo com a reduo da dose e desaparecendo rapidamente ao final do tratamento. Alguns pacientes
não estáo aptos a continuarem o tratamento. As reações gastrintestinais mais comumente relatadas so: diarreia,
náuseas com ou sem vômitos e dor abdominal.

Fabricante :

HEXAL DO BRASIL LTDA

Rodovia Celso Garcia Cid, KM 87
Parque Industrial
Cambé - PR - Brasil
CEP 86183-600
SAC - 0800 400 91 92
sac.sandoz@sandoz.com
Cambé - PR +55 43 3174-8000
São Paulo - SP +55 11 5532-7122

Medicamentos do mesmo fabricante :

Aciclovir, Arotin, Atenopress, Atenorese, Binko Hexal, Captotec, Cetihexal, Cimetina, Ciprobiot, Clarilerg, Cor mio, Dexametonal, Diclac sr, Diclac, Enaprotec, Ergomemor, Flox, Flutec, Ginkgo Biloba, Glimeprid, Itrahexal, Keflaxina, Lisinopril, Lisinoretic, Lisinovil, Loratadina, Lorsacor, Lorsar hct, Micosten, Movacox, Neobacina, Neocina, Nimalgex, Omeprotec, Pantopaz, Piroxicam, Pontin, Qiftrim, Quadrihexal, Secnihexal, seduspar, sinvastacor, sotahexal, stugerina, Ulcerit, Zimicina,

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode ser-lhes prejudicial, mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.
O ministério da saúde adverte: a auto-medicação pode fazer mal à sua saúde.
Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária. Trata-se de um registro histórico deste medicamento.
Este texto não pode substituir a leitura da bula que acompanha o medicamento.
Os medicamentos podem mudar suas formulações, recomendações e alertas.
Apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão do medicamento comercializada.
Todas as bulas constantes no site portal são meramente informativas.
Lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular