Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Paracetol - Bula

Esta bula é meramente informatica destinada ao público em geral.

Princípio ativo : Paracetamol

Apresentação : 500 mg, comprimido

A substância ativa é o paracetamol.
Cada comprimido contêm:
Substância ativa: 500 mg de paracetamol.
Outros componentes: amido pré-gelificado, ácido esteárico e talco.

Fabricante :
FARMACOOPE, Cooperativa Nacional das Farmcias C.R.L.
Travessa de Santa Catarina, 8
1200-403 LISBOA

Indicação :

Paracetol 500 mg comprimidos está disponível em embalagens de 20 unidades.
Paracetol 500 mg comprimidos alivia a dor e diminui a febre, pelo que pertence ao grupofarmacoteraPóutico 2.10 (Analgésicos e antipiráticos).

Indicaçõesterapêuticas: PARACETOL é indicado para o tratamento sintomático de estadosfebris e/ou dores com intensidade ligeira a moderada tais como cefaleias, enxaquecas, nevralgias,sinusites, otites, odontalgias e mialgias.

Antes de TomarParacetol 500 mg comprimidos

Não tome Paracetol 500 mg comprimidos:
- se tem doença hepática grave;
- se tem hipersensibilidade já conhecida ao paracetamol ou aos outros componentes doscomprimidos;
- se está a tomar outros produtos contendo paracetamol.

Tome especial cuidado com o medicamento em casos de:
Advertências por patologia

- Perturbações da função hepática (p.ex. inflamação do fgado devida ao abuso crônico de álcool,hepatites);
- Insuficincia renal preexistente e,
- Na presena de uma doença metabólica hereditéria e rara, denominada doença de Gilbert
(tambm conhecida como doença de Meulengracht), que é acompanhada por um aumento dosníveis de bilirrubina no sangue.
Nestas circunstâncias, antes de usar o medicamento deve consultar o médico.
Durante o tratamento com Paracetol não tomar outros produtos contendo paracetamol.

Advertências gerais
Se tomar inapropriadamente grandes quantidades de Analgésicos por um perãodo de tempoprolongado e em doses elevadas, podem aparecer-lhe dores de cabeça, que não deve tratar comdoses aumentadas do medicamento.
O paracetamol não deve ser usado em situações de febre alta (superior a 39 C), febre de duraçãosuperior a 3 dias ou febre recorrente, excepto se prescrito pelo médico, pois estas situaçõespodem necessitar de avaliação e tratamento médico.
Enquanto Analgésico, o Paracetol não deve ser usado em auto-medicação durante mais de 7 diasnos adultos ou de 5 dias nas crianças, salvo se prescrito por um médico, dado que dores com talintensidade e duração podem indicar uma situação patológica requerendo avaliação clínica etratamento supervisionado.

Gravidez
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento. O seu médicoindicar-lhe-é a posologia correcta para tomar Paracetol.

Aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento. O paracetamolpassa para o leite materno. Como até data não ocorreram consequncias negativas conhecidasem lactentes, como regra geral, durante o tratamento com paracetamol a me não precisa deinterromper o aleitamento.

Efeitos em crianças
Salvo indicação médica em contrrio, observar rigorosamente as doses terapêuticasrecomendadas.

Efeitos em idosos
Não aplicvel.

Efeitos em doentes com patologias especiais
Se sofre de insuficincia hepática ou renal, ou doença de Gilbert, fale com o seu médico que lherecomendaré a dose e os intervalos de Administração adequados de paracetamol.

Condução de veículos e utilização de máquinas
O paracetamol não interfere com a capacidade de condução ou utilização de máquinas.

Tomar Paracetol 500 mg comprimidos com outros medicamentos:
Por favor informe o seu farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

Não tome Paracetol 500 mg comprimidos se está a tomar:
- cloranfenicol (antibiótico)
- propantelina (medicamento que atrasa o esvaziamento gástrico)
- varfarina e outros cumarúnicos (anticoagulantes)

Os medicamentos que aumentam a degradação dos fármacos no fgado e que podem assimcausar lesões hepáticas (por exemplo, os antiepilpticos, tais como carbamazepina, fenobarbital efenitona, bem como a rifampicina, um fármaco que Atua contra a tuberculose), devem seradministrados com cuidado se usados simultaneamente com o Paracetol.

Se está a tomar colestiramina (medicamento usado para baixar colesterol) tome Paracetol 1 horaantes ou 4 horas depois.

Se está a tomar zidovudina (tratamento de infecções pelo VIH) consulte o seu médico antes detomar Paracetol.

Modo de Usar: paracetol 500 mg comprimido

A dose habitual depende da idade e do peso corporal.
a administração pode ser repetida a intervalos de 4 8 horas, isto 6 ? 3 tomas diárias.
De acordo com o peso corporal e a idade, as doses normalmente recomendadas so as seguintes:

Peso corporal
Idade
Dose única
Dose máxima diária (24 h)

20 ? 30 K g
6 ? 9 anos
1 comprimido
3 comprimidos
até 40 K g
até 12 anos
1 comprimido
4 comprimidos
Acima de 40 K g Superior a 12 anos 1 ? 2 comprimidos no máximo 8 comprimidos

Paracetol 500 mg comprimidos é usado por via oral. Os comprimidos podem ser tomadosinteiros ou desfeitos em água.
a administração após as refeições pode atrasar o incio de ação.

Se tomou mais Paracetol 500 mg comprimidos do que deveria:
Os primeiros sinais de sobredosagem podem ser náuseas, vômitos e dores fortes no abdômen.
Mesmo que estes sinais melhorem temporariamente, consulte imediatamente o seu médico, eletomaré as medidas apropriadas.

Caso se tenha esquecido de tomar Paracetol 500 mg comprimidos
Não tome uma dose dobrada para compensar a dose que se esqueceu de tomar. Retome oesquema posológico recomendado.

4. Efeitos secundários possveis

Como os demais medicamentos, Paracetol 500 mg comprimido pode ter efeitos secundários.
Normalmente, Paracetol é bem tolerado nas doses recomendadas.

Como os demais medicamentos, Paracetol pode ter efeitos secundários. Quando administradonas doses terapêuticas recomendadas, o paracetamol geralmente muito bem tolerado.
Raramente pode verificar-se Ocorrência de alergias na pele, com comicháo, manchas einflamação. Muito raramente podem ocorrer alterações relacionadas com o sangue e sistemalinfático.

A nível gastrointestinal pode verificar-se a Ocorrência de náuseas, vômitos, diarreia e dorabdominal.
após ingestão prolongada de doses elevadas podem surgir deficincias hepáticas e renais.

Ao aparecimento dos primeiros sinais de reações alérgicas interrompa o tratamento e procureimediatamente o conselho do seu médico.

Caso detecte efeitos secundários não mencionados nesta bula, informe o seu médico oufarmacêutico.

Conservação de paracetol 500 mg comprimido
Mantenha este medicamento fora do alcance e da vista das crianças.
Não conservar acima de 25ºC.
Não utilize Paracetol 500 mg comprimido após expirar o prazo de validade referido no blister ena cartonagem.

6. Outras Informações

Para qualquer informação adicional sobre este medicamento contacte, por favor:
FARMACOOPE, Cooperativa Nacional das Farmcias C.R.L.
Travessa de Santa Catarina, 8
1200-403 LISBOA
Tel.: 213400760
Fax : 213400769


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.


Jesus a Chave Hermenêutica, Curso exclussivo com o Pastor Caio Fábio