Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

OHB12 - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : hidroxocobalamina.

Apresentação : medicamento em pó ou solvente para solução injetável.

Titular da Autorização de Introdução no Mercado Jaba Farmacêutica, S.A. Rua da Tapada Grande n. 2 ? Abrunheira 2710-089 Sintra, Portugal s

OHB12 inclui-se no grupo de medicamentos para o tratamento das anemias megaloblásticas.

OHB12 tem como substância ativa a hidroxocobalamina. A hidroxocobalaminasendo uma das formas sob as quais se apresenta a vitamina B12 no organismo,apresenta todas as suas ações. Devido a sua forte ligação às proteínas plasmáticas,fica retida no organismo durante mais tempo, permitindo um tratamento mais eficazdas algias de origem nervosa ou reumatismal.

Indicação : OHB12 está especialmente indicado como terapêutica analgésica em radiculalgias,como por exemplo, ciáticas e nevralgias cervicobraquiais.

ANTES DE ADMINISTRAR OHB12

Não administre OHB12 se tem antecedentes de alergia as cobalaminas (vitamina B12 e substâncias afins) e tumores malignos.

Tome especial cuidado com OHB12 nas seguintes situações: A hidroxocobalamina só deve ser administrada depois de confirmado o diagnóstico. a administração a pessoas com antecedentes de alergias deve ser evitada ou entorodeada das maiores Precauções.não adicionar outros medicamentos na mesma seringa. Para a preparAção da SOLUÇãO deve utilizar-se o solvente específico que acompanha o pó na embalagem de venda.

Gravidez e aleitamento Gravidez

Não deve ser usado no tratamento da anemia megaloblástica da gravidez.

Aleitamento OHB12 atravessa a placenta e é excretado no leite materno. convêm estar atento aqualquer possívelreação alérgica quer da grávida, quer da mãe, quer do lactente, nocaso de estar a ser amamentado por mãse sob terapêutica com OHB12.

condução de veículos e utilização de máquinas

Não estáo descritos quaisquer efeitos.

Tomar OHB12 com outros medicamentos Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver tomando ou tiver tomadorecentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

As concentrações séricas de hidroxocobalamina podem baixar quando se administramsimultaneamente contraceptivos orais.

COMO ADMINISTRAR OHB12

A posologia deve ser estabelecida pelo médico. De um modo geral administra-se uma ampola por dia ou uma ampola em diasalternados por via I.M. A SOLUÇãO injetável a utilizar deve ser preparada no momento da administração porjunção do liofilizado com o solvente.

A duração do tratamento é variável, dependendo do evoluir da situação e do critériomédico.

Populações especiais:

crianças Regra geral OHB12não se destina a crianças.

Idosos e doentes com patologias especiais

Podem ocorrer os efeitos secundários já referidos. Estar atento.

Se administrar mais OHB12 do que deveria Em princípionão se verifica sobredosagem.

Caso se tenha esquecido de administrar OHB12não administre uma dose a dobrar para compensar a dose que se esqueceu deadministrar. Deve continuar o tratamento de acordo com o esquema estabelecido.

Efeitos da interrupção do tratamento com OHB12não se aplica.

Efeitos secundários POSSÍVEIS

Como os demais medicamentos, OHB12 pode ter efeitos secundários. A SOLUÇãO injetável pode ocasionar reações alérgicas: prurido, urticária, eritema,choque (excepcionalmente podem surgir reações imuno-alérgicas graves após ainjecção de vitamina B12 e substâncias afins), acne, urina vermelha (coloração vermelha ou rosa da urina durante o tratamento) e possibilidade de dor no local dainjecção intramuscular.

Em geral estes efeitossão pouco frequentes, mas na presença de uma reação alérgica suspender a terapêutica e consultar o médico.

CONSERVAção DE OHB12

Não guardar acima de 25 C.

Outras informações

Caso ocorra algum efeito diferente dos mencionados nos "efeitos secundários" deve comunicá-lo ao seu médico ou farmacêutico. Não se esqueça de verificar se o medicamento está dentro do prazo de validadeinscrito na embalagem. Medicamento sujeito a receita médica. Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Fabricante :

Jaba farmacêutica S/A
Rua da Tapada Grande n. 2, Abrunheira 2710-089 Sintra
Portugal

Medicamentos do mesmo fabricante :

acetilsalicilato de lisina labesfal 900, acetilsalicilato de lisina labesfal-po, acetilsalicilato de lisina labesfal, almigripe, cartivix, carvedilol jaba 625, cefuroxima jaba, ciclosporina jaba 25-mg, ciclosporina jaba 50-mg, ciclosporina jaba 100-mg, davicrome, davilose, dek, dilatol, dolomate, dormonoct loprazolam, euphon, indapamida ratiopharm, intrastigmina, lamotrigina jaba 5, lamotrigina jaba 25, lamotrigina jaba 50, lamotrigina jaba 100, lamotrigina jaba 200, lisinopril hidroclorotiazida basi, lisinopril hidroclorotiazida mepha, losartan hidroclorotiazida hipara, losartan hipara, mucocetil, nisalgen, ohb12, olfen solução, omep, pyr pam, risperidona Ratiopharm, utrogestan, virazole


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.