Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Obstar - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Cloridrato de loperamida

Classe terapêutica : Antidiarréicos.

Apresentação : Embalagens com 20 comprimidos de 2 mg.

Indicação : Nas diarreias, de um modo geral, agudas ou cronicas, caracterizadas por hiperperistaltismo, hipertonia, colicas intestinais e perda liquida fecal. nas ileostomias e colostomias hiperfuncionantes, com excessiva perda de agua e eletrolitos. nas diarreias cronicas espoliativas associadas a doencas inflamatorias, tais como doenca de crohn e retocolite ulcerativa. nas enterocolites funcionais secretoras e hipermotoras, tais como o colo irritavel e diarreias pos-irradiacao (colorretites actinicas). - obstar e um antidiarreico especifico, potente e de longa duracao, que age perifericamente a nivel dos plexos mioentericos. atraves desse efeito, obstar modula as contracoes intestinais permitindo a restauracao da motricidade enterocolica normal. trabalhos clinicos no brasil e no exterior, com criancas e adultos, revelam que obstar constitui terapeutica moduladora segura e eficaz no tratamento das diarreias secretoras e hipermotoras. tal como ocorre com qualquer antidiarreico, a dose de obstar deve ser determinada conforme as caracteristicas e intensidade do quadro diarreico e, no decorrer do processo, adaptada de acordo com os resultados obtidos. portanto, a modulacao individual da posologia de obstar constitui a melhor conduta para a obtencao de seus beneficios. - nota importante: a correta administracao de obstar nao deve conduzir a interrupcao abrupta do fluxo fecal, mas sim a moderacao dos quadros em que predominam hipertonia, espasmos, aceleracao intestinal e excessiva perda de liquido. por isso deve-se evitar administracoes de doses excessivas que possam levar a interrupcoes prolongadas do transito enterocolico.

Efeito Colateral :

Superdosagem: em casos acidentais de superdosagem, deve-se promover lavagem gastrica seguida de administracao oral ou por sonda de uma suspensao aquosa de 100 gramas de carvao ativado. o paciente devera permanecer sob observacao medica por um periodo de pelo menos 48 horas, a fim de se detectar possiveis sinais de depressao do sistema nervoso central, que possam exigir medidas terapeuticas precoces especificas. nos casos de intoxicacao, os seguintes efeitos colaterais podem ser observados: constipacao, nausea, vomitos, sintomas e sinais neurologicos (miose, hipertonia muscular, sonolencia e bradipneia). se depressao do snc for observada, naloxona pode ser administrada. desde que a excrecao renal da loperamida e muito pequena, a diurese forcada nao e efetiva em casos de intoxicacao. em estudos clinicos, um adulto tomou 3 doses de 20 mg dentro de 24 horas. ele ficou nauseado e vomitou apos a terceira dose. em estudos planejados, ingestao intencional de ate 60 mg de loperamida nao resultou em efeitos colaterais significativos.

Modo de Usar :

Criancas - 5 a 12 anos de idade: dose inicial: 1 comprimido. seguimento: as doses seguintes devem ser adaptadas de 1/2 a 1 comprimido 3 a 4 vezes ao dia, caso permanecam os espasmos e as evacuacoes diarreicas. adultos: dose inicial: 1 a 2 comprimidos. seguimento: as doses seguintes devem ser ajustadas de 1/2 a 1 comprimido, 3 a 4 vezes ao dia, ate a obtencao de 1 a 2 evacuacoes diarias.

Contra indicação :

- em situacoes clinicas ou cirurgicas diversas, quando e imperioso evitar a interrupcao do fluxo fecal. na vigencia de evidente processo toxiinfeccioso agudo causado por agentes invasivos (salmonella, shigella), e na colite pseudomembranosa associada a terapeutica com antibioticos de largo espectro. a interrupcao do fluxo fecal nestes casos e indesejavel, pois pode reter no intestino bacterias ou toxinas, que normalmente devem ser eliminadas do organismo atraves das evacuacoes. em pacientes com doencas inflamatorias cronicas (colite ulcerativa, doenca de crohn, etc), em que predominam a distensao e sinais denunciadores de megacolo toxico. quando a funcao hepatica estiver alterada, situacao em que pode ocorrer superdosagem relativa. em pacientes com hipersensibilidade reconhecida a droga (erupcoes cutaneas, urticaria, etc.).

Precauções :

Embora nao tenham sido observados quaisquer efeitos teratogenicos em animais, com doses comparaveis a 30 vezes a dose terapeutica em humanos, o uso de obstar deve ser evitado durante a gravidez. por nao estar comprovado se obstar e eliminado pelo leite materno, recomenda-se tambem que nao seja utilizado durante a fase de lactacao. como a deplecao de fluidos e eletrolitos nos pacientes com diarreia e, em graus variaveis, uma ocorrencia habitual, o uso de obstar nao deve excluir a hidratacao oral ou parenteral. recomenda-se nao administrar obstar a criancas abaixo de 2 anos de idade. efeitos secundarios: ressalvadas as contra-indicacoes mencionadas, obstar e bem tolerado. casos raros de secura na boca, distensao abdominal transitoria, nausea, vomito, constipacao, sonolencia ou tontura, foram mais comumente observados em tratamentos de longa duracao.

Fórmula :

Cloridrato de loperamida 2 mg.

Fabricante :

Johnson & Johnson


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular