Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Nimesulida-Isartrox 100 mg - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Nimesulida

Classe terapêutica : Anti-inflamatórios não esteroides Derivados sulfanilamédicos

Apresentação : 100 mg Comprimidos

Indicação :

Nimesulida Isartrox é indicado para:

Tratamento da dor aguda.
Tratamento sintomático da osteoartrose dolorosa.
Dismenorreia primria.

Antes de Tomarnimesulida ISARTROX

Não tome nimesulida Isartrox:
- Se tem alergia (hipersensibilidade) nimesulida ou a qualquer outro componente de
Nimesulida Isartrox.
- Se tiver história de reações de hipersensibilidade (por exemplo, broncoespasmo, rinite,urticária) em resposta ao Ácido acetilsalicílico ou a outros fármacos anti-inflamatórios não esteroides (AINE).
- Se tiver história de hemorragia gastrointestinal ou perfuração, relacionada com terapêuticaanterior com AINE.
- Se tiver história de reações de hepatotoxicidade nimesulida.
- Em caso de úlcera péptica/hemorragia ativa ou história de úlcera péptica/hemorragiarecorrente (dois ou mais episódios distintos de ulceração ou hemorragia comprovada).
- Em caso de doenças graves da coagulação.
- Em caso de insuficincia cardíaca grave.
- Em caso de insuficincia renal grave.
- Em caso de insuficincia hepática.

- Se for uma criança com idade inferior a 12 anos.
- Se estiver grávida (no terceiro trimestre da gravidez).
- Se estiver a amamentar.

Tome especial cuidado com nimesulida Isartrox:
Os efeitos secundários podem ser minimizados utilizando a menor dose eficaz durante o menorperãodo de tempo necessário para controlar a sintomatologia. Se não forem observadosbenefícios: o tratamento Deverá ser interrompido.

A administração concomitante de nimesulida Isartrox com outros AINE, incluindo inibidoresseletivos da cicloxigenase-2, deve ser evitada.

Idosos: Os idosos apresentam uma maior frequência de reações adversas com AINE,especialmente de hemorragias gastrointestinais e de perfurações que podem ser fatais (ver
COMO TOMAR nimesulida ISARTROX).

Hemorragia, ulceração e perfuração gastrointestinal:têm sido notificados com todos os AINe casos de hemorragia, ulceração e perfuração gastrointestinal potencialmente fatais, em vriasfases do tratamento, associados ou não a sintomas de alerta ou história de eventosgastrointestinais graves.

O risco de hemorragia, ulceração ou perfuração maior com doses mais elevadas de AINE, emdoentes com história de úlcera péptica, especialmente se associada a hemorragia ou perfuração
(ver Não tome nimesulida Isartrox) e em doentes idosos. Nestas situações os doentes devemser instruídos no sentido de informar o seu médico assistente sobre a Ocorrência de sintomasabdominais e de hemorragia digestiva, sobretudo nas fases iniciais do tratamento.

Nestes doentes o tratamento deve ser iniciado com a menor dose eficaz. A co-Administração deagentes protectores (ex.: misoprostol ou inibidores da bomba de protes) Deverá serconsiderada nestes doentes, assim como naqueles que necessitem de tomar simultaneamente
ácido acetilsalicílico em doses baixas, ou outros medicamentos sucetíveis de aumentar orisco de úlcera ou hemorragia, tais como corticosteróides, anticoagulantes (como a varfarina),inibidores seletivos da recaptação da serotonina ou anti-agregantes plaquetários tais como o
ácido acetilsalicílico (ver Tomar nimesulida Isartrox com outros medicamentos).

Em caso de hemorragia gastrointestinal ou ulceração em doentes a tomar nimesulida Isartrox otratamento deve ser interrompido.

Os AINE devem ser administrados com precaução em doentes com história de doençainflamatória do intestino (colite ulcerosa, Doença de Crohn), na medida em que estas situaçõespodem ser exacerbadas (ver EFEITOS secundáriOS POSSVEIS).

A administração em doentes com história de hipertenso e/ou insuficincia cardíaca deve serfeita com precaução, na medida em quetêm sido notificados casos de retenção de líquidos eedema em associação com a administração de AINE.

Raramentetêm sido notificadas reações hepáticas graves relacionadas com a nimesulida,incluindo casos fatais muito raros (ver também a secção Tomar nimesulida Isartrox com outros medicamentos). O tratamento deve ser interrompido nos doentes que apresentem sintomascompatéveis com lesões hepáticas durante o tratamento com nimesulida Isartrox (por exemplo,

Anorexia, náuseas, vômitos, dor abdominal, fadiga, urina escura) ou em doentes quedesenvolvam alterações nos exames da função hepática. Estes doentes não devem serreexpostos nimesulida.têm sido notificadas situações de leso hepática, na maioria dos casosreversíveis, após curtas exposições ao fármaco.

A administração concomitante de fármacos hepatotxicos e o abuso de álcooltêm que serevitados durante o tratamento com nimesulida Isartrox, visto poderem aumentar o risco dereações hepáticas.

Devem ser tomadas precauções em doentes com insuficincia renal ou cardíaca, dado que autilização do nimesulida Isartrox pode deteriorar a função renal. Em caso de deterioração otratamento deve ser interrompido (ver também Tomar nimesulida Isartrox com outros medicamentos).

A nimesulida deve ser usada com precaução em doentes com diátese hemorrágica, dado quepode interferir com a função das plaquetas (ver também Tomar nimesulida Isartrox com outros medicamentos). Contudo, o nimesulida Isartrox não é um substituto do Ácido acetilsalicílico naprofilaxia cardiovascular.

Os AINE podem mascarar uma febre relacionada com uma infecção bacteriana subjacente.

têm sido muito raramente notificadas reações cutâneas graves, algumas das quais fatais,incluindo dermatite esfoliativa, sndroma de Stevens-Johnson e necrólise epidérmica tóxica,associadas é Administração de AINE (ver EFEITOS secundáriOS POSSVEIS).
Aparentemente o risco de Ocorrência destas reações maior no incio do tratamento, sendoque na maioria dos casos estas reações se manifestam durante o primeiro mês de tratamento.
Nimesulida Isartrox deve ser interrompido aos primeiros sinais de rash, lesões mucosas, ououtras manifestações de hipersensibilidade.

O uso de nimesulida Isartrox pode afectar a fertilidade feminina pelo que não é recomendadoem mulheres que pretendam engravidar. Deve ser considerada a interrupção do Nimesulida
Isartrox nas mulheres quetêm dificuldade em engravidar ou que estáo a ser submetidas ainvestigação da infertilidade (ver Gravidez e Aleitamento).

Os efeitos indesejáveis podem ser minimizados utilizando a menor dose eficaz durante o menorperãodo de tempo necessário para controlar os sintomas (ver secções 4.2 e Informação sobre osriscos GI e cardiovasculares em seguida mencionada).

Efeitos cardiovasculares e cerebrovasculares

têm sido notificados casos de retenção de líquidos e edema associados ao tratamento com
AINE, pelo que os doentes com história de hipertenso arterial e/ ou insuficincia cardíacacongestiva ligeira a moderada deverão ser adequadamente monitorizados e aconselhados.

Os dados dos ensaios clínicos e epidemiológicos sugerem que a administração de alguns AINE
(particularmente em doses elevadas e em tratamento de longa duração) poderá estar associada aum pequeno aumento do risco de eventos trombticos arteriais (por exemplo enfarte domiocárdio ou AVC). Não existem dados suficientes para eliminar o risco de Ocorrência destesefeitos aquando da utilização de nimesulida.

Os doentes com hipertenso arterial não controlada, insuficincia cardíaca congestiva, doençaisquêmica cardíaca estabelecida, doença arterial perifrica e/ou doença cerebrovascular apenasdevem ser tratados com nimesulida após cuidadosa avaliação. As mesmas precauções deverãoser tomadas antes de iniciar o tratamento de longa duração de doentes com factores de riscocardiovascular (ex.: hipertenso arterial, hiperlipidmia, diabetes mellitus e hábitos tabgicos).

Os medicamentos tais como nimesulida Isartrox podem estar associados a um pequenoaumento do risco de ataque cardíaco (enfarte do miocárdio) ou Acidente Vascular Cerebral
(AVC). O risco é maior com doses mais elevadas e em tratamentos prolongados. Não deve serexcedida a dose recomendada nem o tempo de duração do tratamento.
Se tem problemas cardíacos, sofreu um AVC ou pensa que pode estar em risco de vir a sofrerdestas situações (por exemplo se tem presso sanguínea elevada, diabetes, elevados níveis decolesterol ou se é fumante) Deverá aconselhar-se sobre o tratamento com o seu médico oufarmacêutico.

Tomar nimesulida Isartrox com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.

interações farmacodinâmicas
Anti-coagulantes: os AINE podem aumentar os efeitos dos anti-coagulantes, tais como avarfarina (ver Tome especial cuidado com nimesulida Isartrox). Doentes tratados com
Nimesulida Isartrox e varfarina ou agentes anticoagulantes similares, ou ácido acetilsalicílico,têm um risco aumentado de complicações hemorrágicas. Por isso, esta associação não recomendada e está contra-indicada em doentes com alterações graves da coagulação (vertambm Não tome nimesulida Isartrox e Tome especial cuidado com nimesulida Isartrox). Sea associação não puder ser evitada, a atividade anticoagulante deve ser cuidadosamentemonitorizada.

Corticosteróides: Aumento do risco de ulceração ou hemorragia gastrointestinal (ver Tomeespecial cuidado com nimesulida Isartrox).

Agentes anti-agregantes plaquetários e inibidores seletivos da recaptação da serotonina:aumento do risco de hemorragia gastrointestinal (ver Tome especial cuidado com Nimesulida
Isartrox).

interações farmacodinâmicas/farmacocinéticas com Diuréticos, Inibidores da Enzima de
Converso da Angiotensina (IECA) e Antagonistas da Angiotensina II (AAII)
Os anti-inflamatórios não esteroides podem diminuir a eficácia dos diuréticos assim como deoutros medicamentos anti-hipertensores. Nalguns doentes com função renal diminuída (ex.:doentes desidratados ou idosos com comprometimento da função renal) a co-Administração deum IECA ou AAII e agentes inibidores da ciclo-oxigenase pode ter como consequncia aprogresso da deterioração da função renal, incluindo a possibilidade de insuficincia renalaguda, que é normalmente reversível. A Ocorrência destas interações Deverá ser tida emconsideração em doentes a tomar nimesulida em associação com IECA ou AAII.
Consequentemente, esta associação medicamentosa Deverá ser administrada com precaução,sobretudo em doentes idosos. Os doentes devem ser adequadamente hidratados e Deverá seranalisada a necessidade de monitorizar a função renal após o incio da terapêuticaconcomitante, e periodicamente desde então.

Em indivíduos saudveis, a nimesulida diminui transitoriamente o efeito da furosemida naexcreção do sódio e, em menor grau, na excreção do potássio e reduz a resposta ao diurético.
a administração simultânea de nimesulida e furosemida resulta numa diminuição (cerca de
20%) da AUC e da excreção cumulativa da furosemida, sem afectar a sua depuração renal.
O uso concomitante de furosemida e nimesulida Isartrox requer precauções em doentes renaisou cardíacos sucetíveis, conforme descrito em Tome especial cuidado com Nimesulida
Isartrox.

interações farmacocinéticas com outros medicamentos
Tem sido notificado que os fármacos anti-inflamatórios não esteroides diminuem a depuraçãodo lítio, com a consequente elevação dos níveis plasmáticos e toxicidade do lítio. Se
Nimesulida Isartrox for prescrito a um doente submetido a tratamento com lítio, os níveis dolítio deverão ser cuidadosamente monitorizados.

Foram também estudadas in vivo as potenciais interações farmacocinéticas com aglibenclamida, teofilina, varfarina, digoxina, cimetidina e um anti-ácido (i.e., uma associaçãode hidróxido de alumínio e hidróxido de magnésio). Não foram observadas interaçõesclinicamente significativas.

A nimesulida inibe o CYP2C9. As concentrações plasmáticas dos fármacos que so substratosdeste enzima podem aumentar quando o nimesulida Isartrox é usado concomitantemente.

Recomenda-se precaução se a nimesulida for usada num perãodo inferior a 24 horas antes ouapós o tratamento com metotrexato porque os níveis séricos do metotrexato podem aumentar eresultar num aumento da sua toxicidade.

Devido ao seu efeito nas prostaglandinas renais, os inibidores da síntese das prostaglandinas,como a nimesulida, podem aumentar a nefrotoxicidade das ciclosporinas.

Efeitos de outros fármacos na nimesulida
Estudos in vitro mostraram que a tolbutamida, o ácido salicélico e o ácido valpróico deslocarama nimesulida dos locais de ligação. Contudo, apesar de um possível efeito nos níveisplasmáticos, estas interações não demonstraram significado clínico.

Tomar nimesulida Isartrox com alimentos e bebidas:
Não so conhecidas interações com alimentos ou bebidas.

Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Gravidez
O uso de nimesulida Isartrox está contra indicado no terceiro trimestre de gravidez.
Tal como os outros AINE, o nimesulida Isartrox não é recomendado em mulheres quepretendam engravidar (ver Tome especial cuidado com nimesulida Isartrox).

Como acontece com outros AINE conhecidos por inibirem a síntese das prostaglandinas, animesulida pode causar um encerramento prematuro do ductus arteriosus, hipertensopulmonar, oligúria, oligomnios, aumento do risco de hemorragia, inrcia uterina e edemaperifrico. Existem comunicações isoladas de insuficincia renal em recêm-nascidos demulheres a tomarem nimesulida na fase final da gravidez.

Os estudos em coelhos mostraram uma toxicidade reprodutiva atépica e não há dadosadequados disponíveis do uso de medicamentos contendo nimesulida em mulheres grávidas.
Assim, desconhece-se o risco potencial para o ser humano e a prescrição do fármaco durante osdois primeiros trimestres da gravidez não recomendada.

Aleitamento
Não se sabe se a nimesulida excretada no leite humano. nimesulida Isartrox está contraindicado durante o aleitamento (ver Não tome nimesulida Isartrox).

Condução de veículos e utilização de máquinas
Não foram estudados os efeitos do nimesulida Isartrox sobre a capacidade de conduzir eutilizar máquinas. Contudo, doentes que tenham tonturas, vertigens ou sonolência, apóstomarem nimesulida Isartrox, devem abster-se de conduzir ou utilizar máquinas.

Informaçães importantes sobre alguns componentes de nimesulida Isartrox
Nimesulida Isartrox contêm lactose: se foi informado pelo seu médico que tem intolerância aalguns açúcares contacte-o antes de tomar este medicamento.

Modo de Usar: nimesulida ISARTROX

Tomar nimesulida Isartrox sempre de acordo com as Indicaçõesdo médico. Fale com o seumédico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

A dose habitual é:

Adultos: 100 mg de nimesulida duas vezes por dia, após as refeições.

Idosos: Não é necessário reduzir a dose diária em doentes idosos.

Crianças (< 12 anos): nimesulida Isartrox está contra indicado nestes doentes (ver também Nãotome nimesulida Isartrox).

Adolescentes (de 12 a 18 anos): de acordo com o perfil cinético em adultos e as caractersticasfarmacodinâmicas da nimesulida, Não é necessário um ajuste posológico nestes doentes.

Insuficincia renal: com base na farmacocinética, Não é necessário ajuste posológico emdoentes com insuficincia renal ligeira a moderada (depuração da creatinina de 30-80 ml/min);
Nimesulida Isartrox está contra indicado no caso de insuficincia renal grave (depuração dacreatinina < 30 ml/min) (ver Não tome nimesulida Isartrox).

Insuficincia hepática: o uso de nimesulida Isartrox em doentes com insuficincia hepática estácontra indicado.

Modo de Administração
Nimesulida Isartrox é administrado por via oral: deglutir os comprimidos com a ajuda de água.
Os comprimidos devem tomar-se de pReferência após as refeições.

Duração do tratamento

Nimesulida Isartrox deve ser usado durante o menor perãodo de tempo possível, de acordo coma situação clínica. O perãodo de tratamento não Deverá exceder 6 dias, salvo indicação expressaem contrrio.

Os efeitos indesejáveis podem ser minimizados utilizando o medicamento durante o menorperãodo de tempo necessário para controlar os sintomas (ver secção 4.4).

Se tomar mais nimesulida Isartrox do que deveria
Os sintomas após uma sobredosagem aguda de AINE so habitualmente limitados letargia,sonolência, náuseas, vômitos e dor epigástrica, sendo geralmente reversíveis com cuidados desuporte. Pode ocorrer hemorragia gastrointestinal. Embora sendo raro, pode ocorrerhipertenso, insuficincia renal aguda, depresso respiratéria e coma. Foram notificadasreações anafilactides com a ingestão terapêutica de AINE podendo estas ocorrer após umasobredosagem.

Após uma sobredosagem com um AINE, os doentes devem ser submetidos a uma terapêuticasintomática e de suporte. Não há antídotos específicos. Não há informação disponível emrelação remoção da nimesulida por hemodilise, mas atendendo ao seu elevado grau deligação s proteínas plasmáticas (até 97,5%) improvável que em caso de sobredosagem adilise seja til. A emêse e/ou carvo ativado (60 a 100 g no adulto) e/ou catarse osmáticapodem ser indicadas em doentes com sintomas observados nas 4 horas seguintes ingestão ouapós uma sobredosagem acentuada. devido à elevada ligação s proteínas a diurese forçada, aalcalinização da urina, a hemodilise ou a hemoperfuso podem não ter utilidade. As funçõeshepática e renal devem ser monitorizadas.

Caso se tenha esquecido de tomar nimesulida Isartrox:
Não tome uma dose dobrada para compensar um comprimido que se esqueceu de tomar.
No caso de omitir uma dose deve continuar o tratamento tomando a dose em falta logo quepossível, reajustando o horrio de acordo com a última toma.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico oufarmacêutico.

4. Efeitos secundários POSSVEIS

Como os demais medicamentos, nimesulida Isartrox pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

A seguinte lista de efeitos secundários baseia-se nas notificações de estudos clínicoscontrolados* (aproximadamente 7.800 doentes) e na vigilância após comercialização, com umataxa de notificações classificadas como muito frequentes (>1/10); frequentes (>1/100, <1/10),pouco frequentes (>1/1.000, <1/100); raros (>1/10.000, <1/1.000), muito raros (<1/10.000),incluindo casos isolados.

Gastrointestinais: os eventos adversos mais frequentemente observados so de naturezagastrointestinal. Podem ocorrer, em particular nos idosos, úlceras pépticas, perfuração ouhemorragia gastrointestinal potencialmente fatais (ver Tome especial cuidado com Nimesulida
Isartrox). Nuseas, dispepsia, vômitos, hematemeses, flatulência, dor abdominal, diarreia,obstipação, melenas, estomatite aftosa, exacerbação de colite ou Doença de Crohn (ver Tome

Especial cuidado com nimesulida Isartrox)têm sido notificados na sequncia da administraçãodestes medicamentos. Menos frequentementetêm vindo a ser observados casos de gastrite.

têm sido notificados casos de edema, hipertenso e insuficincia cardíaca durante o tratamentocom AINE.
Os dados dos ensaios clínicos e epidemiológicos sugerem que a administração de alguns AINE
(particularmente em doses elevadas e em tratamento de longa duração), poderá estar associadaa um pequeno aumento do risco de eventos trombticos arteriais (por exemplo enfarte domiocárdio ou AVC) (ver secção 4.4.).

Doenças do sangue
Raros
Anemia*
Eosinofilia*
Muito
raros
TrombocitoPónia
PancitoPónia
púrpura
Doenças do Sistema Imunológico
Raros
Hipersensibilidade*
Muito
raros
Anafilaxia
Doenças do metabolismo e da
Raros Hipercalimia*
nutrição
Perturbações de carater psiquiátrico
Raros
Ansiedade*
Nervosismo*
Pesadelos*
Doenças do sistema nervoso
Pouco frequentes
Tonturas*
Muito
raros
Cefaleias
sonolência
Encefalopatia (sndroma de
Reye)
Afecções oculares
Raros
Viso turva*

Muito raros
Perturbações da viso
Afecções do ouvido e do labirinto
Muito raros
Vertigens
Cardiopatias Raros
Taquicardia*
Vasculopatias Pouco
frequentes
Hipertenso*
Raros
Hemorragia*
Flutuação da tensoarterial*
Rubor*
Doenças respiratórias
Pouco frequentes
Dispneia*
Muito
raros
Asma
Broncospasmo
Doenças gastrointestinais
Frequentes
Diarreia*
Nuseas*
vômitos*
Pouco
frequentes
Obstipação*
flatulência*
Gastrite*

Muito raros
Dor abdominal
Dispepsia
Estomatite
Melenas

Hemorragia gastrointestinal
úlcera e perfuraçãoduodenal
úlcera e perfuração gástrica
Afecções hepatobiliares
Muito raros
Hepatite
(ver Tome especial cuidado com
Hepatite fulminante
Nimesulida Isartrox)
(incluindo casos fatais)
icterícia
Colestase
Afecções dos tecidos cutâneos e
Pouco frequentes
Prurido*
subcutâneos
Erupção cutânea*
Aumento da sudação*
Raros
Eritema*
Dermatite*
Muito
raros
urticária
Edema angioneurtico
Edema da face
Eritema multiforme
reações bolhosasincluindo:
Sndroma de StevensJohnson
necrólise epidérmicatéxica
Doenças renais e urinárias
Raros
Disria*
Hematéria*
Retenção urinária
Muito
raros
Insuficincia
renal
oligúria
Nefrite intersticial
Perturbações gerais
Pouco frequentes
Edema*
Raros
Mal
estar*
Astenia*
Muito
raros
Hipotermia
Exames complementares de
Frequentes Aumento
dos
enzimas
diagnóstico
hepáticos*
* frequência baseada em ensaios clínicos

Os medicamentos tais como nimesulida Isartrox podem estar associados a um pequenoaumento do risco de ataque cardíaco (enfarte do miocárdio) ou AVC.

5. COMO CONSERVAR nimesulida ISARTROX

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Não conservar acima dos 25ºC. Conservar na embalagem de origem.

Não utilize nimesulida Isartrox após o prazo de validade impresso no rótulo. O prazo devalidade corresponde ao últim dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Pergunte aoseu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita. Estas medidas irãoajudar a proteger o ambiente.

6. Outras Informações

A substância ativa é a Nimesulida.
Os outros componentes so: celulose microcristalina, lactose mono-hidratada, amidoglicolatode sódio, laurilsulfato de sódio, povidona, estearato de magnésio, hidroxipropilmetilcelulose,dióxido de titânio e polietilenoglicol.

Qual o aspecto de nimesulida Isartrox e conteúdo da embalagem
Nimesulida Isartrox apresenta-se na forma de comprimidos revestidos redondos, de cor brancaamarelada e biconvexos, acondicionados em blister opaco de PVC + PVdC/ Alumínio, emembalagens de 10, 30 e 60 comprimidos.
É possível que não sejam comercializadas todas as Apresentações.

Fabricante :
TECNIMEDE Sociedade Tecnico-Medicinal, S.A.
Rua Professor Henrique de Barros
Edifício Sagres, 3A
2685-338 Prior Velho

Tel. 21 041 41 00
Fax. 21 041 41 06
E-mail: dmktm.tecnimede@mail.telepac.pt

West Pharma ? Produções Especialidades farmacêuticas, S.A.
Rua João de Deus, n. 11, Venda Nova
2700 ? 486 Amadora


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.