atenolol" />
Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Neotenol - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : atenolol.

Classe terapêutica : Antihipertensivos.

Apresentação : Cartucho com um blister com 30 comprimidos de 50 mg e cartucho com dois blisteres com 15 comprimidos de 100 mg.

Indicação : O NEOTENOL É indicado no tratamento da hipertensão arterial, angina do peito, infarto do miocárdio e taquiarritmias cardíacas. Pode ser usado como adjuvante no tratamento da síndrome de abstinncia e hipertireoidismo, e como profilaxia da enxaqueca.

Efeito Colateral :

Bradicardia, hipotensão arterial, bloqueio atrioventricular de segundo ou terceiro graus; precipitação de insuficincia cardíaca, esfriamento das extremidades; hipotensão ortostática, dores nas pernas; agravamento de vasculopatias arteriais perifricas, tontura, fadiga, depressão, letargia, sonolência, sonhos incomuns, vertigem, ansiedade, diarreia, náuseas, agranulocitose. sibilos, dispnéia, diminuição da libido, erupções cutâneas, exacerbação de psorase, síndrome lpica, secura dos olhos, alopecia reversível, anticorpos antinucleares, elevação das concentrações séricas de enzimas hepáticas, púrpura e trombocitopenia.

Modo de Usar :

hipertensão: Dose inicial de 25 a 50 mg, uma vez ao dia, podendo ser aumentada para 50 a 100 mg de acordo com a resposta clínica. Angina do peito: Dose inicial de 50 mg, uma vez ao dia, podendo ser aumentada para até 100 mg/dia, de acordo com a resposta clínica. Alguns pacientes podem requerer uma dose diária de 200 mg. Infarto do miocárdio: A dose inicial de NEOTENOL deve ser de 50 mg (10 minutos após a segunda administração bem-tolerada de atenolol por via endovenosa), sendo readministrada 12 horas depois. A dose diária de manutenção deve ser de 100 mg em dose única, ou divididos em duas doses. Arritmias: após o controle das arritmias cardíacas indicadas, a dose da manutenção a ser administrada deve ser de 50 a 100 mg/dia. síndrome de abstinncia, hipertireoidismo e profilaxia da enxaqueca: A dose de NEOTENOL de 50 a 100 mg/dia.

Contra indicação :

Insuficincia cardíaca moderada ou grave, choque cardiogúnico, bloqueio atrioventricular de segundo ou terceiro graus, bradicardia sinusal, hipotensão arterial, hipersensibilidade ao atenolol ou qualquer um dos componentes da fórmula.

Precauções :

Pediatria: A segurança e a eficácia ainda não foram bem estabelecidas. Geriatria: Podem ser menos sensíveis a alguns dos efeitos betabloqueantes, entretanto, as reduções do metabolismo e da capacidade de eliminação da droga podem requerer diminuição da dose do atenolol. Gravidez: A segurança do atenolol durante a gravidez discutvel, existe um potencial para efeitos colaterais tais como: bradicardia, hipoglicemia e depressão respiratéria neonatais, bem como retardo do crescimento intra-uterino, que já foram associados ao uso de atenolol durante a gravidez. De qualquer forma, este medicamento, quando usado durante a gravidez, Deverá obedecer a critérios rigorosos, levando em consideração que os benefícios esperados para a gestante sejam superiores aos riscos potenciais para o feto e recêm-nascidos. Lactação: O atenolol excretado em pequenas proporções no leite materno, podendo causar reações adversas em neonatos prematuros e em crianças com função renal debilitada. A relação risco-beneficio deve ser considerada nas seguintes situações clínicas: história de alergia, asma ou bronquite não-alérgica; insuficincia cardíaca leve; diabetes mellitus; dislipidemias; hipertireoidismo; história de depressão; miastenia gravis feocromocitoma; psorase; disfunção renal; síndrome de Raynaud e outras enfermidades vasculares perifricas.


Fórmula :

Cada comprimido contêm 50 ou 100 mg de atenolol e excipientes (dióxido de silicio coloidal, estearato de magnésio, laurilsulfato de sódio, celulose micro-cristalina e glicolato sódico de amido).

Farmacocinética :

Absorção: 50%; ligação s proteínas plasmáticas: 6%-16%; solubilidade em liPódios: muito baixa; biotransformação: hepática (mínima); meia-vida: 6-7 h; efeito máximo: 2-4 h; eliminação: renal (6-7 h). A absorção de NEOTENOL não é afetada pela presença de alimentos.

Interação Medicamentosa :

Anestásicos e hidrocarbonetos inalatérios (ciclopropano, enflurano, halotano etc.), hipoglicemiantes orais e insulina, antiinflamatórios não-esteroidais, agentes betabloqueadores oftálmicos, outros agentes hipotensores, bloqueadores dos canais de cálcio, clonidina, guanabenzo, diazxido, reserpina, estrognio, inibidores da MAO (furazolidona, pargilina e procarbazina), fenotiazinas, fenitona (injetível), simpatomimáticos.

Superdosagem :

Os sinais de superdosagem podam incluir bradicardia sintomática, hipotensão, broncoespasmo e insuficincia cardíaca aguda; hipoglicemia também pode ser observada. Se a ingestão dos comprimidos for recente, recomenda-se a indução de vômito ou a lavagem gástrica e nos casos de superdosagem grave a hemodilise pode ser til para acelerar a eliminação da droga. Tratamento dos sintomas: Bradicardia: De 0,25 a 1,0 mg de sulfato de atropina EV. Bloqueio atrioventricular do segundo e terceiros graus: Cloridrato de isoproterenol ou um marcapasso cardíaco. Hipotensão grave: Vasopressor (dobutamina, dopamina, epinefrina ou norepinefrina), o glucagon (EV) pode ser til se a hipotensão for refratéria e vasopressores. Brocoespasmo. Agonista beta-adrenérgico, como isoproterenol, atropina ou aminofilina EV, pode ser administrado. Insuficincia cardíaca: Glicosdeo cardíaco, diurético e oxignio podem ser usados. Hipoglicemia: Pode ser tratada com dextrose EV.

Fabricante :

Biobrs S.A.

Remédios da mesma Classe terapêutica

Adalat, Adalat Oros, Aldazida 50, Aldomet, Amiretic

Remédios que contêm o mesmo Princípio Ativo

Ateneo, Atenoclor, Atenol, atenolol (genrico), Atenopress

Classes Terapeuticas : Antihipertensivos
Princípios Ativos: atenolol

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Curso Master O Cara da Foto