Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Neosaldina - Bula

Bula do medicamento analgésico composto por dipirona, atua na redução da sensibilidade para a dor. É o remédio mais vendido no Brasil contra a dor de cabeça.

Princípio ativo : Cafeina, Dipirona e Isometepteno.

Classe terapêutica : Analgésico.

Apresentação :

Drágea: Cada drágea contêm:
Mucato de Isometepteno....................30mg
Dipirona Sódica....................300mg
Cafeína Anidra....................30mg

Solução Oral: Cada ml de solução oral (aproximadamente 20 gotas) contêm:
Cloridrato de Isometepteno....................50mg
Dipirona Sódica....................300mg
Cafeína Anidra....................30mg

Indicação : Como Analgésico e antiespasmódico.

Efeito Colateral :

Ocasionalmente podem ocorrer reações de hipersensibilidade na pele e nas mucosas dos olhos e das cavidade naso-faríngea em pacientes sensíveis.

Caso se apresentem alterações dolorosas das mucosas, principalmente da boca ou da garganta, é aconselhável a interrupção do uso do medicamento. Sob uso prolongado, podem surgir discrasias sanguíneas tais como trombocitopenia, pancitopenia, agranulocitose, anemia ou metaemoglobinemia, já tendo sido relatados raros casos de aplasia medular.

Modo de Usar :

Drágea e Solução Oral:

Adultos (média): 1 a 2 drágeas, 3 a 4 vezes ao dia. As doses podem ser aumentadas conforme a necessidade.

Crianças (média): 5 a 10 anos - 10 a 20 gotas; 10 a 15 anos - 20 a 30 gotas, de 3 a 4 vezes ao dia.

Havendo necessidade de adaptar esta posologia ao peso corporal, pode-se recomendar: acima de 50 kg: 20 a 30 gotas; entre 35 e 50 kg: 15 a 30 gotas; entre 25 e 35 kg: 10 a 20 gotas; entre 20 e 25 kg: 8 a 15 gotas; entre 15 e 20 kg: 5 a 8 gotas; entre 10 e 15 kg: 4 a 5 gotas; entre 8 e 9 kg: 3 a 4 gotas; entre 6 e 7 kg: 2 a 3 gotas; menos de 5 kg: 1 gota, 3 a 4 vezes ao dia para todas as faixas de peso.

As drágeas devem ser ingeridas sem mastigar, com meio copo de água; a solução oral deve ser ingerida diluída previamente em meio copo de água.

Observações:

O aparecimento de uma coloração vermelha espontânea na urina, significa eliminação do ácido rubazúnico, um metabólito inócuo da Dipirona.

Contra indicação :

Devido a ação simpática vasoconstritora que o isometepteno pode causar, Neosaldina deve ser administrada com cuidado a pacientes hipertensos e está totalmente contra indicado nas crises hipertensivas.

Estados de hipersensibilidade e intolerância a dipirona. Presença de discrasias sanguíneas ou de determinadas doenças metabólicas, como a porfiria ou a deficiência congnitiva da glicose-6-fosfato-desidrogenase.

Hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Precauções :

Uso pediátrico: Neosaldina só deve ser administrada para lactentes menores de um ano sob a forma farmacêutica de solução oral uso infantil.

Uso na Gravidez: Não foi determinado ainda se o medicamento tem efeitos teratogênicos nem se pode afetar a capacidade reprodutiva da mulher.

Desta forma, Neosaldina só deve ser administrado as gestantes se efetivamente necessário, devendo ser evitado durante o primeiro trimestre de gravidez.

Uso na Lactação: A excreção da droga pelo leite materno desconhecida; assim, recomendável controle clínico quando Neosaldina for administrada durante o período de amamentação.

Outros: Tendo em vista a possibilidade da dipirona provocar agranulocitose nos tratamentos prolongados, o controle hematológico (séries branca e vermelha) é aconselhável.

Devido ao componente dipirona, o uso prolongado de Neosaldina pode agravar uma tendência ao sangramento decorrente de deficiência de protrombina.

Modo de usar :

Drágea e Solução Oral:

Adultos (média): 1 a 2 drágeas, 3 a 4 vezes ao dia. As doses podem ser aumentadas conforme a necessidade.

Crianças (média): 5 a 10 anos - 10 a 20 gotas; 10 a 15 anos - 20 a 30 gotas, de 3 a 4 vezes ao dia.

Havendo necessidade de adaptar esta posologia ao peso corporal, pode-se recomendar: acima de 50 kg: 20 a 30 gotas; entre 35 e 50 kg: 15 a 30 gotas; entre 25 e 35 kg: 10 a 20 gotas; entre 20 e 25 kg: 8 a 15 gotas; entre 15 e 20 kg: 5 a 8 gotas; entre 10 e 15 kg: 4 a 5 gotas; entre 8 e 9 kg: 3 a 4 gotas; entre 6 e 7 kg: 2 a 3 gotas; menos de 5 kg: 1 gota, 3 a 4 vezes ao dia para todas as faixas de peso.

As drágeas devem ser ingeridas sem mastigar, com meio copo de água; a solução oral deve ser ingerida diluída previamente em meio copo de água.

Observações:

O aparecimento de uma coloração vermelha espontânea na urina, significa eliminação do ácido rubazúnico, um metabólito inócuo da Dipirona.


Informação ao paciênte:

Conservar a drágea em lugar fresco, ao abrigo da umidade e a solução em lugar fresco, ao abrigo da luz. O prazo de validade do produto de 42 meses, a contar da data de sua fabricação .

Siga corretamente o modo de usar; não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica.

Assim como qualquer medicamento, Neosaldina só deve ser usado durante o primeiro trimestre da gravidez sob orientação e cuidados médicos.

A ocorrência de gestação durante o uso do medicamento deve ser comunicada imediatamente ao médico.

O uso do produto durante a amamentação deve ser feito somente sob orientação e cuidados médicos. No caso de surgirem reações desagradáveis, tais como manifestações da pele (eritema inflamatório, prurido ou urticária) ou das mucosas (principalmente da boca ou garganta), ou ainda quando em uso prolongado, o médico deve ser imediatamente comunicado.

Caso ocorra leve intranquilidade e/ou aumento da frequência cardíaca, a dose única diária de Neosaldina deve ser reduzida, o que Deverá determinar o desaparecimento imediato dos sintomas, não havendo necessidade de tratamento especial.

Pacientes com problemas hepáticos e/ou renais devem comunicar ao médico.
pacientes extremamente sensíveis cafeína, recomenda-se não tomar Neosaldina à noite, para evitar dificuldades de conciliar o sono.

Aconselha-se o uso de doses menores para pessoas idosas e/ou debilitadas.

Não é aconselhável a ingestão de bebidas alcoólicas durante o uso de Neosaldina.

Informação Técnica:

Neosaldina contêm como Princípios ativos o Isometepteno, a Dipirona e a Cafeína
Isometepteno: quimicamente o 2-metil-6-metilamino-2-hepteno, É um agente espasmolítico, possuindo três ações principais: - ação espasmolítica por efeito simpaticomimático; - ação espasmolítica por ação direta sobre a musculatura lisa; - ação analgésica própria e potencializadora dos Analgésicos.

Devido a sua ação simpaticomimática, desempenha papel fundamental na recuperação dos espasmos provocados pelo estresse diário. Faz retornar o equilíbrio entre o sistema simpático e parassimpático, normalizando as funções orgânicas. A ação simpática efetua-se somente sobre a musculatura lisa, sendo raríssimo portanto, os efeitos cardíacos e sobre o sistema nervoso central. A ação vaso constritora craniana especialmente til no tratamento das enxaquecas.

Dipirona: quimicamente o fenil-dimetil-pirazolona-metilamino-metanossulfonato sódico É um agente Analgésico, antitérmico, anti-inflamatório, de largo uso clínico, tanto isolado como combinado a outros medicamentos.

Cafeína: quimicamente a 3,7-diidro,1,3,7-trimetil-1h-purino-2,6-diona, possui leve ação sobre o sistema nervoso central, aumentando os processos cerebrais, inclusive a capacidade de concentração e raciocínio. Paralelamente, evidencia uma ação vasoconstritora sobre as artérias cranianas, til no tratamento das cefaleias,
especialmente das enxaquecas.

Interação Medicamentosa :

Pode ocorrer hipotermia grave quando Neosaldina não deve ser utilizado concomitamente com álcool, pois pode ocorrer interação entre as duas substâncias.

Superdosagem :

No caso do medicamento ter sido ingerido em doses elevadas, o tratamento deve ser imediatamente suspenso e tomadas as providências médicas adequadas.

Fabricante :

Knoll Produtos Químicos e Farmacêuticos Ltda.

Estrada dos Bandeirantes, 2400
22710-104 - Rio de Janeiro - RJ
Tel: 55 (021) 348-2581 / 348-2525 - Fax: 55 (021) 342-2963 / 348-2631

Medicamentos do mesmo fabricante :

Cardionorm, Dilacoron, Gopten, Gyno Iruxol, Iruxol, Mucolin, Neosaldina, Niar, Panzytrat 25000, Ritmonorm, Saniderm, Synthroid.


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.


Jesus a Chave Hermenêutica, Curso exclussivo com o Pastor Caio Fábio