Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Neo-Davisolona - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : sulfato de neomicina e prednisolona

Apresentação : Colírio, Solução

Indicação :

Neo-Davisolona, Colírio, solução é antibacterianos e corticosteróides
Neo-Davisolona está indicada no tratamento tópico das infecções oculares causadas pormicroorganismos sensíveis neomicina e que requerem a associação de umcorticosteride, para alívio da inflamação que acompanha a infecção ocular. Taisinfecções incluem conjuntivites, blefarites, blefaroconjuntivites, queratites ouqueratoconjuntivites.

2. ANTES DE UTILIZAR NEO-DAVISOLONA

Não utilize Neo Davisolona
-se tem alergia (hipersensibilidade) ao sulfato de neomicina e prednisolona ou aqualquer outro componente de Neo Davisolona
- queratite aguda superficial causada por Herpes simplex;
- doenças das estruturas oculares devidas a fungos;
- doenças da crnea e da conjuntiva de origem viral (vacinia, varicela e outras)
- tuberculose ocular.

Tome especial cuidado com Neo Davisolona
O uso prolongado de antibióticos tópicos pode dar origem a desequilíbrios da flora local,permitindo o desenvolvimento de organismos não sucetíveis como os fungos.
Na presença de ulceração persistente da crnea deve-se suspeitar de uma invasão fngica.

têm sido relatadas reações alérgicas cruzadas aos aminoglicosdeos em geral, pelo queos indivíduos que se revelem alérgicos neomicina, poderão s-lo também a outroaminoglicosdeo (administrado por via tópica ou sistêmica) e, vice versa.

Os corticosteróides tópicos quando usados em associação com a neomicina podemmascarar sinais clínicos de infecção bacteriana, fngica ou viral ou suprimir as reaçõesde hipersensibilidade ao antibiótico ou outro componente da fórmula. Caso ocorra superinfecção, sinais de hipersensibilidade ou persista uma irritação, o tratamentocom Neo-Davisolona deve ser suspenso e instituída a terapêutica adequada.

O uso prolongado e excessivo de corticosteróides tópicos pode inibir a função do eixohipotAlémico-hipofisário-adrenal, causando insuficincia supra-renal secundária e atrasode crescimento, sobretudo em crianças pequenas. A aplicação a nível ocular, a longoprazo, pode causar cataratas ou glaucoma.

O uso prolongado de Neo-Davisolona pode originar um aumento da pressão intra-ocular,pelo que necessário vigilância da pressão intra-ocular em tratamentos com duraçãosuperior a 10 dias. Em doentes com glaucoma ou história familiar de glaucoma recomendável evitar o uso de Neo-Davisolona.

Os doentes com história clínica envolvendo queratites devidas a Herpes simplex deverãoser tratados com precaução.

As lentes de contacto (rgidas ou hidrfilas) são desaconselhadas durante o tratamento deuma infecção ocular. A Neo-Davisolona não deve ser instilada, enquanto o doente tiveras lentes de contacto colocadas.

Se não se verificarem melhorias após 5 a 7 dias de aplicação do Colírio, ou se os sintomasse agravarem, ser necessário consultar o oftalmologista.

há necessidade de colheita de amostras adequadas para Identificação do microorganismoresponsável pela patologia ocular antes do incio do tratamento com Neo-Davisolona.

Utilizar Neo Davisolona com outros medicamentos
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentementeoutros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
.Em caso de absorção sistêmica significativa:
- o sulfato de neomicina pode intensificar e prolongar o efeito depressor respiratério dosagentes bloqueadores neuromusculares;

- o metabolismo dos glucocorticóides é acelerado pelos barbitúricos e rifampicina. a administração concomitante de glucocorticóides e salicilatos pode reduzir os níveisséricos dos salicilatos. a administração de glucocorticóides pode aumentar a necessidadede ajustes na terapêutica da insulina, fármacos hipoglicemiantes, ou fármacoshipertensivos.

Gravidez e aleitamento
A segurança da administração tópica ocular da neomicina e da prednisolona durante agravidez e aleitamento não está totalmente estabelecida.

O seu uso, Deverá ser controlado directamente pelo médico, que deve avaliar a razobenefício/risco mais favorvel para cada caso.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Tal como acontece com qualquer outro medicamento ocular, uma turvação transitéria davisão, assim como outras perturbações visuais, podem afectar a capacidade de conduçãoou de utilização de máquinas. Caso se verifique uma turvação da visão no momento dainstilação, o doente deve aguardar que a visão normalize antes de conduzir e/ou utilizarmáquinas.

3. COMO UTILIZAR NEO-DAVISOLONA

Utilizar Neo Davisolona sempre de acordo com as Indicaçõesdo médico.
Fale com o seu médico oufarmacêutico se tiver dúvidas.
A posologia deve ser adaptada s necessidades terapêuticas do doente, e
como tal, a definir pelo médico oftalmologista. A dose aconselhada , em média,a aplicação de uma a duas gotas de Neo-Davisolona, Colírio, solução, duas aquatro vezes ao dia.

Via e modo de Administração
Uso oftálmico . O modo de Administração, consiste em aplicar a dose de NeoDavisolona, Colírio, solução, indicada pelo médico, no(s) olho(s) afectado(s).
Evitar o contacto do frasco com o olho.

Duração do tratamento
A duração do tratamento deve ser determinada pelo médico oftalmologista combase na situação clínica do paciente.

crianças, IDOSOS E DOENTES COM PATOLOGIAS ESPECIAIS:
Ver precauções especiais de utilização.

Se utilizar mais Neo Davisolona do que deveria
Nas doses terapêuticas recomendadas, a Neo-Davisolona, Colírio, solução, , geralmente,bem tolerada. Na eventualidade de ocorrer sobredosagem, pela aplicação de elevadasquantidades, frequência de aplicação e duração do tratamento, poderão surgir sintomas desobredosagem (ototoxicidade, nefrotoxicidade, alterações neuromusculares, reaçõesalérgicas anafiláticas, hipotensão, estado de inconscincia, apneia, paragem cardíaca,supressão do eixo hipotAlémico-hipofisário-adrenal e atraso de crescimento, sobretudoem crianças pequenas). Na eventualidade desta situação ocorrer deve ser imediatamentesuspenso o tratamento e procurada assistência médica / hospitalar.

Caso se tenha esquecido de utilizar Neo Davisolona
Não utilize uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu deutilizar. No caso de se esquecer de uma dose, administre-a assim que selembrar e, continue o tratamento de acordo com o estabelecido.
Em caso de dúvidas, Deverá contactar o seu médico assistente ou farmacêutico.

Efeitos secundários possíveis

Como os demais medicamentos Neo Davisolona pode causar efeitos secundários emalgumas pessoas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados neste folheto, informe o seu médico ou farmacêutico.

devido à neomicina e uma vez que esta se revelou um agente sensibilizante por contacto
(entre 5 a 15% dos indivíduos tratados), quando usada por longos perãodos, podemocorrer reações de hipersensibilidade que se manifestam como conjuntivite de contacto,sensação de queimadura, ?rash?, eritema, urticária e outros sinais de irritação, nãopresentes anteriormente terapêutica.

Em doentes predispostos e com o uso prolongado, os corticosteróides de aplicação tópicaocular podem causar aumento da pressão intra-ocular e outros efeitos menos frequentesou raros, como glaucoma, lesão do nervo ptico, defeitos na acuidade e campo visual, formação de catarata subcapsular posterior, infecção ocular secundária porgermes patogúnicos (incluindo Herpes simplex) e, perfuração do globo ocular.

Efeitos indesejáveis associados aos corticóides: queratite, conjuntivite, midrase,hipermia conjuntival, perda da acomodação do cristalino e ptose palpebral.

Uma vez que a absorção sistêmica pode ocorrer após a aplicação tópica no olho, deve sertido em conta a possibilidade de efeitos adversos sistêmicos, tais como: cefaleias,hipotensão, renite, faringite ou alterações gustativastêm sido relatadas. Outros efeitossistêmicos associados instilação tópica de corticóides são raros, mas podem aumentarem casos de utilização muito prolongada do fármaco.

5. Como cONSERVAr NEO-DAVISOLONA

Conservar a temperatura inferior a 25ºC.
Conservar bem fechado e na embalagem de origem.

Não use para Além de 28 dias depois da abertura do frasco.

Manter fora do alcance e da vista das crianças.

Comunique ao seu médico ou farmacêutico, os efeitos indesejáveis que possavir a detectar e que não constem deste folheto.

Antes de utilizar verifique sempre, se o medicamento está dentro do prazo devalidade inscrito na embalagem.

Após interrupção do tratamento, não Deverá guardar o frasco com a soluçãopara posterior utilização.

Respeite sempre as Indicaçõesdadas pelo seu médico.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6. Outras Informações

Qual a composição de Neo Davisolona
As substâncias ativas são sulfato de neomicina e prednisolona (fosfato de sódio)
Os outros componentes são ácido cítrico, citrato de sódio, cloreto de lítio, álcoolbenzlico, nitrato de fenilmercrio, polietilenoglicol 4000 e água para preparaçõesinjetáveis.

Qual o aspecto de Neo Davisolona e conteúdo da embalagem
Neo-Davisolona apresenta-se sob a forma de Colírio, para uso oftálmico.
Frasco contendo 10 ml de solução.

Fabricante :

DVI farmacêutica Ltda.
Estrada da Barrosa Elospark, Armazém 8
Algueirão 2725-193 Mem Martins
Telefone: 21 922 97 20
Telefax: 21 922 97 29
E-mail: info.davi@mail.telepac.pt

Medicmentos com o mesmo princípio ativo :

Afebryl, Algiderm, Alka Seltzer, Amikacina Normon 125, Amikacina Normon 250, Angeliq, Azitromicina Cinfa, Betamox Plus, Betamox, Betnovate C, Betnovate N, Betnovate, Buspar, Caedax, Captopril Hidroclorotiazida, Clamoxyl g, Concerta, Davinefrina, Dek, Dermofix, Dermovate Creme, Domperidona Basi, Domperidona Mer, Dormonoct Loprazola, Gliclazida Bluepharma 80, Gliclazida Winthrop, Gyno, Halcion, Haldol Decanoato, Imigran Inalador, Indapamida Ratiopharm, Kreon, Lamotrigina Apharma, Lamotrigina Lamotril, Neo Davisolona, Parlodel, Propavente, Risperidona Sandoz


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular