Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Navelbine - Bula

Bula do fármaco antineoplásico, sob a forma de comprimido, utilizado no combate ao cancer, derivado da Vinca rosea, obtida sinteticamente por modificações estruturais moleculares.

Princípio ativo : tartarato de vinorelbina, obtido da planta Vinca rosa, atualemente conhecida como obtido sinteticamente por modificações estruturais moleculares.

Classe Terapêutica: antineoplásico.

Apresentação : 10mg/ml, concentrado para solução para perfusão.

Cada ml de solução contêm 10 mg de vinorelbina, além da substância ativa, tem ainda um outro componente, a água para injetáveis.

Indicação :

NAVELBINE 10 mg/ml é um concentrado para solução límpida incolor a amarelo pálido, para perfusão, e apresenta-se em frascos de vidro com 1 ou 5 ml, em caixas com 1 ou 10 frascos.

Pertence a uma famlia de medicamentos utilizados no tratamento de câncer, a famlia dos alcalóides da Vinca.

Pertence ao grupo farmacoterápico dos citotxicos que interferem com a tubulina

É indicado no tratamento do câncer do pulmão de não pequenas células e no câncer avançado da mama. sua ação consiste em alterar o funcionamento das células cancerígenas principalmente na fase de divisão celular, impedindo assim que mais células malignas se espalhem pelo corpo e comprometam outros órgãos.

Antes de Utilizar:

Este medicamento não deve ser utilizado nas seguintes situações:

Este medicamento deve ser utilizado com precauções especiais nas seguintes situações:

Durante o tratamento com NAVELBINE deverão fazer-se recolhas de sangue para análise dos seus componentes (contagem e fórmula sanguínea).

Se os resultados destas análises não forem satisfatérios, o tratamento deverá ser adiado até que esses valores normalizem. Se os doentes apresentarem sinais ou sintomas sugestivos de infecção, deverão informar imediatamente o médico, de modo a realizar outros exames que possam ser necessários.

Qualquer contacto com os olhos deve ser absolutamente evitado: em caso de contacto deve proceder-se a lavagem imediata do olho com soro fisiológico.

Gravidez e aleitamento:

NAVELBINE não deve ser utilizado durante a gravidez.

As mulheres não deverão amamentar durante o tratamento com NAVELBINE.

Aconselhe-se com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.

Condução e utilização de máquinas:

Caso comece a não se sentir bem, não deverá realizar trabalhos que requeiram estado de alerta, tais como conduzir ou utilizar máquinas.

Utilização simultânea de outros medicamentos:

Por favor informe o seu médico ou farmacêutico caso esteja a tomar, ou tenha tomado recentemente outros medicamentos, mesmo os que obtêm sem receita médica.

Modo de Usar :

A posologia varivel segundo os doentes e depender do seu peso corporal e da sua condição geral. O médico irá calcular a superfície corporal do doente em metros quadrados (m2) e determinaré a dose a ser administrada.


Modo e via de Administração:

NAVELBINE é administrada por perfusão intravenosa numa veia.

Após a administração, a veia ser lavada com uma perfusão de solução isotúnica.

Efeitos secundários:

Como com todos os medicamentos, pode apresentar efeitos secundários. Após o tratamento com NAVELBINE foram referidos os seguintes efeitos secundários:

Se detectar algum efeito secundário não mencionado nesta bula, por favor informe o seu médico ou farmacêutico.

Modo de Conservar:

Guarde NAVELBINE fora da vista e do alcance das crianças. NAVELBINE ser diluído e conservado por pessoal hospitalar.

Conservar a 2C 8C (no frigorfico), dentro da embalagem de origem e protegido da luz. Não usar após a data de validade indicada na embalagem ou no frasco.

Após abertura, a solução simples ou diluda em soro fisiológico ou glucosado, em frasco de vidro ou em bolsa de PVC para perfusão hermeticamente fechado, pode conservar-se 24 horas temperatura ambiente e em condições normais de luminosidade.


Fabricante :

Pierre Fabre Portugal Ltda.

Rua Rodrigo da Fonseca, Nº 178 - 4º Esq.
1070-243 Lisboa | PORTUGAL
Tel.: (+351) 213 815 320 | Fax: (+351) 213 860 356.

Bibliografia:

_Anuário do câncer, Edição 5. - Edmetec, 1998

_Cid-10-Vol.3 - Classificaçação Estatística Internacional de Doenças Vol. 3, Volume 2 - ORGANIZAÇAO MUNDIAL DE SAUDE - EdUSP, 2002

_Jornal Brasileiro de Pneumologia - Volume 23 - Número 4 - Julho/Agosto de 1997. Sociedade Brasileira de Pneumonologia e Tisiologia.

GAHART, Betty,, Adrienne R. Nazareno. Medicamentos Intravenosos: Um Guia Para Enfermagem - Elsevier Brasil, 2011

LEPARGNEUR, Hubert, Bioética - Novo conceito a caminho do consenso -2. Edição, Edicões Loyola, 1996.

LOPES, Antonio Carlos. Diagnóstico e tratamento, Volume 1 - Editora Manole Ltda, 2006.

VEJA OUTRAS BULAS EM PDF:

Bula para o paciênte - Navelbine, tartarato de vinorelbina., Pierre Fabre do Brasil.

Navelbine 100 G/ml - Solução Injetável - Pierre Fabre do Brasil Ltda.

Folheto Informatico para o Utilizador - Pierre fabre de Portugal.

Navelbine - Bula em Inglês produzido por GlaxoSmithKline

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.