Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Natifa - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Estradiol.

Apresentação :

Cada comprimido de natifa contêm:
Estradiol.................... 1 mg
Excipientes: lactose, celulose microcristalina, croscarmelose Sódica, polividona, estearato de magnésio, dióxido de silício Coloidal, xido de ferro, polietilenoglicol e metacrilato de
Dimetilamino.... q.s.p ....................1 comprimido.
Cartucho contendo 1 blister com 28 comprimidos de 1 mg.

Indicação : Menopausa;
Tratamento das deficincias estrogênicas;
Prevenção da osteoporose em mulheres na Pós-menopausa.

Efeito Colateral :

No incio do tratamento podem ocorrer reações como edema, náusea e sensibilidade das mamas. Estes efeitos normalmente tendem a desaparecer com a continuidade do tratamento também foram relatadas, mais raramente, outras reações adversas como asma, colelitase, enxaqueca, alopecia e trombose venosa.

Modo de Usar :

Recomenda-se a dose inicial de NATIFA (estradiol) de 1 a 2 mg diários para redução dos sintomas da deficincia estrogênica.
A dose poderá ser ajustada até 4 mg diários para aquelas pacientes cujos sintomas vasomotores não responderem s doses menores. Com doses de 1 a 2 mg diários de NATIFA (estradiol)consegue-se redução sufi ciente da perda mineral óssea.
Quando a paciente menstrua, o tratamento deve ser iniciado no 5 dia após o incio do sangramento. Nas pacientes histerectomizadas e nas Pós-menopausicas pode ser iniciado a qualquer tempo.

Contra-indicaçao ;

Cncer de mama suspeito ou confi rmado;
Porfi ria;
Gravidez,
Neoplasia estrgeno-dependente;
Hipersensibilidade a qualquer componente da fórmula.

Precauções :

Em uma mulher com o étero preservado deve-se considerar a necessidade de tratamento com oposição progestagênica devido ao aumento de risco de hiperplasia de endométrio e cncer.
Mulheres com doenças hepáticas, com tromboembolismo
venoso, hipertensas, epilticas, diabticas, asmáticas,
portadoras de enxaqueca ou com insufi cincia cardíaca devem ser monitorizadas regularmente.
Os sintomas de endometriose podem ser intensifi cados.
Fibromas uterinos existentes podem aumentar de tamanho sob a ação dos estrognios.
Caso ocorra sangramento irregular após o incio da terapia
deve-se considerar a possibilidade de malignidade.
Pacientes em tratamento prolongado devem ser monitorizadas regularmente.
Caso ocorra icterícia, cefaleia intensa (do tipo enxaqueca),
distúrbios visuais, distúrbios circulatérios venosos ou
hipertensão deve-se suspender imediatamente o tratamento
e informar o médico.
A paciente não deve amamentar durante o tratamento.

Modo de usar :

Recomenda-se a dose inicial de NATIFA (estradiol) de 1 a 2 mg diários para redução dos sintomas da deficincia estrogênica.
A dose poderá ser ajustada até 4 mg diários para aquelas
pacientes cujos sintomas vasomotores não responderem s
doses menores.
Com doses de 1 a 2 mg diários de NATIFA (estradiol)consegue-se redução sufi ciente da perda mineral óssea.
Quando a paciente menstrua, o tratamento deve ser iniciado
no 5 dia após o incio do sangramento. Nas pacientes
histerectomizadas e nas Pós-menopausicas pode ser iniciado a qualquer tempo.

 

Informaçães Técnicas

O principio ativo de NATIFA é o 17- -estradiol micronizado,
que é bem e rapidamente absorvido do trato gastrintestinal atingindo o pico da concentração plasmática em cerca de 5 h.
A meia vida do 17--estradiol de aproximadamente 15 horas.
O 17--estradiol liga-se s proteínas plasmáticas a uma taxa
maior que 90% e a sua concentração plasmática, no estado de equilíbrio está entre 70 e 100 pg/ml.
O 17- -estradiol aumenta a síntese celular de cromatina, de
RNA e de algumas proteínas nos tecidos alvos. Diminuem
a secreção de hormnio liberador de gonadotrofina no
hipotlamo com a conseqente redução de FSH e de LH na
hiPófi se. Seu metabolismo principalmente hepático. Os
estrognios são excretados na bile ocorrendo uma circulação ntero hepática. O 17- -estradiol e seus metabólitos são excretados na urina (> 90%) e uma pequena quantidade nas fezes.

Informações ao paciênte

NATIFA (estradiol) É um medicamento destinado terapia
de reposição hormonal com o objetivo de reduzir ou eliminar
totalmente os sintomas da deficincia estrogênica.
Este medicamento deve ser conservado temperatura ambiente, entre 15 e 30 C, protegido da luz e umidade.
O prazo de validade é de 24 meses após a data de fabricação impressa no cartucho e embalagem interna. Não utilize o produto após o prazo de validade, sob o risco de não produzir os efeitos esperados.
Informe seu médico a Ocorrência de gravidez na vigncia do
tratamento ou após o seu trmino. Informar ao médico se está
amamentando.
Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horrios, as doses e a duração do tratamento.
Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu
médico.
Informe seu médico o aparecimento de reações desagradveis;
tais como: náuseas, edema ou sensibilidade das mamas.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. NATIFA (estradiol) É contra-indicado para pacientes portadores
de cncer de mama, cncer de endométrio, porfi ria, durante a gravidez e para pacientes hipersensíveis a qualquer componente da fórmula.
Medicamentos contendo barbitúricos, rifampicina, fenitona e
carbamazepina podem reduzir a ação de NATIFA (estradiol).
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja
usando, antes do incio, ou durante o tratamento com NATIFA
(estradiol).
NO TOME Remédio SEM O CONHECIMENTO DO SEU
médico. PODE SER PERIGOSO PARA SUA Saúde.
NATIFA (estradiol) não apresenta ação anticoncepcional.

Interação Medicamentosa :

Os barbitúricos, a rifampicina, a fenitona, a carbamazepina
e outros indutores das enzimas hepáticas reduzem a ação dos estrgenos.
Os glicocorticóides podem aumentar a meia vida dos estrognios aumentando seus efeitos e sua toxicidade.

Superdosagem :

Os sinais de superdosagem são náuseas e vômitos. o tratamento Deverá ser sintomático, pois não existe antídoto específico.

Fabricante :

Libbs Farmacêutica Ltda.

FONE: (11) 3879-2500
SAC LIBBS: 0800 13 5044

Medicamentos do mesmo fabricante :

ancoron, aplicav, caltren, cardilol, cebralat, cebrilin, deflanil, diminut, energoplex, ernegoplex, erradic_ug, erradic, fagolipo, finalop, fluconal150, gestinol_28, herivyl, libiam, lisapres, logat, loranil-d, loranil, naprix_a, naprix_d, naprix, natifa_pro., natifa, nitrileno, peprazol, pozato, prostide, repogen, selecta, selimax, sensitram, siblima, sumax_nasal, sumax, uritrat, verotina


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Curso Master O Cara da Foto