Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Mycospor - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : bifonazol

Apresentação :

- creme dermatológico em bisnaga com 10 g e 15 g;
- solução spray em frasco com 10 ml e 15 ml;
- gel dermatológico em bisnaga com 15 g;
- pó tópico em frasco com 20 g e 30 g;
- shampoo em frasco com 100 ml e 200 ml;
- pomada dermatológica em bisnaga ou tubo dosificador com 10 g + 15 emplastros e 15 g + 25 emplastros.


COMPOSIÇÃO

Cada g de Mycospor creme contém:
bifonazol.............................................................10 mg
Excipientes: álcool benzílico, álcool cetoestearílico, palmitato de cetila, 2-octildodecanol, polissorbato 60, monoestearato de sorbitano e água.
Cada ml de Mycospor solução spray contém:
bifonazol............................................................10 mg
Excipientes: álcool etílico e miristato de isopropila.
Cada g de Mycospor gel contém:
bifonazol............................................................10 mg
Excipientes: eumulgin B3, cetiol HE, isoestearato de isopropila, álcool etílico, álcool lático, álcool benzílico e água.
Cada g de Mycospor pó contém:
bifonazol............................................................10 mg
Excipientes: amido de arroz.
Cada ml de Mycospor shampoo contém:
bifonazol............................................................10 mg
Excipientes: laurilsulfato de sódio, lauriletersulfato de sódio, álcool etílico, ácido lático, dietanolamida do ácido graxo de coco, óxido de cocoamidopropilamina, perfume e água.
Cada g de Mycospor pomada contém:
bifonazol............................................................10 mg
Excipientes: uréia, lanolina, cera branca e vaselina branca.

II) INFORMAÇÕES AO PACIENTE
1. Como este medicamento funciona?
Mycospor é um medicamento usado no tratamento de infecções da pele, conhecidas por micoses, causadas por fungos (dermatófitos, leveduras, mofo) e outros organismos, tais como Malassezia furfur- e infecções causadas por Corynebacterium minutissimum-.
As micoses podem ocorrer em praticamente todas as partes do corpo.. As áreas de maior risco são aquelas onde ocorre contato da pele com a pele, isto é, entre os dedos do pé, na virilha ou nas axilas. Os fungos
crescem na pele. O bifonazol, princípio ativo do Mycospor , combate as micoses da pele.
A melhora da lesão da pele ocorre nos primeiros dias de tratamento.
Indicação :
Mycospor creme, solução, gel e pó é usado no tratamento de:
· Micoses do pé e da mão (Tinea pedum, Tinea manuun-).
· Micoses da pele e das pregas da pele (Tinea corporis, Tinea inguinalis-).
· Pitiríase versicolor.
· Balanite por Cândida-.
· Eritrasma.
Mycospor pomada é usado no tratamento de:
· Tratamento das infecções fúngicas das unhas dos pés e das mãos por remoção da unha afetada sem trauma, com ação antimicótica simultânea.
Mycospor shampoo é usado no tratamento de:
· Dermatite seborréica do couro cabeludo.
Quando não Devo Usar Esse Medicamentos:
Contra-Indicações
Mycospor não deve ser usado por pacientes com hipersensibilidade ao bifonazol ou a outro componente da formulação.
Precauções e Advertências
Pacientes com histórico de reações de hipersensibilidade aos agentes anti-fúngicos imidazol (por ex.:
econazol, clotrimazol e miconazol) devem ter cautela ao utilizar produtos que contém bifonazol.
Em caso de hipersensibilidade conhecida ao álcool cetoestearílico, recomenda-se usar a solução spray no lugar do creme.
Deve-se evitar o contato de Mycospor com os olhos.
- Gravidez -
Dados de farmacocinética e estudos de segurança pré-clínicos em humanos não demonstraram que podem ser previstos efeitos prejudiciais à mãe e a criança quando bifonazol é usado durante a gravidez. Entretanto, não existem dados clínicos disponíveis.
Mycospor somente deverá ser utilizado durante os três primeiros meses da gravidez após uma cuidadosa consideração da relação risco/ benefício pelo seu médico.
- Lactação -
Não se sabe se o bifonazol é excretado no leite materno. A excreção de Myscospor no leite materno foi estudada em animais. Mycospor só pode ser usado durante a amamentação após cuidadosa consideração da relação risco/ benefício pelo seu médico.
Durante o período de amamentação Mycospor não pode ser aplicado na área das mamas.
- Fertilidade-
Estudos pré-clínicos não demonstram evidências de que o bifonazal compromete a fertilidade feminina/ masculina.
Não há Contra indicação relativa a faixas etárias. Em bebês, Mycospor- deve ser usado somente com orientação médica. -
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião dentista. -
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista o aparecimento de reações indesejáveis. -
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. -
5. Como devo usar este medicamento:
Aspecto físico
Mycospor creme apresenta-se na forma de creme branco com odor característico de creme.
Mycospor solução spray apresenta-se na forma de solução límpida, de incolor a levemente amarelada com odor de álcool.
Mycospor gel apresenta-se na forma de gel límpido, incolor.
Mycospor pó apresenta-se na forma de pó fino, de branco a levemente amarelado.
Mycospor shampoo apresenta-se na forma de gel viscoso, na cor amarelo - palha, com odor de perfume.
Mycospor pomada apresenta-se na forma de pomada homogênea, na cor amarelada.
Posologia -
· Creme, solução, gel e pó:
Aplicar Mycospor creme, solução spray, gel ou pó uma única vez por dia.
Habitualmente, é necessária apenas uma pequena quantidade de creme ou gel para uma superfície correspondente à palma da mão.
Antes da primeira utilização de Mycospor spray, recomenda-se pressionar a válvula algumas vezes para obter-se a nebulização do produto. Apenas 1 ou 2 pulverizações são suficientes.
Mycospor pó deve ser aplicado na área afetada uma única vez por dia, devendo ser espalhado sobre a área afetada.
Para se atingir a cura, o tratamento com Mycospor creme, solução, gel e pomada deve ser realizado no período adequado. O período usual de tratamento é:
Micose do pé e micose interdigital.................................................3 semanas
Micose do corpo, da mão e das pregas da pele..........................2-3 semanas
Pitiríase versicolor e eritrasma........................................................2 semanas
Balanite por Cândida-.....................................................................2-4 semanas
· Shampoo:
Mycospor Shampoo deve ser usado três vezes por semana, recomenda-se aplicar o shampoo duas vezes em cada lavagem.
A duração do tratamento deve ser determinada pelo médico. Usar uma quantidade de shampoo suficiente para produzir espuma abundante.
· Pomada:
Mycospor Onicoset pomada deve ser aplicado 1 vez ao dia, em quantidade suficiente para cobrir toda a superfície da unha afetada com uma fina camada.
O tratamento deve ser efetuado diariamente pelo tempo necessário para eliminar todo o material amolecido da unha pelo fungo, em geral entre 7 a 14 dias, dependendo da intensidade da infecção e da espessura da unha.
O tratamento do leito ungueal com Mycospor creme deverá ser feito por um período aproximado de 4 semanas.
Modo de Usar -
· Creme, solução, gel e pó:
Aplicar Mycospor creme, solução spray ou gel friccionando uma fina camada na área afetada. A aplicação deve ser feita preferencialmente à noite, antes de deitar. Habitualmente, é necessária apenas uma pequena quantidade de creme ou gel para uma superfície correspondente à palma da mão.
Na forma de pó, deve ser espalhado sobre a área afetada.
Para melhores resultados, recomenda-se como medida higiênica, lavar e secar bem a área afetada antes de usar Mycospor .
Antes da primeira utilização de Mycospor spray, recomenda-se pressionar a válvula algumas vezes para obter-se a nebulização do produto.
· Shampoo:
Mycospor Shampoo deve ser usado três vezes por semana conforme instruções abaixo:
1. Após molhar os cabelos e o couro cabeludo, lavar com o shampoo massageando até obter espuma.
2. Deixar a espuma agir durante 5 minutos e, em seguida enxaguar completamente com água.
3. Repetir a operação.
Em caso de contato com os olhos, lave-os com água gelada.
· Pomada:
Mycospor Onicoset pomada deve ser aplicado em quantidade suficiente para cobrir toda a superfície da unha afetada com uma fina camada. Em geral não há necessidade de cobrir a pele ao redor da unha com micose. Nos casos isolados em que seja necessário cobrir esta área da pele, para evitar o aparecimento de uma irritação local, aplicar, por exemplo, uma pasta de zinco sobre a pele da borda da unha. Em seguida a unha deverá ser coberta com o emplastro e mantido por 24 horas. Após a retirada do emplastro, na troca diária, submergir o dedo durante cerca de 10 minutos em um banho de água quente. Em seguida, raspar a queratina amolecida da unha afetada, com o raspador. Secar a unha tratada e aplicar novamente Mycospor Onicoset pomada como anteriormente indicado e cobrir com o emplastro.
Mycospor Onicoset atua sobre a substância córnea das unhas afetadas pelos fungos. As partes sadias não são afetadas.
Uma vez desprendida a unha e antes de iniciar o tratamento antimicótico subsequente, recomenda-se consultar o médico para avaliar a integridade da onicólise (descolamento da unha) e efetuar, neste caso, a limpeza do leito ungueal.
O sucesso do tratamento depende amplamente do cuidado na remoção da área da unha doente e consequentemente do tratamento da unha infectada com Mycospor creme ou bifonazol nas outras formulações.
Embora seja muito rara é possível ocorrer alergia ao emplasto. Consulte o seu médico se ocorrer alergia.
Você pode substituir por um emplasto diferente ou uma dedeira de borracha.
Recomenda-se trocar as toalhas e roupas que tiverem contato com as áreas infectadas. Esta medida impede que a micose se espalhe para outras partes do seu corpo e para outras pessoas.
Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas, procure orientação médica ou de seu cirurgião-dentista. -
Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento. -
-
5. Efeitos Colaterais :
· Creme, solução, gel, pó e shampoo:
Alterações gerais e no local de aplicação
Dor no local de aplicação e edema periférico.
Alterações na pele e tecido subcutâneo
Dermatite de contato, dermatite alérgica, eritema, prurido, erupção cutânea, urticária, bolhas, esfoliação da pele, eczema, pele seca, irritação na pele, maceração da pele e sensação de queimação na pele.
Essas reações adversas são reversíveis após a descontinuação do tratamento.
· Pomada
Alterações na pele e tecido subcutâneo
Dermatite de contato, maceração da pele, descamação, alterações na unha, descoloração da unha, eritema, rritação na pele, prurido e erupção cutânea.
Essas reações adversas são reversíveis após a descontinuação do tratamento.
6. O que fazer se alguém usar uma grande quantidade deste medicamento de uma só vez?
Não se aplica.
7. Onde e como devo guardar este medicamento?
Mycospor creme, solução spray, pó e gel devem ser conservados em temperatura ambiente (15ºC ­ 30ºC) e em suas embalagens originais.
Mycospor pomada deve ser conservada em temperatura ambiente (15ºC ­ 30ºC), evitar local quente e em sua embalagem original.
Mycospor shampoo deve ser conservado em local fresco, evitar calor excessivo e em sua embalagem original.
-
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças -
-
III) INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE
1. Características Farmacológicas
Propriedades Farmacodinâmicas -
O bifonazol, princípio ativo do Mycospor , é um derivado imidazólico com amplo espectro de ação
antimicótica que inclui dermatófitos, leveduras, hifomicetos e outros fungos, tais como Malassezia furfur-.
Além disso, atua sobre Corynebacterium minutissimum-.
A situação de resistência do bifonazol é favorável. Alterações da resistência primária de espécies sensíveis de fungos são muito raras. Investigações não são suficientes para evidenciar qualquer desenvolvimento de resistência secundária em cepas primariamente sensíveis.
Mecanismo de ação -
O bifonazol inibe a biossíntese de ergosterol em dois níveis diferentes, o que diferencia tanto de outros derivados azólicos quanto de outros antimicóticos, os quais atuam em apenas um único nível. A inibição da síntese de ergosterol ocasiona dano estrutural e funcional da membrana citoplasmática.
Em especial, na formulação de Mycospor pomada, a uréia atua como ceratoplástico.
Propriedades Farmacocinéticas -
- Absorção -
O bifonazol tem boa penetração nas camadas infectadas da pele. Seis horas após a administração são alcançadas concentrações nas diversas camadas da pele de 1000 mcg/cm3 , na camada mais externa da
epiderme (estrato córneo), até 5 mcg/cm3 , na derme papilar. Todas as concentrações determinadas estão dentro da faixa da atividade anti ­ micótica confiável.
Os respectivos níveis plasmáticos resultantes do tratamento com Mycospor pomada estão sempre abaixo dos limites de detecção de bifonazol (isto é, menor que 1 ng/ ml).
O bifonazol atravessa a barreira placentária em ratos.
- Dados de segurança pré-clínica -
Os dados de segurança pré-clínica não revelam danos especiais aos humanos baseados em estudos convencionais de toxicidade e genotoxicidade de dose única. Alterações hepáticas (indução enzimática e degeneração gordurosa) foram observadas em estudos de toxicidade de dose repetida com Administração oral, nas exposições excessivas de dose máxima em humanos, indicando pouca relevância para o uso clínico. Não foram realizados estudos de carcinogenicidade com bifonazol.
Estudos de toxicidade reprodutiva em ratos e coelhos, em dose oral igual ou superior à 30 mg/ kg de peso corpóreo resultaram em embrião ou feto toxicidade, incluindo letalidade. Dada baixa absorção do princípio ativo na pele, estes resultados têm pequena relevância no uso clínico. Não foi observado comprometimento da fertilidade em ratos em dose oral de até 40 mg/ kg de peso corpóreo.
2. Resultados de eficácia
Os resultados dos estudos realizados mostram claramente que bifonazol em diferentes formulações se caracteriza por boa eficácia nas Indicaçõesestudadas quando aplicado uma vez por dia e por um período de tratamento relativamente curto, 2 a 3 semanas. Na tabela está documentada a resposta clínica de 924 pacientes com dermatomicoses tratados com as formulações creme e solução.
Tabela: Resultados do tratamento com bifonazol 1%.
Tratamento Diagnóstico # pacientes Resposta Clínica* (%) Creme Candidíase 154 88,9
Tínea 301 86,0
Pitiríase versicolor 79 92,5
Eritrasma 28 100 Solução Candidíase 62 71,0
Tínea 215 88,8
Pitiríase versicolor 62 91,9 Creme + solução Candidíase 4 75,0
Tínea 19 89,9 (*) Cura + melhora
Referência bibliográfica: Stettendorf S: Tolerability and efficacy of bifonazole in dermatomycoses.
Arzneimittel-Forschung. Drug.Res. 33(5):750-754,1983. -
3. Indicações
Mycospor creme, solução, gel e pó é usado no tratamento de:
· Micoses do pé e da mão (Tinea pedum, Tinea manuun-).
· Micoses da pele e das pregas da pele (Tinea corporis, Tinea inguinalis-).
· Pitiríase versicolor.
· Balanite por Cândida-.
· Eritrasma.
Mycospor pomada é usado no tratamento de:
· Tratamento das infecções fúngicas das unhas dos pés e das mãos por remoção da unha afetada sem trauma, com ação antimicótica simultânea.
Mycospor shampoo é usado no tratamento de:
· Dermatite seborréica do couro cabeludo.

4. Contra-Indicações
Mycospor não deve ser utilizado por pacientes com hipersensibilidade ao bifonazol ou a outro componente da formulação.
5. Modo de usar e cuidados de conservação depois de aberto
· Creme, solução, gel e pó:
Aplicar Mycospor creme, solução spray ou gel friccionando uma fina camada na área afetada. A aplicação deve ser feita preferencialmente à noite, antes de deitar. Habitualmente, é necessária apenas uma pequena quantidade de creme ou gel para uma superfície correspondente à palma da mão.
Na forma de pó, deve ser espalhado sobre a área afetada.
Para melhores resultados, recomenda-se como medida higiênica, lavar e secar bem a área afetada antes de usar Mycospor .
Antes da primeira utilização de Mycospor spray, recomenda-se pressionar a válvula algumas vezes para obter-se a nebulização do produto.
· Shampoo:
Mycospor Shampoo deve ser usado três vezes por semana conforme instruções abaixo:
1. Após molhar os cabelos e o couro cabeludo, lavar com o shampoo massageando até obter espuma.
2. Deixar a espuma agir durante 5 minutos e, em seguida enxaguar completamente com água.
3. Repetir a operação.
Em caso de contato com os olhos, lave-os com água gelada.
· Pomada:
Mycospor Onicoset pomada deve ser aplicado em quantidade suficiente para cobrir toda a superfície da unha afetada com uma fina camada. Em geral não há necessidade de cobrir a pele ao redor da unha com
micose. Nos casos isolados em que seja necessário cobrir esta área da pele, para evitar o aparecimento de uma irritação local, aplicar, por exemplo, uma pasta de zinco sobre a pele da borda da unha. Em seguida a unha deverá ser coberta com o emplastro e mantido por 24 horas. Após a retirada do emplastro, na troca diária, submergir o dedo durante cerca de 10 minutos em um banho de água quente. Em seguida, raspar a queratina amolecida da unha afetada, com o raspador. Secar a unha tratada e aplicar novamente Mycospor Onicoset pomada como anteriormente indicado e cobrir com o emplastro.
Mycospor Onicoset atua sobre a substância córnea das unhas afetadas pelos fungos. As partes sadias não são afetadas.
Uma vez desprendida a unha e antes de iniciar o tratamento antimicótico subsequente, recomenda-se consultar o médico para avaliar a integridade da onicólise (descolamento da unha) e efetuar, neste caso, a limpeza do leito ungueal.
O sucesso do tratamento depende amplamente do cuidado na remoção da área da unha doente e consequentemente do tratamento da unha infectada com Mycospor creme ou bifonazol nas outras
formulações.
Embora seja muito rara, é possível ocorrer alergia ao emplasto. Consulte o seu médico se ocorrer alergia.
Você pode substituir por um emplasto diferente ou uma dedeira de borracha.
Recomenda-se trocar as toalhas e roupas que tiverem contato com as áreas infectadas. Esta medida impede que a micose se espalhe para outras partes do seu corpo e para outras pessoas.
A troca de toalhas e peças do vestuário que tiverem contato com as áreas infectadas impede que a infecção fúngica se dissemine.
Cuidados de conservação depois de aberto
Mycospor creme, solução spray, pó e gel devem ser conservados em temperatura ambiente (15ºC ­ 30ºC)
e em suas embalagens originais.
Mycospor pomada deve ser conservada em temperatura ambiente (15ºC ­ 30ºC), evitar local quente e em sua embalagem original.
Mycospor shampoo deve ser conservado em local fresco, evitar calor excessivo e em sua embalagem original.
6. Posologia
· Creme, solução, gel e pó:
Aplicar Mycospor creme, solução spray, gel ou pó uma única vez por dia.
Habitualmente, é necessária apenas uma pequena quantidade de creme ou gel para uma superfície correspondente à palma da mão.
Antes da primeira utilização de Mycospor spray, recomenda-se pressionar a válvula algumas vezes para obter-se a nebulização do produto. Apenas 1 ou 2 pulverizações são suficientes.
Mycospor pó deve ser aplicado na área afetada uma única vez por dia, devendo ser espalhado sobre a área afetada.
Para se atingir a cura, o tratamento com Mycospor creme, solução, gel e pomada deve ser realizado no período adequado. O período usual de tratamento é:
Micose do pé e micose interdigital.................................................3 semanas
Micose do corpo, da mão e das pregas da pele..........................2-3 semanas
Pitiríase versicolor e eritrasma........................................................2 semanas
Balanite por Cândida-.....................................................................2-4 semanas
· Shampoo:
Mycospor Shampoo deve ser usado três vezes por semana, recomenda-se aplicar o shampoo duas vezes em cada lavagem.
A duração do tratamento deve ser determinada pelo médico. Usar uma quantidade de shampoo suficiente para produzir espuma abundante.
· Pomada:
Mycospor Onicoset pomada deve ser aplicado 1 vez ao dia, em quantidade suficiente para cobrir toda a superfície da unha afetada com uma fina camada.
O tratamento deve ser efetuado diariamente pelo tempo necessário para eliminar todo o material amolecido da unha pelo fungo, em geral entre 7 a 14 dias, dependendo da intensidade da infecção e da espessura da unha.
O tratamento do leito ungueal com Mycospor creme deverá ser feito por um período aproximado de 4 semanas.
7. Advertências
Pacientes com histórico de reações de hipersensibilidade aos agentes anti-fúngicos imadazol (por ex.: econazol, clotrimazol e miconazol) devem ter cautela ao utilizar produtos que contém bifonazol.
Em caso de hipersensibilidade conhecida ao álcool cetoestearílico, recomenda-se usar a solução spray no lugar do creme.
Deve-se evitar o contato de Mycospor com os olhos.
Em bebês, Mycospor deve ser usado somente sob prescrição médica. Deve-se evitar o contato de Mycospor com os olhos.
Uso durante a gravidez e lactação
- Gravidez -
Dados de farmacocinética e estudos de segurança pré-clínicos em humanos não demonstraram que podem ser previstos efeitos prejudiciais à mãe e a criança quando bifonazol é o usado durante a gravidez.
Entretanto, não existem dados clínicos disponíveis. Mycospor somente deverá ser utilizado durante os três primeiros meses da gravidez após uma cuidadosa consideração da relação risco/ benefício pelo seu médico.
- Lactação -
Não se sabe se o bifonazol é excretado no leite materno. A excreção de Myscospor no leite materno foi estudada em animais. Mycospor só pode ser usado durante a amamentação após cuidadosa consideração da relação risco/ benefício pelo seu médico.
Durante o período de amamentação Mycospor não pode ser aplicado na área das mamas.
- Fertilidade-
Estudos pré-clínicos não demonstram evidências de que o bifonazal compromete a fertilidade feminina e masculina.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. -
8. Uso em idosos, crianças e outros grupos de risco
Nenhum estudo bem desenhado foi realizado em crianças. Com base nos dados clínicos relatados não há nenhuma indicação de que efeitos prejudiciais devem ser esperados em crianças. Entretanto, em bebês,
Mycospor somente deve ser usado sob a supervisão do médico.
9. Interações Medicamentosas:
Não são conhecidas interações com outros medicamentos.
10. Reações adversas a medicamentos
· Creme, solução, gel , pó e shampoo:
Alterações gerais e no local de aplicação
Dor no local de aplicação e edema periférico
Alterações na pele e tecido subcutâneo
Dermatite de contato, dermatite alérgica, eritema, prurido, erupção cutânea, urticária, bolhas, esfoliação da pele, eczema, pele seca, irritação na pele, maceração da pele e sensação de queimação na pele.
Essas reações adversas são reversíveis após a descontinuação do tratamento.
· Pomada
Alterações na pele e tecido subcutâneo
Dermatite de contato, maceração da pele, descamação, alterações na unha, descoloração da unha, eritema, irritação na pele, prurido e erupção cutânea.
Essas reações adversas são reversíveis após a descontinuação do tratamento.
11. Superdose
Não se aplica.
12. Armazenagem
Mycospor creme, solução spray, pó e gel devem ser conservados em temperatura ambiente (15ºC ­ 30ºC) e em suas embalagens originais.
Mycospor pomada deve ser conservada em temperatura ambiente (15ºC ­ 30ºC), evitar local quente e em sua embalagem original.
Mycospor shampoo deve ser conservado em local fresco, evitar calor excessivo e em sua embalagem original.
VENDA SEM PRESCRIÇÃO MÉDICA
Lote, datas de fabricação e validade: vide cartucho.

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular