Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Miticoçan Líquido - bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : benzoato de benzila

Classe Terapêutica: Antiparasitário.

Apresentação :

Miticoçan Líquido: caixa com 1 frasco com 100 ml.
Miticoçan Sabonete: caixa com 1 sabonete de 80 g.

COMPOSIÇÃO

Líquido
Cada ml contém:
Benzoato de benzila...........................................................0,2 ml
Excipientes: ácido esteárico, trolamina, simeticona e água.
Sabonete
Cada sabonete contém:
Benzoato de benzila..............................................................8,0 g
Excipientes: massa básica, dióxido de titânio, edetato de sódio, ácido cítrico, essência e tinopal.


Indicação :
Miticoçan é um medicamento à base de benzoato de benzila, utilizado no tratamento dos piolhos, lêndeas e da sarna.
- Como Miticoçan deve ser guardado?
Como todo medicamento, Miticoçan deve ser guardado em sua embalagem original e conservado em temperatura ambiente (15- 30°C). Proteger da luz e umidade.
PRAZO DE VALIDADE: vide embalagem externa do produto.
Ao adquirir um medicamento, confira sempre o prazo de validade na embalagem do produto. NUNCA USE MEDICAMENTO COM O PRAZO DE VALIDADE VENCIDO, pois as substâncias podem estar alteradas e causar prejuízo para a sua saúde. Verifique se o produto está lacrado e em boas condições de armazenamento.
- Miticoçan pode ser utilizado durante a gravidez e amamentação?
O uso em gestantes e lactantes, principalmente com presença de lesões da pele causadas pela coceira provocada pelos parasitas, deve ser feito sob orientação médica.

- Como Miticoçan deve ser utilizado?
Miticoçan pode ser utilizado no tratamento de piolhos, lêndeas e da sarna por adultos e crianças.
Agite bem antes de usar.
Miticoçan líquido: para crianças até dois anos, aconselha-se a diluição do produto na proporção de 1 parte do produto para 2 partes de água.
Crianças maiores que 2 anos e menores de 12 anos, aconselha-se a diluição de 1 parte do produto para 1 de água. Esta orientação visaà redução do risco de irritação. Para adultos, não é necessária a diluição. Não é necessário utilizar todo o volume em uma única aplicação. Adicionalmente, aconselha-se a fazer uma prova de toque em uma pequena área antes de utilizar o produto. Caso ocorra ardência ou vermelhidão, o produto não deverá ser utilizado.
Tratamento de piolhos e lêndeas: após lavar os cabelos, friccionar o produto sobre as regiões afetadas. Aplicar somente o suficiente para umedecer o cabelo. Envolver a cabeça com toalha e deixar agir por aproximadamente 3 minutos. Os piolhos mortos e as lêndeas devem ser retirados com um pente fino. Se necessário, a aplicação deve ser repetida. Normalmente o tratamento só deve durar dois dias, pois várias aplicações do produto podem passar a ter papel irritante e perpetuador das lesões, ao invés de curativo.
Tratamento da sarna: fazer uma aplicação, de preferência à noite, após o banho (banhos quentes são contra indicados). O produto deve ser aplicado sobre a pele ainda úmida, especialmente nos locais onde a sarna é mais comum (entre os dedos, axilas, abdômen e nádegas). Deixar secar, realizar em seguida uma nova aplicação e vestir-se ou deitar-se, sem enxugar o corpo. Na manhã seguinte, tomar novo banho e mudar as roupas do corpo e da cama, que devem ser lavadas e passadas em seguida. Se necessário, o tratamento deve ser repetido após 24 horas, ou a critério médico.
Miticoçan sabonete: no tratamento de piolhos: deve-se lavar o local afetado, produzindo uma espuma que deverá permanecer no local por 5 minutos. Os piolhos mortos e as lêndeas devem ser Miticoçan retirados com um pente fino. Se necessário, a aplicação deve ser repetida. No tratamento da sarna: deve-se lavar cuidadosamente a parte afetada com o sabonete, produzindo uma espuma que deverá
permanecer na pele até secar.
Se houver outras pessoas com sarna na mesma casa, todas devem ser tratadas ao mesmo tempo para evitar reinfecção.
SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR; NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA.
- Quais são as possíveis reações adversas com o uso de Miticoçan ?
Em crianças e pessoas de pele muito branca e sensível, o uso de Miticoçan líquido, sem diluição, e de Miticoçan sabonete pode provocar irritação, que desaparece com a interrupção do uso. Podem ocorrer, no caso de ingestão acidental do produto, agitação, vertigem, dor de cabeça, náuseas, vômitos, diarreia, falta de ar, coloração azulada da pele, circulação do sangue prejudicada, alergias e vermelhidão da pele, palpitação e convulsões. É muito importante que você informe ao médico, caso ocorram reações desagradáveis com o uso do produto.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS

- Que cuidados devem ser tomados ao utilizar Miticoçan ?
Miticoçan destina-se ao uso externo, não devendo, portanto, nunca ser ingerido, pois poderá ocorrer intoxicação.
Miticoçan não deve ser aplicado no rosto, olhos e mucosas, nem em locais da pele onde haja feridas. Caso isso ocorra, lavar com água abundantemente.
O produto deve ser utilizado com cautela em pessoas que já apresentaram alergias a outros produtos de aplicação na pele.
O uso em gestantes requer cuidados e observação rigorosa.
Miticoçan pode irritar a pele e mucosas, não sendo recomendado o uso de outras substâncias que também possam irritar a pele.

- Quando Miticoçan não deve ser utilizado?
Miticoçan não deve ser utilizado em casos de alergia conhecida ao benzoato de benzila ou aos outros componentes do produto.
Não aplicar o produto em lesões da pele, feridas e queimaduras.
- Em caso de ingestão acidental do produto, que providências tomar?
Podem ocorrer, no caso de ingestão acidental do produto, agitação, vertigem, dor de cabeça, náuseas, vômitos, diarreia, falta de ar, coloração azulada da pele, circulação do sangue prejudicada, alergias e vermelhidão da pele, palpitação e convulsões.
Em caso de ingestão acidental do produto, entre imediatamente em contato com seu médico ou procure um pronto-socorro, informando a quantidade exata ingerida do produto, horário da ingestão e os sintomas.
NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO.
PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS

CARACTERÍSTICAS
O benzoato de benzila é utilizado eficazmente no tratamento da escabiose e pediculose. Seu efeito rápido e seguro faz com que desapareçam prontamente todos os sintomas, inclusive o prurido, permitindo a cura na quase totalidade dos casos, com um único tratamento. A trolamina, bem como a espuma do sabonete, garante perfeita penetração cutânea, facilitando o acesso aos túneis intradérmicos dos parasitas.
As formas de apresentação de Miticoçan não são oleosas, possuem cheiro aromático e normalmente, não irritam ou ressecam a pele.
Indicações

No tratamento da pediculose (piolhos e lêndeas) e escabiose (sarna).
CONTRA-Indicações

PESSOAS HIPERSENSÍVEIS AO BENZOATO DE BENZILA E DEMAIS COMPONENTES DA FORMULAÇÃO. LESÕES DA PELE, FERIDAS E QUEIMADURAS OU CONDIÇÕES DA PELE QUE POSSIBILITEM MAIOR ABSORÇÃO.
USO NA GRAVIDEZ E LACTAÇÃO

O uso em gestantes requer cuidados e observação rigorosa, principalmente apresentando lesões ulceradas na pele.
ADVERTÊNCIAS

MITICOÇAN DESTINA-SE AO USO EXTERNO, NÃO DEVENDO, PORTANTO, NUNCA SER INGERIDO, POIS PODERÁ OCORRER INTOXICAÇÃO.
MITICOÇAN NÃO DEVE SER UTILIZADO NO ROSTO, OLHOS E MUCOSAS, NEM EM LOCAIS DA PELE ONDE HAJA FERIDAS. CASO ISSO OCORRA, LAVAR COM ÁGUA ABUNDANTEMENTE.
O PRODUTO DEVE SER UTILIZADO COM CAUTELA EM PESSOAS QUE JÁ APRESENTARAM ALERGIAS A OUTROS PRODUTOS DE APLICAÇÃO NA PELE.
Interações Medicamentosas:

Miticoçan pode irritar a pele e mucosas, não sendo recomendado o uso de outras substâncias que também tenham ação irritativa ou lesiva sobre a pele (como o ácido salicílico, hidroquinona, etc.), pois
poderá ocorrer uma potencialização do efeito lesivo.
REAÇÕES ADVERSAS

OCASIONALMENTE PODERÃO OCORRER IRRITAÇÕES LOCAIS COM A UTILIZAÇÃO DE MITICOÇAN . CASO ESTAS REAÇÕES SE DESENVOLVAM EM LESÕES DO TIPO ALÉRGICA, O EMPREGO DO PRODUTO DEVERÁ SER SUSPENSO.
SE HOUVER MAIOR ABSORÇÃO DO QUE A DESEJADA, É POSSÍVEL OCORRER VERTIGEM, DOR DE CABEÇA, NÁUSEAS, VÔMITOS, diarreiaS, CONVULSÕES, dispnéia, CIANOSE, COLAPSO CIRCULATÓRIO E REAÇÕES CUTÂNEAS ERITEMATOSAS.
POSOLOGIA
Agite bem antes de usar.
Miticoçan líquido: para crianças até dois anos, aconselha-se a diluição do produto na proporção de 1 parte do produto para 2 partes de água. Crianças maiores de dois anos e menores de 12 anos, aconselha-se a diluição de 1 parte do produto para 1 de água. Esta orientação visa à redução do risco de irritação. Para adultos, nãoé necessária a diluição. Não é necessário utilizar todo o volume em uma única aplicação. Adicionalmente, aconselha-se a fazer uma prova de toque em uma pequena área antes de utilizar o produto. Caso ocorra ardência ou vermelhidão, o produto não deverá ser utilizado.
Tratamento da pediculose: após lavar os cabelos, friccionar o produto sobre as regiões afetadas. Aplicar somente o suficiente para umedecer o cabelo. Envolver a cabeça com toalha e deixar agir por aproximadamente 3 minutos. Os piolhos mortos e as lêndeas devem ser retirados com um pente fino. Se necessário, a aplicação deve ser repetida. Normalmente o tratamento só deve durar dois dias, pois várias aplicações do produto podem passar a ter papel irritante e perpetuador das lesões, ao invés de curativo.
Tratamento da escabiose: deve-se fazer uma aplicação, de preferência à noite, após o banho (banhos quentes são contra indicados). O produto deve ser aplicado sobre a pele ainda úmida, especialmente nos locais onde a sarna é mais comum (regiões interdigitais, axilas, abdômen e nádegas). Deixar secar, realizar em seguida uma nova aplicação e, vestir-se ou deitar-se sem enxugar o corpo. Na manhã seguinte, tomar novo banho e mudar as roupas do corpo e da cama, que devem ser lavadas e passadas em seguida. Se necessário, o tratamento deve ser repetido após 24 horas, ou conforme orientação médica.
Miticoçan sabonete: no tratamento de pediculose: deve-se lavar o local afetado com o sabonete, produzindo espuma que deverá permanecer no local por 5 minutos. Os parasitas devem ser retirados
com um pente fino. Se necessário, a aplicação deve ser repetida. No tratamento da escabiose: deve-se lavar cuidadosamente a parte afetada com o sabonete, produzindo uma espuma que deverá
permanecer na pele até secar.
Se houver outras pessoas com escabiose na mesma casa, todas devem ser tratadas ao mesmo tempo para evitar reinfecção.

SUPERDOSAGEM

Quando corretamente utilizado, inexiste o quadro de intoxicação por superdosagem com Miticoçan , entretanto, se ingerido, o benzoato de benzila pode ocasionar estimulação do sistema nervoso central, com aparecimento de quadro clínico de agitação, vertigem, dor de cabeça, náuseas, vômitos, diarreia, falta de ar, coloração azulada da pele, circulação do sangue prejudicada, alergias e vermelhidão da
pele, palpitação e convulsões.
Tratamento do quadro de intoxicação: indução de emese e lavagem gástrica são os procedimentos indicados; a administração de anticonvulsivantes poderá ser indicada.
SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR; NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA.

Lote, data de fabricação e prazo de validade: vide cartucho.
MS - 1.0573.0334
Farm. Resp.: Dr. Wilson R Farias CRF-SP nº. 9555
SOLUÇÃO TÓPICA:

Fabricante :

Aché Laboratórios Farmacêuticos S.A.
Endereço: Rodovia Presidente Dutra, Km 222,2, s/n - Porto da Igreja, Guarulhos - SP, 07034-904
Telefone:(11) 2608-6000
CNPJ 60.659.463/0001-91
Indústria Brasileira
SAC: 0800 701 6900

MEDICAMENTOS COM O MESMO PRINCÍPIO ATIVO :


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.