Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Meclin - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Cloridrato de Meclizina.

Apresentação : Comprimidos de 25 mg. Caixas com 15 comprimidos

Indicação : MECLIN, cujo Princípio ativo é a meclizina, é indicado para: Profilaxia e Tratamento de Cinesia. A meclizina é indicada para a profilaxia e tratamento de náusea, vômito, e tontura associados doença do movimento ou radioterapia. Profilaxia e Tratamento da Vertigem - A meclizina pode ser efetiva no tratamento da vertigem associada a doenças que afetam o sistema vestibular, como as labirintites e Doença de Menire. Tratamento e Profilaxia de Nuseas e vômitos Induzidos pela Radioterapia: Meclizina é indicada para a profilaxia e tratamento de náuseas, vômitos e tontura associada a radioterapia.

Contra indicação :

Nos casos de hipersensibilidade ao cloridrato de meclizina ou aos constituintes da formulação do produto.


Interação Medicamentosa :

álcool e medicamentos depressores do sistema nervoso central: o uso concomitante com a meclizina pode potencializar os efeitos de depressão do sistema nervoso central destes medicamentos ou da meclizina. Anticolinrgicos e medicamentos com atividade anticolinrgica: o uso concomitante com a meclizina pode potencializar os efeitos anticolinrgicos. Apomorfina: a administração prvia de meclizina pode diminuir a resposta emática da apomorfina.
reações Adversas e Alterações de Exames Laboratoriais
A reação adversa de Incidência mais frequente é a sonolência. As reações adversas de Incidência menos frequente ou rara são visão borrosa, secura de boca, de nariz e de garganta.

Posologia e Modo de Usar

Dose usual em adultos e adolescentes: Profilaxia e tratamento em cinesias: 25 a 50 mg, uma hora antes de viajar. A dose pode ser repetida a cada 24 horas, se necessário. Profilaxia e tratamento em vertigem: 25 a 100 mg por dia, como necessário, em doses divididas. Profilaxia e tratamento em náusea e vômito induzidos por radioterapia: 50 mg, 2 a 12 horas antes da radioterapia.

Precauções e Advertências

O risco-benefício deve ser considerado nos seguintes casos: Obstrução do colo da bexiga ou hiperplasia prostática sintomática: os efeitos anticolinrgicos da meclizina podem precipitar a retenção urinária. Obstrução gastroduodenal: pode ocorrer diminuição da motilidade e do tnus, agravando a retenção gástrica e a obstrução. Predisposição a glaucoma de ângulo fechado: o aumento da pressão intraocular pode precipitar um ataque agudo de glaucoma de ângulo fechado. Doença pulmonar crônica obstrutiva: a redução na secreção brônquica pode causar inspissação e formação de tamPóo bronquial. Gravidez Estudos epidemiológicos em mulheres grávidas não mostraram que a meclizina causa aumento no risco de anormalidades fetais. Estudos em ratos mostraram que a meclizina causa fenda palatina quando administrada na dose correspondente a 25 a 50 vezes a dose recomendada em humanos. Amamentação A meclizina pode ser distribuda no leite materno. Entretanto, problemas em humanos não foram documentados. Devido a sua ação anticolinrgica, a meclizina pode inibir a lactação. Pediatria Não há informação disponível entre a relação da idade e os efeitos da meclizina em pacientes pediátricos. Entretanto, de conhecimento que pacientes pediátricos exibem aumento da sensibilidade aos anticolinrgicos, que são farmacologicamente relacionados meclizina. Geriatria Não há informação disponível entre a relação da idade e os efeitos da meclizina nos pacientes geritricos. Entretanto, de conhecimento que pacientes geritricos exibem aumento da sensibilidade aos anticolinrgicos, que são farmacologicamente relacionados meclizina. Entretanto, constipação, secura de boca, e retenção urinária (especialmente em homens) são mais prováveis de ocorrer em pacientes idosos. MECLIN pode causar sonolência: desta forma, os pacientes em tratamento devem ter cuidado ao dirigir, operar máquinas, ou participar de qualquer outra atividade perigosa, até que estejam certos de que MECLIN não afeta seu desempenho.

Fabricante :

Apsen Brasil Indústria Química Farmacêutica

Endereço: Rua la Paz, 39, São Paulo - SP, 04755-020
Fone: 0800-165678
FAX: 11 5644-8226
E-mail: infomed@apsen.com.br

Medicamentos do mesmo fabricante :

Analgina, Arpadol, Azulfin, Colchis 1 mg, Colchis 05 mg, Delgar, Destilbenol, Diserim, Donaren, Enteronorm, Etoxin, Finigas, Fitoscar, Gastrodine, Hantina, Inibina, Labirin, Liberan, Lidospray, Litocit, Meclin, Miodrina, Noodipina, Plamin, Postec, Primidona, Rectocetil, Retemic, Reuquinol, Reutrexato, Suspirin, Unoprost, Xilodase, Yomax


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Curso Master O Cara da Foto