Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Loremix - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Loratadina

Classe terapêutica : Antihistaminicos.

Apresentação :

Comprimidos - caixas com 12 comprimidos.
Xarope - frasco com 100 ml.

Indicação : LOREMIX (Loratadina) é indicado no alívio dos sinais e sintomas associados com a rinite alérgica e também para o alívio dos sinais e sintomas nos quadros urticrios crônicos e outras afecções dermatológicas. Nos quadros de rinites não alérgicas e processos das vias aéreas baixas, como a asma brônquica, o uso da Loratadina não é indicado.

Efeito Colateral :

A Loratadina é bem tolerada pelo organismo. Em
estudos clínicos controlados, a Loratadina demosntrou ausência de efeitos sedativos ou anticolinrgicos porêm, alguns efeitos colaterais poderão ser relatados, tais como: PELE = dermatites, cabelo e pele seca, urticária, fotossensibilidade. PSIQUITRICOS = depressão, agitação, insônia, amnsia, confusão, aumento do libido. SISTEMA NERVOSO AUTNOMO = salivação e lacrimejamento alterados, transpiração aumentada e impotncia.
CARDIOVASCULAR = hipotensão, palpitação, sncope, taquicardia.
GASTROINTESTINAL = náuseas, vômitos, flatulência, gastrite, constipação, anorexia. mêsCULO-ESQUELTICO = artralgia, mialgia. RESPIRatéRIO = secura nasal, faringite, dispnéia, congestáo nasal, bronco-espasmo. URináriO = descoloração da urina e alteração da micção. REPRODUTIVO = dismenorria, vaginite.
Interações aos testes laboratoriais: Deve-se suspender por um perãodo de 2 a 4 dias o uso da Loratadina antes de se executar qualquer teste alérgico como provas cutâneas, pois, a resposta das mesmas podem estar diminuídas ou até mesmo abolidas.

Modo de Usar :

ADULTOS E crianças ACIMA DE 12 ANOS
Comprimidos 1 Comp. 1x ao dia
Xarope10 ml 1x ao dia
crianças ACIMA DE 2 ANOS
(PESO MAIOR DE 30 KG)
Comprimidos 1 Comp. 1x ao dia
Xarope 10 ml 1x ao dia
crianças ACIMA DE 2 ANOS
(PESO MENOR QUE 30 KG)
Xarope5 ml 1x ao dia

Contra-indicaçao ;

LOREMIX (Loratadina) está contra indicado em pacientes que apresentem história de hipersensibilidade a qualquer componente de sua formulação.

Precauções :

Apesar de sua especificidade aos receptores H1 perifricos,
geralmente não há sonolência no uso de Loratadina, porêm, deve-se ter cautela ao medicar pacientes que exeram atividades que exijam atenção.
Gravidez e lactação: Sabe-se que a Loratadina atravessa a barreira placentária de ratos e que alcança concentrações no leite iguais as do plasma, em 48 horas, apenas 0,0029% da dose ingerida por via oral eliminada no leite como droga ativa. Por se tratar de um novo medicamento ainda não está estabelecido o risco que a Loratadina pode gerar ao feto, logo, o seu uso na gravidez e lactação deve ser criteriosamente avaliado pelo médico.
infância: Ainda não está estabelecida a segurança e a eficácia da Loratadina em crianças abaixo de 2 anos desta forma o seu uso nesta faixa etária deve ser criteriosamente avaliada pelo médico.
Hepatopatas e Nefropatas: A dose de Loremix deve ser reduzida 5 mg ao dia ou 10 mg em dias alternados em pacientes que possuam insuficiência renal (depuração de creatinina plasmática < 30 ml/min) e/ou insuficiência hepática grave devido a alteração de sua metabolização.

Modo de usar :

ADULTOS E crianças ACIMA DE 12 ANOS
Comprimidos 1 Comp. 1x ao dia
Xarope10 ml 1x ao dia
crianças ACIMA DE 2 ANOS
(PESO MAIOR DE 30 KG)
Comprimidos 1 Comp. 1x ao dia
Xarope 10 ml 1x ao dia
crianças ACIMA DE 2 ANOS
(PESO MENOR QUE 30 KG)
Xarope5 ml 1x ao dia

Fórmula :

Comprimido - Cada comprimido comtém:
Loratadina: 10 mg
Excipiente: Celulose, Estearato de magnésio, Gluconato Amido sódio,
Copolómero ácido Metacrílico, Acetona, álcool, Talco
Xarope - Cada 5 ml contém:
Loratadina: 5 mg
Excipiente: ácido cítrico, Sacarose, álcool, Glicerina, Metilparabeno,
Propilparabeno.

Conduta Na Superdosagem

Não foram observadas sintomatologias relevantes em pacientes que ingeriram até 160 mg de loratadina, mas sintomas como sonolência, sedação, insônia, apnia, taquicardia e mesmo convulsão podem ocorrer. como ainda não está estabelecido o risco nem a dose na superdosagem, aconselha-se o encaminhamento a centros de controle de intoxicações onde deve-se proceder com o esvaziamento gástrico, por lavagem ou provocando o vômito, quando o paciente estiver consciente. deve-se preservar os parâmetros cardio-respiratérios com uso de drogas vasoativas e em caso de convulsões é indicado o uso de benzodiazepúnico. a depuração da loratadina por métodos de dilise não significativa.
Pacientes acima de 65 anos: não há Contra indicação ao uso da loratadina em pacientes idosos desde que sua função hepato-renal esteja preservada.
Atenção: este produto é um novo medicamento e, embora as pesquisas realizadas tenham indicado eficácia e segurança quando corretamente indicado, podem ocorrer reações adversas imprevisíveis ainda não descritas ou conhecidas. em caso de suspeita de reações adversas o médico responsável deve ser notificado.

Farmacocinética :

A Loratadina rapidamente absorvida no trato gastrointestinal atingindo níveis plasmáticos máximos em 1 hora. Sua metabolização hepática, onde transformada em descarboetoxiloratadina, seu
principal metabólito ativo cujo pico plasmático máximo está em torno de 2,9 horas. O tempo de meia-vida plasmática da Loratadina e da
descarboetoxiloratadina de 3,8 e de 18,7 horas, respectivamente. Sua ligação com as proteínas plasmáticas é alta, sendo que a Loratadina se encontra entre 97 e 99% ligada as mesmas enquanto a descarboetoxiloratadina se encontra entre 73 a 76%.

Informaçães Técnicas

A Loratadina é um potente Anti-histamínico tricclico com ação prolongada e seletiva para receptores H1 perifricos, porêm ao contrrio da maioria dos Anti-histamínicos não apresenta significantes efeitos do tipo anticolinrgicos e serotúnicos.
Mecanismo de ação: LOREMIX (Loratadina) age antagonizando a ação da histamina nos receptores H1 com grande seletividade para os perifricos, fazendo com que os efeitos da histamina, nos processos alérgicos como a vasodilatação e o aumento de secreções sejam minimizados.

Informações ao paciênte

A Loratadina inibe a Histamina, um dos principais agentes responsveis pela secreção nasal e coceira dos quadros alérgicos.
CUIDADOS NA CONSERVAção:
Todo medicamento deve ser conservado ao abrigo da luz e umidade entre 15 e 30ºC.
Prazo de validade: 24 meses após a data de fabricação .
Verifique a data de fabricação no cartucho.
Não use medicamentos com o prazo de validade vencido.
A Loratadina é um novo medicamento, seu uso em mulheres grávidas e amamentando está contra indicado, pois observa-se concentrações do fármaco no leite materno. Em crianças abaixo de 2 anos sua eficiência ainda não está estabelecida, portanto, seu uso deve ser exclusivamente a critério médico.
Na suspeita de gravidez informe ao seu médico.
Não interromper o tratamento sem conhecimento do seu médico.
Loremix (Loratadina) é bem tolerado, porêm, podem ocorrer casos de: vômitos, náuseas, agitação psicomotora e quadros urticariformes.
Apesar de sua seletividade perifrica, a Ocorrência de sonolência rara, entretanto deve-se ter cautela ao executar atividades perigosas que exijam atenção, este efeito se intensifica com o uso concomitante de: álcool, barbitúricos, Analgésicos opiceos, e neurolpticos.
Pacientes com problemas de fgado devem comunicar seu médico, pois, LOREMIX (Loratadina) está contra indicado em hepatopatas graves.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. NO TOME RemédioS SEM O CONHECIMENTO DE SEU médico, PODE SER PERIGOSO PARA SUA Saúde.

Interação Medicamentosa :

Observa-se um aumento dos níveis plasmáticos de Loratadina em uso concomitante de Eritromicina, Cetoconazol e Cimetidina, entretanto, sem clínica presente. O uso de álcool concomitante com
a Loratadina pode intensificar um efeito sedativo.
Inibidores da MAO prolongam e intensificam os efeitos dos Anti-histamínicos, podendo ocorrer elevação da pressão arterial, inclusive crises hipertensivas.

Fabricante :

Ativus farmacêutica Ltda.

Rua Fonte Mécia, 2050
Cep 13270-000 - CX Postal 489
Bairro São Pedro - Valinhos /SP
E-mail: ativus@ativus.com.br

Medicamentos do mesmo fabricante :

Antagon, Asmax, Azimix, Calcichell, Calman, Cinoflax, Colpist mt, Cortax, Dexador, Ferrin, Fluidin, Folifer, Ginotrax, Gynax n, Inflax, Klispel, Licovit, Livten 500 mg, Loratadina, Loremix d, Loremix, Meloxil, Miconan, Mivalen, Nasterid a, Nasterid, Nortec, Novativ, Xelix, Xirvit


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.