Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Loncord - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : nifedipina

Apresentação : Loncord formulado em cápsulas com 20mg e 40mg de nifedipina na forma de microgrnulos de ação prolongada, apresentadas em caixas com 20 cápsulas emblisteradas. Somente deve ser administrado é adultos.

Indicação : hipertensão arterial essencial, estágios 1 4 do J.N.C.V. (leve, moderado e grave). hipertensão arterial secundária, como coadjuvante do tratamento etiológico (feocromocitoma, aldosteronismo primário e estenose da artria renal). Doença arterial coronária. Angina do peito crônica estável (angina de esforo).

Efeito Colateral :

reações adversas ocorrem predominantemente no incio do tratamento e em geral são leves e transitérias.
cefaleia, rubor facial e sensação de calor, podem ocorrer ocasionalmente.
Em casos isolados: náusea e diarreia; tontura; cansaço; reações drmicas (prurido, urticária, rash cutâneo e mais raramente, dermatite esfoliativa); parestesia, hipotensão grave, taquicardia e palpitações tém sido observadas, principalmente depois de altas doses. Edema de membros inferiores desenvolve-se ocasionalmente como resultado da dilatação seletiva dos vasos arteriais. Hiperplasia gengival e ginecomastia, principalmente em idosos, podem ocorrer em casos extremamente raros durante terapêutica prolongada, porêm regridem completamente após interrupção do tratamento. Dores torácicas, por vezes do tipo anginoso, podem desenvolver-se em casos extremamente raros, após Administração de Loncord. Nestes casos, o médico deve ser consultado. também raro observar-se alterações da função hepática (colestase intrahepática e aumento das transaminases), que regridem com interrupção do tratamento. Em casos isolados, tem-se observado hiperglicemia inicial. Nos pacientes em dilise, com hipertensão maligna e hipovolemia, pode ocorrer queda significativa de pressão arterial, como resultado da vasodilatação. Mialgia, tremor das extremidades, alteração da percepção visual (ligeira e transitéria) podem ocorrer em casos isolados, particularmente após altas doses. Pacientes sob terapia com esta droga devem submeter-se a avaliações médicas regulares. reações droga que variam em intensidade de indivíduo para indivíduo, podem reduzir a capacidade de dirigir ou de controlar máquinas. Isto pode ocorrer sobretudo no incio do tratamento, na mudança de medicação ou sob ingestão alcolica simultânea.

Modo de Usar :

1 a 2 cápsulas ao dia, segundo critério médico.

Contra indicação :

Infarto agudo do miocárdio, insuficiência cardíaca, angina instvel, angina Pós - infarto, hipersensibilidade nifedipina, gravidez, lactação e hipotensão.

Modo de usar :

1 a 2 cápsulas ao dia, segundo critério médico.

Administração

A cápsula deve ser deglutida inteira, com um pouco de líquido, independente das refeições. O intervalo recomendado entre doses individuais é de 12hs e não deve ser menor do que 4 horas.

Fórmula :

Loncord 20mg 1 cápsula contém 20 mg de nifedipina.
Loncord 40mg 1 cápsula contém 40mg de nifedipina.

Informaçães Técnicas

A nifedipina, substância ativa de Loncord, derivado diidropiridúnico, potente inibidor da entrada patológica de cálcio nas células da musculatura cardíaca e lisa, e da musculatura vascular perifrica. A liberação prolongada da substância ativa no organismo permite a manutenção de um nível constante de atividade com administrações a intervalos de até 12 horas. Em virtude da redução da resistância vascular perifrica pela ação vasodilatadora da nifedipina, observam-se efeito anti-hipertensivo e eficácia antianginosa, associada a boa tolerabilidade. O efeito coronariodilatador da nifedipina provoca melhora do suprimento de oxignio ao miocárdio. A nifedipina rápida e quase completamente absorvida. A concentração plasmática máxima é alcançada após 1,5 a 4,2h da administração de Loncord retard. A ingestão simultânea de alimento retarda, mas não reduz a absorção. A nifedipina excretada na forma de seus metabólitos predominantemente por via renal, e cerca de 5-15% por via biliar nas fezes.

Informações ao paciênte

Loncord 20mg e 40mg diminui a pressão arterial anormalmente elevada. Este efeito se estabelece gradativamente ao longo das primeiras semanas de tratamento.
Loncord 20mg e 40mg deve ser conservado em lugar fresco e ao abrigo da luz, dentro de sua embalagem, evitando-se exposição direta luz do sol. O prazo de validade impresso na embalagem externa. Quando administrado após o trmino do seu prazo de validade, não ser mais eficaz no tratamento da pressão alta. Este deve ser interrompido se ocorrer gravidez em sua vigncia e somente restabelecido, se indicado, após o trmino da amamentação. A cápsula deve ser tomada com um pouco de líquido, independentemente das refeições. A interrupção do tratamento leva ao aumento da pressão arterial até seus níveis anormalmente elevados. Efeitos colaterais ocorrem predominantemente no incio do tratamento e são, em geral, leves e transitórios. Dor de cabeça, rubor no rosto e sensação de calor podem ocorrer ocasionalmente. Em casos isolados: nsia de vômito, tontura, reações de pele, distúrbios da sensibilidade, redução da pressão arterial abaixo do normal e palpitações tem sido observados, especialmente após altas doses. Inchao das pernas pode aparecer ocasionalmente. Crescimento gengival pode ocorrer em casos extremamente raros durante o tratamento prolongado, porêm regride completamente com a interrupção da terapêutica. Dores torácicas (sob certas circunstâncias, sintomas de tipo anginoso) podem surgir muito raramente.
Nessa eventualidade, procure seu médico. O tratamento da pressão alta com Loncord 20mg ou 40mg exige avaliações médicas regulares.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. O efeito anti-hipertensivo de Loncord 20mg e 40mg pode ser potencializado com a administração simultânea de outros agentes anti-hipertensivos. A ingestão de álcool durante o tratamento pode prejudicar a capacidade de reação: cuidado ao dirigir ou trabalhar com máquinas.
NO TOME Remédio SEM O CONHECIMENTO DE SEU médico, PODE SER PERIGOSO PARA A Saúde.

Interação Medicamentosa :

O efeito anti-hipertensivo de Loncord 20mg e 40mg pode ser potencializado por outras drogas anti-hipertensivas. Monitorização cuidadosa do paciente está indicada quando da administração simultânea de nifedipina e betabloqueadores, pois pode ocorrer hipotensão significativa; também É conhecido o fato de que pode se desenvolver insuficiência cardíaca, em casos isolados. O uso associado de nifedipina e digoxina pode levar ao aumento do nível plasmático da digoxina. Se necessário, a dose de glicosdeo deve ser reduzida. Observou-se no uso concomitante de nifedipina e quinidina uma queda do nível de quinidina, assim como após a interrupção da nifedipina, um aumento do nível plasmático de quinidina. Portanto, no caso de adição ou interrupção da nifedipina no tratamento com quinidina, a concentração desta deve ser monitorizada, e o ajuste da dose pode ser necessário. A cimetidina e, em menor extensão, a ranitidina aumentam o nível plasmático da nifedipina, o que potencializa o seu efeito anti-hipertensivo. A ingestão concomitante de suco de laranja inibe o metabolismo oxidativo da nifedipina, aumentando as concentrações plasmáticas, que podem causar maior efeito hipotensor.

Precaução

Pacientes com nível de pressão arterial muito baixo (pressão sistlica inferior a 90 mmHg) ou com estenose artica grave necessitam de cuidados adicionais. Como com outras substâncias vasoativas, podem ocorrer muito raramente ataques anginosos no incio do tratamento com nifedipina.têm-se documentado casos isolados de infarto do miocárdio, ainda que não seja possível diferenci-lo da história natural da doença aterosclertica coronariana.

Superdosagem :

Os seguintes sintomas são observados nos casos de intoxicação grave por nifedipina: alterações da consciência até coma, hipotensão, taquicardia, bradicardia ou arritmias, hiperglicemia, acidose metabólica, hipoxia e choque cardiogúnico com edema pulmonar. No tratamento, a eliminação da droga e o restabelecimento das condições cardiovasculares são prioritérios. No caso de ingestão oral, a lavagem gástrica está indicada com ou sem irrigação do intestino delgado. Este procedimento particularmente importante por ser uma formulação de liberação lenta. A hipotensão resultante do choque cardiogúnico e da vasodilatação arterial pode ser tratada com cálcio, 10 a 20 ml de solução de gluconato de cálcio a 10%, E.V., administrados lentamente e repetidos, se preciso. Drogas como isoprenalina, dopamina ou noradrenalina podem ser administradas, quando necessário.

Fabricante :

Fabricado por: GlaxoSmithKline Brasil Ltda.Estrada dos Bandeirantes, 8.464
Rio de Janeiro - RJ
CNPJ: 33.247.743/0001-10
SAC: 0800 701 2233
Indústria Brasileira

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

Medicamentos do mesmo fabricante :

Aas 150, Aeroflux, Aerolin Comprimido, Aerolin Spray, Aerolin Xarope, Aerolin, Aerotide, Agenerase, Alkeran, Altargo, Amoxil 500 mg, Amoxil 500 mg, Amoxil BD, Amoxil, Antak 300 mg, Antak 150 mg, Antak, Atenol, Atinac, Aturgyl, Augmentin Duo Comprimidos, Augmentin Duo, Augmentin ES, Augmentin SR, Augmentin, Biovir, Calpol, clavulin BD, clavulin, clotan, Dequadin, Fisohex_ii, Flixonase, Fluarix, Flutivate, Fortaz, Fraxodi, Havrix, Hiberix, Imigran solução, Imigran, Imigranradis, Imuran, Infanrix, Lacipil, Lamictal, Lanoxin, Lanvis, Leite Magnésia, Lidosporin, Loncord, Marevan, Mebenix, Naramig, Nimbium, Nimovas, Niquitin CQ 2, Niquitin, Otosporin, Panadol Extra, Panadol, Pronazol, Pylorid, Relifex 500 mg, Relifex, Ridaura, Seretide, Seroxat 20, Seroxat, Valtrex, Varilrix, Wellbutrin SR 150 mg, Wellbutrin SR, Wellbutrin XL 150 mg, Wellbutrin XL 300 mg, Wellbutrin XL, Wellbutrin xr, Welleferon, Zantac, Zeffix, Zentel, Ziagenavir, Zinacef-750-mg, Zinacef, Zinnat 125 mg, Zinnat Suspensão, Zinnat, Zofran, Zovirax 200 mg, Zovirax 250 mg, Zovirax 400 mg, Zovirax, zyban, Zyloric, zyrtec


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.