Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Livolon - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Tibolona.

Apresentação :

Cada comprimido contém: Tibolona 2,5 mg.
Caixa com 30 comprimidos.

Indicação : Livolon é utilizado no tratamento dos distúrbios resultantes da menopausa natural ou cirúrgica decorrentes da deficiência estrogênica, tais como: sudorese excessiva, ondas de calor, atrofia e secura vaginal, distúrbios da libido e do humor e queixas ósseas (prevenção da osteoporose).

Efeito Colateral :

A Incidência de reações adversas com o uso da tibolona muito baixa. Ocasionalmente poderão ser observadas as seguintes reações: alteração no peso corPóreo, vertigem, dermatose seborrica, sangramento vaginal, cefaleia, aumento dos Pólos faciais, náusea, vômito, edema pré-tibial, nervosismo, depressão, erupção cutânea.

Modo de Usar :

Para se alcançar os máximos efeitos teraPóuticos, livolon deve ser utilizado exatamente como está recomendado, ou seja, 1 comprimido ao dia, em intervalos que não excedam 24 horas. recomenda-se que livolon seja tomado sempre mesma hora, todos os dias, preferencialmente após o jantar ou antes de dormir. terminado um blister, deve-se iniciar, imediatamente, outro blister, sem qualquer intervalo de tempo. ingerir o comprimido de livolonÉ com a ajuda de algum líquido, sem mastigar e preferencialmente durante ou logo após uma das refeições do dia.
Nesta posologia, o livolon poderá ser administrado por perãodos prolongados. a melhora dos sintomas geralmente ocorre dentro de poucas semanas, contudo, resultados mais favorveis são obtidos quando o tratamento tem duração de pelo menos 3 meses.
Primeira vez: em mulheres que estáo procedendo terapia de reposição hormonal pela primeira vez, o tratamento com livolon pode ser iniciado em qualquer dia.
mudança de outro repositor hormonal para livolon: para mulheres que utilizaram previamente outra terapia de reposição hormonal combinada seqencial, recomenda-se iniciar o tratamento com livoloné ao final do sangramento programado.
O tratamento com livolon destina-se terapia hormonal com indução de amenorria. as pacientes devem ser orientadas sobre a possibilidade de ocorrer sangramentos nos seis primeiros ciclos de uso, mas que não devem ser excessivos e tendem a diminuir e cessar após este perãodo. caso os sangramentos persistam, deve ser considerada a descontinuação ou mudança da terapia seqencial.

Contra indicação :

O produto não deve ser usado por pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula; gravidez suspeita ou confirmada; casos confirmados ou suspeito de tumores estrgeno-dependentes; distúrbios cardio ou cerebrovasculares como tromboflebites, processos tromboemblicos ou história pregressa dessas condições, distúrbios hepáticos severos e sangramento vaginal não diagnosticado.

Modo de usar :

Para se alcançar os máximos efeitos teraPóuticos, livolon deve ser utilizado exatamente como está recomendado, ou seja, 1 comprimido ao dia, em intervalos que não excedam 24 horas. recomenda-se que livolon seja tomado sempre mesma hora, todos os dias, preferencialmente após o jantar ou antes de dormir. terminado um blister, deve-se iniciar, imediatamente, outro blister, sem qualquer intervalo de tempo. ingerir o comprimido de livolonÉ com a ajuda de algum líquido, sem mastigar e preferencialmente durante ou logo após uma das refeições do dia.
Nesta posologia, o livolon poderá ser administrado por perãodos prolongados. a melhora dos sintomas geralmente ocorre dentro de poucas semanas, contudo, resultados mais favorveis são obtidos quando o tratamento tem duração de pelo menos 3 meses.
Primeira vez: em mulheres que estáo procedendo terapia de reposição hormonal pela primeira vez, o tratamento com livolon pode ser iniciado em qualquer dia.
mudança de outro repositor hormonal para livolon: para mulheres que utilizaram previamente outra terapia de reposição hormonal combinada seqencial, recomenda-se iniciar o tratamento com livoloné ao final do sangramento programado.
O tratamento com livolon destina-se terapia hormonal com indução de amenorria. as pacientes devem ser orientadas sobre a possibilidade de ocorrer sangramentos nos seis primeiros ciclos de uso, mas que não devem ser excessivos e tendem a diminuir e cessar após este perãodo. caso os sangramentos persistam, deve ser considerada a descontinuação ou mudança da terapia seqencial.

Cuidados e Advertências

Deve-se realizar exame físico completo (pressão arterial, mamas, abdômen, rgos Pólvicos, citologia cervical e testes laboratoriais), Além de se verificar a história familiar, eliminando qualquer possibilidade de gravidez. Periodicamente (a cada 6 meses), a paciente deve submeter-se a exames de controle.
Deve-se estabelecer rigoroso acompanhamento caso a paciente, antes do incio do tratamento com Livolon, apresentar: diabetes, epilepsia, disfunção renal, enxaqueca, antecedentes de distúrbios cardio ou cerebrovasculares, depressão, hipercolesterolemia, pressão alta, distúrbios hepáticos e no metabolismo dos carboidratos (diminuição da tolerância glicose e aumento da necessidade de insulina ou outros medicamentos antidiabéticos).
Durante os primeiros meses de tratamento da mulher pré-menoPóusica pode ocorrer alteração da regularidade dos ciclos.
Dosagens maiores que as recomendadas poderão induzir a sangramentos vaginais. Assim, quando altas doses forem utilizadas, recomenda-se a administração conjunta de progestágenos a intervalos regulares (por exemplo, durante 10 dias, a cada 3 meses de tratamento com Livolon). Caso persistam os sangramentos, deve-se investigar as causas.
Os seguintes sintomas ou condições levam imediata interrupção do tratamento com Livolon e comunicação ao médico: gravidez; sinais precursores de tromboflebites ou tromboembolias (por exemplo, dor incomum nas pernas ou edemas não habituais nos braos e pernas, dores do tipo pontada ao respirar ou tosse sem motivo aparente); função hepática alterada ou icterícia colestática (amarelamento dapele e dos olhos acompanhado, frequentemente, por fadiga, perda de apetite, urina de cor escura ou fezes de cor clara); fortes mudanças no humor (possibilidade de grave depressão); aumento das crises epilpticas; prurido generalizado; acentuada elevação da pressão arterial; ndulo nos seios. Livolon não deve ser utilizado como contraceptivo oral.
Gravidez - A hiPótese de gravidez deve ser descartada antes da prescrição de Livolon, pois, neste caso, ele É contra indicado.
Lactação - Os esteroides são excretados no leite materno. mães que estáo amamentando não devem utilizar o Livolon.
Pediatria - Não é indicado seu uso em crianças.
Geriatria (idosos) - Não requer cuidados especiais para utilizar Livolon, Além daqueles citados no item Precauções.
Insuficiência renal/hepática - Estes quadros podem ser agravados com o uso de Livolon.


Interação Medicamentosa :

Os medicamentos indutores de enzimas hepáticas, como barbitúricos, fenitona, hidantona, fenilbutazona, rifampicina e carbamazepina, aumentam o metabolismo dos estrgenos promovendo a redução do efeito dos mesmos.
Como resultado da menor tolerância glicose, as doses de agentes antidiabéticos orais e insulina podem alterar-se.
A sensibilidade aos anticoagulantes pode ser aumentada quando administrados juntamente com Livolon.

Interferncia em Exames Laboratoriais

Podem ocorrer alterações nos parâmetros de função hepática.

Fabricante :

Biolab farmacêutica

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular