Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Liquemine - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Heparina

Classe terapêutica : Anticoagulantes.

Apresentação : Solução injetável: caixas com 5 frascos-ampolas de 5 ml (5000 UI por ml = 25.000 UI).

Indicação : Tratamento e profilaxia das afecções tromboemblicas de qualquer etiologia e localização, bem como após um tratamento tromboltico, com estreptoquinase, por exemplo, na coagulação intravascular disseminada, no infarto do miocárdio, na inibição da coagulação ao utilizar a circulação extracorPórea ou a hemodilise. Profilaxia e terapêutica das hiperlipidemias.

Efeito Colateral :

A tolerância geral e local ao Liquemine , em geral, boa. Ocasionalmente, podem ocorrer hemorragias durante o tratamento com heparina, por exemplo, hematéria, hematomas subcutâneos nos pontos de injeção. De acordo com a extensão, podem ocorrer, Às vezes, lesões. Por este motivo, antes de cada injeção de Liquemine preciso pesquisar cuidadosamente o eventual aparecimento de sangramentos na regio da cirurgia, ao nível das lojas renais e no local de aplicação , bem como a presença de hematomas nos pontos de pressão (nádegas, costas). Para evitar hemorragias, não convm administrar sempre que possível, injeções i.m. durante o tratamento anticoagulante. Em compensação não há objeções a outras medicações por injeção subcutânea e ainda menos por via intravenosa. Sangramentos insignificantes, em especial pequenos hematomas, não constituem motivo obrigatério de interrupção do tratamento pela heparina. Conforme o caso, pode-se admitir a redução da dose.

Diante de hemorragias de importncia média, recomenda-se cessar a administração da heparina e esperar que o efeito se esgote. Em casos excepcionais, suspende-se o tratamento e neutraliza-se o efeito da heparina ainda circulante pela administração do cloridrato de protamina (Protamina 1000 "Roche").

Em casos muito raros observaram-se reações de hipersensibilidade (eritema, asma brônquica, febre medicamentosa, colapso, espasmos vasculares) devidos provavelmente natureza macromolecular da heparina. Quando se suspeita de hipersensibilidade ao medicamento, pode-se administrar uma pequena quantidade antes de injetar a primeira dose.

A alopécia que pode surgir depois do tratamento pela heparina espontaneamente reversível.

Algumas vezes observou-se uma ligeira diminuição passageira do nmero de plaquetas, que carece de importncia para a hemostasia. Em raras ocasies produziu-se trombocitopenias importantes ao fim de uma a três semanas de tratamento com tendência paradoxa a tromboses arteriais. Neste caso, o tratamento com heparina deve ser imediatamente interrompido. Com a suspensão do tratamento o nmero de plaquetas retorna é normalidade. Em casos raros, trombocitopenia clinicamente significante associada com trombose (a chamada "síndrome do trombo branco"), com complicações tromboemblicas srias podem ocorrer 1-3 semanas após o incio do tratamento (Veja "Precauções"). Se eventualmente ocorrer tal complicação , a heparina Deverá ser interrompida imediatamente. A terapia tromboltica deve ser considerada.
após tratamento de Vários meses com heparina observaram-se casos isolados de osteoporose.

Modo de Usar :

A posologia de Liquemine deve sempre ser ajustada s circunstâncias especiais de cada caso
(tipo e evolução da patologia, peso corPóreo e idade do paciente, efeitos secundários, etc.). necessária atenção especial a dosagem, pois com uma posologia demasiadamente baixa o processo trombtico pode continuar a progredir com o risco de uma embolia mortal. A posologia deve ser estabelecida com base nos resultados das provas de coagulação (tempo de trombina, tempo parcial de tromboplastina, tempo parcial de tromboplastina ativada) que permitem também determinar a hora da próxima dose de heparina, quando esta for administrada por via intravenosa e de forma repetida, ou segundo um esquema posológico. A experiência clínica demonstrou que a posologia de heparina pode variar, segundo as indicações.

Em pacientes com insuficiência funcional renal, hepática ou da coagulação, o tratamento com Liquemine deve ser instituído levando-se em consideração as provas de coagulação. 1. Tratamento da trombose e embolia a) Na trombose venosa, na embolia pulmonar e no infarto do miocárdio as doses usuais variam de acordo com o tipo de Administração: Infusão (método de eleição): injeção de uma dose inicial de 5.000- 10.000 UI e, em seguida, infusão de 20.000 - 30.000 UI/dia. Injeções intravenosas repetidas: a dose diária habitual de 40.000 - 50.000 UI, divididas em quatro a seis injeções. Estas diretrizes posológicas tém somente caréter de orientação. Na embolia pulmonar, com choque simultâneo, deve-se aumentar a dose diária do primeiro dia de tratamento (por exemplo, infusão de 40.000 - 50.000 UI) em função dos resultados das provas laboratoriais. Controlando o tratamento (de quatro a seis horas após a injeção i.v.) mediante exames laboratoriais (tempo de trombina, tempo parcial de tromboplastina, tempo parcial de tromboplastina ativada) a posologia pode ser ajustada segundo as necessidades individuais. A duração do tratamento depende da resposta do paciente medicação . Geralmente, o tratamento com heparina É continuado até a estabilização ou a regressão do processo tromboemblico. A inibição posterior da coagulação com anticoagulantes orais (p.ex. femprocumona) pode ser continuada (os primeiros dias com heparina) durante vrias semanas ou meses. b) após uma tromblise, por exemplo, produzida pela estreptoquinase, o Liquemine deve ser administrado sob forma de infusão de 20.000 UI/dia. indispensvel que o tratamento deva ser
acompanhado através da realização de exames laboratoriais.

Profilaxia das enfermidades tromboemblicas

Profilaxia com doses convencionais: este procedimento é indicado em casos em que se suspeite ou haja um risco elevado de trombose ou embolia pulmonar, Devem ser empregadas as mesmas doses que as indicadas para o tratamento. Devido ao risco de hemorragias Pós-operatérias, o Liquemine somente deve ser administrado após dois ou quatro dias de uma intervenção cirúrgica.

Circulação extracorPórea

Heparinização do paciente com 150 - 300 UI de Liquemine por kg de peso corPóreo, em função de determinações exatas da coagulação e do sangue introduzido no coração - pulmo artificial a razo de 1.500 - 2.000 UI de Liquemine por 500 ml.

Rim artificial

A dose de Liquemine depende dos resultados dos testes de coagulação, que nestes pacientes podem estar alterados.

Hiperlipidemia

Injeção de 2.500 - 5.000 UI de Liquemine i.v. duas ou três vezes por semana, durante Vários meses. Este tratamento pode ser repetido, se necessário.

Contra indicação :

O Liquemine está contra indicado na diátese hemorrágica, nas hemorragias cerebrais, nas coagulopatias graves, na insuficiência hepática e renal grave, na hipertensão grave, em pacientes com úlceras, em presença de tumores malignos com permeabilidade capilar elevada do aparelho digestivo, na trombocitopenia, na endocardite bacteriana subaguda, a pacientes que sofreram intervenções cirúrgicas oculares, do crebro, ou da medula espinhal (alto risco de hemorragias tardias), aborto iminente e hipersensibilidade reconhecida heparina.

Precauções :

Especiais precauções devem ser tomadas quando da administração de Liquemine em mulheres grávidas que apresentem algum sinal ou queixa de hepatopatia (com hipersensibilidade heparina) ou após intervenções da próstata, fgado e vias biliares.

A menstruação normal não constitui Contra indicação .

Tem sido relatado que pacientes sob heparinização, podem desenvolver novas formações trombticas em associação com trombocitopenia, resultante de uma agregação plaquetária irreversível induzida pela heparina, a chamada "síndrome do trombo
branco". Este processo pode levar a complicações tromboemblicas severas. Desta forma, a administração de heparina Deverá ser imediatamente descontinuada se o paciente desenvolver novo quadro de trombose associada com trombocitopenia. Se a continuação da heparinoterapia for essencial, a administração de uma diferente fonte de heparina poderá ser iniciada após a comprovação da negatividade "in vitro" do teste de agregação plaquetária. A contagem plaquetária, entretanto, Deverá ser monitorada.

Modo de usar :

A posologia de Liquemine deve sempre ser ajustada s circunstâncias especiais de cada caso (tipo e evolução da patologia, peso corPóreo e idade do paciente, efeitos secundários, etc.). necessária atenção especial a dosagem, pois com uma posologia demasiadamente baixa o processo trombtico pode continuar a progredir com o risco de uma embolia mortal. A posologia deve ser estabelecida com base nos resultados das provas de coagulação (tempo de trombina, tempo parcial de tromboplastina, tempo parcial de tromboplastina ativada) que permitem também determinar a hora da próxima dose de heparina, quando esta for administrada por via intravenosa e de forma repetida, ou segundo um esquema posológico.

A experiência clínica demonstrou que a posologia de heparina pode variar, segundo as indicações.

Em pacientes com insuficiência funcional renal, hepática ou da coagulação, o tratamento com Liquemine deve ser instituído levando-se em consideração as provas de coagulação.

Tratamento da trombose e embolia

A) Na trombose venosa, na embolia pulmonar e no infarto do miocárdio as doses usuais variam de acordo com o tipo de Administração:
Infusão (método de eleição): injeção de uma dose inicial de 5.000- 10.000 UI e, em seguida, infusão de 20.000 - 30.000 UI/dia.
Injeções intravenosas repetidas: a dose diária habitual de 40.000 - 50.000 UI, divididas em quatro a seis injeções.

Estas diretrizes posológicas tém somente caréter de orientação. Na embolia pulmonar, com choque simultâneo, deve-se aumentar a dose diária do primeiro dia de tratamento (por exemplo, infusão de 40.000 - 50.000 UI) em função dos resultados das provas laboratoriais.

Controlando o tratamento (de quatro a seis horas após a injeção i.v.) mediante exames laboratoriais (tempo de trombina, tempo parcial de tromboplastina, tempo parcial de tromboplastina ativada) a posologia pode ser ajustada segundo as necessidades individuais. A duração do tratamento depende da resposta do paciente medicação . Geralmente, o tratamento com heparina É continuado até a estabilização ou a regressão do processo tromboemblico. A inibição posterior da coagulação com anticoagulantes orais (p.ex. femprocumona) pode ser continuada (os primeiros dias com heparina) durante vrias semanas ou meses.

b) após uma tromblise, por exemplo, produzida pela estreptoquinase, o Liquemine deve ser administrado sob forma de infusão de 20.000 UI/dia. indispensvel que o tratamento deva ser acompanhado através da realização de exames laboratoriais.

Profilaxia das enfermidades tromboemblicas

Profilaxia com doses convencionais: este procedimento é indicado em casos em que se suspeite ou haja um risco elevado de trombose ou embolia pulmonar, Devem ser empregadas as mesmas doses que as indicadas para o tratamento. Devido ao risco de hemorragias Pós-operatérias, o Liquemine somente deve ser administrado após dois ou quatro dias de uma intervenção cirúrgica.

Circulação extracorPórea

Heparinização do paciente com 150 - 300 UI de Liquemine por kg de peso corPóreo, em função de determinações exatas da coagulação e do sangue introduzido no coração - pulmo artificial a razo de 1.500 - 2.000 UI de Liquemine por 500 ml.

Rim artificial

A dose de Liquemine depende dos resultados dos testes de coagulação, que nestes pacientes podem estar alterados.

Hiperlipidemia

Injeção de 2.500 - 5.000 UI de Liquemine i.v. duas ou três vezes por semana, durante Vários meses. Este tratamento pode ser repetido, se necessário.

Fórmula :

Cada frasco-ampola de 5 ml de LiquemineÉ contém 25.000 UI de heparina sódica para administração i.v.

Farmacocinética :

Liquemine é absorvido após injeção intramuscular ou subcutânea, porêm não após Administração oral. A ligação s proteínas elevada. As proteínas muito bsicas (protaminas) neutralizam sua ação. A concentração eficaz se eleva a 0,6 0,3 UI/ml de plasma na terapêutica e a 0,05-0,2 UI/ml de plasma na profilaxia. Uma vez que a heparina atua no sangue, a distribuição nos tecidos praticamente destituída de importncia clínica.

O Liquemine não atravessa a barreira placentária nem passa para o leite materno. Por esta razo, É considerado o anticoagulante de eleição durante a gravidez e lactação. O endotlio vascular e o sistema reticuloendotelial captam e provavelmente promovem a degradação do Liquemine. Os metabólitos são inativos e eliminados por via renal. A meia-vida biológica depende da dose administrada e situa-se em uma hora com 100 UI/kg e 2,5 horas com 400 UI/kg.

Interações

As substâncias mais apropriadas para preparar uma solução de infusão são: glicose a 5% e a 10%, levulose a 10%, cloreto de sódio a 0,9%, cloreto de sódio a 0,9% + glicose a 2,5% e solução de Ringer. Se possível, não misturar LiquemineÉ com outras substâncias medicamentosas. Precaução especial deve ser tomada quando da administração concomitante com outros antiinflamatórios não esteroides ou medicamentos que atuem na coagulação e agregação plaquetária como por exemplo a Ticlopidina. Em tratamento prolongado evitar o uso com corticóides.

Propriedades e Efeitos

A heparina É constituída por uma mistura de steres polissulfúricos de um mucopolissacardeo.
Seu efeito anticoagulante exercido por intermdio da antitrombina III que, como co-fator, neutraliza Vários fatores ativados da coagulação (colicrena XIIa, XIa, IXa, Xa e trombina). A heparina promove o aumento, Além disso, da hidrlise dos triglicerdeos dos quilomcrons e das VLDL através da liberação e estabilização de lipases-lipoproticas presentes nos tecidos.

Superdosagem :

Superdosagem de liquemine pode provocar hemorragias. as medidas a serem Tomadas caso ocorra hemorragia consistem em: redução da dose, interrupção do Tratamento e, em casos graves, neutralização com protamina 1000 "roche".
Ação antagonista do cloridrato de protamina 1000 "roche" O cloridrato de protamina 1000 "roche" inativa rapidamente a heparina. 1 ml de Protamina "roche" inativa 1000 ui de liquemine. a quantidade necessária de Protamina "roche" depende da concentração de heparina circulante no sangue, ou seja, Da dose administrada e do tempo transcorrido após a administração da injeção.
Caso a concentração de heparina não seja conhecida, recomenda-se inicialmente não Administrar mais do que 1 ml de protamina 1000 "roche", injetando-se lentamente por Via intravenosa. a administração da protamina deve ser interrompida ao normalizar-se o Tempo de trombina, a fim de se evitar um excesso de protamina.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das Crianças.

Fabricante :

Roche Químicos Farmacêuticos S/A

Estrada dos Bandeirantes, 2020 – cep 22775-109
Rio de Janeiro – RJ - Brasil

Canal do Médico: 0800 77 20 292
Canal do Paciente: 0800 77 20 289

Ancotil, Bactrim, Cellcept, Coreg, Efurix, Fansidar, Fortovase, Globocef, Granulokine, Herceptin, Hivid, Lanexat, Lariamar, Limbitrol, Liquemine, Mabthera, Marcoumar, Pegasys, Posicor, Prolopa, Prostigmine, Protamina, Protovit, Pulmozyme, Rennie, Roacutan, Rocaltrol, Rocefin im, Rocefin iv, Rochagan, Roferon a, Uro bactrim, Verutex, Vesanoid


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.