Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial.Vários tipos de calculadoras médicasProcure o medicamento pelo princípio ativoProcure o medicamento pela classe terapêuticaMande-nos um e-mail

Lipless - Bula

Bula do fármaco da classe dos fibratos utilizado no tratamento de colesterol elevado, é um agente hipolipemiante, derivado fenoxi-isobutirato.

Princípio ativo : Ciprofibrato

Classe terapêutica : Hipolipemiante.

Indicação : LipLess é indicado para o tratamento da hiperlipidemia primária resistente a medidas dietéticas apropriadas, incluindo hipertrigliceridemia, hipercolesterolemia e hiperlipidemia combinada tipos IIa, IIb, III e IV da classificação de Frederickson.

Efeito Colateral :

Há relatos de Ocorrência ocasional de: cefaleia, vertigem, sintomas gastrointestinais (náuseas, vômito, dispepsia, dor no estômago, boca seca e diarreia). Tais sintomas foram usualmente leves ou moderados, ocorreram no início da terapia e tornaram-se menos frequentes com a continuação da terapêutica. Podem ocorrer também reações cutâneas, principalmente alérgicas, como: erupções, prurido e urticária.

Mialgia e miopatia, inclusive miosite e casos isolados de rabdomilise. Na maioria dos casos a toxicidade muscular reversível com a suspensão do tratamento, os pacientes devem ser instruídos a avisar prontamente o médico, os níveis séricos de creatinoquinase (CPK) devem ser imediatamente verificados e a suspensão do tratamento .

Deverá ser realizada caso esteja elevada a CPK com sintomas de mialgia. Foi relatada uma baixa ocorrência de impotência e perda de cabelo, para medicamentos da mesma classe, que regridem com a suspensão da droga.

Ocasionalmente foram relatados alterações dos testes de função hepática e raramente ocorreu tontura, sonolência e cansaço.
Houveram casos isolados de pneumonite ou fibrose pulmonar. Não existem dados disponíveis que permitam avaliar os efeitos colaterais associados ao uso prolongado do medicamento, mais especificamente quanto ao risco de litase biliar.
A hiperuricemia foi observada em pacientes com hiperlipidemia do tipo II ou IV porêm sua relação com o uso de ciprofibrato ainda não foi estabelecida.

Modo de Usar :

Adultos: a posologia recomendada é de um comprimido de LipLess (100 mg) por dia.
Crianças: o uso de ciprofibrato não é recomendado para crianças, pois ainda não estão estabelecidas a eficácia e segurança nesta faixa etária.
Idosos: a mesma posologia para adultos, porêm deve ser administrado com cautela.
Insuficiência renal: em pacientes com insuficiência renal moderada metade da dose poderá ser adequada. Sugere-se a administração de 1 comprimido (100 mg) em dias alternados. Os pacientes devem ser cuidadosamente monitorados. Não usar LipLess em casos de insuficiência renal grave.

Contra indicação :

LipLess é contra indicado em casos de insuficiência hepática ou renal graves, na gravidez e na lactação e em pacientes com hipersensibilidade ao ciprofibrato.
Gerais - os pacientes devem ser orientados a avisar prontamente o médico sobre a ocorrência de mialgia, sensibilidade palpitação ou fraqueza muscular. Nos pacientes que apresentarem estes sintomas, os níveis séricos de creatina fosfoquinase (CPK) devem ser imediatamente verificados, suspendendo-se o tratamento caso seja diagnosticada miopatia ou se os níveis de CPK estiverem muito altos.

Este acometimento parece estar relacionado dose e, portanto, a posologia recomendada de 100 mg diários não deve ser ultrapassada. Deve-se ter precaução na administração em pacientes com doença na vescula biliar ou célculo biliar
Pacientes com hipotireoidismo podem apresentar dislipidemia secundária e, portanto, este distúrbio deve ser corrigido antes de ser instituído o tratamento da hiperlipidemia.

O hipotireiodismo também pode representar um fator de risco quanto miopatia. A presença de hipoalbuminemia, por exemplo em caso de síndrome nefrítica, também pode aumentar o risco de miopatia.

Caso as concentrações séricas dos lipódeos não forem controladas após vários meses de tratamento, medidas terapêuticas adicionais ou alternativas deverão ser consideradas.

Gravidez - não há evidências de que o ciprofibrato seja teratogúnico, porêm sinais de toxicidade foram observados com doses altas em testes de teratogenicidade em animais. Considerando que não há relatos sobre a administração de LipLess em mulheres grávidas, o ciprofibrato está contra indicado durante a gravidez.
Lactação - o ciprofibrato excretado no leite de ratas que estão amamentando. Considerando que não existem dados sobre a utilização de LipLess em mulheres que estáo amamentando, o ciprofibrato está contra indicado durante a amamentação.
Pediatria - o ciprofibrato não é recomendado para crianças, pois ainda não foram estabelecidas a segurança e eficácia de LipLess nesta faixa etária.
Geriatria (idosos) - a administração de LipLess em pacientes idosos deve ser realizada com cautela, considerando que a função hepática e renal podem estar alteradas.
Insuficiência renal/hepática - deve ser usado com cautela em pacientes com alteração de função hepática devido ao risco de acumulação do ciprofibrato. Recomenda-se proceder regularmente testes de função hepática. No caso de alterações persistentes das enzimas hepáticas, o tratamento deverá ser interrompido.

Deve ser utilizado com cautela em pacientes com insuficiência renal leve e moderada. Está contra indicado em pacientes com insuficiência renal grave.

Modo de usar :

Adultos: a posologia recomendada é de um comprimido de LipLess (100 mg) por dia.
Crianças: o uso de ciprofibrato não é recomendado para crianças, pois ainda não estáo estabelecidas a eficácia e segurança nesta faixa etária.
Idosos: a mesma posologia para adultos, porêm deve ser administrado com cautela.
Insuficiência renal: em pacientes com insuficiência renal moderada metade da dose poderá ser adequada. Sugere-se a administração de 1 comprimido (100 mg) em dias alternados. Os pacientes devem ser cuidadosamente monitorados. Não usar LipLess em casos de insuficiência renal grave.

Caractersticas

O ciprofibrato É um agente hipolipemiante, derivado fenoxi-isobutirato. Assim como os demais fibratos o mecanismo de ação do ciprofibrato ainda não está amplamente esclarecido e ele multifatorial. É admitido como principais ações: promove menor fluxo de ácidos graxos livres para o fígado, menor síntese hepática de VLDL, estimula a atividade da lipase lipoprotica (LDL), aumenta a excreção biliar de colesterol hepático.

Portanto, é um complemento eficaz da dieta no controle de concentrações elevadas do colesterol LDL e VLDL e dos triglicerdeos, age reduzindo as lipoproteínas endógenas VLDL e LDL e mantendo elevado o HDL.

O ciprofibrato rapidamente absorvido pelo trato gastrointestinal. A concentração plasmática máxima ocorre em aproximadamente 1 hora em pacientes em jejum, ou com retardo de 2 a 3 horas na presença de alimento.

O ciprofibrato possui alta ligação protica. O volume de distribuição estimado na fase de equilíbrio de aproximadamente 11,7 mais ou menos 1,97 litros. A principal via de excreção do ciprofibrato é o rim.

A depuração plasmática está entre 1,35 e 1,55 ml/h/Kg. Excretado na urina inalterado ou como conjugado glucurúnico, entre 80,22 mais ou menos 2,9% da dose administrada por via oral recuperada na urina no perãodo de 10 dias. A meia-vida de eliminação de aproximadamente 80 horas. O ciprofibrato sofre metabolismo hepático. O tempo de meia-vida em pacientes com insuficiência hepática severa fica significativamente prolongado.

Identificação do Produto

Comprimido 100 mg. caixa com 30 comprimidos.

Interação Medicamentosa :

Devido é alta ligação s proteínas plasmáticas o ciprofibrato pode deslocar outras substâncias de suas ligações proticas. Pode ocorrer a potencialização do efeito da varfarina e, portanto, um eventual tratamento concomitante com anticoagulantes orais deve ser feito com posologia reduzida e com controle do tempo de protrombina.

Apesar de não existirem dados disponíveis sobre a ocorrência de problemas clínicos significativos existe um potencial de interação com hipoglicemiantes orais.

Quando administrado com inibidores da HMG CoA redutase ou com outros fibratos, o risco de rabdomilise, mioglobinária, miopatia podem estar aumentados. Os estrogênios podem provocar hiperlipidemia, sendo que tal fato sugere uma interação farmacodinâmica com o ciprofibrato, porêm ainda não há confirmação clínica.

Interferncia em Exames Laboratoriais

Da mesma forma que com outros fibratos, foram ocasionalmente observadas alterações nos testes de função hepática, foram relatados raríssimos casos de colestase ou citlise.

Superdosagem :

Sintomas: existem raros relatos de superdosagem com ciprofibrato, sem a ocorrência de reações adversas especficas decorrentes da superdosagem.

Tratamento: o ciprofibrato não possui antídoto específico. O tratamento para uma superdosagem deve ser sintomático. A lavagem gástrica e medidas gerais de suporte poderão ser instituídas. O ciprofibrato não dialisável.

Fabricante :

Biolab Sanus Farmacêutica

Endereço: Avenida Paulo Ayres, 280, Taboão da Serra - SP, 06767-220
Telefone: (11) 3573-6000

Medicamentos do mesmo fabricante :

Alergolon, Amiretic, Aradois h, Aradois, Benzitrat, Ciclovular, Coronar, Ecasil, Elamax, Eritos, Fastium, Gestrelan, Itrazol, Lipless, Lovelle, Nipride, Norestin, Novatropina, Pantogar, Plaket, Pressat, Quinoflox, Serenus, Suxar, Virustat, Wassertrat, Xefo.


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.


Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular