Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Lipidil - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : fenofibrato micronizado

Apresentação : Caixas contendo 30 cápsulas.

Indicação : Em adultos Lipidil é indicado na hipercolesterolemia tipo IIa e IIb e/ou hipertrigliceridemia endgena (tipo IV) ou associada (tipos IIb e III): quando a dieta, rigorosamente seguida demonstrou ser ineficaz, quando o colesterol sanguíneo, após a dieta, permanece alto e/ou há fatores de risco envolvidos. Durante o tratamento, a dieta prescrita pelo médico deve ser cuidadosamente observada. A eficácia do fenofibrato micronizado, na prevenção primria ou secundária de complicações decorrentes de aterosclerose, ainda não está completamente estabelecida.

Efeito Colateral :

Como ocorre com todos os medicamentos, o fenofibrato pode causar, em determinados pacientes, efeitos adversos de intensidade variada, com o aparecimento de sintomas de maior ou menor desconforto. Tais efeitos são raros e benignos: problemas gastrintestinais, como digestáo difcil, reações alérgicas cutâneas, elevação transitéria das transaminases, dores musculares.

Modo de Usar :

1 cápsula ao dia, durante o almoço ou jantar. Em qualquer caso, respeite a prescrição médica. Lipidil, associado a uma dieta apropriada, constitui um tratamento sintomático de longa duração, que deve ser regularmente monitorado. Superdosagem: o fenofibrato micronizado é uma substância de baixa toxicidade. Em caso de ingestão acidental excessiva, provocar o vômito e procurar assistência médica para adoção das medidas de suporte (por exemplo, lavagem gástrica) e tratamento sintomático adequado.

Contra indicação :

Nunca deve ser usado em: insuficiência hepática e renal graves; crianças; associação com inibidores da HMG Co-redutase ou outros fibratos, a não ser quando sob prescrição médica.

Precauções :

Gravidez: os estudos pré-clínicos demonstraram a ausência de teratogenicidade da droga bem como nenhuma malformação ou sinal de toxicidade fetal foi detectada. Entretanto, os dados relativos é Administração do produto durante a gravidez são insuficientes e não podem excluir totalmente os riscos para o feto. Sendo assim, os fibratos não estáo indicados para mulheres grávidas, a não ser nos casos de hipertrigliceridemia severa (> 10 g/l), não corrigida pela dieta, sob risco de provocar pancreatite aguda. - Lactação: como não há informaçães disponíveis a respeito da transferncia da droga através do leite materno, recomenda-se s mulheres que realmente necessitem receber o medicamento após o parto, que não amamentem. Precauções especiais: se após um perãodo de 3-6 meses de tratamento, não se evidenciar uma queda satisfatéria nos níveis sanguíneos de liPódeos, deve-se avaliar a convenincia de uma terapia suplementar ou substitutiva.têm sido relatados aumentos transitórios nas transaminases de alguns pacientes. é aconselhável: controlar trimestralmente as transaminases séricas durante o primeiro ano de tratamento e avaliar a convenincia de suspender o mesmo, quando a atividade da TGP superar a taxa de 100 mU; interromper o tratamento nos casos em que o aumento nos níveis de aspartato-aminotransferase (AST) e de alanino-aminotransferase (ALT) supere em 3 vezes o limite máximo de variação normal. Informar imediatamente o médico no caso de dores musculares. Se o paciente também estiver recebendo anticoagulantes orais, os níveis de protrombina devem ser acompanhados cuidadosamente. Caso o produto seja considerado absolutamente necessário, a critério médico e para crianças acima de 10 anos de idade, não Deverá ser ultrapassada a dose de 5 mg/kg/dia. Advertências: foram relatados distúrbios musculares, inclusive casos raros de rabdomilise, cuja Incidência aumenta nos casos de hipoalbuminemia. Os distúrbios musculares devem ser esperados em pacientes apresentando mialgia difusa, sensibilidade muscular dolorosa e/ou aumentos marcantes na CPK de origem muscular (níveis ultrapassando em 5 vezes os valores normais). Em tais casos, comunicar o médico e suspender imediatamente a medicação . O risco de distúrbio muscular pode ser ainda mais exacerbado se a droga estiver associada com outro fibrato ou com inibidor da HMG CoA-redutase. Estes efeitos são usualmente reversíveis quando o tratamento interrompido. - Interações Medicamentosas:: associações indesejáveis: outros fibratos e inibidores da HMG CoA-redutase por risco de exacerbação dos efeitos adversos sobre os mêsculos. Associações sujeitas s precauções de uso: o fenofibrato micronizado potencializa a ação dos anticoagulantes orais e aumenta o risco de hemorragias por ruptura da ligação dos mesmos s proteínas plasmáticas. Recomenda-se reduzir a dose do anticoagulante para 1/3 da usual e monitorar o nível de protrombina mais frequentemente, sob controle laboratorial adequado, durante o tratamento e até 8 dias após sua interrupção. Substâncias hepatotóxicas e inibidores da MAO, na presença de transaminases elevadas. O mesmo tipo de controle É essencial quando se muda o tratamento de um fibrato para outro, uma vez que a capacidade de potencialização do efeito sobre os anticoagulantes varivel.

Fórmula :

Cada cápsula contém: fenofibrato micronizado 200 mg. Excipientes q.s.p. 1 cápsula (laurilsulfato de sódio, lactose, amido de milho, crospovidona, estearato de magnésio).

Fabricante :

ALLERGAN PRODUTOS FARMACÊUTICOS LTDA.

Av. Dr. Cardoso De Melo, 1955, 13° andar
Edifício Brasílio Machado
04548-005
São Paulo-SP, Brasil

Medicamentos do mesmo fabricante :

Anestesico, Antomiopic, Argirol 10, Atropina 05 1, Biamotil-d, Blephagel, Cellufresh, Clarvisol, Clinensol, Clorfenil, Complete, Conjuntin, Corciclen, Cromolerg 2 e 4, Danilon, Danzen F, Dexafenicol, Dexaminor, Difen, Dinill, Doxium, Duracare, Epitezan, Fenidex, Fenilefrina 10, Filmcel 05, Flumex-n, Fluo-vaso, Gentacort, Gingilone, Hydrocare, Idu, Lacril, Lens plus, Lerin, Lipanon, Lipidil, Mirabel, Munolan, Naaxia, Ocufen, Oflox, Ofticor, Otigent, Oto biotil, Oto cer, Oxilin, Pilocarpina, Poli pred, Pred fort, Pred mild, Proctium, Propine, Remove, Rhinaaxia, Slow K, Still, Sulnil, Ulconar, Ultrazyme, Vastrictol, Venoruton 300, Visodin, Visonest


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular