Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Lamictal - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Lamictal

Classe terapêutica : anti-epilpticos. é utilizado no tratamento de duas condições epilepsia e doença bipolar.

Apresentação :

Lamictal 25 mg comprimidos

Lamictal 50 mg comprimidos

Lamictal 100 mg comprimidos

Lamictal 200 mg comprimidos

Lamictal 2 mg comprimidos dispersíveis ou para mastigar

Lamictal 5 mg comprimidos dispersíveis ou para mastigar

Lamictal 25 mg comprimidos dispersíveis ou para mastigar

Lamictal 50 mg comprimidos dispersíveis ou para mastigar

Lamictal 100 mg comprimidos dispersíveis ou para mastigar

Lamictal 200 mg comprimidos dispersíveis ou para mastigar

Indicação :

Lamictal trata a epilepsia bloqueando os sinais no crebro que despoletam as crises epilpticas (convulsões).

Em adultos e crianças com idade igual ou superior a 13 anos, Lamictal pode ser utilizado isolado ou com outros medicamentos para tratar a epilepsia. Lamictal pode também ser utilizado com outros medicamentos para tratar crises que ocorrem com uma condição denominada síndrome de Lennox-Gasteaux.

Em crianças com idade entre 2 e 12 anos, Lamictal pode ser utilizado com outros medicamentos para tratar essas condições. Pode ser utilizado isolado para tratar um tipo de epilepsia denominado crises de ausência tópicas.

Lamictal também trata a doença bipolar.

As pessoas com doença bipolar (por vezes denominada depressão manaca) tém alterações do humor extremas, com perãodos de mania (excitação ou euforia) alternando com perãodos de depressão (tristeza profunda ou desespero). Em adultos com 18 ou mais anos de idade, Lamictal pode ser utilizado isolado ou com outros medicamentos para prevenir os perãodos de depressão que ocorrem na doença bipolar. Ainda se desconhece como Lamictal Atua no crebro para ter este efeito.

ANTES DE TOMAR LAMICTAL

Não tome Lamictal:

  • Se tem alergia (hipersensibilidade) lamotrigina ou a qualquer outro componente de Lamictal.
  • Se isto se aplicar a si: Informe o seu médico e não tome Lamictal.

    Tome especial cuidado com Lamictal

    O seu médico precisa de saber antes de comear a tomar Lamictal:

  • Se tem problemas com os seus rins
  • Se alguma vez desenvolveu uma erupção cutânea quando tomou lamotrigina ou outros medicamentos para a epilepsia
  • Se já está a tomar uma medicamento que contém lamotrigina.
  • Se algum destes se aplicar a si: Informe o seu médico, que poderá decidir diminuir a sua dose ou que Lamictal não é apropriado para si.

    Esteja atento a sintomas importantes

    Se desenvolver qualquer um dos seguintes sintomas após iniciar o tratamento com Lamictal, procure assistência médica imediatamente:

  • reação cutânea pouco habitual, como vermelhidão ou erupção cutânea
  • Dor na boca ou nos olhos
  • Temperatura elevada (febre), sintomas gripais ou sonolência inchao na face ou glndulas inchadas no pescoo, axila ou virilha sangramento ou contuses inesperadas ou os seus dedos ficarem azuis dor de garganta ou mais infecções (como resfriados) que o habitual.
  • Estes sintomas são mais frequentes durante os primeiros meses de tratamento com Lamictal, especialmente se iniciar com uma dose demasiado elevada ou se a sua dose aumentar muito rapidamente, ou se estiver a tomar Lamictal com outro medicamento denominado valproato. As crianças tém maior probabilidade de serem afectadas do que os adultos.

    Se não forem tratados, os sintomas descritos acima poderão evoluir para problemas mais sários, como falência de rgos ou uma condição muito grave da pele. Se notar algum destes sintomas:

    Consulte o seu médico assim que possível. O seu médico poderá decidir efetuar testes ao seu fgado, rins ou sangue e poderá indicar que pare de tomar Lamictal.

    Os medicamentos antiepilpticos são utilizados para tratar vrias condições, incluindo epilepsia e doença bipolar. As pessoas com doença bipolar poderão, por vezes, ter pensamentos de auto-agressão ou cometer suicdio. Se tem doença bipolar, poderá ter estes pensamentos:

    Pensamentos de auto-agressão ou suicdio

    Quando inicia o tratamento se já teve anteriormente pensamentos de auto-agressão ou suicdio se tem menos de 25 anos. Se tem pensamentos ou experiências angustiantes ou se notar que se sente pior ou que desenvolve novos sintomas enquanto toma Lamictal: Consulte um médico assim que possível ou dirija-se ao hospital mais próximo.

    Um pequeno nmero de pessoas que iniciaram tratamento com antiepilpticos como o Lamictal também teve pensamentos de auto-agressão e suicdio. Se em qualquer momento tiver estes pensamentos, contacte imediatamente o seu médico.

    Se estiver a tomar Lamictal para a epilepsia

    As crises em alguns tipos de epilepsia poderão ocasionalmente agravar-se ou aparecerem mais frequentemente enquanto toma Lamictal. Alguns doentes poderão sentir crises graves, que poderão causar problemas de Saúde graves. Se as suas crises acontecerem mais frequentemente ou se tiver uma crise grave enquanto toma Lamictal: Consulte um médico assim que possível.

    Lamictal não Deverá ser administrado em pessoas com menos de 18 anos no tratamento da doença bipolar. Os medicamentos para tratar a depressão e outros problemas mentais aumentam o risco de pensamentos e comportamentos suicidas em crianças e adolescentes com menos de 18 anos.

    Ao tomar Lamictal com outros medicamentos

    Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, ou se estiver a iniciar o tratamento com novos medicamentos -incluindo medicamentos base de plantas ou outros medicamentos obtidos sem receita médica.

    Se estiver a tomar certos medicamentos, o seu médico poderá necessitar de verificar a dose de Lamictal. Estes incluem:

    oxcarbazepina, felbamato, gabapentina, levetiracetam, pregabalina, topiramato ou zonisamida, utilizados no tratamento da epilepsia lítio, utilizado no tratamento de problemas mentais bupropiom, utilizado no tratamento de problemas mentais ou para deixar de fumar.

    Informe o seu médico se estiver a tomar algum destes.

    Alguns medicamentos interagem com Lamictal ou fazem aumentar a probabilidade de Ocorrência de efeitos secundários. Estes incluem: valproato, utilizado no tratamento da epilepsia e problemas mentais carbamazepina, utilizada no tratamento da epilepsia e problemas mentais fenitona, primidona ou fenobarbital, utilizados no tratamento da epilepsia olanzapina, utilizado no tratamento de problemas mentais risperidona, utilizado no tratamento de problemas mentais rifampicina, que é um antibiótico associação de lopinavir e ritonavir, utilizada no tratamento da infecção pelo Vrus da Imunodeficiência Humana (VIH) contraceptivos hormonais, como a Pílula.

    Informe o seu médico se estiver a tomar, ou se iniciar ou parar de tomar algum destes.

    Os contraceptivos hormonais (Pílula) poderão afectar a forma como Lamictal funciona O seu médico poderá recomendar que utilize um certo tipo de contraceptivos hormonais, ou outro método de contracepção, como o preservativo, diafragma ou um DIU. Se estiver a utilizar um contraceptivo hormonal como a Pílula, o seu médico poderá retira amostras do seu sangue para verificar os nível de Lamictal. Se estiver a planear comear a usar um contraceptivo hormonal:

    Fale com o seu médico, o qual irá discutir consigo os métodos de contracepção apropriados.

    Lamictal pode também afectar o forma como os contraceptivos hormonais funcionam No entanto, pouco provável que os torne menos eficazes. Se estiver a utilizar um contraceptivo hormonal e notar alterações no seu padro menstrual como sangramento entre perãodos:

    Informe o seu médico. Estes poderão ser sinais de que o Lamictal está a afectar a forma como o seu contraceptivo está a funcionar.

    Gravidez e aleitamento

    Fale com o seu médico se estiver grávida, se pensa que poderá estar grávida ou se estiver a pensar engravidar.

    Não Deverá parar o tratamento para a epilepsia enquanto está grávida. No entanto, existe um risco aumentado de defeitos congnitos em bebs cujas mães tomaram Lamictal durante a gravidez. Estes defeitos incluem fenda palatina ou lbio leporino. O seu médico poderá aconselhar que tome uma dose extra de ácido fólico, se estiver a planear engravidar ou se estiver grávida.

    A gravidez poderá alterar a eficiência de Lamictal, pelo que o seu médico poderá recolher amostras de sangue para verificar os níveis de Lamictal e ajustar a sua dose.

    Fale com o seu médico se estiver a amamentar ou se estiver a planear amamentar. A substância ativa de Lamictal passa para o leite materno e pode afectar o seu beb. O seu médico irá discutir consigo os riscos e benefícios de amamentar enquanto toma Lamictal e irá observar o seu beb regularmente se decidir amamentar.

    Condução de veículos e utilização de máquinas Lamictal poderá causar tonturas e visão dupla.

    Não conduza ou utilize máquinas a não ser que tenha a certeza que não é afectado.

    Se tiver epilepsia, fale com o seu médico acerca da condução ou utilização de máquinas.

    Comprimidos:

    Informaçães importantes sobre alguns componentes de Lamictal

    Os comprimidos de Lamictal contém uma pequena quantidade de um açúcar denominado lactose. Se tiver intolerância lactose ou a quaisquer outros açúcares: Informe o seu médico, e não tome Lamictal.

    COMO TOMAR LAMICTAL

    Tomar Lamictal sempre de acordo com as Indicaçõesdo médico. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.

    Que quantidade de Lamictal tomar

    poderá demorar algum tempo até se encontrar a melhor dose de Lamictal para si. A dose que toma irá depender de:

  • idade
  • se estiver a tomar Lamictal com outros medicamentos se tem problemas nos rins ou fgado.
  • O seu médico irá recomendar que comece com uma dose baixa e irá gradualmente aumentar a dose durante algumas semanas até atingir a dose mais apropriada para si (denominada dose eficaz). Nunca tome mais Lamictal do que o recomendado pelo seu médico.

    A dose eficaz habitual de Lamictal, para adultos e crianças com idade superior a 12 anos, situa-se entre 100 mg e 400 mg por dia.

    Para crianças com idade entre 2 a 12 anos, a dose eficaz depende do seu peso corporal habitualmente, situa-se entre 1 mg e 15 mg por cada quilograma de peso da criança, até um máximo de 400 mg por dia.

    Como tomar a sua dose de Lamictal Comprimidos:

    Tome a sua dose de Lamictal uma ou duas vezes por dia, conforme indicado pelo seu médico. poderá tomar com ou sem alimentos.

    O seu médico poderá também aconselhar a comear ou parar de tomar outros medicamentos, dependendo da condição para a qual está a ser tratado e a sua resposta ao tratamento.

    Engula os comprimidos inteiros. Não parta, mastigue ou esmague os comprimidos. Tome sempre a dose total prescrita pelo seu médico. Nunca tome apenas uma parte do comprimido.

    comprimidos dispersíveis ou para mastigar:

    Tome a sua dose de Lamictal uma ou duas vezes por dia, conforme recomendado pelo seu médico. poderá tomar com ou sem alimentos.

    Tome sempre a dose total prescrita pelo seu médico. Nunca tome apenas uma parte do comprimido.

    O seu médico poderá também aconselhar a comear ou parar de tomar outros medicamentos, dependendo da condição para a qual está a ser tratado e a sua resposta ao tratamento.

    poderá tomar Lamictal comprimidos dispersíveis ou para mastigar engolindo os comprimidos inteiros com um pouco de água, mastigando-os, ou dissolvendo-os em água. Se mastigar o comprimido:

    poderá necessitar de beber um pouco de água ao mesmo tempo para ajudar a dissolver o comprimido na sua boca. Seguidamente, beba um pouco mais de água para garantir que engoliu todo o medicamento.

    Para dissolver o medicamento:

    Coloque o comprimido num copo com água suficiente para cobrir o comprimido Agite para dissolver, ou espere cerca de um minuto, até o comprimido estar completamente dissolvido. Beba todo o líquido.

    Adicione um pouco mais de água ao copo e beba-a para assegurar que tomou todo o medicamento.

    Se tomar mais Lamictal do que deveria Se algum tomar demasiado Lamictal:

    Contacte um médico ou farmacêutico imediatamente. Se possível, mostre-lhes a embalagem de Lamictal.

    Algum que tome demasiado Lamictal poderá ter algum destes sintomas: movimentos dos olhos rpidos e incontrolveis (nistagmo) desajeitamento e falta de coordenação, afectando o equilíbrio (ataxia) perda de consciência ou coma.

    Caso se tenha esquecido de tomar Lamictal

    Não tome mais comprimidos ou uma dose a dobrar para compensar uma dose que se esqueceu de tomar.

    Se falhou a toma de uma dose de Lamictal:

    Pea ajuda ao seu médico sobre como comear a tomar novamente. importante que o faa.

    Não pare de tomar Lamictal sem aconselhamento

    Tome Lamictal durante o perãodo de tempo recomendado pelo seu médico. Não pare de tomar a não ser por indicação do seu médico.

    Se estiver a tomar Lamictal para a epilepsia

    Para parar de tomar Lamictal, importante que a sua dose seja reduzida gradualmente, durante cerca de 2 semanas. Se parou de tomar subitamente Lamictal, a sua epilepsia poderá voltar ou agravar-se.

    Se estiver a tomar Lamictal para a doença bipolar

    Lamictal poderá demorar algum tempo a comear a Atuar, pelo que improvável que se sinta melhor imediatamente. Se parar de tomar Lamictal, a sua dose não necessita de ser reduzida gradualmente. No entanto, Deverá falar com o seu médico antes, caso queira deixar de tomar Lamictal.

    Efeitos secundários POSSVEIS

    Como todos os medicamentos, Lamictal pode causar efeitos secundários. No entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

    reação alérgica ou reação cutânea potencialmente grave: procure assistência médica imediatamente

    Um nmero reduzido de pessoas a tomar Lamictal desenvolvem uma reação alérgica ou uma reação cutânea potencialmente grave, a qual poderá evoluir para problemas mais graves e com potencial risco de vida, caso não sejam tratados. Os sintomas desta reação incluem: erupções cutâneas ou vermelhidão dor na boca ou olhos temperatura elevada (febre), sintomas gripais ou sonolência inchao na face ou glndulas inchadas no pescoo, axila ou virilha sangramento ou contusão inesperadas ou os seus dedos ficarem azuis dor de garganta ou mais infecções (como resfriados) que o normal.

    Em muitos casos, estes sintomas serão sinais de efeitos secundários menos graves. No entanto Deverá estar informado que são potencialmente graves assim, se notar algum destes sintomas:

    Consulte o seu médico assim que possível. O seu médico poderá decidir efetuar testes ao seu fgado, rins ou sangue e poderá aconselhar que pare de tomar Lamictal.

    Efeitos secundários muito frequentes Poderão afectar mais de 1 em 10 pessoas: dor de cabeça tonturas sensação de sonolência ou entorpecimento. desajeitamento e falta de coordenação (ataxia) visão dupla ou visão turva m-disposição (náuseas) ou indisposição (vômitos) erupção cutânea.

    Efeitos secundários frequentes Poderão afectar até 1 em 10 pessoas:

  • Agressividade ou irritabilidade movimentos oculares rpidos e incontrolveis (nistagmo)
  • Agitação ou tremores
  • Dificuldade em adormecer
  • Diarreia
  • Boca seca
  • cansaço
  • Dor nas costas ou articulações ou noutra parte do corpo.
  • Efeitos secundários raros

    Poderão afectar até 1 em 1000 pessoas:

  • Comicháo nos olhos, com lacrimejar e Pólpebras encrostadas (conjuntivite)
  • Problema raro de pele, com bolhas graves e sangramento dos lbios, olhos, boca, nariz ou da rea genital (síndrome de Stevens-Johnson).
  • Efeitos secundários muito raros Poderão afectar até 1 em 10000 pessoas:

  • alucinações (‘ver’ ou ‘ouvir’ coisas que não existem)
  • confusão ou agitação
  • sentir-se cambaleante ou instvel quando se movimenta
  • movimentos corporais incontrolveis (tiques), espasmos musculares incontrolveis afectando os olhos, cabeça e tronco (coreoatetose), ou outro movimento corporal pouco habitual como tremor, agitação ou rigidez
  • reação cutânea grave, comeando com uma rea vermelha dolorosa, evoluindo para grandes bolhas e descamamento de camadas de pele (necrólise epidérmica tóxica) Ocorrência mais frequente de convulsões em doentes que já tém epilepsia alterações na função hepática, que ser evidenciada nos testes sanguíneos, ou falência hepática
  • alterações que poderão aparecer nos testes sanguíneos incluindo nmero reduzido de glbulos vermelhos (anemia), nmero reduzido de glbulos brancos (leucopenia, neutropenia, agranulocitose), nmero reduzido de plaquetas (trombocitopenia), nmero reduzido de todos os tipos de células sanguíneas (pancitopenia), e uma doença da medula óssea denominada anemia aplastica
  • doença da coagulação sanguínea, que poderá causar hemorragias ou contuses inesperadas (coagulação intravascular disseminada) temperatura elevada (febre)
  • inchao da face (edema) inchao da glndulas no pescoo, axila ou virilha (linfadenopatia) agravamento do sintomas, em doentes com doença de Parkinson.
  • Se tiver efeitos secundários

    É coMO CONSERVAR LAMICTAL

    Manter Lamictal fora do alcance e da vista das crianças.

    Não utilize Lamictal após o prazo de validade impresso no blister, embalagem exterior ou frasco. O prazo de validade corresponde ao últim dia do mês indicado.

    Lamictal não necessita de quaisquer precauções especiais de conservação.

    Se tiver comprimidos de Lamictal que não necessita, não deve elimin-los na canalização ou no lixo doméstico. Devolva-os ao seu farmacêutico, que os irá eliminar de uma forma que não prejudique o ambiente.

    6.é oUTRAS InformaçãES

    Qual a composição de Lamictal comprimidos

    A substância ativa é a lamotrigina. Cada comprimido contém 25 mg, 50 mg, 100 mg ou 200 mg de lamotrigina.

    Os outros componentes são: lactose mono-hidratada, celulose microcristalina, povidona K30, amidoglicolato de sódio (Tipo A), xido de ferro amarelo (E172) e estearato de magnésio.

    Qual a composição de Lamictal comprimidos dispersíveis ou para mastigar

    A substância ativa é a lamotrigina. Cada comprimido dispersvel ou para mastigar contém 2 mg, 5 mg, 25 mg, 50 mg, 100 mg ou 200 mg de lamotrigina. Os outros componentes são: carbonato de cálcio, hidroxipropilcelulose de baixa substituição, silicato de alumínio e magnésio, amidoglicolato de sódio (Tipo A), povidona K30, sacarina sódica, estearato de magnésio, aroma de groselha preta.

    Qual o aspecto de Lamictal comprimidos e conteúdo da embalagem Os comprimidos de Lamictal (todas as dosagens) são quadrados com cantos redondos, de cor castanho amarelado Pólido. Nem todas as embalagens mencionadas poderão estar disponíveis no seu pas.

    Lamictal 25 mg comprimidos tém marcação ‘GSEC7′ numa das faces e ’25′ na outra face. Cada embalagem contém 14, 21, 30, 42, 50, 56 ou 100 comprimidos em blister. estáo também disponíveis embalagens de incio de tratamento contendo 21 ou 42 comprimidos para utilização durante as primeiras semanas de tratamento quando a dose está a ser aumentada lentamente.

    Lamictal 50 mg comprimidos tém marcação ‘GSEE1′ numa das faces e ’50′ na outra face. Cada embalagem contém14, 30, 42, 56, 90 ou 100 comprimidos em blister. estáo também disponíveis embalagens de incio de tratamento contendo 42 comprimidos para utilização durante as primeiras semanas de tratamento quando a dose está a ser aumentada lentamente.

    Lamictal 100 mg comprimidos tém marcação ‘GSEE5′ numa das faces e ’100′ na outra face. Cada embalagem contém 30, 50, 56, 60, 90 ou 100 comprimidos em blister.

    Lamictal 200 mg comprimidos tém marcação ‘GSEE7′ numa das faces e ’200′ na outra face. Cada embalagem contém 30, 56 ou 100 comprimidos em blister.

    Qual o aspecto de Lamictal comprimidos dispersíveis ou para mastigar e conteúdo da embalagem

    Os comprimidos dispersíveis ou para mastigar de Lamictal (todas as dosagens) são brancos a esbranquiados e poderão ser ligeiramente salpicados.têm cheiro a groselha preta. Nem todas as embalagens mencionadas poderão estar disponíveis no seu pas.

    Lamictal 2 mg comprimidos dispersíveis ou para mastigar redondos.têm marcação ‘LTG’ por cima do nmero ’2′ numa das faces; e com duas ovais sobrepostas em ângulos rectos na outra face. Cada frasco contém 30 comprimidos.

    Lamictal 5 mg comprimidos dispersíveis ou para mastigar alongados com bordos curvos.têm marcação ‘GS CL2′ numa das faces; e ’5′ na outra face. Cada embalagem contém 10, 14, 28, 30, 50 ou 56 comprimidos em blister.

    Lamictal 25 mg comprimidos dispersíveis ou para mastigar quadrados com cantos redondos.têm marcação ‘GSCL5′ numa das faces; e ’25′ na outra face. Cada embalagem contém 10, 14, 21, 28, 30, 42, 50, 56 ou 60 comprimidos em blister. estáo também disponíveis embalagens de incio de tratamento contendo 21 ou 42 comprimidos para utilização durante as primeiras semanas de tratamento quando a dose está a ser aumentada lentamente.

    Lamictal 50 mg comprimidos dispersíveis ou para mastigar quadrados com cantos redondos.têm marcação ‘GSCX7′ numa das faces; e ’50′ na outra face. Cada embalagem contém 10, 14, 30, 42, 50, 56, 60, 90, 100 ou 200 comprimidos em blister. estáo também disponíveis embalagens de incio de tratamento contendo 42 comprimidos para utilização durante as primeiras semanas de tratamento quando a dose está a ser aumentada lentamente.

    Lamictal 100 mg comprimidos dispersíveis ou para mastigar quadrados com cantos redondos.têm marcação ‘GSCL7′ numa das faces; e ’100′ na outra face. Cada embalagem contém 10, 30, 50, 56, 60, 90, 100 ou 200 comprimidos em blister.

    Lamictal 200 mg comprimidos dispersíveis ou para mastigar quadrados com cantos redondos.têm marcação ‘GSEC5′ numa das faces; e ’200′ na outra face. Cada embalagem contém 10, 30, 50, 56, 60, 90, 100 ou 200 comprimidos em blister.

    Fabricante :

    Fabricado por: GlaxoSmithKline Brasil Ltda.Estrada dos Bandeirantes, 8.464
    Rio de Janeiro - RJ
    CNPJ: 33.247.743/0001-10
    SAC: 0800 701 2233
    Indústria Brasileira

    VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

    Medicamentos do mesmo fabricante :

    Aas 150, Aeroflux, Aerolin Comprimido, Aerolin Spray, Aerolin Xarope, Aerolin, Aerotide, Agenerase, Alkeran, Altargo, Amoxil 500 mg, Amoxil 500 mg, Amoxil BD, Amoxil, Antak 300 mg, Antak 150 mg, Antak, Atenol, Atinac, Aturgyl, Augmentin Duo Comprimidos, Augmentin Duo, Augmentin ES, Augmentin SR, Augmentin, Biovir, Calpol, clavulin BD, clavulin, clotan, Dequadin, Fisohex_ii, Flixonase, Fluarix, Flutivate, Fortaz, Fraxodi, Havrix, Hiberix, Imigran solução, Imigran, Imigranradis, Imuran, Infanrix, Lacipil, Lamictal, Lanoxin, Lanvis, Leite Magnésia, Lidosporin, Loncord, Marevan, Mebenix, Naramig, Nimbium, Nimovas, Niquitin CQ 2, Niquitin, Otosporin, Panadol Extra, Panadol, Pronazol, Pylorid, Relifex 500 mg, Relifex, Ridaura, Seretide, Seroxat 20, Seroxat, Valtrex, Varilrix, Wellbutrin SR 150 mg, Wellbutrin SR, Wellbutrin XL 150 mg, Wellbutrin XL 300 mg, Wellbutrin XL, Wellbutrin xr, Welleferon, Zantac, Zeffix, Zentel, Ziagenavir, Zinacef-750-mg, Zinacef, Zinnat 125 mg, Zinnat Suspensão, Zinnat, Zofran, Zovirax 200 mg, Zovirax 250 mg, Zovirax 400 mg, Zovirax, zyban, Zyloric, zyrtec


    Advertências :

    Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

    Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

    Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

    Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

    Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

    O ministério da saúde adverte:

    A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

    Como descartar os medicamentos :

    Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

    Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

    Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

    Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

    Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

    As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

    Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

    Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

    No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

    Mantenha-o longe do alcance de crianças.

    Manuseie-o com as mãos limpas.

    Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

    O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

    Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

    Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

    Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

    Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.