Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Laitan - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Extrato de Kava-kava

Classe terapêutica : Ansioliticos

Apresentação : Embalagem com 20 cápsulas

Indicações: Condições de ansiedade, tensão e agitação.

Efeito Colateral :

Queixas gastrointestinais leves e reações alérgicas cutâneas tém sido raramente observadas após a administração de Laitan.
Nota: depois do uso tradicional de bebidas de kava-kava por longos perãodos, tem sido observada uma coloração amarelada transitéria da pele e aPóndices cutâneos. Se isso também ocorrer durante o uso de Laitan, sua administração deve ser suspensa. também foram relatados casos de dilatação das pupilas, perturbação da visão e da coordenação dos movimentos oculares após ingestão de bebidas de kava-kava.

Modo de Usar :

1 cápsula, 3 vezes ao dia, ou a critério médico.

Contra indicação :

Laitan não deve ser administrado durante a gravidez ou lactação, nos casos de depressão endgena e por pacientes hipersensíveis ao extrato de kava-kava.

Precauções :

Apesar de que clinicamente demonstrou-se que Laitan não influencia a capacidade de reação, devido às variações individuais podem ocorrer alterações na capacidade visual ou na habilidade de dirigir veículos ou de operar máquinas, particularmente quando há ingestão concomitante de álcool ou substâncias que atuam sobre o sistema nervoso central.
O tratamento com Laitan não deve exceder 3 meses sem acompanhamento médico.

Modo de usar :

1 cápsula, 3 vezes ao dia, ou a critério médico.

Fórmula :

Cada cápsula contém:
Extrato seco de Kava-Kava 100 mg*
Excipiente q.s.p. 1 cápsula
* equivalente a 70 mg de kava-lactonas

Concentração Dos Princípios Ativos

O extrato seco de Kava-Kava padronizado para conter 70% de kava-lactonas (marcador).

Informação Técnica

Laitan é um produto fitoterpico que contém um extrato padronizado do rizoma de kava-kava (Piper methysticum), planta nativa da regio das ilhas do Pacfico Sul. Laitan possui efeito calmante, ansioltico e psico-relaxante. Laitan possui uma ação sobre o Núcleo amigdaliano levando a uma diminuição da atividade do sistema lmbico, o que determina uma ação ansioltica. Adicionalmente, Laitan exerce efeitos presumveis sobre a formação reticular. A diminuição da ansiedade, da tensão e da agitação aumenta a tolerância ao estresse mental e leva a uma maior estabilidade emocional. Estudos em animais demonstraram efeito sedativo, anticonvulsivante, espasmoltico e relaxante muscular central. Estudos farmacológicos no homem mostraram um aumento da atividade beta e simultânea diminuição da atividade alfa no EEG quantitativo. O aumento do ndice beta/alfa tópico do perfil eletroencefalogrfico farmacológico dos ansiolticos. Por outro lado, a ausência de um acrscimo das atividades delta e teta demonstraram que o extrato de kava-kava contido em Laitan desprovido de propriedades hipnéticas. O perfil de ação neurofisiológico do Laitan diferente daquele dos benzodiazepúnicos e não diretamente comparvel aos timolpticos tricclicos. Nos estudos clínicos sobre a influência do Laitan na qualidade do sono, observou-se que a quantidade de fusos de sono e a porcentagem de sono profundo aumentaram, o sono REM não apresentou alterações, o estágio 1 do sono e a laténcia do sono tenderam a diminuir e o tempo de sono subjetivo aumentou. Conforme comprovado clinicamente, a influência de Laitan na qualidade do sono não é acompanhada de uma restrição na capacidade de reação. A falta de um componente sedante (significando a redução da viglia), uma diminuição de excitabilidade central, diminuição da atividade lmbica, relaxamento muscular, bem como um aumento no tempo do sono profundo, caracterizam o extrato de kava-kava como uma substância com propriedades farmacológicas únicas.

Informação ao Paciente

Conservar e transportar em ambiente seco e em temperatura abaixo de 25ºC.
Prazo de validade: 36 meses a partir da data da fabricação (vide cartucho). Não use medicamento com o prazo de validade vencido.
Ação esperada do medicamento: alívio dos estados de tensão, ansiedade e agitação. Os efeitos do produto são notados após um perãodo breve, sendo intensificados durante as semanas subseqentes.
Informe seu médico a Ocorrência de gravidez ou lactação na vigncia do tratamento.
Cuidados de Administração: o tratamento com Laitan não deve exceder 3 meses sem acompanhamento médico.
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Informe seu médico caso apaream reações desagradveis como distúrbios gastrointestinais ou reações alérgicas cutâneas. Descontinuar a medicação e informar seu médico caso se observe dilatação das pupilas, distúrbio visuais e da coordenação dos movimentos oculares, ou ainda, aparecimento de coloração amarela da pele, cabelos e unhas.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS. Evitar o uso de bebidas alcolicas durante o tratamento com Laitan, bem como a administração concomitante de barbitúricos e demais substâncias ativas no Sistema Nervoso Central.
O produto não deve ser usado durante a gravidez, por mulheres que estejam amamentando, por portadores de depressão endgena ou por pacientes com hipersensibilidade conhecida ao extrato de kava-kava. Investigações com Laitan demonstraram que o produto não influencia a capacidade de concentração e reação do paciente. Entretanto, devido às variações individuais, podem ocorrer alterações na capacidade visual ou na habilidade de dirigir veículos ou de operar máquinas.
NO TOME Remédio SEM O CONHECIMENTO DO SEU médico. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA Saúde.

Interação Medicamentosa :

O efeito de substâncias ativas sobre o Sistema Nervoso Central como álcool, barbitúricos e drogas psicoativas pode ser potencializado com a administração concomitante de Laitan.

Nomenclatura Botúnica e Parte Utilizada da Planta

Piper methysticum G. Foster (Piperaceae), rizoma.

Superdosagem :

Sintomas de intoxicação após uso prolongado de altas doses por tempo prolongado de infusão (chá) de kava-kava foram descritos na literatura: ataxia, dificuldade de acomodação, dilatação das pupilas, distúrbios do balanão oculomotor, condições ictiosiformes da pele, coloração amarelada da pele e aPóndices cutâneos, redução do peso corporal, perda de apetite e diarreia. todos esses sintomas desapareceram após descontinuação da ingestão da bebida.
Caso estes sintomas ocorram após a administração de laitan, a terapia Deverá ser interrompida.
Na eventualidade da ingestão acidental de doses muito acima das preconizadas, recomenda-se adotar as medidas habituais de controle das funções vitais.
Atenção: este produto é um novo medicamento e, embora as pesquisas realizadas tenham indicado eficácia e segurança quando corretamente indicado, podem ocorrer reações adversas imprevisíveis, ainda não descritas ou conhecidas. em caso de suspeita de reação adversa, o médico responsável deve ser notificado.

Fabricante :

BYK Química e Farmácia Ltda.

Rua do Estilo Barroco, 721
04709-011 - São Paulo - SP
Tel: 55 (011) 451-9000
Fax: 55 (011) 533-4361

Medicamentos do mesmo fabricante :

Dramin b6 dl, Ebrantil, Emoform, Estreva, Eufilin AP, Eufilin, Eumotol 220, Fontol 650, Hipofagin S 75, Lactipan, Laitan, Legalon, Lutenil, Nene Dent, Panfugan, Pantozol, Panvitrop, Parodontax, Proctyl, Reparil Gel, Riopan Plus, Tebonin, Xantinon B12, Xantinon B12,

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.


Jesus a Chave Hermenêutica, Curso exclussivo com o Pastor Caio Fábio