Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Kiadon - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Extrato de Ginkgo biloba

Apresentação : Comprimido revestido. Embalagem com 16 comprimidos revestidos.

Indicação : O produto é indicado como: Facilitador do fluxo sanguíneo arterial, cerebral e periférico. Ativador do metabolismo neuronal. Redutor da hiperagregabilidade de plaquetas e eritrócitos. Protetor da rede capilar, aumentando sua resistência e diminuindo sua hiperpermeabilidade. Protetor da integridade estrutural das membranas celulares contra ataque de radicais livres.

Efeito Colateral :

O produto é bem tolerado. As reações adversas, que ocorrem em cerca de 5% dos casos, afetam principalmente o aparelho digestivo, traduzindo-se por mal-estar abdominal e náuseas. Mais raramente podem ocorrer cefaleia, tonteiras e vertigem. Essas reações costumam ser pouco intensas, não obrigando à interrupção do tratamento.

Contra indicação :

Desconhecem-se, até o presente, condições que contra-indiquem o uso do ginkgo biloba. Pacientes com reconhecida hipersensibilidade a qualquer um dos excipientesnão devem usar o produto.

Precauções :

Pornão existirem estudos que adequadamente comprovem a inocuidade de seu emprego durante a gravidez, o produtonão deve ser usado por gestantes. Interromper imediatamente o uso do produto, se ocorrer gravidez durante o tratamento.

Fórmula :

Cada comprimido revestido contém: Extrato de Ginkgo biloba 80 mg* e excipientes (carboximetilamido, celulose, dióxido de silício, dióxido de titanio, estearato de magnésio, hidroxipropilmetilcelulose, lactose, macrogol, óxido de ferro amarelo, óxido de ferro marrom, polividona e talco) ConcentrAção dos Princípios Ativos * Equivalente a 19,2mg de glicosídeos ginkgoflavonóides (marcador) e 4,8mg de terpenolactonas (ginkgolídeos e bilobalídeos). Nomenclatura botúnica e parte utilizada da planta Ginkgo bilobae L. (Ginkgoaceae), folha.

Conduta Na Superdosagem

Desconhecem-se, até o presente, relatos de reações decorrentes de superdosagem.

Interação Medicamentosa :

Não são conhecidos, até o presente, fenômenos decorrentes de interação medicamentosa.

Posologia e Modo de Usar

A dose mais comumente preconizada é de 160mg ao dia, fracionada em duas tomadas, o que equivale a um comprimido de 80mg, duas vezes ao dia. O comprimido deve ser tomado com líquido, antes das refeições. O tempo de tratamento varia conforme a patologia a ser tratada, sua gravidade e duração. Os estudos clínicos mostram que, em caso de insuficiência cerebrovascular, os efeitos terapêuticos costumam aparecer após duas semanas de tratamento, tornando-se evidente a redução dos sintomas após oito semanas de uso ininterrupto do medicamento. Existem relatos de utilização continuada do medicamento durante 65 semanas. Pacientes idososnão existem Advertências ou recomendações especiais sobre o uso do produto por pacientes idosos.

Fabricante :

Merck S.A. Indústrias Químicas

Estrada dos Bandeirantes, 1099
Jacarepaguá – Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Tel.: +55 (21) 2444-2000
Fax: + 55 (21) 2444-2060

SAC Farmacêutica - 0800 727 7293
contato.merck@merck.com.br
SAC Química - 0800 727 7292
quimica@merck.com.br

Medicamentos do mesmo fabricante :

Aciclovir, Adronat 70 mg, Adronat, Alergomed, Alginac, Arcoxia, Asalit, Asmalergin, Biconcor, Bionorm, Cebion 500 mg, Cebion, Cestox, Cetirizina Mylan, Chibroxin, Cisticid, Clinfar, Co Renitec, Concor, Cronodipin, Cronomet, Dancor, Denapril, Diclin, Droptison, Elas, Emecort, Endrox, Euthyrox, Eutirox, Fem 7, Flaxin, Flogan AI, Flogan, Floratil, Floxacin, Fosamax 5, Fosamax, Glifage 850 mg, Glifage, Glucophage, Gludon, Hyzaar, Iloban, Kiadon 80 mg, Kiadon, Laxtam, Lipril 5, lipril 20, Lisinopril Mylan, Lisinopril, Loratadina, Lortaan 100, Lortaan, Maxalt 2, Maxalt, Mefoxin, Metformed, Mevacor, Midecamin, Mucoflux, Neobar, Nutrizim, Olfen Gel, Omcilon A M, Pan Emecort, Paracetamol, Pinapaz, Piroxicam, Plenax, Propecia, Proscar, Psiquial, Renitec, Roxflan, Septopal, Singulair, Tornassol, Vaqta, Vioxx, Zocor,

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Curso Master O Cara da Foto