Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Keflex - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Cefalexina

Classe terapêutica : Antibióticos Sistêmicos

Apresentação : Caixas com 8 e 40 drágeas de 500 mg; caixas com 8 e 40 drágeas de 1 g; frascos de vidro contendo Pó para 15 ml de suspensão (gotas 100 mg/ml); frascos de vidro com 60 e 100 ml de suspensão oral já preparada (líquido 250 mg/5 ml).

Indicações: Tratamento de todas as infecções causadas por microorganismos sensíveis a este antibiótico.

Efeito Colateral :

Gastrintestinais: sintomas de colite pseudomembranosa podem aparecer durante ou após o tratamento com antibiótico. Nuseas e vômitos tém sido relatados raramente. A reação adversa mais frequente tem sido a diarreia, sendo raramente grave o bastante para determinar a cessação da terapia. Tem também ocorrido dispepsia e dor abdominal. Como acontece com algumas penicilinas ou cefalosporinas, tém sido raramente relatadas hepatite transitéria e icterícia colestática. Hipersensibilidade: foram observadas reações alérgicas na forma de erupções cutâneas, urticária, angioedema e raramente eritema multiforme, síndrome de Stevens-Johnson, ou necrólise tóxica epidérmica. Essas reações geralmente desaparecem com a suspensão da droga. Terapia de suporte pode ser necessária em alguns casos. Anafilaxia também foi relatada. Outras reações tém incluindo prurido anal e genital, monilase genital, vaginite e corrimento vaginal, tonturas, fadiga e dor de cabeça, agitação, confusão, alucinações, artralgia, artrite e doenças articulares. Tem sido raramente relatada nefrite intersticial reversível. Eosinofilia, neutropenia, trombocitopenia e elevações moderadas da transaminase glutémico-oxilactica no soro (TGO) e transaminase glutémico-pirávica no soro (TGP) tém sido referidas.

Modo de Usar :

A cefalexina é administrada por via oral. Adultos: as doses para adultos variam de 1 a 4 g diários, em doses fracionadas. A dose usual para adultos de 250 mg a cada 6 horas. Para faringites estreptoccicas, infecções da pele e estruturas da pele e cistites não complicadas em pacientes acima de 15 anos de idade, uma dose de 500 mg pode ser administrada a cada 12 horas. O tratamento de cistites deve ser de 7 a 14 dias. Para infecções mais graves ou aquelas causadas por microorganismos menos sensíveis poderão ser necessárias doses mais elevadas. Se doses diárias de cefalexina acima de 4 gramas forem necessárias, deve ser considerado o uso de uma cefalosporina parenteral, em doses adequadas. Crianças: a dose diária recomendada para crianças à de 25 a 50 mg/kg em doses fracionadas. Para faringites estreptoccicas em pacientes com mais de um ano de idade, infecções do trato urinário leves e não complicadas e infecções da pele e estruturas da pele, a dose diária total poderá ser fracionada e administrada a cada 12 horas. No tratamento da otite média, os estudos clínicos demonstraram que são necessárias doses de 75 a 100 mg/kg/dia em 4 doses fracionadas. No tratamento de infecções causadas por estreptococos beta-hemolticos, a dose terapêutica deve ser administrada, no mínimo, por 10 dias. Superdosagem: sinais e sintomas: os sintomas de uma superdosagem oral podem incluir náusea, vômito, dor epigástrica, diarreia e hematéria. Se outros sintomas surgirem provável que sejam secundários doença concomitante, a uma reação alérgica ou aos efeitos txicos de outra medicação . Tratamento: ao tratar uma superdosagem, considerar a possibilidade de superdosagem de múltiplas drogas, interação entre drogas e cinética inusitada da droga no paciente. Não ser necessária a descontaminação gastrintestinal, a menos que tenha sido ingerida uma dose 5 a 10 vezes a dose normal. Proteger a passagem de ar para o paciente e manter ventilação e perfusão. Monitorar e manter meticulosamente dentro de limites aceitveis os sinais vitais do paciente, os gases do sangue, eletrôlitos séricos, etc. A absorção de drogas pelo trato gastrintestinal pode ser diminuída administrando-se carvo ativado, que em muitos casos é mais eficaz do que a mese ou a lavagem; considerar o carvo ativado, ao invs de ou em adição ao esvaziamento gástrico. Doses repetidas de carvo ativado podem acelerar a eliminação de algumas drogas que foram absorvidas. Proteger a passagem de ar para o paciente quando empregar o esvaziamento gástrico ou carvo ativado. Diurese forçada, dilise peritoneal, hemodilise ou hemoperfusão com carvo ativado não foram estabelecidos como métodos benficos nos casos de superdosagem com cefalexina; contudo, seria muito pouco provável que um desses procedimentos pudesse ser indicado.

Contra indicação :

A cefalexina É contra-indicada em pacientes que tenham demonstrado alergia aos antibióticos do grupo das cefalosporinas. - Advertências: antes de ser instituída a terapêutica pela cefalexina, deve-se pesquisar cuidadosamente quanto a reações anteriores de hipersensibilidade às cefalosporinas e s penicilinas. Os derivados da cefalosporina-C devem ser administrados cuidadosamente a pacientes alérgicos penicilina. reações agudas graves de hipersensibilidade podem necessitar do uso de adrenalina ou de outras medidas de emergência. há alguma evidência clínica e laboratorial de alergenicidade cruzada parcial entre as penicilinas e as cefalosporinas. Foram relatados casos de pacientes que apresentaram reações graves (incluindo anafilaxia) a ambas as drogas. Qualquer paciente que tenha demonstrado alguma forma de alergia, particularmente a drogas, deve receber antibióticos com cautela, não devendo haver exceção com a cefalexina. Foi relatada colite pseudomembranosa com praticamente todos os antibióticos de amplo espectro (incluindo os macrolídeos, penicilinas semi-sintáticas e cefalosporinas); portanto, importante considerar este diagnóstico em pacientes que apresentam diarreia em associação ao uso de antibióticos. Essas colites podem variar de gravidade leve gravssima. Casos leves de colites pseudomembranosas usualmente respondem somente com a interrupção do tratamento. Em casos de moderado a grave, medidas apropriadas devem ser tomadas.

Precauções :

Gerais: os pacientes devem ser seguidos cuidadosamente para que qualquer reação adversa ou manifestação inusitada de idiossincrasia droga possa ser detectada. Se ocorrer uma reação alérgica cefalexina, a droga Deverá ser suspensa e o paciente tratado com drogas apropriadas (por ex.: adrenalina ou outras aminas pressoras, Anti-histamínicos ou corticosteróides). O uso prolongado da cefalexina poderá resultar na proliferação de bactrias resistentes. A observação cuidadosa do paciente É essencial. Se uma superinfecção ocorrer durante a terapia, deve-se tomar as medidas apropriadas. Testes de Coombs diretos positivos foram relatados durante o tratamento com antibióticos cefalosporúnicos. Em estudos hematológicos, nas provas de compatibilidade sanguínea para transfusão, quando são realizados testes minor de antiglobulina, ou nos testes de Coombs nos recêm-nascidos, cujas mães receberam antibióticos cefalosporúnicos antes do parto, Deverá ser lembrado que um resultado positivo poderá ser atribudo droga. A cefalexina deve ser administrada com cuidado na presença de insuficiência renal grave, tal condição requer uma observação clínica cuidadosa, bem como exames de Laboratório frequentes, porque a dose segura poderá ser menor do que a usualmente recomendada. Quando indicada uma intervenção cirúrgica Deverá ser feita junto com a terapia antibiótica. poderá ocorrer uma reação falso-positiva para glicose na urina com as soluções de Benedict ou Fehling ou com os comprimidos de Clinitest, mas não com a glico-fita (papel para determinação aproximada de glicosria, Lilly). Antibióticos de amplo espectro devem ser prescritos com cuidado a pacientes com história de doença gastrintestinal, particularmente colite. Gravidez: a segurança da cefalexina durante a gravidez em humanos não foi estabelecida. Devido ao fato dos estudos em humanos não poder excluir a possibilidade de dano, a cefalexina pode ser usada durante a gravidez somente se muito necessária. Mulheres amamentando: a excreção da cefalexina no leite aumentou até 4 horas após uma dose de 500 mg, alcançando o nível máximo de 4 mcg/ml, decrescendo gradualmente até desaparecer 8 horas após a administração; portanto, a cefalexina deve ser administrada com cuidado a mulheres que estáo amamentando. Interações Medicamentosas:: não são conhecidos dados referentes a Interações Medicamentosas: com outras drogas.

Fórmula :

Cada drágea de 500 mg contém: cefalexinamonoidratada, equivalente a 500,00 mg de cefalexina base. Amarelo FD&C n 6 (sunset yellow) 3,00 mg; excipiente q.s.p. uma drgea. Cada drágea de 1 g contém: cefalexina monoidratada, equivalente a 1,00 g de cefalexina base. Amarelo FD&C n 6 (sunset yellow) 4,50 mg; excipiente q.s.p. uma drgea. Gotas 100 mg/ml: cada ml (20 gotas) contém: cefalexina monoidratada, equivalente a 100,00 mg de cefalexina base; excipiente q.s.p. 1,00 ml. Atenção: cada ml desta preparação contém: sacarose 525,13 mg. Amarelo FD&C n 5 com laca de alumínio (tartrazina) 1,00 mg. líquido 250 mg/5 ml: cada 5 ml da suspensão contém: cefalexina monoidratada, equivalente a 250,00 mg de cefalexina base; excipiente q.s.p. 5,00 ml. Atenção: cada ml desta preparação contém: sacarose 300,00 mg. Amarelo F D & C n 6 com laca de alumínio sunset yellow) 0,60 mg. Amarelo F D & C n 5 com laca de alumínio (tartrazina) 1,00 mg.

Fabricante :

Eli Lilly do Brasil Ltda.

Endereço: Av. Morumbi, 8264 - Brooklin, São Paulo - SP, 04703-002
Telefone:(11) 2144-6911

Sac: 0800 723 6666 - Cx. postal 21.313.6

Medicamentos do mesmo fabricante :

Adcrica, Axid, Ceclor af, Celance, Dimefor, Dobutrex, Dreniformio, Drenison n, Drenison, Dynabac, Ergotrate, Glucagon, Humatrope, Humulin, Ilosone, Kefadim, Keflex, Merthiolate, Oncovin, Prozac 20, Prozac, Vancocina, Velban, Zyprexa


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular