Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Keflaxina - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Cefalexina

Classe terapêutica : Antibióticos

Apresentação :

8 cápsulas 500 mg
250 mg vd. com 100 ml - Suspensão

Indicações:

KEFLAXINA é indicada para o tratamento das seguintes infecções:
Sinusites bacterianas causadas por estreptococos, S. pneumoniae e Staphylococcus aureus.
Infecções do trato respiratério causadas por S. pneumoniae e S. pyogenes.
Otite média devida a S. pneumoniae, H. influenzae, estafilococos, estreptococos e M. catarrhalis.
Infecções da pele e tecidos moles causadas por estafilococos e/ou estreptococos.
Infecções ósseas causadas por estafilococos e/ou P. mirabilis.
Infecções do trato geniturinário incluindo prostatite aguda, causadas por E. coli, P.mirabilis, e Klebsiella pneumoniae.
Infecções dentárias causadas por estafilococos e/ou estreptococos.
Nota: Deverão ser realizados testes de sensibilidade KEFLAXINA e culturas apropriadas do microrganismo
causador.

Modo de Usar :

Adultos - a dose usual para adultos de 250 mg a cada 6 horas. para infecções mais graves ou aquelas
Causadas por microrganismos menos sensíveis poderão ser necessárias doses mais elevadas. crianças - a dose
diária recomendada para crianças à de 25 a 50 mg/kg em doses fracionadas. nas infecções graves a dose pode ser
Dobrada.

Contra indicação :

KEFLAXINA É contra-indicada a pacientes alérgicos s penicilinas, e a outros antibióticos
betalactémicos e s cefalosporinas.

Modo de usar :

Adultos - a dose usual para adultos de 250 mg a cada 6 horas. para infecções mais graves ou aquelas
Causadas por microrganismos menos sensíveis poderão ser necessárias doses mais elevadas. crianças - a dose
diária recomendada para crianças à de 25 a 50 mg/kg em doses fracionadas. nas infecções graves a dose pode ser
Dobrada.

Cuidados e Advertências

Antes de ser instituída a terapêutica com KEFLAXINA, deve-se pesquisar
cuidadosamente quanto a reações anteriores de hipersensibilidade às cefalosporinas e s penicilinas. reações
agudas graves de hipersensibilidade podem necessitar o uso de adrenalina ou outras medidas de emergência.
KEFLAXINA deve ser administrada com cuidado na presença de insuficiência renal grave, tal condição requer uma
observação clínica cuidadosa, bem como exames de Laboratório frequentes, porque a dose segura poderá ser menor
do que a usualmente recomendada. Quando indicada uma intervenção cirúrgica, Deverá ser feita junto com a terapia
antibiótica.
Como ocorre com outros antibióticos beta-lactémicos, a excreção renal de KEFLAXINA inibida pela
probenecida.
Uso na gravidez- Devido ao fato dos estudos em humanos não poderem excluir a possibilidade de dano, a cefalexina
pode ser usada durante a gravidez somente se muito necessária.
Uso durante a amamentação - KEFLAXINA deve ser administrada com cuidado a mulheres que estáo amamentando.
* Não são conhecidos dados referentes a Interações Medicamentosas: com outros fármacos.
As reações adversas mais frequentes compreendem: Gastrintestinais - Sintomas de colite
pseudomembranosa podem aparecer durante ou após o tratamento com antibiótico. Nuseas e vômitos tém
sido relatados raramente. A reação adversa mais frequente tem sido a diarreia. Sendo raramente grave o
bastante para determinar a cessação da terapia, tém ocorrido dispepsia e dor abdominal. Como acontece
com algumas penicilinas ou cefalosporinas, tém sido raramente relatadas hepatite transitéria e icterícia
colestática. Hipersensibilidade - Foram observadas reações alérgicas na forma de erupções cutâneas,
urticária, angioedema e raramente eritema multiforme, síndrome de STEVENS-JOHNSON, ou necrólise tóxica
epidérmica. Essas reações geralmente desaparecem com a suspensão do medicamento. Terapia de suporte
pode ser necessária em alguns casos. Anafilaxia também foi relatada. Outras - Prurido anal e genital,
monilase genital, vaginite e corrimento vaginal, tonturas, fadiga e dor de cabeça, agitação, confuses,
alucinações, artralgia, artrite e doenças articulares. Tem sido raramente relatada nefrite intersticial reversível.
Eosinofilia, neutropenia, trombocitopenia e elevações moderadas da transaminase glutémico-oxalactica no
soro (TGO) e transaminase glutémico-pirávica no soro (TGP) tém sido referidas.

Fabricante :

HEXAL DO BRASIL LTDA

Rodovia Celso Garcia Cid, KM 87
Parque Industrial
Cambé - PR - Brasil
CEP 86183-600
SAC - 0800 400 91 92
sac.sandoz@sandoz.com
Cambé - PR +55 43 3174-8000
São Paulo - SP +55 11 5532-7122

Medicamentos do mesmo fabricante :

Aciclovir, Arotin, Atenopress, Atenorese, Binko Hexal, Captotec, Cetihexal, Cimetina, Ciprobiot, Clarilerg, Cor mio, Dexametonal, Diclac sr, Diclac, Enaprotec, Ergomemor, Flox, Flutec, Ginkgo Biloba, Glimeprid, Itrahexal, Keflaxina, Lisinopril, Lisinoretic, Lisinovil, Loratadina, Lorsacor, Lorsar hct, Micosten, Movacox, Neobacina, Neocina, Nimalgex, Omeprotec, Pantopaz, Piroxicam, Pontin, Qiftrim, Quadrihexal, Secnihexal, seduspar, sinvastacor, sotahexal, stugerina, Ulcerit, Zimicina,

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode ser-lhes prejudicial, mesmo que apresentem os mesmos sintomas.
Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundários não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.
O ministério da saúde adverte: a auto-medicação pode fazer mal à sua saúde.
Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária. Trata-se de um registro histórico deste medicamento.
Este texto não pode substituir a leitura da bula que acompanha o medicamento.
Os medicamentos podem mudar suas formulações, recomendações e alertas.
Apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão do medicamento comercializada.
Todas as bulas constantes no site portal são meramente informativas.
Lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.


Jesus a Chave Hermenêutica, Curso exclussivo com o Pastor Caio Fábio