Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Iopidine 0,5% - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : cloridratode apraclonidina

Apresentação : 0,5% em frasco conta-gotas contendo 5 ml de solução oftálmica.

Indicação : Tratamento adjuvante de curta duração em pacientes sob terapêutica máxima tolerada que requeiram uma redução adicional da PIO (pressão intra-ocular). Os pacientes que estejam sob terapêutica máxima tolerada e que estáo sendo tratados com Iopidine Solução Oftlmica 0,5% para retardar a cirurgia devem ser examinados com frequência, devendo o tratamento ser interrompido se houver uma elevação significativa da PIO. O uso de Iopidine Solução Oftlmica 0,5% em pacientes que já estejam sob tratamento com duas drogas supressoras aquosas (ex.: betabloqueador e inibidor da anidrase carbúnica) como parte da terapêutica máxima tolerada pode não ser de benefício adicional. Isto porque Iopidine Solução Oftlmica 0,5% é uma droga supressora aquosa e a adição de um terceiro agente supressor aquoso pode não reduzir significativamente a PIO. A eficácia de Iopidine Solução Oftlmica 0,5% em reduzir a PIO diminui com o tempo em alguns pacientes. Esta perda de efeito ou taquifilaxia, parece ser uma Ocorrência individual com o tempo de incio varivel, devendo ser cuidadosamente monitorizada. O benefício do tratamento para a maioria dos pacientes de menos que um mês.

Efeito Colateral :

Oculares: hiperemia, prurido, desconforto, lacrimejamento. Em menos que 3% dos pacientes: edema palpebral, visão borrada, sensação de corpo estranho, olho seco, conjuntivite, secreção, palidez. Em menos que 1% dos pacientes: escamas na margem palpebral, folculos conjuntivais, edema conjuntival, edema, visão anormal, dor, eczema, ceratite, blefarite, fotofobia, coloração corneana, eritema das Pólpebras, blefaroconjuntivite, irritação, erosão corneana, infiltrado corneano, ceratopalia, crostas nas Pólpebras, refração das Pólpebras. Gerais: dor de cabeça, astenia, dor no peito, problemas de coordenação, mal-estar, edema facial. Cardiovasculares: edema perifrico, arritmia, bradicardia. Sistema nervoso central: sonolência, tontura, nervosismo, depressão, insônia, parestesia. Aparelho digestivo: boca seca, constipação, náusea. Musculoesqueltico: mialgia. Aparelho respiratório: secura nasal, rinite, dispnéia, faringite, asma. Pele: dermatite de contato, dermatite. Sentidos especiais: perversão do paladar, parosmia.

Modo de Usar : Não deve ser injetado nos olhos, nem ingerido. Instilar 1 ou 2 gotas de Iopidine Solução Oftlmica 0,5% nos olhos afetados 3 vezes por dia. Ao usar Iopidine Solução Oftlmica 0,5% com outras terapêuticas antiglaucomatosas, um intervalo de aproximadamente 5 minutos entre as instilações dos medicamentos deve ser observado para prevenir o efeito washout da dose anterior. - Superdosagem: sinais de superdosagem com a clonidina por via oral: hipotensão, hipertensão transitéria, astenia, vômitos, irritabilidade, diminuição ou ausência de reflexos, letargia, sonolência, sedação ou coma, palidez, hipotermia, bradicardia, defeitos de condução, arritmias, secura da boca, miose, apnia, depressão respiratéria, hipoventilação e convulsão. Tratamento para uma superdose oral: terapia de suporte e sintomática. Hemodilise de valor limitado, uma vez que removido um máximo de 5% da droga circulante.

Contra indicação : Pacientes com hipersensibilidade é apraclonidina, bem como clonidina por via sistémica. também contra indicado em pacientes sob tratamento com inibidores da monoaminoxidase. - Advertências: não deve ser injetado nem ingerido. Exclusivamente para uso tópico oftálmico.

Precauções : Gerais: os pacientes com glaucoma que estejam sob terapêutica máxima tolerada e que estáo sendo tratados com Iopidine Solução Oftlmica 0,5% para retardar a cirurgia devem ter seus campos visuais monitorizados periodicamente. Embora Iopidine Solução Oftlmica 0,5% para uso tópico não tenha sido estudado em pacientes com insuficiência renal, a clonidina experimenta um aumento significativo na meia-vida em pacientes com insuficiência renal grave. Recomenda-se uma observação rigorosa dos parâmetros cardiovasculares em pacientes com insuficiência renal se a estes for prescrito um tratamento com apraclonidina por via tópica. Recomenda-se também uma observação rigorosa dos parâmetros cardiovasculares em pacientes com insuficiência hepática, uma vez que a clonidina administrada por via sistémica parcialmente metabolizada no fgado. Enquanto a administração tópica de Iopidine Solução Oftlmica 0,5% produziu um efeito mínimo na frequência cardíaca ou pressão arterial em estudos clínicos nos quais se avaliaram pacientes com glaucoma, o perfil farmacológico pré-clínico desta droga sugere que se deve ter cautela ao tratar pacientes com doença cardiovascular grave não controlada, inclusive hipertensão. Iopidine Solução Oftlmica 0,5% deve ser usado com cautela em pacientes com insuficiência coronária, infarto do miocárdio recente, doença cerebrovascular, insuficiência renal crônica, doença de Raynaud ou tromboangete obliterante. Recomenda-se cautela e observação de pacientes depressivos, uma vez que a apraclonidina, embora não frequentemente, tem sido associada com depressão. A apraclonidina pode causar tontura e sonolência. Pacientes que exeram atividades perigosas que exijam alerta mental devem ser advertidos do potencial de diminuição da agilidade mental quando sob tratamento com apraclonidina. O uso de Iopidine Solução Oftlmica 0,5% pode levar a uma reação alérgica caracterizada por sintomas de hiperemia, prurido, desconforto, lacrimejamento, sensação de corpo estranho e edema das Pólpebras e conjuntiva. Na Ocorrência desses sintomas, o uso de Iopidine Solução Oftlmica 0,5% deve ser interrompido. Gravidez: não há estudos adequados e bem controlados em mulheres grávidas. Iopidine Solução Oftlmica 0,5% deve ser usado durante a gravidez somente se o benefício potencial justificar o risco potencial ao feto. - mães lactantes: não se sabe se a apraclonidina excretada no leite humano. Como muitas drogas são excretadas no leite humano, deve-se ter cautela ao se administrar Iopidine Solução Oftlmica 0,5% em mulheres lactantes. - Uso pediátrico: a segurança e a eficácia do uso em crianças não foram estabelecidas. - Interações Medicamentosas:: deve-se ter cautela ao se administrar Iopidine Solução Oftlmica 0,5% em pacientes sob tratamento com antidepressivos tricclicos, os quais podem afetar o metabolismo e o aumento de aminas circulantes. A apraclonidina pode reduzir a pressão arterial e a frequência cardíaca, devendo os pacientes em uso de drogas cardiovasculares concomitantemente com apraclonidina ter a pressão arterial e o pulso frequentemente monitorizados. Deve-se considerar a possibilidade de potencialização do efeito com o uso concomitante com depressores do SNC (álcool, barbitúricos, opiceos, sedativos, anestásicos). Deve-se ter cautela também com o uso de clonidina e outros agentes farmacológicos similares.

Fórmula :

Cada ml da solução oftlmica contém cloridratode apraclonidina (equivalente é apraconidina base 5 mg) 5,75 mg em veículo constituído de acetato de sódio, cloreto de sódio, cloreto de benzalcnio e água destilada.

Alcon Laboratórios do Brasil Ltda.

Endereço: Avenida Nossa Senhora da Assunção, 736, São Paulo - SP, 05359-000
Telefone:(11) 3732-4001

Medicamentos do mesmo fabricante :

Anestalcon 05, Betoptic-s, Bss, Cilodex, Ciloxan, Claril, Claroft, Dunason, Flex_care, Glautimol 05, Iopidine 05, Lacrima, Maxicrom, Maxidex, Maxitrol, Miostat, Mydriacyl, Opti-clean, Opti-free, Opti-soak, Opti-tears, Pliagel, Polyclens, Polyzym, Procofen, Purpuralin, Soaclens, Vexol, Vislin


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular