Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Ifos - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : manitol

Classe terapêutica : Imunossupressor.

Apresentação : Cartucho com 1 frasco-ampola.

Indicação : Antineoplásico.

Efeito Colateral :

Nuseas e vômitos podem ser reduzidos mediante a administração prvia de um antiemático do tipo ondansetrona. frequentemente ocorre alopecia, que reversível após algumas semanas. a administração de doses elevadas do medicamento provoca leucopenia, que reversível dentro de 5-10 dias, e pode ocorrer também eritrocitopenia e trombocitopenia. Em virtude dessas alterações, deverão ser realizados controles peridicos do quadro sanguíneo. Aconselha-se também praticar uma terapia concomitante base de antibióticos e antimicticos. Indicam-se, adicionalmente, transfuses sanguíneas e Administração de gamaglobulina. A leucometria atinge sua maior queda entre o 5 e o 10 dia após incio do tratamento, iniciando a recuperação entre o 10 e 14 dia e retornando é normalidade no trmino da 2 e 3 semana. Foram relatados ocasionalmente transtornos da coagulação. A terapia com ifosfamida pode causar cistite, inclusive hemorrágica. Por esta razo, são necessários controles regulares, mesmo diários, do sedimento urinário durante o tratamento. Como medida profiltica, recomenda-se a administração abundante de líquidos, pelo menos 4 litros/dia, e um diurético pode ser de grande valor. A alcalinização da urina (por exemplo, complexos de citrato) deve ser realizada durante pelo menos 24 horas após a última dose de medicamento. Recomenda-se a administração conjunta do uroprotetor mesna, na proporção de 60% da dose de ifosfamida, fracionada em 3 tomadas sendo 15 minutos antes e 4 e 8 horas após a administração do quimioterpico para diminuição da urotoxicidade do citostático e redução do risco de lesões do tipo hemorrágicas no trato urinário. Estas medidas devem ser seguidas especialmente em pacientes de alto risco, ou seja, aqueles que apresentam história de doenças da bexiga ou que foram submetidos anteriormente a irradiações abdominais baixas. Por esta razo, são necessários controles regulares do sedimento urinário, até diários. As funções hepática e renal não sofrem alterações desde que se apresentem normais no incio da terapia. Caso haja alteração destas funções, a terapia Deverá ser adiada até a normalização das mesmas. Houve uma Incidência de 10% de toxicidade sobre o SNC. Os efeitos secundários mais comuns tém sido confusão e torpor, contudo há informaçães sobre espasmos túnico-clínicos, agitação motora, instabilidade emocional e desorientação. A espermatognese e a ovulação podem ser afetadas. Outros efeitos secundários relatados são estomatite, diarreia, fibrose pulmonar, alergia, dermatite e irritação venosa.

Modo de Usar :

Ifos deve ser usado somente por clínicos experientes no uso de drogas citostáticas. Preparação da solução: ifosfamida geralmente é administrada por infusão endovenosa rápida (infusão curta). importante que a concentração da solução não seja superior a 4%. Dissolver da seguinte maneira: 500 mg de ifosfamida em 13 ml de água para injeção; 1 g de ifosfamida em 25 ml de água para injeção; 2 g de ifosfamida em 50 ml de água para injeção. Agitar vigorosamente por 1/2 a 1 minuto. Se não dissolver totalmente aguardar alguns minutos. Estas soluções se destinam ao uso endovenoso. Para as infuses endovenosas, as soluções preparadas conforme esquema acima devem ser diludas em 500 ml de solução de Ringer ou similar (glicose 5% ou cloreto de sódio 0,9 %). Duração da infusão: 30 minutos ou eventualmente 1 a 2 horas. Para a infusão de 24 horas a solução deve ser misturada com um total de 3 litros de uma solução de glicose 5% - cloreto de sódio. A solução de ifosfamida uma vez preparada Deverá ser empregada o mais rpido possível. Conservar em local fresco em temperatura não superior a 25ºC. A posologia da ifosfamida varia consideravelmente dependendo da indicação clínica e do regime empregado. A dose total usual para cada curso 8-10 g/m2, que igualmente fracionado como doses diárias individuais durante 5 dias, ou ainda em infusão de 24 horas de 5-6 g/m2 (máximo 10 g). Os cursos geralmente são repetidos com intervalos de 2-4 semanas para terapia intermitente, ou 3-4 semanas para infuses de 24 horas, dependendo do estado hematológico e bioquímico do paciente. A leucometria não deve ser menor do que 4000/mm3 e a plaquetometria não deve ser inferior a 100.000/mm3 antes do incio de cada curso. Não deve haver sinais ou sintomas de toxicidade urinária ou de insuficiência renal ou hepática. O nmero habitual de cursos administrados de quatro, contudo se tém administrado até sete (seis sob infusão de 24 horas). Um novo tratamento tem sido administrado após a recidiva. A experiência obtida em crianças à limitada e compreende somente o regime de cinco dias. - Cuidados na manipulação: a manipulação de ifosfamida exige o uso de luvas de PVC, culos de segurança, mêscaras e gorros descartveis. Duas vezes por ano, a pessoa que manipula habitualmente a ifosfamida deve ser submetida é avaliação laboratorial. Todos os equipos e agulhas deverão ser colocados dentro de sacos plásticos antes de serem descartados. Superdosagem: as consequências mais srias da superdosagem são cistite hemorrágica e mielossupressão. Esta última, habitualmente, regride espontaneamente, porêm, até que isso ocorra, aconselha-se a administração de antibiótico de amplo espectro. Se necessário, Deverá ser realizada transfusão de sangue total. Se a superdosagem reconhecida no final das primeiras 24 horas e possivelmente até as 48 horas, mesna endovenoso pode ser benfico para melhorar os danos do sistema urinário. Deverão ser instituídas medidas normais de apoio, tais como, a administração de Analgésicos e manutenção do equilíbrio hídrico. Se apesar destas medidas não desaparecer a cistite, poderá ser necessário um tratamento mais intensivo, havendo necessidade da avaliação de um urologista. Não deverão ser administrados outros cursos até que o paciente tenha se recuperado por completo.

Contra indicação :

Hipersensibilidade ifosfamida, aplasia da medula óssea, mielossupressão, infecções incluindo infecção do trato urinário, ou toxicidade urotelial aguda. Insuficiência renal (creatinina sérica superior a 120 mmol/l, ou seja, 1,5 mg/100ml) ou insuficiência hepática (bilirrubina superior a 17 mmol/l, ou seja, 1 mg/100 ml com fosfatase alcalina ou transaminase mais do que 2-3 vezes o valor normal). Ifosfamida não deve ser administrada durante a gravidez, particularmente durante o primeiro trimestre, a menos que o benefício esperado seja superior ao potencial risco para o feto. As mães não deverão amamentar enquanto estiverem em tratamento com ifosfamida.

Precauções :

A ifosfamida revelou ser mutagênica, teratogênica e carcinogênica em provas laboratoriais, havendo risco de neoplasia induzida após tratamento prolongado. Pode ocorrer amenorria e azoospermia. Deve-se advertir os pacientes de ambos os sexos de um potencial risco para a futura geração, devendo adotar-se medidas contraceptivas e mesmo abstinncia sexual, durante e até 3 meses após a quimioterapia. A ifosfamida é uma potente droga imunossupressora e deve-se levar em conta o aumento de risco para o paciente. Recomenda-se cuidado em pacientes idosos, debilitados, com diabetes mellitus ou evidência de mielossupressão ou que tenham recebido recentemente radioterapia ou drogas citotóxicas. Recomenda-se cautela em pacientes submetidos nefrectomia.

Fórmula :

Cada frasco-ampola contém: ifosfamida 1 g,manitol 0,2 g.

Fabricante :

Zodiac Produtos Farmacêuticos S/A

Endereço: Rua Suíça, 3400, Pindamonhangaba - SP, 12403-610
Telefone:(12) 2126-5444

Medicamentos do mesmo fabricante :

Condroflex, Dinaflex, Ifos, Lertus, Mesnil, Modifical, Nasterol, Nulytely, Parexel, Suprahyal, Urazol


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.


Jesus a Chave Hermenêutica, Curso exclussivo com o Pastor Caio Fábio