Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Hypnomidate - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Etomidato.

Classe terapêutica : Anestesicos Sistemicos.

Apresentação : Embalagens contendo 25 ampolas de 10 ml.

Indicações: Hipnético intravenoso de ação curta, indicado para a indução da anestesia geral. Esta pode ser mantida sem a associação com anestásicos inalatérios (anestesia inteiramente intravenosa), ou com a participação deste em proporções bastante limitadas. Como agente de indução, Hypnomidate particularmente indicado para intervenções de curta duração (menos de 10 minutos) procedimentos diagnósticos e intervenções realizadas em ambulatério quando se deseja recuperação rápida com boas condições de orientação, deambulação e equilíbrio. A anestesia com Hypnomidate pode ser administrada a pacientes portadores de epilepsia, glaucoma ou porfiria, sem riscos adicionais.

Efeito Colateral :

Após Administração de etomidato, o paciente pode apresentar náusea ou vômito (principalmente devido ao uso concomitante de opiides), tosse, soluos e calafrios. Devido ao risco de depressão respiratéria e apnia, há necessidade de equipamento de reanimação disponível. reações alérgicas, incluindo raros casos de broncospasmo e reações anafilactides, tém sido relatadas. Foram também relatados casos raros de laringospasmos, arritmia cardíaca e convulsões. Movimentos clínicos e espontneos podem ocorrer em Vários grupos musculares, sobretudo se não tiver sido administrada nenhuma medicação pré-anestásica. Estes movimentos são atribudos a uma desinibição a nível subcortical e podem ser evitados em grande parte, pela administração intravenosa de pequenas doses de Fentanil ou Diazepam, 1 a 2 minutos antes da indução por Hypnomidate. O paciente poderá, Às vezes, sentir dor no local da injeção, principalmente se ela for aplicada em veias de pequeno calibre. Isto pode ser prevenido pela administração de pequenas doses de Fentanil ou Alfentanil. A indução com o etomidato pode estar associado com queda de níveis plasmáticos de cortisol e que não respondem a injeções de ACTH. Este fato, porêm, não está associado com alterações nos sinais vitais ou com aumento da morbidade. A indução com Hypnomidate pode provocar uma queda ligeira e fugaz da pressão sanguínea, devido à diminuição da resistância vascular perifrica, principalmente após Administração prvia de outros agentes hipotensores. Para alguns pacientes debilitados, nos quais a hipotensão deve ser reduzida, devem ser tomadas as seguintes

Modo de Usar :

As ampolas de Hypnomidate contém uma solução pronta para uso. Uma ampola de 10 ml contém 20 mg de etomidato, ou seja, 2 mg de etomidato por ml de solução. A dose hipnética eficaz de Hypnomidate se situa entre 0,2 e 0,3 mg/kg de peso corporal. Portanto, uma ampola e suficiente para se obter hipnose de 4 a 5 minutos de duração em adultos. Se necessário, esta dose seré adaptada ao peso do paciente. Hypnomidate deve ser injetado lentamente por via intravenosa. Como não possui atividade analgésica, recomendada a administração de 1 a 2 ml de Fentanil por via intravenosa, 1 a 2 minutos antes da injeção de Hypnomidate. Superdosagem: sintomas: uma superdose de etomidato, administrada em bolus, aprofunda o sono e pode causar depressão respiratéria e mesmo parada respiratéria; neste caso, o suporte respiratério é obrigatério. Hipotensão tem sido observada em tais casos. Tratamento: Além das medidas de suporte (por exemplo, respiração assistida), a administração de 50-100 mg de hidrocortisona (não ACTH) pode ser necessária.

Contra indicação :

Com hipersensibilidade conhecida ao etomidato.

Precauções :

Antes da indução, instalar uma perfusão para eventual manutenção da volemia. Limitar ao máximo a utilização de outros medicamentos hipotensores. Não proceder à indução sem que o paciente esteja deitado. Injetar o produto lentamente (por ex., 10 ml durante 1 minuto). Em alguns pacientes, o despertar pode ser mais lento, se tiver sido administrada dose total de Hypnomidate superior a 200 mg. Capacidade de dirigir e de operar máquinas: após procedimentos cirúrgicos de curta duração (até 15 minutos), o paciente recupera a consciência normal 30 a 60 minutos após acordar. após procedimentos de longa duração, a recuperação total da consciência acontece após 4 a 24 horas, dependendo da duração da cirurgia.

Fórmula :

Cada ml da solução injetável contém: etomidato2 mg; excipientes: propilenoglicol e água para injeção.

Fabricante :

Cilag farmacêutica Ltda.

Rua Gerivatiba, 207, Butantã
CEP 05501-900, São Paulo, SP

Medicamentos do mesmo fabricante :

Ascaridil, Belara, Cilergil, Concerta, Droperidol, Enteropride, Evra, Fentanil, Floxstat, Frefest, Hismanal, Hypnomidate, Inoval, Itranax, Levaquin, Mebendazol, Ms long, Mylicon, Nerizina, Orap, Paracetamol, Prepulsid, Rapifen, Reminyl, Retinova, Sedatoss, Semap, Stugeron, Sufenta, System
Systen, Zytiga


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.