Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Homeoflan - pomada

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Arnica montana

MEDICAMENTO HOMEOPÁTICO

Apresentação : Comprimidos – caixa com 30 comprimidos de 0,250 g em blíster - USO ORAL

Composição - Cada comprimido contém:

Arnica montana 6CH................. 0,00417 ml
Rhus toxicodendron 6CH.......................... 0,00417 ml
Belladonna 5CH................ 0,00417 ml
Aconitum napellus 5CH 0,00417 ml
Symphytum officinale 6CH..................... 0,00416 ml
Hypericum perforatum 5CH............... 0,00416 ml
Excipiente qsp.......................................... 0,250 g
Excipiente: Lactose, Celulose e Estearato de
Magnésio Vegetal

Indicações:

Este medicamento é utilizado como auxiliar no tratamento de processos inflamatórios

A indicação deste medicamento só poderá ser alterada a critério do prescritor.

Farmacocinética :

Este é um medicamento homeopático composto, preparado segundo os fundamentos da homeopatia e de acordo com as técnicas descritas na Farmacopéia Homeopática Brasileira. Age através do princípio da Lei dos Semelhantes. Os componentes da fórmula deste medicamento foram devidamente experimentados em humanos. Essas pessoas relataram os sinais e sintomas que apresentaram durante a experimentação. Pacientes que venham relatar ao clínico sintomas semelhantes aos experimentados podem usar este medicamento.

Modo de Usar :

A dose sugerida para adultos é de 1 comprimido, três vezes ao dia e crianças 1 comprimido 2 vezes ao dia.
Os comprimidos poderão ser dissolvidos na boca ou com água.
Se você esquecer de tomar uma dose, você não deve duplicar a dose na próxima.
Antes de usar observe o aspecto do medicamento.
Os comprimidos são brancos e com um símbolo AP gravado em um dos lados.
Não é necessário acordar à noite para tomar o medicamento homeopático.
Mantenha sempre a dose ou o modo de tomar sugerido nesta bula.
Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas, procure orientação do prescritor.

Contra indicação :

Ainda não são conhecidas a intensidade e frequência das reações adversas no uso dos medicamentos homeopáticos.

Se o paciente for hipersensível aos componentes da fórmula, o seu médico deve ser informado, bem como no aparecimento de sintomas novos, agravação de sintomas atuais ou retorno de sintomas antigos.
Este medicamento contém LACTOSE.

Como devo proceder no caso de gravidez ou no período de lactação?

Informe seu médico sua gravidez durante o tratamento ou após o seu término. Informe ao médico se estiver
amamentando.

O que fazer se alguém usar uma grande quantidade deste medicamento de uma só vez?

O que fazer em caso de ingestão acidental ou intencional do medicamento?

A melhor conduta numa destas situações é a de espera e observação. Aumente a ingestão de líquidos. Caso ocorram vômitos ou enjôos, procure ajuda emergencial médica.

Em caso de ingestão acidental e/ou ingestão acima da dose sugerida ou, ainda, em caso de sintomas que causem mal estar durante o tratamento, procure seu médico.

Onde e como devo guardar este medicamento?

O prazo de validade deste medicamento é de 24 meses a partir da data de fabricação (vide embalagem), desde que observadas as condições necessárias de armazenamento.

Não tome medicamento com prazo de validade vencido, pois, além de não obter o efeito desejado, você estará prejudicando sua saúde.

Para sua segurança, mantenha o medicamento na embalagem original até seu uso total. Conserve o medicamento em local fresco, seco e ao abrigo da luz. Manter em temperatura ambiente (15° à 30°C). Feche a embalagem adequadamente logo após o uso. Proteger da luz solar e de fontes de irradiação eletro magnética, como por exemplo:forno de microondas, aparelho celular, televisão, etc.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DE CRIANÇAS.

Informações gerais

O que devo saber sobre o medicamento homeopático ?

O medicamento homeopático pode ser indicado de acordo com as Escolas Médicas Homeopáticas existentes: Unicista ou Complexista. Na Unicista, o tratamento é feito com um único medicamento e “o medicamento homeopático é indicado segundo a individualidade de cada paciente e não para doenças específicas”. Neste caso, “a dose do medicamento é individualizada para cada paciente”. Na Complexista, o clínico prescreve dois ou mais insumos ativos homeopáticos num único frasco, que é chamado de Complexo Homeopático. São indicados para o tratamento de enfermidades específicas, com comprovada ação terapêutica descrita nas Matérias Médicas Homeopáticas e com a similitude (semelhança) dos sintomas dessas doenças.

Use o medicamento dentro do prazo de validade.

Contribua com o tratamento: relate ao prescritor todos os tratamentos que você já fez ou está fazendo. Atenda às sugestões do prescritor, para quse seu tratamento seja eficaz.

Consulte um clínico regularmente. Ele avaliará corretamente a evolução do tratamento. Siga corretamente suas orientações.

Não observando o resultado esperado, consulte o prescritor ou farmacêutico.

Não se automedique, pode ser prejudicial à saúde e dificultar o diagnóstico correto do médico.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Características farmacológicas com base nos fundamentos da Homeopatia:

É um medicamento homeopático composto, obtido pelo método Hahnemanniano, cujos componentes da fórmula têm suas principais ações descritas nas Matérias Médicas Homeopáticas:

ARNICA MONTANA: Principal medicamento de traumatismos, contusões e pancadas com hematomas; acelera a reabsorção de hematomas e previne a supuração e outras condições sépticas; piora com clima úmido e frio; dores; age nos músculos; contusões e traumatismos; útil mesmo quando os traumatismos foram curados; esforço muscular; ação rápida de curta duração.

RHUS TOXICODENDRON: dores reumáticas que pioram ao começar a movimentar-se e melhoram à medida que prossegue; dores que pioram ou aparecem no frio úmido; dores como se houvesse luxado ou torcido; inflamações por frio úmido; afeta principalmente tecido fibroso, ligamentos e tendões; dores nas extremidades que melhoram com o movimento; dores articulares; dores rasgantes; rigidez dolorosa nos membros; tremores após esforço; agrava pela umidade, à noite, tempo frio e úmido.

BELLADONA: Processos de dores agudas e violentas, com inflamação e febre; rosto vermelho vivo; olhar brilhante; taquicardia por febres; calor violento que se irradia intensamente; rubor vermelho vivo; ardor como fogo; inchaço e grande dor; dores martelantes, pulsáteis, perfurantes, picantes, ardentes, compressivas como se rapassem; boca seca sem sede; hipersensibilidade; dores e convulsões: melhora repousando; apropriado aos que são muito sensíveis ao frio e por correntes de ar.

ACONITUM NAPELLUS: Dores intoleráveis causando grande ansiedade e desespero, fazendo gritar; dores que pioram a noite com grande inquietude; violentos transtornos inflamatórios agudos geralmente febris; inflamação ao se expor ao frio, ao qual são muito sensíveis; afeta os nervos com formigamento e prurido seguido de adormecimento; dor intolerável aguda que se acompanha de agitação extrema, angústia e medo; inflamação brusca e violenta sem supuração; inflamações reumáticas agudas das articulações com dor, vermelhidão e inchaço das partes afetadas; grande sensibilidade ao contato e agravação a noite.

SYMPHYTUM OFFICINALE: Inflamações ósseas; específico para traumas causados por objetos sem corte que lesam mas não penetram; fraturas que não se consolidam facilmente; inflamação de ossos; facilita a união de ossos fraturados;
favorece a produção do calo ósseo, traumas mecânicos, transtornos consequentes a pancadas, contusões e golpes; hipersensibilidade do osso no ponto da fratura.

HYPERICUM PERFORATUM: Traumatismos cirúrgicos ou acidentais especialmente em zonas ricamente enervadas;
dores agudas intensas; importante no pré e pós operatório; adormecimento de pés e mãos, fraturas compostas; dor ciática ou reumatismo por causa de traumatismo; dores após feridas.
Indicação: auxiliar no tratamento de processos inflamatórios.

Contra-indicações:

Ainda não são conhecidas a intensidade e frequência das reações adversas no uso dos
medicamentos homeopáticos. Hipersensibilidade aos componentes da fórmula

Posologia sugerida:

A dose sugerida para adultos é de 1 comprimido, três vezes ao dia e para crianças é de 1 comprimido duas vezes ao dia.

Em caso de esquecimento de Administração, o paciente não deverá duplicar a quantidade de medicamento na próximatomada.

Não é necessário acordar à noite para tomar o medicamento homeopático.

A conduta em caso de superdosagem ou ingestão acidental e/ou intencional de medicamentos homeopáticos é a de espera e observação. Aumentar a ingestão de líquidos. Caso ocorram vômitos ou enjôos, por causa de superdosagem, procedecer a lavagem gástrica e/ou intestinal.

Advertências/Interações Medicamentosas:/Reações advesas e alterações de exames laboratoriais:

Ainda não são conhecidas a intensidade e frequência das reações adversas, Interações Medicamentosas: e alterações de exames laboratoriais com o uso dos medicamentos homeopáticos .

As orientações e recomendações previstas na bula estão relacionadas à via de Administração indicada. O uso por outras vias pode envolver risco e devem estar sob a responsabilidade do prescritor.
Este medicamento contém LACTOSE.

Não requer recomendações especiais em pacientes idosos.

Alterações de exames laboratoriais

Não são totalmente conhecidas as limitações do uso dos medicamentos homeopáticos na gravidez, nem no período de lactação. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação do médico ou do cirurgiãodentista.

O medicamento homeopático deverá ser conservado na embalagem original em local fresco, seco e ao abrigo da luz.

Deverá ser mantido em temperatura ambiente (15° à 30°C). Evitar o contato com equipamentos que emitam radiações.

Este é um medicamento homeopático.

SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR, NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ
SER CONSULTADO.

Fabricante :

FARMÁCIA E LABORATÓRIO HOMEOPÁTICO ALMEIDA PRADO LTDA.

Praça Benedito Calixto 129/133 – São Paulo-SP
CNPJ 60.862.208/0001-41 - Indústria Brasileira
Serviço de Atendimento ao Consumidor: 0800-116311

Medicamentos do mesmo fabricante :

almeida-prado 01, almeida-prado 02, almeida-prado 03, almeida-prado 04, almeida-prado 05, almeida-prado 06, almeida-prado 07, almeida-prado 08, almeida-prado 09, almeida-prado 10, almeida-prado 14, almeida-prado 18, almeida-prado 19, almeida-prado 20, almeida-prado 22, almeida-prado 24, almeida-prado 28, almeida-prado 30, almeida-prado 32, almeida-prado 33, almeida-prado 35, almeida-prado 37, almeida-prado 40, almeida-prado 42, almeida-prado 46, almeida-prado 48, almeida-prado 49, complexo homeopatico baryta, complexo homeopatico gelsemium, complexo homeopatico hydrastis, complexo homeopatico ignatia, complexo homeopatico senna, complexo isotropico sabila, homeofla, homepax, klimakt-heel


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.