Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Gonal - para que serve

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Folitrofina Alfa e Hormonio Foliculo-estimulante Recombinante.

Apresentação : Caixa com 1 ampola do liofilizado e 1 ampola de solvente da 1 ml para ambas as Apresentações: gonal-f 75 ui e gonal-f 150 ui.

Indicação : A medicação deve apenas ser usada sob supervisão rigorosa de um médico. GONAL-F, seguido de gonadotrofina coriúnica humana (hCG), recomendado para o estémulo do desenvolvimento folicular e ovulação em mulheres com disfunção hipotAlémica-pituitéria (grupo II OMS) que apresentam oligomenorria ou amenorria. A maioria destas pacientes apresenta doença ovariana policstica (PCOD). GONAL-F é indicado para o estémulo do desenvolvimento multifolicular em pacientes que passam por superovulação em Técnicas de reprodução assistida (ART), como fertilização in vitro (IVF), transferncia intrafalopiana de gameta (GIFT) e transferncia intrafalopiana de zigoto (ZIFT).

Efeito Colateral :

reações no local da injeção, febre e artralgias tém sido relatadas também após Administração de urofolitrofina e menotrofina. Sob tratamento com GONAL-F, a possibilidade de um hiperestémulo ovariano deve ser levada em consideração. Os primeiros sintomas de um hiperestémulo ovariano são dor na regio baixa do abdômen, possivelmente em combinação com náuseas, vômitos e ganho de peso. Em casos sários, porêm raros, uma síndrome de hiperestémulo ovariano com oVários aumentados pode ocorrer junto com um possível acmulo de fluidos no abdômen ou trax, bem como complicações tromboemblicas mais sries. Em casos raros, este últim também pode ser encontrado independentemente de uma síndrome de hiperestémulo ovariano. Caso os sintomas citados ocorram com o tratamento de GONAL-F, indica-se um exame médico cuidadoso. Tratamento com GONAL-F deve ser descontinuado nestes casos e o tratamento com hCG para indução da ovulação deve ser abandonado. A Incidência de gravidez múltipla é aumentada pelo GONAL-F, como os outros agentes usados para estimular a ovulação. A maioria das concepções múltiplas tem sido de gmeos. Na IVF, está relacionada ao nmero de embries transferidos. Em casos raros, tromboembolia arterial tem sido associada a terapia de menotrofina/gonadotrofina coriúnica humana, Isto pode ocorrer também com terapia de GONAL-F/hCG.

Advertência

Uso durante a gravidez e na lactação: GONAL-F não deve ser administrado no caso de gravidez e na lactação.

Fórmula :

GONAL-F 75 UI: Cada ampola contém: Folitrofina alfa 75 UI de hormnio folculo-estimulante recombinante. GONAL-F 150 UI: Cada ampola contém: Folitrofina alfa 150 UI de hormnio folculo-estimulante recombinante.

Contra indicação :

GONAL-F está contraindicado, por razes de segurança, em: gravidez; aumento ovariano ou cisto não-devido à doença ovariana policstica; hemorragias ginecológicas anormais; carcinoma ovariano, uterino ou mamrio; tumores do hipotlamo ou da glndula pituitéria; hipersensibilidade ao GONAL-F. GONAL-F está contra indicado quando uma resposta efetiva não pode ser obtida, como em; insuficiência ovariana primria; malformações dos rgos sexuais incompatéveis com gravidez; tumores fibrides do étero incompatével com gravidez.

Interação Medicamentosa :

O uso concomitante de GONAL-F com outros agentes usados para estimular a ovulação pode potencializar a resposta folicular, enquanto que o uso concomitante da dessensibilização da pituitéria induzida pelo agonista GnRHa pode aumentar a dose da GONAL-F, necessária para fazer surgir uma resposta ovariana adequada.

Modo de Usar :

GONAL-F destina-se é Administração subcutânea ou intramuscular. O Pó deve ser reconstituído com o diluente imediatamente antes do uso. A fim de evitar a aplicação da grandes volumes, o conteúdo de até 3 ampolas de GONAL-F 75 ou 150 pode ser dissolvido em 1 ml de solvente. Mulheres com disfunção hipotAlémica-pituitéria que apresentam oligomenorria ou amenorria (grupo II OMS): O objetivo da terapia com GONAL-F é o de desenvolver um único folculo de Graaf maduro, do qual o ovo ser liberado após a administração de hCG. GONAL-F pode ser dado durante um perãodo de injeções diárias. Em pacientes menstruadas, o tratamento deve comear dentro dos primeiros 7 dias do ciclo menstrual. O tratamento deve ser ajustado resposta individual da paciente conforme avaliado pela medição; tamanho do folculo por ultra-som e (ou) secreção de estrognio. Um regime comumente usado comea com 75-150 UI FSH por dia e é aumentado em 37,5 UI (até 75 UI) a intervalos de 7 ou 14 dias, se necessário, para obter uma resposta adequada, mas não excessiva. Se uma paciente não responder adequadamente após 5 semanas de tratamento, aquele ciclo deve ser abandonado. Quando é obtida uma resposta tima, injeção única de até 10.000 UI (Profasi( HP hCG deve ser administrada 24-48 horas após a última injeção da GONAL-F. Recomenda-se que a paciente tenha relação sexual no dia da administração de hCG e no dia seguinte. Se for obtida uma resposta excessiva, o tratamento deve ser interrompido e a aplicação do hCG, suspensa. O tratamento deve recomear no próximo ciclo com dosagem menor do que aquela do ciclo anterior. Estimulação ovariana para fertilização "in vitro" e outras Técnicas de reprodução assistida: Um regime de superovulação envolve a administração de 150-225 UI de GONAL-F por dia, comeando nos dias 2 ou 3 do ciclo. O tratamento continua até que seja atingido desenvolvimento folicular adequado (avaliado pelo controle das concentrações de estrgeno no soro e (ou) ultra-som), com a dose ajustada de acordo com a resposta da paciente, geralmente não mais que 450 VI por dia. Uma única injeção da até 10.000 UI hCG (Profasi HP) é administrada 24-48 horas após a última injeção de GONAL-F para induzir a maturação final do folculo. Down-regulation com agonista do hormnio liberador de gonadotrofina (GnRHa) é usado agora comumente. a fim de suprimir o aumento de LH endgeno e para controlar os níveis túnicos de LH. Em um protocolo comumente usado, GONAL-F iniciado aproximadamente 2 semanas após o inicio do tratamento com o agonista, ambos sendo continuados até ser obtido desenvolvimento folicular adequado. Por exemplo, após tratamento de duas semanas com um agonista, 225 UI de GONAL-F são administrados por via subcutânea ou intramuscular durante os primeiros 7 dias. A dose então ajustada de acordo com a resposta ovariana e por constante monitorização.

Fabricante :

Merk Brasil S/A

CNPJ 33.069.212/0001-84
Estrada dos Bandeirantes, 1099
Rio de Janeiro - RJ - CEP 22710-571 Indústria Brasileira

SAC Farmacêutica - 0800 727 7293
contato.merck@merck.com.br
SAC Química - 0800 727 7292
quimica@merck.com.br


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular