/calcitab-d-carbonato-de-calcio-colecalciferol-
Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Glypressine - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Terlipressina

Apresentação : 1mg/5ml, Pó e solvente para solução injetável

O que é Glypresssine E para que é utilizado

Como Atua Glypresssine?
A terlipressina diminui a pressão portal nos doentes que apresentam hipertensão portal; estaredução resulta de uma vasoconstricção no territério esplúnico.

Indicações:
Tratamento de urgência das hemorragias digestivas por rotura das varizes esofgicas tratando-sede um tratamento específico.
Tratamento de urgência do síndrome Hepato-Renal de tipo 1, definida segundo as caractersticasdo CIA (Club International de l?Ascite)

2. ANTES DE UTILIZAR Glypresssine

Não utilize Glypresssine:
Contra-Indicaçõesabsolutas:
- gravidez
- choque de origem sptica
- alergia (hipersensibilidade) à substância ativa ou a qualquer um dos componentes.

Contra-Indicaçõesrelativas:
- insuficiência coronária ou antecedentes de enfarte do miocárdio;
- alterações do ritmo cardíaco;
- hipertensão arterial não controlada;
- insuficiência vascular cerebral ou perifrica;

- asma, insuficiência respiratéria;
- insuficiência renal crônica;
- idade superior a 70 anos.

Tome especial cuidado com Glypresssine:
A terlipressina deve ser administrada unicamente por via intravenosa. Com efeito, a passagemextra-venosa do produto É sucetível de provocar uma necrose cutânea.
A evolução da frequência cardíaca e da tensão arterial devem ser controladas durante otratamento.
Deve-se vigiar a diurese e o ionograma sanguíneo particularmente nos casos em que o tratamentose prolonga durante Vários dias.
No caso do tratamento do síndrome hepato-renal, Deverá assegurar-se partida que o doente sofrede insuficiência renal aguda e que esta insuficiência renal não responde a uma reposição devolume apropriada.

Utilizar Glypresssine com outros medicamentos:
Informe o seu médico ou farmacêutico se estiver a tomar ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos obtidos sem receita médica.
Não foi efectuado nenhum estudo específico sobre as Interações Medicamentosas:.

Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.
GLYPRESSINE está contra-indicada durante a gravidez (experiências em animais revelam umefeito embrio-feto-txico).

Condução de veículos e utilização de máquinas:
Não aplicvel.

3. COMO UTILIZAR Glypresssine

Utilizar Glypressine sempre de acordo com as Indicaçõesdo médico Fale com o seu médico oufarmacêutico se tiver dúvidas.

Nas rupturas das varizes esofgicas:
Uma injecção de 4 em 4 horas; em uma dose ajustada ao peso do doente:inferior a 50 kg: 1,0 mgentre 50 e 70 kg: 1,5 mgsuperior a 70 kg: 2,0 mg
No estado Atual da experiência clínica, a duração do tratamento não Deverá ultrapassar os 5 dias.
No síndrome hepato-renal:
3 a 4 mg por 24horas em 3 ou 4 administrações .
Na ausência de qualquer diminuição da creatinmia ao fim de 3 dias de tratamento, aconselhável suspender o tratamento com Glypressine.
Nos outros casos, o tratamento com Glypressine Deverá continuar até obtenção ou de umacreatinmia inferior a 130 mol/litro ou de uma diminuição de pelo menos 30% da creatinmiaem relação ao valor medido aquando do diagnóstico do síndrome hepato-renal.
A duração média do tratamento padro é de 10 dias.

Se utilizar mais Glypresssine do que deveria:

Em caso de hipertensão grave, poderá ser instituído um tratamento com um vasodilatador ?bloqueante.
Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médico oufarmacêutico.

4. Efeitos secundários POSSVEIS

Como os demais medicamentos, Glypressine pode causar efeitos secundários, no entanto estesnão se manifestam em todas as pessoas.

Os efeitos indesejáveis menores são pouco frequentemente registados:
- acrocianose;
- dores abdominais, diarreias;
- cefaleias.
Os efeitos indesejáveis mais graves por vezes observados são:
- hipertensão particularmente nos doentes hipertensos (na maior parte das vezes, a tensãoretrocede espontaneamente).
- bradicárdia;
- insuficiência coronária nos doentes que correm esse risco.

5. COMO CONSERVAR Glypresssine

Manter fora do alcance e da vista das crianças.
Conservar a temperatura inferior a 25ºC. Proteger da luz.
A solução reconstituída Deverá ser utilizada durante as 12 horas seguintes.

Não utilize Glypressine após expirar o prazo de validade impresso na embalagem exterior, aseguir a Val. O prazo de validade corresponde ao últim dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico. Deve devolvertodos os medicamentos antigos e não utilizados ao seu farmacêutico. Estas medidas irão ajudar aproteger o ambiente.

6. Outras informações

Qual a composição de Glypresssine
- A substância ativa é terlipressina (sob a forma de acetato)
- Os outros componentes são:
Pó liofilizado: manitol, ácido clordrico.
Solvente: cloreto de sódio, ácido clordrico e água para injetáveis.

Conteúdo das embalagens
1 frasco para injetável (Pó liofilizado doseado a 1 mg) + 1 ampola de solvente (5 ml);
5 frascos para injetável (Pó liofilizado doseado a 1 mg) + 5 ampolas de solvente (5 ml).

Fabricante :

Ferring Portuguesa ? Produtos farmacêuticos, Sociedade Unipessoal, Lda.
Rua Prof. Henrique de Barros, Edifício Sagres, Piso 8 Sala A
2685-338 PRIOR VELHO


A