Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Glipizida - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : glipizida

Apresentação : Caixa contendo 3 blisters com 10 comprimidos cada.

Indicação : Adjuvante da dieta em pacientes com diabetes melito insulinodependente (tipo II) cuja hiperglicemia não pode ser controlada apenas pela dieta.

Efeito Colateral :

Hipoglicemia quanto tomado em excesso, náusea, plenitude epigástrica, azia, reações cutâneas alérgicas, eczema, prurido, eritema, urticária, erupções morbiliformes ou maculopapulares, reações liquenceas leucopenia, trombocitopenia, anemia aplástica, agranulocitose, anemia hemoltica, pancitopenia e porfiria hepática. reações semelhantes s causadas pelo dissulfiram, fraqueza, fadiga, parestesia, tinido, tontura, vertigem, mal-estar e cefaleia.

Precauções :

Deve-se levar em consideração a relação risco/benefício quando existem os seguintes problemas médicos: condição fsica debilitada, febre alta, insuficiência adrenal não tratada, insuficiência hepática, insuficiência hipofisria não tratada, insuficiência renal não tratada, insuficiência da tiráide, m nutrição, náusea e vômito prolongado, sensibilidade aos agentes hipoglicemiantes orais ou s sulfonamidas ou aos diuréticos tiazdicos. Interações Medicamentosas:: diminui a ação hiperglicmica do diazxido parenteral. Pode aumentar a biotransformação da digoxina. álcool pode causar reação semelhante provocada pelo dissulfiram. álcool, alopurinol, andrognios, antiinflamatórios não esteroides, captopril, cimetidina, clofibrato, cloranfenicol, dicumarol, esteroides anabolizantes, fenfluramina, fenformina, fenilbutazona, guanetidina, inibidores de MAO, insulina, probenecida ou sulfonamidas aumentam o risco de hipoglicemia. Cetoconazol ou miconazol diminuem a sua biotransformação. Clorpromazina, fenitona ou tiazdicos inibem a liberação de insulina endgena e podem causar hiperglicemia. Fenobarbital ou rifampicina podem aumentar a biotransformação. Supressores de apetite podem alterar as concentrações de glicose sanguínea.

Fórmula :

Cada comprimido contém: glipizida 5 mg;excipientes: lactose, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, dióxido de silício e estearato de magnésio.

Contra indicação :

Hipersensibilidade às sulfoniluréias, diabetes juvenil, insuficiência renal e hepática grave, gravidez, lactação, acidose significante, cetoacidose, cetose significante, grande cirurgia, coma diabético, infecção grave, queimaduras graves, trauma grave e pacientes geritricos.

Modo de Usar :

Via oral, deve ser individualizada. Para maior eficácia, deve ser administrado 30 minutos antes de uma refeição. A dose inicial de 5 mg (1 comprimido) antes do desjejum. Pacientes idosos ou aqueles com doença hepática podem receber inicialmente 2,5 mg. A dose diária de 40 mg. Superdosagem: a superdosagem de sulfoniluréias pode causar hipoglicemia grave. Tratamento: sintomas de hipoglicemia leve, sem perda de consciência ou sintomas neurológicos devem ser tratados imediatamente com glicose via oral e, ajuste na dose da droga e/ou no padro de alimentação. Cuidadosa observação médica Deverá ser feita até que se assegure que o paciente esteja fora de perigo. reações hipoglicmicas severas com convulsões, coma e outros distúrbios neurológicos, não ocorrem com frequência, mas devem ser consideradas como emergências médicas, requerendo hospitalização imediata. Se houver suspeita ou for diagnosticado coma hipoglicmico, o paciente deve receber uma rápida injeção intravenosa de solução glicosada concentrada (50%). Este procedimento deve ser seguido por uma infusão contínua de solução glicosada mais diluda (10%) em uma velocidade de infusão que mantenha níveis de glicemia acima de 100 mg/dl. Esses pacientes devem ser cuidadosamente observados por um perãodo mínimo de 24 a 48 horas, uma vez que a hipoglicemia pode ocorrer após aparente melhora clínica.

Fabricante :

Fabricante : Neo Química Comércio e Indústria Ltda.

Rua Rangel Pestana, 1171 - Sapiranga,
Fortaleza, CE - CEP: 60833-012

Medicamentos do mesmo fabricante :

Asmapen, Ateneo, Atenoric, Boldopeptan, Bontoss, Butazil, Digesprid, Doralgina, Doxiciclina, Ductopan, Estomagel, Eucaliptol, Ferrotonico b12, Fungimax, Gerivix, Glipizida, Gonol, Histamin, Ibufran, Magnostase, Massageol, Metformina, Mucocistein, Neoflogin, Neossolvan, Neosulida, Neotoss, Neotrin, Neovermin, Nifedipina, Ouvidonal, Quadrilon, Resfry, Rifamp, Sulfiram, Ulcinax, Verapamil


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular