Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Glimepirida- Alter 1 mg - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : glimepirida

Classe terapêutica : Antidiabético

Apresentação :

Glimepirida ALTER 2 mg Comprimidos
GLIMEPIRIDA ALTER 3 mg Comprimidos
GLIMEPIRIDA ALTER 4 mg Comprimidos

Indicações:

A glimepirida é uma substância que pertence ao grupo das sulfonilureias, cuja ação faz baixar os níveis de açúcar no sangue. Assim a glimepirida está indicada na diabetesmellitus tipo 2, desde que não possa ser adequadamente controlada por dieta, exercíciofísico e redução de peso.

2 ANTES DE TOMAR GLIMEPIRIDA ALTER

Não tome Glimepirida Alter se:

- for alérgico glimepirida ou a outro dos componentes do medicamento;
- for alérgico a outros medicamentos da mesma classe que a glimepirida, tais comosulfonilureias ou sulfonamidas;
- for diabético tipo 1 (insulinodependente);
- apresentar cetoacidose;
- apresentar insuficiência renal ou hepática.

Tome especial cuidado com Glimepirida Alter

Deve tomar as refeições em intervalos regulares, uma vez que se não o fizer ou seesquecer de alguma refeição, o tratamento com glimepirida pode levar a hipoglicmia
(quantidade insuficiente de açúcar no sangue). A hipoglicmia também pode serprovocada por alterações na sua alimentação, por exercício físico intenso, situações destress, dose em excesso de glimepirida ou Administração de outros medicamentos (veruso com outros medicamento). O idosos são mais sucetíveis hipoglicmia.
Os sintomas de hipoglicmia podem incluir: dor de cabeça, fome voraz, náuseas,vômitos, tonturas, sono perturbado, inquietude, agressividade, depressão, confusão,perturbações visuais e da fala, tremor, tonturas, perda de auto-controlo, delírio,convulsões cerebrais, sonolência e perda de consciência até situações mais graves comocoma, respiração superficial e bradicardia. Informe os seus familiares e amigos sreconhecer estes sinais. Estes sintomas podem ser controlados quase sempre pelaingestão de açúcar. Os adoantes artificiais não tém efeito. Se a hipoglicmia for muitograve recomenda-se a hospitalização.

O tratamento com glimepirida exige monitorização dos níveis de glucose no sangue ena urina. Para Além disso, recomendada a determinação da hemoglubina glicosilada.

necessário um controlo regular do hemograma (especialmente leuccitos etrombcitos) e da função hepática durante o tratamento com glimepirida.

Informe o seu médico se sofre de deficiência em glucose-6-fosfato desidrogenase antesde tomar este medicamento.

Gravidez e aleitamento

A glimepirida está contra-indicada em caso de gravidez ou durante o perãodo dealeitamento.

Condução e uso de máquinas:

O tratamento com glimepirida pode provocar hipoglicmia, o que prejudica acapacidade conduzir ou utilizar máquinas. Desta forma deve tomar as devidas

precauções para evitar uma hipoglicmia enquanto conduz ou utiliza máquinasperigosas.

Tomar Glimepirida Alter com outros medicamentos

Informe o seu médico sobre todos os medicamentos que está a tomar, ou pretendetomar, incluindo aqueles que são obtidos sem receita médica, particularmente osseguintes medicamentos, uma vez que a sua administração com glimepirida podeprovocar hipoglicmia: fenilbutazona, azapropazona e oxifenobutazona, insulina eprodutos antidiabéticos orais, metformina, salicilatos e ácido p-amino-salicílico,esteroides anabolizantes e hormonas sexuais masculinas, cloranfenicol, anticoagulantescumarúnicos, fenfluramina, fibratos, inibidores da ECA, fluoxetina, alopurinol,simpaticolticos, ciclo-, tro- e isosfamidas, sulfimpirazona, certas sulfonamidas deação longa, tetraciclinas, inibidores da MAO, quinolonas, probenecida, miconazol,pentoxifilina (doses elevadas por via parentérica) e tritoqualina.

A ação da glimepirida pode ser diminuída quando administrada com os seguintesmedicamentos: estrogneos e gestagneos, salurticos, diuréticos tiazdicos,tireomimáticos e glucocorticóides, derivados fenotiazúnicos, clorpromazina, adrenalinae simpaticomimáticos, ácido nicotúnico (doses elevadas) e seus derivados, laxativos
(uso prolongado), fenitona, diazxido, glucagom, barbitúricos e rifampicina,acetozolamida.

O efeito dos derivados da cumarina (ex.: varfarina) pode ser potenciado ou diminuídopela glimepirida.

Não se recomenda a ingestão de álcool durante o tratamento com glimepirida uma vezque este afeita a sua ação de maneira imprevisível.

Informaçães importantes sobre alguns componentes de Glimepirida Alter:

Este medicamento contém lactose mono-hidratada. Se foi informado pelo seu médicoque tem intolerância a alguns açúcares, contacte-o antes de tomar este medicamento.

Modo de Usar: GLIMEPIRIDA ALTER

Modo de Administração:

Deve tomar este medicamento de acordo com as Indicaçõesdo médico e não altere asIndicaçõespor ele dadas. Fale com o seu médico ou farmacêutico se tiver dúvidas.
A glimepirida deve ser tomada pouco antes ou durante uma refeição.

Modo de usar :

A dose que teve tomar ser estabelecida pelo seu médico de acordo com o tipo eseveridade da sua doença.

A dose inicial é de 1 mg de glimepirida por dia. Se for alcançado um bom controlometabólico, esta dose pode ser tomada como terapêutica de manutenção.

Em caso de controlo insatisfatério, a posologia tem de ser aumentada gradualmente emfunção do controlo da glicmia, com intervalos de cerca de 1 a 2 semanas entre cadaaumento da dose para 2 mg, 3 mg ou 4 mg de glimepirida por dia.

Posologias superiores a 4 mg de glimepirida por dia s dão melhores resultados emcasos excepcionais. A dose máxima recomendada é de 6 mg de glimepirida por dia.

Duração do tratamento

O seu médico indicar-lhe-é a duração do seu tratamento com GLIMEPIRIDA ALTER.
Mesmo que se sinta melhor, não suspenda o tratamento antes do indicado pelo seumédico, uma vez que o tratamento poderá não ser eficaz.

Se tomar mais GLIMEPIRIDA ALTER do que deveria:

Suspenda a utilização do medicamento e consulte imediatamente seu médico ou seufarmacêutico. Em caso de sobredosagem ou ingestão acidental, consultar o Centro de
intoxicações (808 250 143), indicando o medicamento e a quantidade ingerida.

Após ingestão de uma sobredosagem, pode ocorrer hipoglicmia que pode durar 12 a 72horas e que pode recorrer após recuperação. Os sintomas podem ocorrer até 24 horasapós ingestão. Recomenda-se observação num hospital.
O tratamento consiste essencialmente em prevenir que a glimepirida seja absorvidainduzindo o vômito e bebendo em seguida água ou limonada com carvo ativado
(adsorvente) e sulfato de sódio (laxante).

Caso se tenha esquecido de tomar GLIMEPIRIDA ALTER:

Deve tomar este medicamento dentro do horrio recomendado pelo médico. Mas se seesquecer de tomar uma dose, volte a tomar o medicamento o mais rpido que se sejapossível, continuando o tratamento da forma prescrita.
No entanto se faltar pouco tempo para a dose seguinte, preferível não tomar a doseque foi esquecida e tomar a dose seguinte no horrio previsto. Não tome uma dose adobrar para compensar a dose que se esqueceu de tomar.

Caso ainda tenha dúvidas sobre a utilização deste medicamento, fale com o seu médicoou farmacêutico.

4. Efeitos secundários POSSVEIS

Tal como todos os medicamentos a Glimepirida Alter poderá provocar alguns efeitossecundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.

Foram registados os seguintes efeitos adversos: reações cutâneas (prurido, urticária ouexantema), hipersensibilidade luz, reações alérgicas, dificuldade em respirar e quedada pressão arterial, alterações no sangue (trombocitoPónia, leucoPónia, anemia,eritrocitoPónia), hipoglicmia, náuseas, vômitos, diarreia, sensação de enfartamento edor abdominal, alterações das enzimas hepáticas e distúrbios hepáticos (icterícia),alterações da visão.

Informe o seu médico ou farmacêutico se ocorrer qualquer efeito não descrito nesteBULA INFORMATIVA, ou se um efeito usual persistir ou piorar.

5. COMO CONSERVAR GLIMEPIRIDA ALTER

Manter a Glimepirida Alter fora do alcance e da vista das crianças.

Não conservar acima de 25 C.

Verifique o prazo de validade inscrito na embalagem.
Não tome Glimepirida Alter após o final do prazo de validade indicado na caixa.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6. Outras informações

Qual a composição da Glimepirida ALTER?

A sua substância ativa é a glimepirida.
Cada comprimido contém 1 mg, 2 mg, 3 mg ou 4 mg de glimepirida.

Os restantes componentes são: lactose mono-hidratada, celulose microcristalina,carboximetilamido sódico, povidona e estearato de magnésio.

Os comprimidos de 1 mg contém ainda xido de ferro vermelho (E172)

Os comprimidos de 2 mg e de 3 mg contém ainda xido de ferro amarelo (E172)
Os comprimidos de 2 mg e de 4 mg contém ainda indigotina (E132)

Qual o aspecto de Glimepirida ALTER e conteúdo da embalagem?

A Glimepirida ALTER apresenta-se na forma de comprimidos em embalagens de 20,
30, 60 ou 90 comprimidos.

É possível que não sejam comercializadas todas as Apresentações.

possível que não sejam comercializadas todas as Apresentações.

Fabricante :

Alter, S.A.
Endereço: Estrada Marco Do Grilo - Zemouto, 2830,
Coina, Portugal
Telefone:+351 21 210 9430

Medicamentos do mesmo fabricante :

acido-alendronico-bifosal, amoxicilina-acido-clavulanico-alter, atorvastatina-alter, atorvastatina-arrowblue, atorvastatina-atorvan, atorvastatina-telvarte, atorvastatina-vartrual, atorvastatina-vastor, carvedilol-alter, ebastina-alter, ebastina-ribastex, gabapentina-alter, glimepirida-alter-1, glimepirida-alter-2, glimepirida-alter-3, glimepirida-alter-4, ibuprofeno-generis-600, indapamida-alter,

Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular