Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Gastrobário - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Sulfato de brio

Apresentação : 992 mg/g Pó para suspensão oral

Indicações:

Gastrobrio Coloidal é um meio de contraste para estudo radiológico do tratogastrointestinal.
A suspensão de sulfato de brio, quando administrada por via oral ou através de umasonda, permite detectar e avaliar anomalias do esfago, estômago e/ou intestino delgado.
a administração rectal de sulfato de brio permite detectar e avaliar anomalias do célone/ou porção terminal do intestino delgado.
O sulfato de brio em baixas concentrações é indicado na avaliação do tratogastrointestinal em exames de tomografia computorizada. também neste caso pode seradministrado por via rectal ou oral.

2. ANTES DE UTILIZAR GASTROBRIO COLOIDAL

Não utilize Gastrobrio Coloidal
- Se tem alergia (hipersensibilidade) à substância ativa ou a qualquer outro componentede Gastrobrio Coloidal.
- Nas situações em que exista obstrução ou perfuração do tubo digestivo.

Tome especial cuidado com Gastrobrio Coloidal
Em doentes com:
- história de hipertensão arterial e doença cardíaca graves.

- estenose pilrica ou outra alteração que predisponha é obstrução do intestino, como porexemplo fibrose qustica,
- fstula traqueoesofgica,
- desidratação,
- alergia s preparações de sulfato de brio,
- colite ulcerosa em fase aguda, diverticulite, ou outra doença que predisponha perfuração,
- realização recente de estudo endoscpico do tubo digestivo, especialmente se foiefectuada biopsia.
Recomenda-se um perãodo mínimo de 48 horas (preferencialmente de 1 a 2 semanas)entre a realização de uma endoscopia com biopsia e a realização de um estudoradiológico contrastado. Em doentes com hemorragia digestiva alta, o contraste deve serapenas administrado após um perãodo mínimo de 24 horas de estabilidade.

Crianças e idosos: Não se conhecem problemas específicos nestes grupos etrios.

Ao utilizar Gastrobrio Coloidal com outros medicamentos
Não se conhecem Interações Medicamentosas: após a administração oral ou rectal de
Gastrobrio Coloidal.

Gravidez e aleitamento
Consulte o seu médico ou farmacêutico antes de tomar qualquer medicamento.
O estudo radiológico contrastado do tubo digestivo não está recomendado durante agravidez, devido aos problemas para o feto resultantes das radiações.
Não foram documentados problemas durante a lactação associados ao sulfato de brio.

Condução de veículos e utilização de máquinas
Gastrobrio Coloidal não afecta a capacidade de condução e utilização de máquinas.

Informaçães importantes sobre alguns componentes de Gastrobrio Coloidal
Cada embalagem de 150 gramas contém 23,5 mg de sódio na forma de sacarina sódica.
Os doentes com dieta controlada em sódio deverão ter esta informação em consideração.

3. COMO UTILIZAR GASTROBRIO COLOIDAL

Utilizar sempre de acordo com as Indicaçõesdo médico. Fale com o seu médico oufarmacêutico se tiver dúvidas.

Diluir os 150 g de Pó de uma embalagem em cerca de 300 ml de água. O Pó não deve seradministrado na sua forma original, isto , sem ser preparado com água, dado o risco deinalação, irritação do esfago ou obstrução intestinal.
A água deve ser adicionada morna, pouco a pouco, mexendo contínua e vigorosamente,com a finalidade de obter uma suspensão homogênea de cor branca.
após preparação a suspensão pode ser administrada quer como refeição opaca, pela bocaou sonda, quer como enema, pelo recto.

Se não interferir com a preparação para a radiologia, aconselha-se uma boa hidrataçãoantes e após a administração de sulfato de brio.
A quantidade de Gastrobrio Coloidal a administrar depende do tipo de exame a realizar.

Se utilizar mais Gastrobrio Coloidal do que deveria
O sulfato de brio não é absorvido após Administração oral ou rectal, pelo que o problemada sobredosagem não se coloca.

4. Efeitos secundários POSSVEIS

Como todos os medicamentos, Gastrobrio Coloidal pode causar efeitos secundários, no entanto estes não se manifestam em todas as pessoas.
As reações adversas foram classificadas em classes de frequência usando a seguinteconvenção: Muito frequentes (>1/10); Frequentes (>1/100, <1/10); Pouco frequentes
(>1/1.000, <1/100); Raros (>1/10.000, <1/1.000;) Muito raros (<1/10.000 incluindo oscasos isolados)]
Gastrobrio Coloidal usualmente bem tolerado. Os efeitos secundários mais frequentessão a obstipação, diarreia, ou célicas abdominais.
A obstrução intestinal, a formação de fecalitos, ou a perfuração intestinal são efeitossecundários pouco frequentes.
Raramente, pode verificar-se perfuração do célon após Administração rectal. As pessoasmais sujeitas são crianças, adultos debilitados ou doentes cuja mucosa intestinal estejafragilizada por doenças inflamatórias, malignas, parasitérias ou realização recente deendoscopia e biopsia.
Outros efeitos secundários raros são: hipotensão, urticária, prurido, eritema. No caso deAdministração oral, pode verificar-se aspiração de sulfato de brio para a rvorerespiratéria. Se em pequena quantidade, desprovido de complicações. No caso deaspiração de grande quantidade pode ocorrer pneumonite ou reação granulomatosa nointerstcio pulmonar.
Muito raramente podem ser observadas alterações do electrocardiograma, arritmias,fibrilhação ventricular, bradicardia, assistolia, tromboembolismo portal, bacteriemiatransitéria, aumento da pressão intracraneana, e reações de hipersensibilidade.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar quaisquer efeitos secundáriosnão mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico

5. COMO CONSERVAR GASTROBRIO COLOIDAL

Manter os medicamentos fora do alcance e da vista das crianças.
Não conservar acima de 25ºC.
Não utilize Gastrobrio Coloidal após o prazo de validade impresso na embalagem exterior. O prazo de validade corresponde ao últim dia do mês indicado.

Os medicamentos não devem ser eliminados na canalização ou no lixo doméstico.
Pergunte ao seu farmacêutico como eliminar os medicamentos de que já não necessita.
Estas medidas irão ajudar a proteger o ambiente.

6. Outras informações

Qual a composição de Gastrobrio Coloidal

A substância ativa é o sulfato de brio coloidal.Cada dose de 150 g contém 148,8 g desulfato de brio coloidal.
Os outros componentes são: sacarina sódica e essência de limão (Pó).

Qual o aspecto de Gastrobrio Coloidal e conteúdo da embalagem
Gastrobrio Coloidal é apresentado em Pó para suspensão, embalagens de 150 g ou 20
Kg.
É possível que não sejam comercializadas todas as Apresentações.

Fabricante :

BIAL ? Portela & C, S.A.
é av. da Siderurgia Nacional
4745-457 S. Mamede do Coronad.


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.