Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Gama Venina - Medicamento

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Gamaglobulina.

Apresentação : Liofilo injetável - apresentado em embalagem com 1 frasco de infusão com 2500 mg + diluente de 50 ml + equipos de transferncia e para infusão descartveis.

Indicação : Doenças graves causadas por bactrias tais como peritonite, pneumonia, meningite, septicemia e outras infecções bacterianas. Geralmente, nestes casos, gama venina e empregado em combinação com antibioticos e agentes quimioterapicos. Infecções em pacientes com sindrome de deficiência de anticorpos. Infecções em crianças que, apoé o nascimento, ainda não estejam capazes de produzir niveis adequados de anticorpos. Doenças virais tais como herpes zoster, varicela, pneumonia e meningoencefalite. Infecções em pacientes cujo Sistema Imunológico esteja enfraquecido como resultado, por exemplo, de radioterapia ou tratamento com drogas anticancerigenas. Prevenao de danos fetais devidos a rubeola se a exposição tiver ocorrido nos 5 a 7 dias anteriores.

Efeito Colateral :

Ocasionalmente podem ocorrer agitação, taquicardia, taquipneia ou dispneia e elevação da temperatura, durante ou imediatamente apos a aplicação de gama venina, principalmente em pacientes com sindrome de deficiência de anticorpos. Em tais casos e aconselhavel infundir a solução de forma particularmente lenta, como uma infusão continua gota a gota. Se os sintomas persistirem a infusão deve ser interrompida. reações cutaneas, respiratorias e circulatorias são raras.

Fórmula :

Cada ml de solução pronta para uso contém: imunoglobulina g humana 50 mg; veículo q.s.p. 1 ml.

Contra indicação :

Em pacientes com hipersensibilidade conhecida aos constituintes do produto, o risco de hipersensibilidade deve ser ponderado em relação ao risco da molestia.

Interação Medicamentosa :

Interacoes medicamentosas: após a administração de preparados de imunoglobulinas, deve ser observado um intervalo de pelo menos 3 meses antes da administração de vacinas de vírus vivos por via parenteral (por exemplo, parotidite, sarampo, rubeola, varicela, vacinas combinadas assim como febre amarela). Não é necessário qualquer intervalo entre a administração de outros preparados de imunoglobulinas e vacinas orais (por exemplo, poliomielite, febre tifoide), vacinas contendo patogenos inativados (por exemplo, gripe) ou vacinas toxoides (por exemplo, difteria, tetano). Quando forem realizados testes sorologicos, deve ser lembrado que produtos com imunoglobulinas suprem o paciente com uma grande gama de anticorpos, os quais podem as vezes conduzir a resultados falso-positivos. Quando tais testes forem realizados, devem ser consideradas a quantidade administrada de imunoglobulinas, o intervalo de tempo entre a administração de imunoglobulina e o teste e a sensibilidade do método do teste.

Modo de Usar :

No caso de doencas bacterianas ou virais, deve ser aplicado por via intravenosa 1 a 3 ml/kg de peso corporal, dependendo da gravidade da doenca. isto deve ser repetido conforme exija o quadro clinico. no caso de cirurgias abdominais, pode ser adicionalmente instilado, por via intraperitoneal, 200 ml de gama venina, a fim de prevenir complicacoes. no caso de encefalite, meningite e meningoencefalite, gama venina deve ser administrado por via intratecal. criancas devem receber uma dose de 3 ml e adultos de 5 a 10 ml ou mais, dependendo da gravidade da doenca. antes da aplicacao, a quantidade equivalente de liquor deve ser retirada. profilaxia da rubeola fetal: aplicar 50 ml de gama venina simultaneamente com pelo menos 15 ml de imunoglobulina anti-rubeola (esta por via intramuscular) (contendo pelo menos 3000 ui de anticorpos ao virus da rubeola por ml). doses excessivas nao sao prejudiciais. administracao: gama venina e dissolvido com o diluente (agua para injecao, livre de pirogenio) por cuidadosa rotacao do frasco. agitacao vigorosa deve ser evitada. a Solução deve ser aplicada, de preferencia por via intravenosa, como uma infusao continua gota a gota (40 a 60 gotas/minuto ou 150 a 225 ml/hora), mas pode tambem ser aplicada por via intratecal ou local. gama venina deve ser administrado na temperatura do corpo. apos o preparo, a Solução deve ser usada imediatamente. o produto dissolvido pode tambem ser misturado com Solução de glicose ou levulose para administracao como infusao continua gota a gota.

Fabricante :

Sanofi-Aventis Deutschland GmbH

Endereço: Industriepark Höchst Gebäude K703, 65929 Frankfurt am Main, Alemanha
Telefone:+49 69 305 ext. 0

allegra 60 mg, allegra d, arava, arelix, cefamezin, cefrom, cepacaina, citrovit 1 g, citrovit 2 g, claforan, dermatop, dimercaprol, dolantina, equilid 50 mg, esperson nl, esperson, frisium, gama venina, gino loprox, haemaccel, halotano, lasilactona, lasix long, lasix, lesterol, loprox nl, matergam, omeprasec, orastina, os cal, pergalen, rifaldin, rulid 300 mg, rulid d, rulid, suprefact e, suprefact, vincagil


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.