Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Formocaps - bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Fumarato de Formotero e Manitol.

Apresentação :

Embalagem contendo 30 cápsulas de formocaps (fumarato de formoterol) 12 mcg
Com inalador.
Embalagem contendo 30 cápsulas de formocaps (fumarato de formoterol) 12 mcg (refil).

Indicação : Tratamento profiltico dos broncoespasmos em pacientes com doença obstrutiva reversível das vias aéreas, tais como asma brônquica, asma noturna e doença pulmonar obstrutiva crônica, com ou sem enfisema. Profilaxia de broncoespasmo induzido por exercício.
Como o efeito broncodilatador de FORMOCAPS (Fumarato de formoterol) é ainda significativo por 12 horas após a inalação, a terapia de manutenção de duas vezes ao dia pode controlar, na maioria dos casos, o broncoespasmo associado a condições crônicas, tanto durante o dia como à noite.

Efeito Colateral :

Sistema mêsculo-esqueltico: cãimbras musculares ocorrem ocasionalmente.
Sistema cardiovascular: podem ocorrer alterações mínimas da pressão arterial
e da frequência cardíaca em doses terapêuticas de formoterol. já em altas
doses podem ocorrer alterações eletrocardiogrficas mas, em geral, o formoterol
É considerado seguro em pacientes asmáticos com altas doses. Palpitações
pela via inalatéria são mais raras do que pela via oral.
Sistema metabólico: aumentos significativos da glicemia são observados com o uso de altas doses de formoterol inalatério. Quedas dose-dependentes
dos níveis séricos de potássio tém sido observadas após inalação do formoterol.
Sistema dermatológico: foram observados raramente prurido e rush cutâneo.
Sistema nervoso central: ocasionalmente ocorrem cefaleia, vertigem, ansiedade, tremores generalizados, fadiga e insônia.
Trato respiratério: alguns pacientes
apresentam tosse durante o uso de formoterol.
Pode ocorrer broncoespasmo paradoxal durante a administração de medicamentos inalatérios.
Outras: reações de hipersensibilidade, como reações anafilticas, foram bservadas
raramente.

Precauções :

Terapia antiinflamatéria: Em geral, os pacientes asmáticos que requeiram terapia regular com beta2-agonistas devem também receber doses adequadas e regulares de um agente antiinflamatório inalado (ex., corticosteróides e/ou cromoglicato sódico) ou corticosteróides orais. Quando fumarato de formoterol for prescrito, deve ser avaliada a adequação da terapia antiinflamatéria a receber. Os pacientes devem ser alertados a manter inalterada a terapia antiinflamatéria após a introdução de FORMOCAPS (Fumarato de formoterol), mesmo quando os sintomas melhorarem. A persistância dos sintomas ou o aumento do nmero de
doses de FORMOCAPS (Fumarato de formoterol) necessárias para o controle
dos sintomas indicam normalmente a piora da condição subjacente e justificam
a reavaliação médica da terapia.
Condições concomitantes: Cuidado especial e supervisão, com nfase particular
nos limites de dosagem, são necessários em pacientes tratados com FORMOCAPS (Fumarato de formoterol), quando coexistirem as seguintes
condições: insuficiência coronariana, arritmias cardíacas (especialmente
bloqueio atrioventricular de terceiro grau), desordens cardiovasculares, hipertensão e hipertireoidismo.

Contra indicação :

FORMOCAPS (Fumarato de formoterol) É contraindicado para pacientes com um histrico de hipersensibilidade ao fumarato de formoterol ou ao manitol.

Gravidez e Lactação

Classificado como categoria C pela classificação de risco durante a gestação
do FDA. Seu uso durante a gravidez deve ser evitado, a não ser que não
exista alternativa mais segura. Como outros estimulantes beta2-adrenérgicos,
o formoterol pode inibir o trabalho de parto, por seu efeito relaxante na musculatura lisa uterina.
Não se sabe se o formoterol passa para o leite materno, portanto, as mães em tratamento com o medicamento não devem amamentar.

Interação Medicamentosa :

A administração concomitante de outros agentes simpatomimáticos pode
potencializar os efeitos não desejados de FORMOCAPS (Fumarato de formoterol).
a administração de FORMOCAPS (Fumarato de formoterol) a pacientes em
tratamento com inibidores da monoaminoxidase ou antidepressivos tricclicos
deve ser conduzida com cautela, já que a ação de estimulantes beta2-adrenérgicos pode ser potencializada (risco aumentado de agitação, taquicardia
e hipomania).
O tratamento concomitante com derivados xantúnicos, esteroides ou diuréticos
pode potencializar um possível efeito hipocAlémico dos beta2-agonistas.
A hipocalemia pode aumentar a susceptibilidade a arritmias cardíacas em pacientes tratados com digitlicos, como a digoxina Os bloqueadores beta-adrenérgicos podem diminuir ou antagonizar o efeito de FORMOCAPS (Fumarato de formoterol).
Portanto, o medicamento não deve ser administrado juntamente com bloqueadores beta-adrenérgicos (inclusive Colírios), a não ser que existam razes que obriguem seu uso.

Modo de Usar :

Para uso em adultos e em crianças acima de cinco anos de idade.
Terapia de manutenção de asma:
Adultos - Inalação de 1 a 2 cápsulas (12-24mcg), duas vezes ao dia
Crianças acima de cinco anos - Inalação de 1 cápsula (12 mcg), duas vezes ao dia. Dose máxima de 24 mcg/dia.
Se necessário podem ser usadas a cada dia 1 a 2 cápsulas, adicionalmente s requeridas para a terapia de manutenção, para o alivio de sintomas. Se a necessidade de dose adicional for mais que ocasional, nova consulta médica deve ser feita e a terapia reavaliada, já que isso pode indicar uma deterioração da condição subjacente.
Terapia para broncoespasmo induzido por exercício ou antes de exposição inevitvel a alérgeno desconhecido:
Adultos - 1 cápsula (12 mcg) deve ser inalada, com aproximadamente 15 minutos de antecedncia ao esforo físico . Em pacientes com asma grave, a inalação de 2 cápsulas (24 mcg) pode ser necessária.
Crianças acima de cinco anos - 1 cápsula
(12 mcg) deve ser inalada, com aproximadamente 15 minutos de antecedncia. A
medicação irá assegurar proteção contra o broncoespasmo por cerca de 8 horas.
FORMOCAPS (Fumarato de formoterol) não é recomendado a crianças com menos de cinco anos de idade.FORMOCAPS (Fumarato de formoterol) não é recomendado a crianças com menos de cinco anos de idade.
Limpeza do inalador: Para melhor conservação de seu inalador, faa uso de escova ou pincel macio, removendo resduos após cada uso. após o últim uso do dia, limpe o bocal e o compartimento da cápsula com uma haste flexvel de algodão, podendo ocasionalmente umedec-la em solução antissptica (como, por exemplo, água oxigenada 10 volumes).
Não utilize álcool, pois poderá danificar a superfcie plástica. Seguindo estes cuidados de conservação, a vida til estimada de seu inalador de 3 meses.

Superdosagem :

A superdosagem provavelmente conduzirá aos efeitos tópicos da estimulação excessiva beta-adrenrgica, a saber: náusea, vômitos, cefaleia, tremores, insônia, palpitação, taquicardia,angina, hipertensão ou hipotensão, arritmia ventricular, acidose metabólica, hipocalemia e hiperglicemia.
são indicados a suspensão da medicação , tratamentos sintomático e de suporte. recomendado monitorização cardíaca. Os casos graves devem ser hospitalizados.
Deve ser avaliado o uso de betabloqueador cardiosseletivo com extrema cautela, já que o uso desta medicação pode provocar broncoespasmo.

Uso em Idosos

A segurança e a eficácia de formocaps (fumarato de formoterol) são similares entre
Os pacientes adultos e aqueles com mais de 65 anos de idade. não há dados que indiquem o ajuste de dose.

Fabricante :

Fabricante : s Biosintética Ltda.

Medicamentos do mesmo fabricante :

adalat_oros., anangor., ansentron, arovit., avalox., baycuten-n, bayro-gel, benerva, bepantol, biocarbo, biometrox, biopaxel, biorrub, bioxifeno, bonar, brozepax, canesten, cipro, copaxone, corus_50_mg, corus_h, corus-h, deprilan_5_mg, dermomax, disgren, dysport, ephynal, eupressin, eupressin, ezulen, filgrastima, fluticaps, formocaps, gino-canesten_1, gino-canesten_3, leucovorina, lipobay, lisinopril, litiocar, loratadina, micetal, minor, miodaron, naproxeno, nicolan, nifelat, nootron, oceral, omeprazol, ondansetron, one-a-day_50, osteocalcic, osteotrat, oxcord, paclitaxel, pantopept, paracetamol, prevax, progresse, revangel, ribavirina, rupafin, saridon, sinergen, somatrop, supradyn, vincetron


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A auto-medicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.

Emagrecimento e Aumento de Massa Muscular