Site Bulário Brasil
Procure o medicamento pelo nome comercial. Vários tipos de calculadoras médicas Procure o medicamento pelo princípio ativo Procure o medicamento pela classe terapêutica Mande-nos um e-mail

Fludilat - Bula

Esta bula é um registro histórico do medicamento descrito abaixo, meramente informativo e destinado ao público em geral.

Princípio ativo : Fumarato de Benciclano.

Classe terapêutica : Vasodilatadores.

Apresentação : Caixa com 24 comprimidos. FLUDILAT RETARD: Caixa com 24 comprimidos revestidos.

Indicação : distúrbios circulatérios cerebrais e perifricos. Doenças em que coexiste redução da circulação cerebral: esclerose cerebral acompanhada de vertigens, cefaleias, zumbido dos ouvidos, alterações do sono, diminuição da capacidade psquica, falta de memria, estados apoplticos. distúrbios circulatérios das extremidades, devido é arteriosclerose: com sensação unilateral de frio, cãibras noturnas das panturrilhas, parestesias, claudicação intermitente, dores em repouso, alterações tróficas. Angiopatias diabticas. úlcera crural. distúrbios circulatérios funcionais como doença de Raynaud e acrocianose.

Efeito Colateral :

Ocasionalmente tém sido relatados efeitos sobre o trato gastrintestinal com sensação de plenitude, dores gástricas e náusea. A natureza leve de tais efeitos raramente obriga interrupção do tratamento. Em casos de superdosagem ou em pacientes hipersensíveis, casos isolados de inquietação, hiperexcitabilidade, tremor das mos e alterações do sono tém sido observados. Esses efeitos, provavelmente, estáo correlacionados é ação anestásica local e ao efeito inibidor da serotonina de FLUDILAT. A maioria destas manifestações desaparece espontaneamente quando a dose reduzida a 300 mg diários ou menos. Os efeitos colaterais podem surgir mais frequentemente em pacientes de peso abaixo do normal.

Advertências e Precauções

FLUDILAT possui um efeito relaxante sobre a musculatura lisa, por isso, deve ser empregado com cautela em pacientes com retenção de urina residual, devido à hipertrofia prostática. Deve-se controlar regularmente a pressão intra-ocular e verificar os possveis distúrbios visuais em pacientes glaucomatosos submetidos terapêutica com o produto. Os pacientes suscetíveis a crises cerebrais especialmente aqueles que estejam recebendo doses altas do produto devem ser cuidadosamente controlados.

Fórmula :

FLUDILAT Comprimido: Cada comprimido contém 100 mg de fumarato de benciclano. FLUDILAT RETARD: Cada comprimido revestido contém 200 mg de fumarato de benciclano.

Contra indicação :

Insuficiência cardíaca descompensada e insuficiência hepática ou renal grave; fase aguda do infarto do miocárdio e apoplexia (durante os 3 primeiros dias); bloqueio A-V de qualquer grau. A infusão intravenosa ou intra-arterial está contra-indicada nos casos de colapso iminente e(ou) insuficiência cardíaca descompensada.

Interações Medicamentosas:

FLUDILAT pode agir sinergicamente com anti-hipertensivos, nitratos e outros vasodilatadores especialmente alfabloqueadores exacerbando suas ações respectivas. Durante a terapêutica com anticoagulantes, rotina aumentar a frequência de determinações dos parâmetros de coagulação sanguínea quando se usa, associadamente, qualquer outra terapêutica. FLUDILAT pode potencializar a ação de medicação psicotrpica com derivados tricclicos. Portanto, deve-se ter cautela com os pacientes que recebem altas doses desses medicamentos. A terapêutica combinada de FLUDILAT com anestásicos locais, antiarrtmicos ou betabloqueadores requer uma cuidadosa vigilância da função cardíaca.

Modo de Usar :

Oral: FLUDILAT: 1 comprimido 3 vezes ao dia e, em casos graves, 1 comprimido 4 vezes ao dia. FLUDILAT RETARD: 1 comprimido 2 vezes ao dia, após as refeições e, em casos graves, a dose poderá ser elevada para1 comprimido, 3 vezes ao dia.

Uso na Gravidez

Embora os estudos experimentais em animais prenhes não tenham mostrado quaisquer efeitos teratogúnicos sobre a prole, recomenda-se, quando da presença ou suspeita de gravidez, avaliar os benefícios do uso de FLUDILAT contra os possveis riscos para o feto.

Fabricante :

Akzo Nobel Brasil Ltda.

Rodovia Raposo Tavares km 18,5 S/N Bloco 51
Jardim Arpoador
CEP:05577-300
São Paulo - SP - Brasil
T + 55 11 2109-1100
F + 55 11 2109-1132
Website: www.akzonobel.com/br

Medicamentos do mesmo fabricante :

Androxon, Cotazym F, Dilena, Durateston 250, Durateston, Estandron P, Exluton, Fludilat, Ginedak, Ginestatin, Ginosutin M, Ginosutin, Humegon, Lipofacton, Microdiol, Norden, Orageston, Ormigrein, Ovestrion, Pavulon, Riselle, Sandrena, Styptanon


Advertências :

Leia atentamente a bula antes de tomar qualquer medicamento.

Caso tenha alguma dúvidas, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Este medicamento foi receitado para você e não deve ser dado a outras pessoas; o medicamento pode prejudicial, mesmo a pessoas que apresentem os mesmos sintomas.

Se algum dos efeitos secundários se agravar ou se detectar qualquer efeito secundário não mencionados nesta bula, informe o seu médico ou farmacêutico.

Esta bula pode ser utilizada apenas como uma referência secundária e informativa, pois trata-se de um registro histórico deste medicamento, portanto apenas a bula que acompanha o medicamento está atualizada de acordo com a versão comercializada. Sendo assim este texto não pode substituir a leitura da bula original.

O ministério da saúde adverte:

A automedicação pode fazer mal à sua saúde, lembre-se, a informação é o melhor remédio

Como descartar os medicamentos :

Todo medicamento, por conter diversas substâncias químicas, podem representar perigo ao meio ambiente e as pessoas, caso descartados incorretamente.

Nunca despeje líquidos no ralo ou em vasos sanitários, pois podem contaminar águas, mesmo no caso de cidades que contem com usinas de tratamento.

Os medicamentos são produtos que de maneira nenhuma devem ser consumidos fora do prazo de validade.

Informe-se sobre os locais que fazem a coleta adequada dos medicamentos vencidos. O sistema é parecido com o descarte de eletrônicos. Os laboratórios e postos de saúde são responsáveis pelo descarte apropriado para os remédios e algumas farmácias também recolhem os produtos.

Ampolas, seringas, agulhas e frascos de vidro danificados devem ser entregues à farmácia em uma sacola diferente daquela que contém restos de remédios

As embalagens dos medicamentos não devem ser reaproveitadas para o armazenamento de outras substâncias de consumo devido à potencial contaminação residual.

Como conservar seus medicamentos da melhor forma :

Mantenha o produto na embalagem original, tampado, guardado em lugar fresco e seco, ao abrigo da luz, de radiações e de calor excessivo.

No caso de cápsulas, não retire o sachê de sílica do interior da embalagem.

Mantenha-o longe do alcance de crianças.

Manuseie-o com as mãos limpas.

Se a embalagem contiver a etiqueta “Fórmula Fracionada”, siga a orientação descrita na etiqueta

O peso/volume do produto corresponde aquele discriminado no rótulo. A capacidade da embalagem pode ser maior do que seu conteúdo

Limpeza: essencial em qualquer situação. Mantenha os medicamentos livres de pó, partículas e mofo.

Medicamentos devem ser armazenados isoladamente de cosméticos, produtos de limpeza, perfumaria, etc.

Os medicamentos devem ser guardados em salas protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Caso observe alteração de cor, odor, ou consistência, procure seu farmacêutico.